Recursos de colección

Repositório do ISPA Instituto Superior de Psicologia Aplicada (11.353 recursos)

No Repositório do ISPA pode encontrar diversos tipos de documentos, em formato digital, resultantes da produção científica do ISPA designadamente: teses de doutoramento, teses de mestrado, artigos em publicações periódicas nacionais e internacionais, relatórios técnicos, artigos em actas de conferências nacionais e internacionais e capítulos de livros.

CIE-ISPA - Centro de Investigação em Educação

Mostrando recursos 1 - 20 de 33

  1. Emoções face à matemática e progressão na escolaridade: Estudo longitudinal com alunos do 5º e 7º anos de escolaridade

    Mata, Maria de Lourdes Estorninho Neves; Peixoto, Francisco José Brito; Monteiro, Vera; Sanches, Cristina
    À medida que os alunos progridem na escolaridade enfrentam novos desafios que poderão ter influência nas emoções vivenciadas em contexto educativo. Para uma melhor compreensão desta problemática desenvolvemos um estudo longitudinal com o objetivo de estudar as emoções de alunos do 5º e 7º anos, face às aulas e testes de matemática, com a sua progressão na escolaridade. Em paralelo analisámos se o género e o desempenho a matemática introduziam alguma especificidade nas emoções vivenciadas. Participaram neste estudo 1266 alunos, que foram seguidos durante 3 anos e que no ano do início da recolha de dados 674 (53.2%) estavam no 5º ano e 592 (46.8%) no...

  2. Conhecimento metalinguístico e aprendizagem da leitura e da escrita

    Gaiolas, Mónica Isabel Sampaio; Martins, Margarida Alves
    Esta investigação teve como objetivo estudar a relação entre conhecimento metalinguístico (consciência fonológica, morfológica e sintática) e desempenho em leitura e escrita no final do 2º ano de escolaridade. Participaram neste estudo 28 crianças de língua portuguesa seguidas do início do primeiro ano ao final do segundo ano de escolaridade, selecionadas de uma amostra inicial de 83 crianças. As mesmas foram avaliadas no início de cada ano letivo (provas de consciências fonológica, morfológica e sintática) e no final de cada ano letivo (provas de leitura e escrita de palavras). Foram constituídos 2 grupos de crianças: (i) bons desempenhos em leitura e escrita de palavras no final...

  3. Capacitação de pais com filhos com deficiência

    Dias, Sandra Cristina Camisão; Pimentel, Júlia van Zeller de Serpa
    O modelo de 3.ª geração de Dunst (2000) valoriza o papel dos pais no desenvolvimento social, cognitivo e emocional dos filhos, que se reflete no bem-estar da família (Cruz & Ducharne, 2006). Estando as famílias que têm filhos com deficiência sujeitas a elevado stresse, importa promover a sua competência a fim de conseguirem interpretar as suas necessidades e mobilizar os recursos formais e informais necessários para as satisfazer. Baumrind (1991) comprovou empiricamente a influência dos estilos e das competências parentais no desenvolvimento dos filhos e Dunst (2013) relacionou-os com a competência parental percebida. O projeto Oficinas de Pais, desenvolvido em Portugal pela Associação Pais em Rede (março 2011- outubro 2014),...

  4. Análise psicolinguística dos erros de leitura em crianças do 1º ao 4º ano de escolaridade

    Simões, Edlia Alves; Martins, Margarida Alves
    A investigação sobre leitura indica a importância de se avaliar a leitura oral de palavras. Esta avaliação permite caracterizar os erros de leitura no sentido de identificar as estratégias que lhes subjazem e assim compreender o processo de aquisição da leitura. O presente estudo teve como objetivo uma análise psicolinguística dos erros de leitura de crianças a frequentar do 1º ao 4º ano de escolaridade, no caso específico da ortografia portuguesa, que se caracteriza como uma ortografia semitransparente. Foi administrada uma prova de leitura oral de palavras, constituída por 17 itens em que são contempladas a maioria das correspondências grafema-fonema da ortografia portuguesa. Os erros foram categorizados em duas...

  5. Escritas inventadas: Comparação de dois programas de intervenção que agem na zona proximal de desenvolvimento

    Silva, Ana Cristina; Almeida, Tiago
    A aquisição do princípio alfabético tem sido relacionada com a evolução das escritas inventadas. Alves Martins et al. (2013, 2014), e Oulette et al. ( 2013) levaram a cabo estudos de intervenção com impacto nos progressos das escritas inventadas e no desenvolvimento de competências precoces de leitura. Os programas de intervenção destes autores seguem de perto princípios de instrução Vygostianos, pois ambos actuam na zona proximal de desenvolvimento, usando, contudo, diferentes metodologias quanto à forma de transmitir feedback à criança relativamente às versões iniciais de escrita infantil e no que concerne à existência de interacções sobre o escrito, que só acontece no paradigma de Alves Martins et al. (2014). Pretende-se...

  6. Análise da estrutura de participação colaborativa em tarefas de "escrita encadeada"

    Madeira, Maria Leocádia Ferreira Sales Ribeiro; Montanero, Manuel
    O principal objetivo deste estudo empírico é investigar algumas caraterísticas da interação entre pares, em tarefas de escrita encadeada, com alunos do 4º ano, do 1º ciclo do Ensino Básico. O método de investigação centrou-se na obtenção de informação qualitativa do discurso colaborativo registado nas transcrições verbais de das atividades de discussão entre pares em duas tarefas de escrita sequencializada, com e sem apoio de um sistema externo de representação (tabela narrativa). Nas transcrições registaram-se 273 mensagens no total, agrupados em configurações conversacionais IRA e IRF. Os resultados mais relevantes põem em evidência os processos de interação estao fortemente condicionados pelo tipo de recurso de apoio ministrado. Os pares que trabalharam com...

  7. Motivação académica: Suas relações com o autoconceito; género e desempenho académico

    Reboredo, Ana Rita; Monteiro, Vera
    Segundo a teoria da autodeterminação os alunos podem estar intrinsecamente ou extrinsecamente motivados para realizar as tarefas escolares. Referem os autores que, embora originalmente motivados extrinsecamente, os alunos podem evoluir e vir a experimentar sentimentos de autonomia e melhorar a sua persistência na realização das atividades. Este processo tem sido associado, entre outros, ao autoconceito e desempenho académicos. O presente estudo pretende analisar em que medida os diferentes níveis de regulação para a aprendizagem (intrínseca, identificada, introjetada e externa) estão relacionados com o autoconceito académico, a autoestima, o ano de escolaridade, o género e o desempenho académico. Para o efeito participaram 454 alunos do distrito de Lisboa, a frequentar o...

  8. Regulação das emoções e padrões de aprendizagem em adolescentes: Um estudo com o REQ-2

    Machado, Teresa Sousa; Pardal, Ana
    A investigação psicológica tem mostrado renovado interesse pelo estudo da regulação das emoções e suas implicações desenvolvimentais, referindo a necessidade de criar instrumentos de avaliação de estratégias de regulação das emoções, para diferentes idades. Em contexto escolar a regulação das emoções tem sido menos estudada, embora ela seja essencial para a adaptação ao meio académico (quer na vertente inter-relacional, como na adopção de estratégias para fazer face ao estudo e avaliações). Apresentamos um estudo das relações entre a percepção de estratégias de RE (avaliadas com a versão portuguesa do REQ-2) e dois padrões de aprendizagem (“auto-eficácia académica” e “autojustificação para o insucesso”, operacionalizados na PALS, com uma amostra de...

  9. O voluntariado e a satisfação com a vida: Um estudo exploratório com estudantes universitários

    Martins, Cátia; Silva, José Tomás; Jesus, Saul Neves de
    O voluntariado é definido, entre outros aspetos, enquanto comportamento não obrigatório, mantido ao longo do tempo, sem expetativa de recompensa monetária e que beneficia pessoas não próximas. Muitas vezes implica custos psicológicos e sociais aos voluntários, sublinhando-se assim as consequências advindas da sua participação neste tipo de atividades, quer a um nível instrumental quer na avaliação da satisfação com a vida. Neste sentido, o presente estudo analisou o contributo da participação em atividades de voluntariado na avaliação da satisfação com a vida em jovens estudantes universitários. Participaram 401 estudantes do ensino superior, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, essencialmente do sexo feminino (73,6%), dos quais...

  10. Crianças em situação de risco social – A perceção dos docentes

    Martins, Maria José D.; Figueira, Ana Cristina
    Esta investigação teve como principais objetivos: conhecer a frequência de alunos em situação de risco social, a frequentar o ensino Básico de um concelho situado no Alto Alentejo e identificar o tipo de risco que poderão estar viver, a partir das perceções dos seus docentes. A investigação pretendia ainda estabelecer a relação entre o risco percebido e variáveis como o género, ciclo de escolaridade; insucesso escolar; apoios sociais. Para o efeito adaptou-se o questionário para deteção de crianças em situação de risco social constituído por 4 subescalas: maltrato ativo, negligência, problemas emocionais, e condutas antissociais, e aplicou-se a todos os professores titulares do 1.º ciclo e a todos...

  11. Testemunhas de bullying no ensino fundamental numa escola do nordeste brasileiro

    Carita, Ana; Macedo, Ana Cristina
    Potenciar intervenção educativa sustentada foi uma das motivações da pesquisa, que tomou como foco o papel das testemunhas de bullying em contexto escolar: Podem elas ser consideradas aliados na prevenção do bullying? Definiramse como objetivos identificar os papéis por elas adotados em situação e a sua posição relativa, bem como verificar a relação entre o papel e variáveis de caracterização (idade, género, escolaridade, experiência prévia), clima escolar (tipo, frequência e gravidade do bullying) experiência da situação (tipo de bullying e emoções). Esperou-se que o clima escolar, se definido com elevada frequência de bullying, ao potenciar habituação, comprometesse a ajuda às vítimas (H1) e se reconhecido como danoso para estas...

  12. Disrupção escolar, desempenho académico, regulação para a aprendizagem e clima de sala de aula em matemática: Que relações?

    Jesus, Tatiana Raquel Augusto de; Monteiro, Vera
    Este estudo teve como objectivo analisar a relação entre comportamentos disruptivos, desempenho académico, regulação para a aprendizagem e percepção de clima de sala de aula em alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico, tendo como interesse particular a disciplina de Matemática. Para tal, participaram 147 alunos com idades compreendidas entre os 11 e os 16 anos. Os instrumentos por nós utilizados foram três escalas com o intuito de analisar estas variáveis no contexto da sala de aula de Matemática, nomeadamente: “Escala de Disrupção Escolar Professada - EDEP”, “Na Sala de Aula de Matemática” e “Porque é que faço as coisas?” A partir dos resultados obtidos neste estudo constata-se...

  13. Social experiences of children eith disabilities in inclusive portuguese preschool settings

    Ferreira, Milene Alexandra Gregório; Aguiar, Cecília; Correia, Nadine; Fialho, Margarida; Pimentel, Júlia van Zeller de Serpa
    Based on peer sociometric reports, we examined how number of friendships, social acceptance, and characteristics of social networks vary as a function of disability profile. We also investigated teachers’ awareness of the sociometric status of young children with disabilities. Participants were 86 children with disabilities (63 boys) enrolled in inclusive preschool classrooms of the Metropolitan Area of Lisbon, Portugal (Mage = 67.33 months, SD = 10.54). Findings suggest that children with severe or sociobehavioral disabilities may be at increased risk of social rejection and isolation, having fewer friends and lower social network centrality than children with mild disabilities. Low agreement between teachers’ classifications of the social status...

  14. Validação da escala de autoconceito e autoestima para pré-adolescentes (EAAPA) e análise da estrutura organizativa do autoconceito

    Peixoto, Francisco José Brito; Mata, Maria de Lourdes Estorninho Neves; Monteiro, Vera; Sanches, Ana Cristina Pires; Ribeiro, Rui Bártolo; Pipa, Joana
    Este estudo teve como objetivo a análise das propriedades psicométricas de uma escala de autoconceito e autoestima e da estrutura organizativa do autoconceito em pré-adolescentes. Participaram 774 estudantes Portugueses do 5º e 6º anos de escolaridade, que responderam a uma escala que avalia sete dimensões específicas do autoconceito (competência escolar, competência atlética, aceitação social, aparência física, competência a língua materna, competência a matemática, comportamento) e a autoestima. As análises fatoriais confirmatórias demonstraram a multidimensionalidade do autoconceito sendo o modelo bi-fatorial com dois fatores globais (autoconceito académico e não académico) aquele que apresentou um melhor ajustamento aos dados. Este modelo tem a vantagem de integrar características estruturais do...

  15. Impulsivity mediates the relationship between future orientation and juvenile deviancy

    Pereira, Maria Gouveia; Gomes, Hugo Miguel dos Santos; Silva, Filipa Maria Roncon de Vilhena e; Mendonça, Rita Duarte
    Both future orientation and impulsivity are intrinsic parts of an adolescent’s self-control, and empirical evidence clearly establishes them as crucial features on the origin of juvenile deviant behavior. However, we do not yet fully understand how these variables relate in explaining deviant conduct. In the present study, we tested a mediation model between these variables among 126 Portuguese adolescents. Findings support the mediation model in analysis, namely that impulsivity fully mediates the effect of future orientation on deviant behavior. In conclusion, our results suggest that lesser future orientated youth develop impulsive behavior which, in turn, explains their higher deviant conduct.

  16. Escrita inventada e aquisição da leitura em crianças de idade pré-escolar

    Martins, Margarida Alves; Albuquerque, Ana; Salvador, Liliana Ferreira dos Santos; Silva, Ana Cristina
    Vários investigadores mostraram que actividades de escrita inventada com crianças em idade pré-escolar contribuem para a aquisição da literacia, tendo um impacto positivo na evolução da sua escrita e consciência fonológica. O nosso objectivo foi avaliar o impacto de um programa de escrita inventada na aquisição da leitura. Participaram 60 crianças Portuguesas de 5 anos que não sabiam ler nem escrever. Foram aleatoriamente divididas em dois grupos, experimental e controlo, equivalentes quanto às letras conhecidas, consciência fonológica e inteligência. O grupo experimental participou num programa de escrita inventada e o grupo de controlo num programa de leitura de histórias. A...

  17. “To be or not to be retained… Thats' the question!” Retention, self-esteem, self-concept, achievement goals, and grades

    Peixoto, Francisco José Brito; Monteiro, Vera; Mata, Maria de Lourdes Estorninho Neves; Sanches, Ana Cristina Pires; Pipa, Joana; Almeida, Leandro da Silva
    This Document is Protected by copyright and was first published by Frontiers. All rights reserved. It is reproduced with permission.

  18. Teachers' legitimacy: Effects of justice perception and social comparison processes

    Pereira, Maria Gouveia; Vala, Jorge; Correia, Isabel
    Background. Teachers’ legitimacy is central to school functioning. Teachers’ justice, whether distributive or procedural, predicts teachers’ legitimacy. Aims. What is still do be found, and constitutes the goal of this paper, is whether unjust treatment by a teacher affects the legitimacy of the teacher differently when the student knows that the teacher was fair to a peer (comparative judgement) or when the student does not have that information (autonomous judgement). Samples. A total of 79 high school students participated in Study 1; 75 high school students participated in Study 2. Methods. Two experimental studies with a 2 justice valence (just, unjust) 9 2 social comparison processes (autonomous judgements, comparative...

  19. Teachers' legitimacy: Effects of justice perception and social comparison processes

    Pereira, Maria Gouveia; Vala, Jorge; Correia, Isabel
    Background. Teachers’ legitimacy is central to school functioning. Teachers’ justice, whether distributive or procedural, predicts teachers’ legitimacy. Aims. What is still do be found, and constitutes the goal of this paper, is whether unjust treatment by a teacher affects the legitimacy of the teacher differently when the student knows that the teacher was fair to a peer (comparative judgement) or when the student does not have that information (autonomous judgement). Samples. A total of 79 high school students participated in Study 1; 75 high school students participated in Study 2. Methods. Two experimental studies with a 2 justice valence (just, unjust) 9 2 social comparison processes (autonomous judgements, comparative...

  20. The goal orientations scale (GOS): Validation for portuguese students

    Pipa, Joana; Peixoto, Francisco José Brito; Mata, Maria de Lourdes Estorninho Neves; Monteiro, Vera; Sanches, Ana Cristina Pires
    Current research on achievement goals acknowledges that students can manifest different goal patterns. This study aimed to adapt and validate a self-report scale to assess the goal orientations of Portuguese students. A total of 2675 (age range 9–24 years) Portuguese students completed the Goal Orientations Scale (GOS). Through a cross-validation procedure, confirmatory factor analysis and descriptive statistics supports the existence of four different goal orientations: task, self-enhancing, self-defeating and avoidance orientations. The reliability and the internal validity estimates confirm that the GOS is an adequate instrument in assessing student goal orientations.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.