Recursos de colección

Repositório Comum (24.491 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

IPP - C3i – Coordenação Interdisciplinar para a Investigação e Inovação

Mostrando recursos 1 - 20 de 46

  1. Educação inclusiva e liderança: o papel do diretor de agrupamento de escolas

    Passarudo, Joaquim; Carvalho, Luísa Serrano; Panaças, Maria Luísa
    A educação inclusiva apresenta-se hoje como um desafio à escola tal como a concebemos. Todo o processo de ensino aprendizagem deve ser pautado pelos princípios da igualdade de oportunidades educativas e sociais a que todos têm direito. O quadro legislativo que prevê esta inclusão tem vindo a sofrer alterações ao longo do tempo, mas o lema de Uma escola para Todos tem-se mantido, porque sempre se defendeu uma maior responsabilização da escola para o processo de inclusão de alunos com algum tipo de NEE. Um objetivo tão amplo, na opinião de Correia (2005) só pode ser alcançado se houver colaboração e cooperação...

  2. Universidades da Terceira Idade: dimensão educativa e social

    Carvalho, Luísa Serrano; Fonseca, Maria
    Deparamo-nos, em Portugal, com uma nova realidade, na qual se evidenciam o aumento da longevidade e o envelhecimento populacional. As novas características da população implicam repensar o perfil das entidades reconhecidas formalmente pelo Estado como respostas sociais para os idosos e a sua capacidade para (cor)responder às necessidades e interesses dos mais velhos. As Universidades da Terceira Idade (UTI) constituem uma resposta socioeducativa, promovendo o emporwerment, o convívio em detrimento da solidão, e o bem-estar físico e psíquico dos mais velhos. Muitos idosos parecem encontrar, nestas instituições, resposta para as suas necessidades de integração social, reconhecendo-se e valorizando-se os saberes adquiridos ao longo...

  3. A estética contemporânea e a Educação Musical da criança. Uma Investigação-Acção sobre a Actualidade da Música Erudita em Contextos Artístico-Pedagógicos.

    Porto, Susana Maia
    O presente estudo almeja contribuir para a investigação educacional - educação musical da criança - através de uma investigação-acção (modelo de Kemmis) sobre a actualidade da música erudita em contextos artístico-pedagógicos. Objectiva-se encontrar modos de actuação que facilitem a inclusão da música erudita contemporânea no ensino generalista, procurando, para o efeito, abordagens metodológicas na formação inicial de futuros agentes da educação - professores do ensino básico, educadores de infância, educadores artísticos e animadores socioculturais -, estudantes cujo perfil formativo integra a educação artística/cultural e a educação/formação da criança. Tendo por base as teorias estéticas da aprendizagem musical - Referencialismo, Expressionismo...

  4. A saga do (an)alfabetismo

    Carvalho, Luísa Serrano
    Em Portugal, existem muitos indivíduos que são analfabetos. Por não terem aprendido a ler/escrever, possuem uma estrutura cerebral distinta dos indivíduos alfabetizados, desenvolvendo estratégias próprias de aprendizagem que se podem traduzir em estilos territoriais de aprendizagem.

  5. "Sem letras" no mundo das letras

    Carvalho, Luísa Serrano
    Assumindo como objetivo central, identificar e caracterizar eventuais estilos de aprendizagem, existentes em comunidades com elevadas taxas de analfabetismo, a presente investigação centrou-se no estudo dos processos de aprendizagem de indivíduos analfabetos de seis localidades do concelho de Alandroal e compreendeu a realização de um estudo de caso, assente numa metodologia bidimensional. A análise descritiva e inferencial corroborou a hipótese de que foi o facto de os indivíduos se localizarem em comunidades, com determinadas características geográficas, culturais, económicas e sociais, que conduziu ao desenvolvimento de determinados saberes/maneiras de fazer, que se traduziram em eventuais estilos locais de aprendizagem. Sustenta-se que, pela sua...

  6. Aprender sem idade

    Carvalho, Luísa Serrano; Ferreira, Isabel
    O envelhecimento da população assume-se como uma realidade cada vez mais premente no nosso país, apontando, as estatísticas, para um acentuar deste fenómeno nos próximos anos. Envelhecimento não se apresenta, no entanto, como sinónimo de inatividade, inutilidade ou perda total de capacidades, pelo que, reconhecendo que a educação é permanente, que a aprendizagem se faz ao longo da vida, a educação pode constituir-se como uma mais-valia para os idosos, fomentando a construção de novos objetivos e projetos de vida. As Universidades Seniores emergem, neste contexto, como uma resposta educativa e social, através da qual se fomenta a integração e permanência dos idosos...

  7. A emergência de práticas educativas promotoras de educação para o desenvolvimento

    Ferreira, Isabel; Marchão, Amélia; Carvalho, Luísa Serrano; Mendes, Teresa
    A Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (ENED) surge como uma tentativa de honrar os compromissos assumidos por Portugal em diferentes fóruns internacionais e tem como objetivo promover a cidadania global através de processos de aprendizagem e de sensibilização da sociedade portuguesa para as questões do desenvolvimento, num contexto de crescente interdependência. Na origem da Educação para o Desenvolvimento (ED) está uma trajetória de mudança quer no universo da educação quer no do desenvolvimento. No primeiro, alvo do nosso interesse, afirmou-se a complementaridade entre educação formal e não formal e foi-se conferindo uma importância crescente às metodologias participativas. Por seu lado, o desenvolvimento passou a ser assumido como...

  8. Perceções das estudantes: processos de supervisão desenvolvidos na prática de ensino supervisionada

    Marchão, Amélia; Henriques, Hélder
    Para sustentar um modelo coerente de prática profissional na formação inicial de educadores/as de infância não nos podemos desligar das características hodiernas da educação de infância nem de aspetos largamente consensuais e que derivam da investigação sobre a formação e desenvolvimento profissional. Referimo-nos à educação de infância alicerçada nas perspetivas socio construtivas que resiste à escolarização precoce das crianças e também à resistência da “academização” da formação de educadores/as de infância e à necessidade da supervisão e do trabalho colaborativo entre “generalistas” e “especialistas”. O que nos propomos partilhar é a reflexão sobre um modelo de concetualização e organização da prática de ensino supervisionada, a partir das perceções...

  9. Trajetos de investigação: quando escutamos as vozes das crianças

    Marchão, Amélia; Henriques, Hélder
    Na base da construção dos trajetos de investigação sintetizados nesta comunicação, identifica-se uma matriz metodológica estruturada e construída a partir do conhecimento dos contextos educativos ‘onde as crianças habitam’ e enriquecida com o uso de entrevistas às crianças realizadas nesses mesmos contextos. Nos estudos desenvolvidos objetiva-se conhecer e compreender a competência da criança para imprimir uma maior responsividade às práticas educativas e curriculares desenvolvidas na educação pré-escolar, criando contextos educativos de qualidade e em que os ‘percursos se fazem com as crianças e não para as crianças’, sendo necessário reconhecê-las como sujeitos de plenos direitos no quadro da investigação

  10. Fatores de stress das equipas de bombeiros em contextos de emergência pré-hospitalar

    Calha, António; Casa Nova, António; Cordeiro, Raul; Lucas, Ana; Santos, Inês; Alexandre, José
    Em Portugal a emergência pré-hospitalar é, na maioria das situações, assegurada por bombeiros formados com curso de socorrismo e suporte básico de vida e capacitados para assistência de emergência básica. O objetivo desta investigação é identificar os principais fatores de stress que afetam estes socorristas não-diferenciados em situações de emergência pré-hospitalar. Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo e correlacional com 110 participantes e com recurso a um questionário. Foram identificados vários fatores associados à configuração dos contextos de emergência: em primeiro lugar, a tomada de decisão constitui um momento do processo de socorro potencialmente stressante; em segundo lugar, os resultados evidenciam...

  11. Nível de sobrecarga subjetiva em cuidadores formais de idosos institucionalizados

    Calha, António; Chambel, Daniela
    Vários estudos têm demonstrado que a experiência de cuidador pode ser encarada como um fator crónico de stress para aqueles que prestam cuidados a idosos. Existem, no entanto, poucos estudos sobre sobrecarga de cuidadores em contextos formais de prestação de cuidados. O objetivo desta investigação é identificar o impacto do cuidado a idosos na sobrecarga de cuidadores profissionais. Trata-se de uma investigação quantitativa, descritiva e correlacional com 52 participantes de dois lares de idosos do distrito de Portalegre. Para avaliar o nível de sobrecarga foi utilizada uma versão adaptada da escala de Zarit de Sobrecarga do Cuidador. O nível de sobrecarga...

  12. Literatura para a infância no jardim de infância: contributos para o desenvolvimento da criança em idade pré-escolar

    Mendes, Teresa; Velosa, Marta
    Pretende-se, no presente artigo, demonstrar que, nos livros para crianças, a relação dialogal e a fusão intersemiótica entre as linguagens verbal e icónica potenciam a instauração de uma atmosfera poética imprescindível na formação estético-literária da criança pré-leitora, que, no processo hermenêutico de apropriação e construção de sentidos, sozinha ou pela mão do adulto-mediador, se assume como um ser cognoscente e cocriador do universo textual, encetando um percurso enunciativo de intensa cooperação interpretativa. Pretende-se igualmente problematizar o lugar dos livros no jardim de infância e o seu contributo para o desenvolvimento cognitivo, social e emocional da criança em idade pré-escolar, atribuindo...

  13. Chorar por amor: o herói sensível e apaixonado em Julie ou la Nouvelle Héloïse, Die Leiden des Jungen Werther e Amor de Perdição

    Mendes, Teresa

  14. Corpo, identidade e desejo na literatura para jovens

    Mendes, Teresa
    A problematização da identidade tem merecido, nos últimos anos, uma reflexão alargada, em diferentes áreas do saber, nomeadamente no âmbito dos estudos literários e culturais. No caso específico da literatura portuguesa contemporânea de potencial recepção juvenil, a questão coloca-se de forma assaz pertinente, uma vez que as personagens (pré) adolescentes que povoam os diversos universos textuais, na maioria femininas, se debatem internamente com problemas existenciais e psicoemotivos decorrentes da fase de crescimento em que se encontram, sendo que, na busca incessante de si e da sua identidade, a questão da corporalidade e do desejo se institui como um aspecto estruturante (e...

  15. Literatura para Jovens: o Palco do Eu

    Mendes, Teresa
    A literatura portuguesa contemporânea de potencial recepção juvenil tematiza multifuncionalmente as questões relacionadas com a comunicação interpessoal e intergeracional a vários níveis: por um lado, demonstrando que nem sempre o diálogo entre gerações é possível e/ou significativo, gerando situações de incomunicabilidade por vezes irreparáveis; por outro, sublinhando que a inoperância da palavra provoca nos sujeitos adolescentes naturais movimentos de retracção e silenciamento, responsáveis em parte pelo percurso de deambulação no interior de si mesmos em busca da sua identidade e de uma maior consciencialização do seu existir. Na realidade, as vozes plurais de um sujeito adolescente arquetípico, frequentemente configurado como...

  16. Relação texto-imagem no livro para crianças: uma leitura de Bernardo Faz Birra e de Quando a Mãe Grita…

    Mendes, Teresa
    O presente artigo procura problematizar as dimensões e a funcionalidade da ilustração nos livros de potencial recepção infantil, equacionando a sua relevância na educação estética da criança (pré)leitora. Partindo da apreciação dos álbuns Bernardo Faz Birra, de Hiawyn Oram, e Quando a Mãe Grita …, de Jutta Bauer, pretende-se demonstrar que a ilustração não é, não pode ser, uma mera reprodução ou explicação do legível.

  17. A retórica do silêncio na Literatura Portuguesa para Jovens

    Mendes, Teresa

  18. Pelos caminhos do inefável: o percurso iniciático em A Maior Flor do Mundo, de José Saramago

    Mendes, Teresa

  19. A morte dos avós na literatura infantil: análise de álbuns ilustrados

    Mendes, Teresa
    No respeito pela inteligência e pela sensibilidade da criança, cada vez mais a literatura infantil contemporânea declina temas tradicionalmente considerados tabu, como é o caso da morte, através da criação de universos efabulatórios e pictóricos de grande qualidade estético-literária, onde o tema é sujeito a abordagens multifacetadas. Nesse sentido, pretende-se, neste artigo, perceber de que forma se aborda o tema da morte em três álbuns para crianças, dando particular atenção à articulação intersemiótica entre texto e imagens.

  20. Literatura Infantil na Educação Pré-escolar: fruição, leitura literária e compreensão leitora

    Mendes, Teresa
    Com o presente artigo, defende-se que a Educação Pré-escolar é a primeira etapa da educação básica e que a criança é um sujeito ativo na construção do seu saber. Deve por isso ser estimulada e incentivada nesse sentido pelo educador de infância, que tem um papel decisivo na instauração de um ambiente educativo promotor de aprendizagens contextualizadas, integradoras e significativas. No que ao lugar dos livros no jardim-de-infância diz respeito, assume-se também, neste artigo, que se deve proporcionar aos mais novos um contacto precoce e sistemático com livros de qualidade, sobretudo para desenvolver a fruição, a sensibilidade estética, a imaginação,...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.