Recursos de colección

Repositório do Instituto Politénico de Castelo Branco (14.146 recursos)

O Repositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco tem como objectivos fundamentais a divulgação, a preservação em formato digital e a partilha do conhecimento científico gerado na instituição, constituindo-se numa ferramenta de valor acrescentado porque permite aumentar a visibilidade e o impacto da investigação desenvolvida.

EDUCARE/EDUCERE: Revista da Escola Superior de Educação

Mostrando recursos 1 - 20 de 70

  1. Animação, património e território : a animação artística ao serviço da comunidade

    Leitão, Madalena; Lopes, Joana
    O Património Cultural, como história individual e coletiva, tem de ser valorizado pelas populações locais, na medida em que corresponde ao seu universo identitário. Neste artigo, defendemos ser fundamental, para uma verdadeira dinamização do Património local, que a comunidade conheça e reconheça o valor dessa herança cultural, a fim de a poder rentabilizar como recurso de desenvolvimento. Consideramos, igualmente, que a Animação Artística, enquanto forma de intervenção num território, num trabalho efetivo e prolongado numa comunidade, promove a força desse património, desafia mentalidades, explora projetos de interação, incentiva a aceitação da diversidade, cria o novo, acolhendo o antigo. Quando se...

  2. A Pedagogia social/Educação social nos meandros da comunidade e da escola

    Martins, Ernesto Candeias
    O conteúdo do artigo reflete e aprofunda os aspetos fundamentais de articulação da tríade ‘pedagogia social/educação social’, ‘comunidade’ e ‘escola’, todos estes elementos encontram-se em mudança nos seus modelos, ajustando-se aos novos cenários, contextos e exigências da sociedade do conhecimento. O autor estabelece uma abordagem reflexiva e hermenêutica assente em quatro pontos fulcrais: ao nível da semântica dos conceitos, situando-se no terreno epistemológico das ciências da educação; relacional, entre a pedagogia social (aspeto teórico) e educação social (aspeto prático), intentando interpretar a prática da ação (intervenção) do educador social (mediador); e a função da educação social no contexto escolar e...

  3. A outra educação da infância sem voz expressa na literatura (séc. XIX-XX)

    Martins, Ernesto
    O autor aborda a questão da infância pobre, marginalizada, abandonada e delinquente, centralizando-se nas suas imagens e/ou representações e, consequentemente, da sua ‘não educação’ (aspecto material), trata-se de uma temática que se insere na história da infância inadaptada (vertente cronológica), na história da criança (vertente categoria), na história da assistência educativa (vertente pedagógica) e na etnografia da infância marginalizada (vertente antropológica e sociológica). A partir dessas imagens será possível estruturar as suas histórias de vida, o seu quotidiano, as suas aprendizagens, os seus percursos, etc. Metodologicamente seleccionaram-se alguns textos (discursos e narrações numa perspectiva educativa e cultural) de periódicos (jornais...

  4. Entre o provável e o desejável : a educação no novo milénio

    Martins, Ernesto
    O autor apresenta uma visão prospectiva de algumas tendências prováveis, provenientes do actual diagnóstico da sociedade do conhecimento e da informação. Destacamos os desafios mais importantes que provavelmente afectarão o sistema educativo em geral e a educação das novas gerações em particular, já que educar é preparar hoje os homens do amanhã. Analisa, ainda, algumas questões da agenda educativa do séc. XXI, inserindo-as nos desafios imediatos, nos valores presentes na formação dos educandos, na inovação pedagógica do sistema educativo, na qualidade e avaliação dos professores, etc., frente aos reptos da sociedade. Propõem que os professores sejam mais polivalentes e autónomos,...

  5. A investigação-acção (i-a) e a sua influência na formação dos actuais formadores

    Martins, Ernesto
    Iremos analisar historicamente a evolução da I-A, incidindo-a posteriormente naqueles indicadores educativos necessários à implementação desse instrumento de investigação na prática educativa, dos professores com algum tempo de exercício profissional. Um dos problemas educativos actuais, mas preocupante da nossa sociedade educativa é o aperfeiçoamento técnico ou prático do novo perfil do professor para o séc. XXI. Passámos das exigências de escolaridade obrigatória e de educação integral para indicadores de qualidade de ensino e de educação que directamente atinge a qualidade de vida dos indivíduos e as respectivas mudanças sociais. Neste estudo reflectiremos da necessidade de formação constante dos professores, de modo a...

  6. Portugal – Da pré-revolução à actualidade : os caminhos da formação em educação física e desporto

    Faustino, António
    Os Objectivos da investigação foram: (1) descrever a situação da formação em Educação Física e Desporto em 1974: (2) descrever a evolução dessa formação até à actualidade. Esta investigação consistiu numa análise histórica, tendo por base uma revisão documental e bibliográfica. As datas escolhidas obedecem ao seguinte critério: (1) necessidade de garantir um relativo distanciamento temporal aos dados em estudo e simultaneamente um marco de referência por todo o conjunto de alterações que a Revolução de 1974 acarretou na sociedade portuguesa, em geral, e nos programas de formação de professores para a matéria, em particular (data inicial): (2) necessidade do estudo...

  7. Formação inicial de professores em educação especial : análise da percepção das práticas e de necessidades

    Mesquita, Helena; Rodrigues, David
    A educação de crianças com necessidades educativas especiais tem sofrido algumas mudanças ao longo dos tempos. A partir da década de 70 as mudanças em Educação Especial direcionam-se no sentido de uma progressiva integração da criança com necessidades educativas especiais na escola regular. Neste processo o professor do ensino regular tem um papel importante, na medida em que este se confrontará cada vez mais com crianças com necessidades na sua sala de aula, o que o leva também a confrontar-se com metodologias diferentes, novas técnicas de trabalho e diferentes estratégias, daí que ele tenha que estar consciente do seu papel e...

  8. A renovação na formação de professores em necessidades educativas especiais

    Mesquita, Helena
    Com a política de integração escolar das crianças com necessidades educativas especiais nas escolas de ensino regular, profundas alterações se vão produzindo no papel que o professor tem que desempenhar, a fim de dar resposta às necessidades de cada criança. Estas mudanças não se dão só na acção do professor da classe regular, mas também na dos professores de apoio/professor de educação especial. No presente artigo pretende-se realçar a necessidade de renovação na formação dos professores, focando os diferentes modelos de formação face à educação das crianças com necessidades educativas especiais numa escola que se pretende que seja ”para todos”.

  9. Uma nova política em necessidade educativas especiais : o decreto lei 319/91-rumo a uma escola inclusiva

    Mesquita, Helena
    A partir da década de 70, a evolução da educação das crianças com necessidades educativas especiais pode ser analisada à luz de diferentes marcos legais internos, que alteraram profundamente a política educativa nesta área de intervenção. O Decreto-Lei 319/91 é um desses marcos, pelo que o presente artigo tem como objectivo realçar a sua importância na evolução da integração escolar de crianças com necessidades educativas especiais nas estruturas regulares de ensino, bem como do seu contributo para a renovação e inovação das políticas educativas.

  10. O papel do professor face às mudanças educativas e processos de inovação numa escola para todos

    Mesquita, Helena
    O artigo tem como objectivo realçar a importância do papel do professor face a uma “escola para todos”, bem como nas profundas alterações profissionais que se vão produzindo e nas diferentes funções que o professor tem que desempenhar, afim de dar resposta às necessidades de cada criança numa escola que se pretende que seja “para todos”. Estas mudanças não se dão só na acção do professor da classe regular, mas também na dos professores de apoio/professor especializado.

  11. Ética e valores. Orientações para uma educação ambiental

    Martins, Ernesto
    Numa perspectiva ética e axiológica o autor pretende, no seguimento de outros estudos, reflectir sobre o modo de entender as relações do homem com o seu meio. Assim, trata de pontualizar duas classes de ética vigente e dar alguns pressupostos de uma educação para os valores. Noutro ponto, aborda a educação ambiental desde a perspectiva ético-moral e axiológica, terminando com algumas orientações pedagógicas para a prática de uma educação ambiental numa perspectiva formal (‘projecto – Escola’). Como incutir na prática e desde a escola uma educação ambiental que oriente os educandos para actuações de protecção e preservação da natureza? Esta...

  12. Metodologias para o ensino secundário fundamentadas no ensino por pesquisa

    Ferreira, António; Paixão, Fátima
    Caracteriza-se o Ensino por Pesquisa, uma perspectiva de trabalho científico, que corporiza a mais recente abordagem didáctica para o ensino das Ciências. Procura-se aqui fundamentar a implementação prática desta propostas no ensino secundário sustentando-a nos principais desafios que se colocam actualmente a este nível de ensino. Elucida-se o sentido de alguns conceitos utilizados na discussão que sustentam as abordagens preconizadas.

  13. A diversidade cultural e a cidadania intercultural europeia

    Martins, Ernesto
    O pluralismo e o multiculturismo são características das sociedades democráticas modernas. O autor pretende fazer uma abordagem ao sentido da diversidade cultural e da educação intercultural. Neste contexto, um dos objectivos da interculturalidade é o de favorecer a integração dos povos e das culturas e, simultaneamente, alcançar-se uma cidadania intercultural. Contudo, é difícil termos uma conceptualização clara das propostas, dos programas e das iniciativas para essa implementação, inclusive no plano educativo. Uma das dificuldades está na complexidade da identidade cultural e no estatuto da ‘cultura’ como um bem primário. Haverá que criar uma consciência de inter-relação entre a pessoa e...

  14. Um olhar sobre as fontes e as abordagens da investigação histórico-educativa

    Martins, Ernesto
    O autor neste artigo insiste na importância da historicidade do quotidiano escolar e social (este implica o educativo e o cultural), principalmente na vida das instituições educativas, da criança em formação (em particular a mais desprotegida ou com dificuldades de aprendizagem), a convivência na comunidade educativa, a história de vida dos professores, etc. Todos estes aspectos implicam, o debate sobre as fontes documentais e perspectivas metodológicas (método biográfico, as histórias oral, as memórias, as biografias,...) preponderantes não só para a análise da vida quotidiana, mas também como elementos para história social e educativa. Destaca, ainda, dois campos de investigação na...

  15. Valorização da história da ciência no ensino da física e química: reflexões em torno das propostas do currículo do 8º ano de escolaridade sobre o tema conservação da massa nas reacções químicas

    Paixão, Fátima; Cachapuz, António
    Aborda-se a problemática da valorização da História da Ciência no ensino tomando este numa perspectiva de ciência para todos os cidadãos, como se aponta nas orientações gerais da Reforma Curricular e em particular nas finalidades do Programa de Física e Química para o 3º Ciclo do Ensino Básico. É apresentada uma leitura crítica do Documento Oficial sobressaindo a diferença entre os Princípios Orientadores e as Sugestões e Metodológicas, estas afastadas daqueles. A análise converge para o tema “Conservação da massa nas reacções químicas”, pela sua importância como temática de grande valor histórico, epistemológico e educativo. Sugere-se uma possível estratégia de...

  16. Valorização da história da ciência no ensino da física e química: reflexões em torno das propostas do currículo do 8º ano de escolaridade sobre o tema conservação da massa nas reacções químicas

    Paixão, Fátima; Cachapuz, António
    Aborda-se a problemática da valorização da História da Ciência no ensino tomando este numa perspectiva de ciência para todos os cidadãos, como se aponta nas orientações gerais da Reforma Curricular e em particular nas finalidades do Programa de Física e Química para o 3º Ciclo do Ensino Básico. É apresentada uma leitura crítica do Documento Oficial sobressaindo a diferença entre os Princípios Orientadores e as Sugestões e Metodológicas, estas afastadas daqueles. A análise converge para o tema “Conservação da massa nas reacções químicas”, pela sua importância como temática de grande valor histórico, epistemológico e educativo. Sugere-se uma possível estratégia de...

  17. Qualidade e aprendizagem que relação pedagógica para a escola do sec. XXI

    Pais, António; Pais, António
    Desde que (Kereser & KubiceK, 1977) defenderam a Teoria da Contingência, que muito se tem discutido acerca das influências externas sobre o acto educativo, e que manifestam sob a forma de códigos expressos em duas classes de critérios hegemónicos na configuração do conhecimento e investigação educativa, e consequentemente na definição das formas de acepção semântica das questões da qualidade em educação: .Critérios normativos com as correspondentes operações lógico formais. .Critérios e pressões ditadas e exercidas desde fora da prática sócio-escolar, no sentido de uma suposta melhoria em direcção à tão ambicionada qualidade da Educação e do Ensino. Neste artigo propomos uma viagem retrospectiva...

  18. Média : infância e docência

    Garcia, Ana
    O presente artigo prende-se com o facto de os media se terem tornado um agente de socialização tão importante quanto a escola. Todavia, a formação dos Educadores de Infância e do Ensino Básico carece de conteúdos e metodologias para reflectir sobre os efeitos dos programas televisivos para a infância. Seguindo diversos investigadores abordamos a problemática emergente do impacto dos media na socialização e nas culturas. A inclusão nos curricula de uma disciplina de Cultura e Análise da Imagem poderia preencher uma lacuna na formação de formadores da geração que tem como agente de socialização privilegiado uma “ama infiel electrónica”.

  19. Avaliar com segurança? Mas como?

    Abrantes, Manuela
    O presente estudo teve como objectivo verificar quais as concepções de avaliação de dois professores de português, que instrumentos de avaliação utilizavam e se haveria alguma correspondência entre as suas concepções e a utilização de instrumentos diversificados feita de forma sistemática A escolha do tema deve-se à polémica que a propósito dele se tem gerado nas escolas. Este artigo apresenta de forma sumária as fases de um estudo meramente exploratório.

  20. Análise do discurso do professor de língua estrangeira : um contributo para linguagens mais eficazes

    Abrantes, Manuela
    O estudo que vamos apresentar centra-se na linguagem de sala de aula, no contexto do ensino de inglês no 2º ciclo do ensino básico. Envolver 4 professores cooperantes cujas aulas foram gravadas e analisadas, com a finalidade de identificar instruções claras e menos claras. Realizam-se três sessões de formação em diferentes momentos do projecto, tendo em vista o desenvolvimento profissional dos participantes. Os resultados obtidos permitam-nos concluir que a auto-observação crítica de linguagem de sala de aula pode contribuir para um ensino reflexivo e para a emergência de professores e formadores reflexivos.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.