Mostrando recursos 1 - 7 de 7

  1. Transmídia e a ecologia hipercomplexa das mídia. Poética, linguagem e mediação

    Santos, Marcelo Moreira
    O presente relatório foi realizado no âmbito do pós-doutoramento de Marcelo Moreira Santos, feito no CIAC, Centro de Investigação em Artes e Comunicação da UAlg, entre 01 de Agosto de 2016 e 06 Janeiro de 2018. A presente pesquisa visa a analisar o fenômeno transmidiático à luz da semiótica de Charles S. Peirce em conjunção com as teorias sistêmicas desenvolvidas por Edgar Morin, Mário Bunge, Ilya Prigogine e Jorge Albuquerque Vieira.

  2. João Dias: ‘Sou localista para contrariar a tendência de fazer para fora’

    Soares, Ana
    JOÃO DIAS, nascido em Faro em 1976, fotógrafo, surgiu a público com o documentário "As Operações SAAL" (2007), que a distribuidora Midas pôs em exibição em Maio e Junho de 2009, no Classic City Alvalade, em Lisboa — um filme de 100 mn.sobre as rigadas de construção de “casas decentes para o povo” que envolveram arquitectos e populações locais em 1974/1975. O autor considera-se um “localista”, um pouco como Sofia Trincão. Nesta entrevista, aborda a importância que Edgar Pêra e Pedro Costa (junto de quem trabalhou entre 1998 e 2009) tiveram na sua formação de autodidata. Lecciona um unidade curricular...

  3. Pedro Sena Nunes. ‘A produção é uma área absolutamente criativa’

    Soares, Ana Isabel
    PEDRO SENA NUNES nasceu em Lisboa em 1968. Terminou o Curso de Cinema da ESTC, área de Imagem, em 1992 e co-fundou a Companhia Teatro Meridional. Frequentou cursos e workshops de cinema, fotografia, vídeo, teatro e escrita criativa em Barcelona, Lyon, Sitges, Budapeste e Florença. Realizou documentários e ficções em cinema e vídeo e produziu mais de 90 spots publicitários para televisão e rádio. Bolseiro de várias Instituições, colabora com coreógrafos, encenadores, artistas plásticos, actores, designers, músicos e arquitectos. Foi júri de concursos e festivais de fotografia, teatro, design, dança e cinema.

  4. Sofia Trincão: ‘O documentário é um meio para...’ Entrevista in João Maria Mendes

    Soares, Ana Isabel
    SOFIA TRINCÃO nasceu em 1966 e tornou-se conhecida no meio cinematográfico quando os seus documentários sobre o sotavento algarvio começaram a ser premiados em festivais internacionais: Praia de Monte Gordo, por exemplo, rodado em 2005 e 2006, recebeu quatro prémios em festivais em Espanha, República Eslovaca e Turquia. (Antes, o universo do documentarismo localista já se tinha interessado por Praia da Lota). Desde 2001 que filma em conjunto com Oscar Clemente, espanhol, e os apoios encontrados em Sevilha têm sido determinantes para o seu trabalho.

  5. A deriva na análise do espaço urbano, na perspetiva da média-arte locativa

    Carvalho, Isabel; Bidarra, José; Figueiredo, Mauro
    Este artigo reflete sobre a deriva urbana, em contexto pedagógico, realizada na Vila de Caminha, como prática artista e enquanto exercício de experimentação, leitura e análise daquele espaço. Através de tecnologia móvel, nomeadamente smartphones e tablets, aborda-se a média-arte locativa como instigadora da experimentação de espaços urbanos. Explora-se a deriva como exercício de apreensão urbana e processo de procura e levantamento de narrativas locativas. Com base numa investigação teórica e na análise de resultados empíricos obtidos com tecnologias de realidade aumentada atualmente existentes, reflete-se ainda acerca do papel da média-arte locativa na vivência de espaços urbanos e no seu contributo...

  6. O judeu que guardou portugueses no quarto de Van Gogh

    Monteiro, Luísa
    Tomás Vieira, carroceiro em Paris, nascido a 7 de Março de 1890, em Albufeira, foi deportado para Dachau, a 9 de Agosto de 1944, no “Comboio Fantasma”, com outros oito portugueses, entre eles, os louletanos Casimiro Martins e Manuel João. A 14 de Setembro desse ano foi transferido para o comando Ebensee de Mauthausen, uma unidade subterrânea de produção de armamento, a que os nazis deram vários nomes de código (Kalk-Calcário ou Zement–Cimento, entre outros) com o objectivo de disfarçar a sua função: o extermínio.

  7. Stroud, sean: the defence of tradition in Brazilian popular music. Politics, culture and the creation of música popular brasileira.

    Boto, Sandra
    This book is the result of Sean Stroud’s doctoral research, with which he earned a PhD from King’s College London in 2005, under the supervision of Professor David Treece. Since then, Stroud has continued his studies in the same field: Brazilian popular.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.