Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (11.386 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

PORG - Artigos em revistas nacionais

Mostrando recursos 1 - 20 de 132

  1. Respostas de stress e recursos de coping nos enfermeiros

    McIntyre, Teresa; McIntyre, Scott Elmes; Silvério, Jorge
    Neste artigo faz-se uma revisão da literatura sobre os modelos de stress ocupacional em contextos de saúde. São também apresentados os resultados preliminares de um estudo mais alargado sobre as fontes de stress, as respostas de stress e os recursos de coping nos profissionais de saúde da região Norte. Este artigo refere-se a uma amostra de 62 enfermeiros hospitalares no Norte de Portugal. Os instrumentos usados foram o Inventário de Recursos para Lidar com o Stress, o Inventário de Respostas e Recursos Pessoais, após adaptação e validação para Portugal pelos autores, e um questionário demográfico desenvolvido para o estudo. Os resultados indicam que as três principais fontes de stress para os enfermeiros são:...

  2. Hospital, uma organização de profissionais

    Monteiro, Ileana Androniu Pardal
    Reconhecendo a importância da gestão dos hospitais para fazer face às dificuldades que o sistema de saúde atravessa, e constatando que são poucos os estudos publicados sobre estas organizações, procurámos dar um contributo (necessariamente limitado) ao estudo desta matéria. Após uma breve revisão de literatura, em que apresentamos alguns dos principais modelos, interessámonos particularmente pelo modelo da burocracia profissional, configuração estudada por Henri Mintzberg (1982), nos hospitais dos EUA e que Michel Cremadez (1992) descreve também nos hospitais franceses. Questionámo-nos pois se, no nosso país, esta estrutura também poderia existir. Estudámos esta questão, através da análise de conteúdo de entrevistas realizadas junto dos membros do conselho de administração, das chefias médicas e de enfermagem do centro operacional,...

  3. Hospital, uma organização de profissionais

    Monteiro, Ileana Androniu Pardal
    Reconhecendo a importância da gestão dos hospitais para fazer face às dificuldades que o sistema de saúde atravessa, e constatando que são poucos os estudos publicados sobre estas organizações, procurámos dar um contributo (necessariamente limitado) ao estudo desta matéria. Após uma breve revisão de literatura, em que apresentamos alguns dos principais modelos, interessámonos particularmente pelo modelo da burocracia profissional, configuração estudada por Henri Mintzberg (1982), nos hospitais dos EUA e que Michel Cremadez (1992) descreve também nos hospitais franceses. Questionámo-nos pois se, no nosso país, esta estrutura também poderia existir. Estudámos esta questão, através da análise de conteúdo de entrevistas realizadas junto dos membros do conselho de administração, das chefias médicas e de enfermagem do centro operacional,...

  4. Os motivos de sucesso, afiliação e poder – Desenvolvimento e validação de um instrumento de medida.

    Rego, Arménio
    Este artigo expõe o modo como foi desenvolvido e validado um instrumento de medida dos três motivos mais profusamente estudados por McClelland e seus colaboradores: sucesso, afiliação e poder. O estudo envolveu várias fases: a) foram recolhidos itens na literatura; b) elaborou-se um questionário contendo 58 escalas tipo Likert, de 7 pontos; c) este questionário foi aplicado a uma amostra composta por 243 indivíduos; d) por intermédio da análise factorial das componentes principais, procedeu-se a uma «depuração», donde resultou um questionário composto por 27 itens. Obtevese uma estrutura factorial de três dimensões correspondentes aos três motivos mencionados. Os coeficientes Alfa de Cronbach cifram-se em valores superiores ao mínimo sugerido por Nunnally (1978). O instrumento emergente...

  5. Os motivos de sucesso, afiliação e poder – Desenvolvimento e validação de um instrumento de medida.

    Rego, Arménio
    Este artigo expõe o modo como foi desenvolvido e validado um instrumento de medida dos três motivos mais profusamente estudados por McClelland e seus colaboradores: sucesso, afiliação e poder. O estudo envolveu várias fases: a) foram recolhidos itens na literatura; b) elaborou-se um questionário contendo 58 escalas tipo Likert, de 7 pontos; c) este questionário foi aplicado a uma amostra composta por 243 indivíduos; d) por intermédio da análise factorial das componentes principais, procedeu-se a uma «depuração», donde resultou um questionário composto por 27 itens. Obtevese uma estrutura factorial de três dimensões correspondentes aos três motivos mencionados. Os coeficientes Alfa de Cronbach cifram-se em valores superiores ao mínimo sugerido por Nunnally (1978). O instrumento emergente...

  6. People first: Strategies of empowerment in work organizations

    Francescato, Donata; Morganti, Monica
    The Community Psychologists in the 80's began to see that the working environment could be a determining factor in the well-being of the individuals so they began to engage in training, research and consultancy for Companies and Trade Unions. The objective is to promote positive strategies amongst work organizations, Trade Union Organizations, health, social and recreational services, local political institutions, Ministries and Associations in a given area in order to confront problems of common interest. Once the network is informally set up the community psychologist attempts to make it completely authonomous and diminuishes his or her involvement by delegating competency to the member of the network themselves. Conditions are created in which there is opportunity for growth...

  7. People first: Strategies of empowerment in work organizations

    Francescato, Donata; Morganti, Monica
    The Community Psychologists in the 80's began to see that the working environment could be a determining factor in the well-being of the individuals so they began to engage in training, research and consultancy for Companies and Trade Unions. The objective is to promote positive strategies amongst work organizations, Trade Union Organizations, health, social and recreational services, local political institutions, Ministries and Associations in a given area in order to confront problems of common interest. Once the network is informally set up the community psychologist attempts to make it completely authonomous and diminuishes his or her involvement by delegating competency to the member of the network themselves. Conditions are created in which there is opportunity for growth...

  8. Significação social da psicologia: IV -Porque é que hoje se pensa como os psicólogos?

    Franck, Robert
    Inexistente

  9. Erro humano: Uma conferência internacional

    Pereira, Orlindo Gouveia
    Inexistente

  10. George Katona (1901-1981): Precursor da psicologia económica

    Raposo, Elsa Simões
    Inexistente

  11. Kaltest - 1983: Apresentação de um novo instrumento de Psicometria relacional em computador e suas relações com a psicologia da personalidade

    Pereira, Orlindo Gouveia; Ferreira, Carlos Pinto
    Inexistente

  12. Da manufactura às novas formas de organização do trabalho: A ordem de um percurso

    Lopes, Albino; Reto, Luís
    Inexistente

  13. Os aspectos psicológicos da Ergonomia

    Gaussin, José
    Com as mesmas dificuldades técnicas, com o mesmo material herdwore, é possível conceber diversos logiciels, diferentes software; isto significa que é possível organizar o trabalho, não apenas de uma forma, mas de várias forma diferentes. Algumas destas organizações do trabalho serão adoptadas ao homem; outras, não. O contexto, a longo termo, é o da saúde e da higiene pública Sentimo-nos na direito de afirmar que actualmente, um bom conhecimento dos processos cognitivos, conjuntamente com um acesso activo d constituição dos logiciels, reunirá a preocupação já estabelecida da preservação da saúde e da salubridade dentro e fora da empresa.

  14. A ética dos negócios: O que são os quatro «E 's»

    Gasparski, Wojciech
    O presente artigo aborda as questões amplamente relacionadas com a ética dos negócios, ética da actividade económica ou ética empresarial. Relata e analisa as principais questões que sobressaem de três encontros de trabalho em Torun, em Tóquio e em Frankfurt. O fio condutor constitui a abordagem teleológica da ética dos negócios, onde a actuação humana é avaliada do ponto de vista dos quatro critérios (eficácia, eficiência, ética e estética), denominados como quatro «E’s)>. Palavras-chave: ètica dos negócios, praxeologia, eficiência, critério do ((Quádruplo “E”»

  15. Gestão do conhecimento e competitividade organizacional: Um modelo estrutural

    Cardoso, Leonor
    A generalidade dos autores que se dedica ao estudo da gestão do conhecimento sustenta a existência de uma relação entre esta e o desempenho organizacional, numa óptica de criação e manutenção de vantagens competitivas sustentáveis. Neste artigo apresentamos um modelo de equações estruturais, através do qual se procura testar, na globalidade e para a mostra estudada (50 organizações industriais do Distrito de Viseu), a validade do pressuposto teórico enunciado, avaliando relações de dependência ou interdependência simultâneas entre um conjunto de variáveis que evidenciou possuir relações de maior magnitude em estudos prévios e no âmbito dos quais utilizámos análises de regressão múltipla. Os resultados obtidos sugerem a existência...

  16. Como podem as organizações gerir paradoxos?

    Cunha, Miguel Pina e; Rego, Arménio; Sousa, Mlton
    As organizações participam em ambientes que, além de complexos, são repletos de ambiguidade e de exigências contraditórias. A capacidade de trabalhar com os paradoxos é necessária para responder a essa complexidade ambiental. Este artigo discute como esse desafio pode ser levado a cabo. Começa por esclarecer a diferença entre processos por vezes equiparados a paradoxos por envolverem contradições, nomeadamente dilemas e dialéticas. Trata, depois, de diferentes possibilidades de resposta às situações paradoxais. Discute, finalmente, como dessas respostas podem resultar círculos viciosos versus virtuosos.

  17. Resposta coletiva compassiva: Impacto de estrutura e missão organizacional

    Araújo, Maria; Marujo, Helena Águeda; Lopes, Miguel Pereira
    A capacidade coletiva compassiva tem claras implicações no desempenho e no bem-estar dos indivíduos no contexto organizacional (Lilius, Worline, Maitlis, Kanov, Dutton, & Frost, 2008). O presente estudo tem como objetivo descrever a forma como o efeito combinado de práticas e características de flexibilização de estrutura organizacional contribuem para o aumento de respostas coletivas compassivas (RCC) em organizações com missão pró-social, quando comparadas com organizações cuja missão é focada na produtividade. Este objetivo tem como pressuposto que todas as organizações, independentemente da sua missão (pró-social vs. produtiva), podem ter a capacidade de se auto-organizar de forma compassiva para minimizar o sofrimento dos colaboradores, embora o possam fazer através...

  18. O plano de marketing: Um estudo discursivo

    Toledo, Luciano Augusto; Prado, Karen Perrotta Lopes de Almeida; Petraglia, José
    O artigo tem como propósito contribuir com a discussão sobre a relevância do plano de marketing no contexto das atividades de marketing. O trabalho foi estruturado sob a modalidade de ensaio, e compõe-se de uma revisão do referencial teórico, mediante uma análise conceitual crítica de alguns aspectos pertinentes ao assunto. O tema é tratado sob uma perspectiva de um sistema hierárquico de decisões, pondo-se em destaque o marketing como uma função da troca e o papel do marketing no direcionamento da gestão estratégica. É estudada, ainda, a importância do plano de marketing e principais equívocos. O trabalho conclui com a afirmação de que o plano de...

  19. Insatisfação com sistemas organizacionais e repercussão no atendimento a clientes

    Pinto, Éder Paschoal
    O objetivo central deste trabalho interdisciplinar é verter um facho de luz sobre a relação entre a insatisfação com sistemas organizacionais e a dissonância cognitiva no atendimento a clientes. Os vendedores e seus clientes, de três unidades de uma rede de vendas de veículos autorizada a atuar no Sul do Brasil, foram selecionados para a pesquisa. Dois instrumentos de coleta de dados foram construídos pelo autor, para investigar os selecionados. Eles foram aplicados em dois momentos distintos. No primeiro, os vendedores e seus clientes responderam a questões sobre atendimento, nas diversas fases de vendas. No segundo, os vendedores responderam a questões sobre o sistema organizacional da rede,...

  20. Beyond human and intellectual capital: Profiling the value of knowledge, skills and experience

    Oliveira, Teresa Carla; Holland, Stuart
    The concept of human capital is associated mainly with the Nobel Laureate Gary Becker and, in his usage, has a clear conceptual basis as investment in the costs of formal education. By contrast, this paper suggests that ‘intellectual capital’ is a re-branding of knowledge, skills and experience rather than re-conceptualisation of resource based learning. Becker also chose not to include informal knowledge, skills or experience within his concept of human capital, which remains limited by its constrained premises. This paper submits that both human capital and intellectual capital advocates fail to identify or measure the tacit knowledge and implicit learning which increasingly is recognised as a key...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.