Mostrando recursos 1 - 20 de 46

  1. Segurança do doente: atitudes de segurança, perspetivas das equipas dos serviços de urgência do Centro Hospitalar de Leiria

    Fonseca, Ana Rute Pereira da
    Introdução: A segurança do doente, implícita na forma como os profissionais agem, encontra-se intimamente relacionada com a qualidade dos cuidados prestados, possuindo uma componente atitudinal e outra comportamental, que se interligam e influenciam mutuamente. Por forma a melhorar a cultura de segurança é necessário primariamente avaliá-la, sendo nesse âmbito o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) short form 2006 o instrumento mais utilizado e rigorosamente validado a nível internacional. Objetivos/Questões de investigação/Hipóteses: Os objetivos delineados para este estudo foram: Determinar a perceção das equipas que desempenham funções nos SU acerca das atitudes de segurança na sua prática; Determinar quais as dimensões das atitudes...

  2. Relatório da prática especializada em enfermagem de saúde mental e psiquiatria

    Graça, Vera Lúcia dos Santos
    Este relatório descreve a aquisição das competências comuns e específicas do Enfermeiro Especialista em Enfermagem de saúde Mental, em dois contextos da prática clínica, em Internamento de Psiquiatria e na Comunidade em Centro de Saúde, e a reflexão sobre a prática especializada. Assim é feita a contextualização dos dois locais escolhidos para o desenvolvimento das referidas competências de acordo com o definido pela Ordem dos Enfermeiros, bem como a descrição e reflexão do planeamento, desenvolvimento e avaliação das intervenções desenvolvidas com intuito de permitir ganhos em saúde para os utentes, família e comunidade. É também abordada a formação feita aos profissionais...

  3. Trajetórias de vida de idosos e sua participação nas atividades desenvolvidas pelo Lar Santa Beatriz da Silva

    Almeida, Sonia Ribeiro Custodio
    O presente relatório de estágio vem abordar o envelhecimento como um fenómeno que faz parte do ciclo de vida dos indivíduos. Em Portugal a população está cada vez mais envelhecida, em virtude de fatores, como sendo o aumento da esperança média de vida e as baixas taxas de natalidade. É uma problemática das sociedades contemporâneas, que face às alterações do foro económico e social das famílias, gera transformação na vida dos idosos, afetando a sua forma de viver que em muito vai contribuir para a formação da sua identidade. Esta complexidade da sociedade “atira” os idosos para as instituições, apresentando-se como o último recurso. Atenuar junto deles sentimentos menos positivos constitui uma tarefa difícil,...

  4. PombalAge: propostas bio-psico-socioculturais para a população sénior do concelho de Pombal

    Martins, Natália da Silva
    O envelhecimento da população é um fenómeno mundial, é uma realidade com a qual as sociedades hoje em dia se confrontam. A forma como se envelhece, é uma preocupação de todos nós. Surge a necessidade de se encontrar novas abordagens e soluções para promoção de um envelhecimento ativo, constituindo as tecnologias de informação e comunicação para uma resposta adequada a este desafio. O projeto PombalAge tem como objetivo fomentar a participação ativa, a promoção da saúde, a autonomia e independência da população do concelho de Pombal, com mais de 55 anos, não institucionalizada. O presente trabalho consiste na análise estratégica da população alvo, na identificação da oportunidade de negócio e, por fim,...

  5. Os laços sociais e a saúde entre adultos com 65 ou mais anos. Um estudo comparativo entre adultos que frequentam e não frequentam a Universidade Sénior de Porto de Mós

    Marques, Janine Rodrigues
    O apoio social tem sido associado a uma autoavaliação de saúde positiva e estando também relacionado com as características sociodemográficas, tais como; idade, estado civil, nível de escolaridade, valor dos rendimentos, entre outros. A presente investigação surge no sentido de conhecer os “Laços Sociais e a Saúde entre Adultos com 65 ou mais anos” dos idosos que frequentam a Universidade Sénior e os idosos que não frequentam, do Concelho de Porto de Mós. Participaram neste estudo um total de 50 idosos do Concelho de Porto de Mós, 25 idosos que frequentam a Universidade Sénior e 25 idosos que não frequentam. O tipo...

  6. Efeitos de 8 semanas de Hidroginástica na aptidão física de idosos, de ambos os sexos

    Santos, Inês Marina Coelho
    São ainda escassos os estudos acerca da influência da prática de hidroginástica na aptidão física em idosos, e consequentemente, as influências que esta modalidade pode ter na qualidade de vida. Ainda assim, a maior parte dos estudos existentes, reporta apenas a mulheres idosas, descurando os efeitos que a modalidade pode ter nos homens. Sendo esta atividade cada vez mais procurada, tanto por mulheres como por homens, de todas as faixas etárias mas mais incidente nos idosos, é pertinente verificar quais os efeitos que a prática de hidroginástica induz na aptidão física dos idosos. Foi objetivo do presente estudo verificar os...

  7. Bem-estar subjetivo de idosos institucionalizados: da construção da autonomia à construção da autoestima

    Goncalves, Ana Teresa Brites
    O processo de envelhecimento é caracterizado pela presença de défices motores e cognitivos que prejudicam a autonomia do idoso. Com o objetivo de perceber em que medida o grau de autonomia do idoso afeta a sua autoestima, delineou-se um estudo descritivo e exploratório, adotando-se uma abordagem mista na recolha e tratamento de dados. Utilizaram-se como instrumentos de avaliação e recolha de dados a Escala de Barthel (EB) e a Escala de Autoestima de Rosenberg (EAR), a entrevista, a análise documental e a observação naturalista. O estudo, assenta numa amostra de adultos em idade avançada (n=12), com idades compreendidas entre os 56 e os 90 anos, residentes no Lar Social do...

  8. A prática especializada em enfermagem de saúde mental e psiquiatria – uma vivência

    Simões, Ana Susete de Abreu
    O presente documento retrata a prática da autora enquanto enfermeira especialista em saúde mental e psiquiatria, enquadrada: na Teoria de Hildegard Peplau; e documentos legais e regulamentares vigentes em Portugal. Pretendendo demonstrar competências e conhecimentos aprofundados na sua área de especialidade; refletir criticamente sobre a prática desenvolvida; e desenvolver competências na área da comunicação de resultados resultantes da prática especializada fundamentada em evidência científica. Os contextos da prática clínica são apresentados e analisados com base no sexto enunciado descritivo dos Padrões de Qualidade dos Cuidados de Enfermagem. Assim, são identificados critérios que permitem a cada contexto iniciar o processo de certificação...

  9. Dança para idosos institucionalizados e não institucionalizados: efeitos nas atividades quotidianas e nível de satisfação com as aulas

    Machado, Ana Rita de Oliveira Roda
    Vivemos fazendo face à problemática do envelhecimento, onde ser “ativo” é fundamental para viver mais anos de uma forma saudável e com independência. Como tal, a prática da Dança vai de encontro a muitos aspetos inerentes ao conceito de envelhecimento ativo, promovendo o bem-estar e sobretudo tendo um impacto favorável no que respeita à ocupação dos tempos livres através do movimento e da componente corporal. Esta investigação abrange uma pesquisa descritiva, de caráter exploratório e uma abordagem quantitativa, cujo objetivo principal foi analisar os efeitos da prática de dança sobre a capacidade de realização das tarefas quotidianas em idosos institucionalizados e...

  10. Gestão da medicação nas estruturas residenciais para idosos (ERPIs):avaliação das condições estruturais das ERPIs

    Constantino, Irene Primitivo
    Introdução: Associado ao envelhecimento populacional surge a institucionalização das pessoas idosas. A gestão da medicação nas Estruturas Residenciais para Idosos (ERPIs) é uma componente importante dos cuidados aos idosos institucionalizados, frequentemente polimedicados. Metodologia: O objetivo do nosso estudo foi fazer um diagnóstico acerca dos procedimentos relacionados com a gestão da medicação numa amostra de conveniência constituída pelo principal responsável pela gestão da medicação em cada ERPI (39) que respondeu a um questionário onde foram incluídas as variáveis indispensáveis pela concretização dos objetivos. Foi feita uma análise estatística descritiva com o SPSS versão 23. Resultados: Verificamos que há algumas boas práticas instituídas: armazenamento correto, uso de folha farmacoterapêutica, registo de falhas no...

  11. Perfil de competências do enfermeiro no serviço de urgência

    Costa, António Emanuel Morais
    O conceito de competência em enfermagem assume destaque tanto na formação como no apoio à gestão. Todavia este conceito não reúne concenso nos especialistas. São escassos os estudos acerca da competência em serviço de urgência (SU) e não existe uma ferramenta específica para a avaliar. O objetivo deste trabalho foi aproximarmo-nos de uma determinação do perfil de competência ideal do Enfermeiro do Serviço de Urgência e averiguar como se posicionam os enfermeiros que desempenham (ou desempenharam) funções no SU, nesse perfil. Desenvolveu-se um estudo qualitativo onde foram elaboradas entrevistas a enfermeiros peritos e elaborada a análise de conteúdo e um estudo quantitativo,...

  12. Avaliação e comparação do equilíbrio em idosos institucionalizados e não institucionalizados, praticantes de exercício físico regular, através da escala de equilíbrio de Berg

    Paiva, Lídia Maria Martins
    Os estudos realizados no âmbito da gerontomotricidade demonstram a importância de realizar exercício físico para a manutenção do equilíbrio e redução de ocorrência de quedas, à medida que a idade avança. As condições sociais e económicas levam a que muitas famílias deleguem nos lares a tarefa de cuidar dos seus idosos, havendo, assim, uma diminuição na prática de atividades da vida diária que os mantinha ativos e com menor perda de mobilidade física e capacidade funcional. O presente estudo consistiu na avaliação e comparação do equilíbrio em idosos, institucionalizados e não institucionalizados, praticantes de exercício físico regular. Pretendeu inferir sobre as...

  13. Perfil das pessoas com diabetes mellitus da consulta de diabetes do Hospital Santo André

    José, Nilza Alexandra Lagoa São
    A DM constitui uma das principais causas de morte, sendo o pé diabético uma das complicações mais comuns, dispendiosas e que mais sofrimento causa na pessoa com diabetes e sua família. O controlo rigoroso dos fatores de risco e capacitação da pessoa para a prevenção, controlo dos fatores de risco e tratamento da diabetes é imprescindível. Com o objetivo de descrever o perfil das pessoas com DM de médio e alto risco de ulceração do pé que frequentam a CE do HSA desenvolveu-se um estudo não experimental, descritivo, correlacional e retrospetivo, recolhendo dados de 197 processos. Verificamos que as pessoas estudadas são...

  14. Adesão ao autocuidado da pessoa com diabetes mellitus tipo 2

    Oliveira, Dina Isabel Lopes de
    Introdução: Em Portugal, a diabetes apresenta uma carga significativa com aumento da sua prevalência. Sendo esta uma doença cujo controlo depende da autogestão do regime terapêutico a adoção de comportamentos de autocuidado é central na redução da mortalidade e morbilidade. Metodologia: Estudo descritivo-correlacional desenvolvido com os objetivos de: identificar o nível de autocuidado, conhecimentos e satisfação com os cuidados de enfermagem, da pessoa com diabetes tipo 2; analisar a relação entre os comportamentos de autocuidado da pessoa com diabetes mellitus tipo 2 e o seu controlo metabólico e clínico, com o nível de conhecimentos e com a satisfação com os cuidados...

  15. Ventilação não invasiva: desenvolvimento de linhas orientadoras recorrendo à metodologia Delphi

    Pinto, Carlos Jorge Cardoso
    Introdução: A ventilação não invasiva (VNI) consiste na administração de pressão positiva na via aérea utilizando uma máscara/interface. Ultimamente, tem-se destacado como opção de primeira linha no tratamento de situações de insuficiência respiratória. O objetivo do estudo consiste na elaboração de linhas orientadoras para a implementação da VNI, na pessoa adulta, em qualquer contexto de cuidados. Metodologia: Seguiu-se a metodologia delphi. Constituiu-se um grupo de peritos e realizaram-se duas rondas de questionários online utilizando a plataforma Google Docs. Participaram na primeira ronda 38 peritos e 16 na segunda. A maioria dos participantes são enfermeiros, com mais de 6 anos de experiência profissional, que têm pelo menos 5 casos de...

  16. Validade preditiva do protocolo de triagem de manchester na avaliação da carga de trabalho de enfermagem

    Morins, Ana Luísa Aveiro Castro
    Introdução: Os Serviços de Urgência têm como intuito proporcionar cuidados de saúde imediatos sendo desafiados a incluir a gestão de recursos materiais e humanos, de modo a garantir uma melhor qualidade nos cuidados. Este estudo pretende relacionar o índice da carga de trabalho de enfermagem com as características sociodemográficas, clínicas e com o nível de prioridade clínica (Protocolo de Triagem de Manchester) dos utentes de um Serviço de Urgência. Metodologia: Estudo correlacional com uma amostra não probabilística por conveniência de 105 utentes, com uma idade média de 69 anos (DP= 18,827). Os dados foram colhidos através dos registos clínicos eletrónicos nomeadamente as características sociodemográficas, clínicas, o nível de prioridade...

  17. Passo a passo…no rumo certo

    Pedrosa, Ana Maria Baptista Alves
    O presente relatório da prática especializada em enfermagem de saúde mental e psiquiatria foi desenvolvido no âmbito do 2º Mestrado de Saúde Mental e Psiquiatria da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Leiria, reportando-se aos ensinos clínicos decorridos no Centro de Saúde Dr. Arnaldo Sampaio, Leiria e no Centro Hospitalar de Leiria-Hospital Santo André, entre o dia 4 de Março a 12 de Julho de 2013. Foram definidos como objetivos centrais para este trabalho: Refletir e analisar criticamente as atividades desenvolvidas na prática profissional em ensino clínico, no âmbito da aquisição de competências especializadas em Enfermagem de Saúde Mental;...

  18. Vivências dos enfermeiros no serviço de urgência geral, na comunicação de más notícias

    Ribeiro, Vânia Rita Magalhães
    Na prática quotidiana, o enfermeiro depara-se muitas vezes com a necessidade de comunicar más notícias (MN), informação que causa perturbação e mal-estar a quem recebe, como também a quem comunica a informação. Esta tese apresenta os resultados de uma investigação que teve como objetivo descrever as vivências dos enfermeiros na comunicação de MN. O estudo foi realizado a enfermeiros que prestam funções no Serviço de Urgência Geral (SUG) do Hospital Santo André (HSA) do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) - EPE (Entidade Pública Empresarial). Foi utilizada uma metodologia qualitativa com uma abordagem fenomenológica. Como instrumento de colheita de dados foi utilizada a...

  19. A pessoa em situação crítica e a aquisição de competências para o seu cuidar

    Marques, Maíra Trindade de Assis
    O presente relatório surge na sequência do 1º Curso de Mestrado em enfermagem à Pessoa em Situação crítica, da Escola Superior de Saúde – Instituto Politécnico de Leiria. Encontra-se aqui sistematizado o percurso desenvolvido durante este período na aquisição de Competências Comuns e Específicas do Enfermeiro Especialista em Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica. Durante este período de aprendizagem, para além das diferentes unidades curriculares teóricas, houve oportunidade de realização de 3 ensinos clínicos, que tiveram lugar no Centro Hospitalar de Leiria - Hospital de Santo André. Estes tiverem um contributo fulcral no desenvolvimento destas competências. O Serviço de Urgência Médico- Cirúrgica, o Serviço de Medicina Intensiva e a...

  20. Dificuldades percecionadas e grau de Satisfação dos enfermeiros que fazem triagem de manchester nos serviços de urgência

    Freitas, Maria Madalena Andrade Mendes de
    Os serviços de urgência (SU) devem ser dotados de características específicas, estruturais e humanas, com capacidades para dar respostas às necessidades dos doentes que ali recorrem. Verifica-se constantemente nos SU o atendimento quer a doentes emergentes/urgentes quer a doentes não urgentes. Torna-se então imprescindível a existência de um sistema de triagem de forma a garantir a assistência adequada, no tempo certo, consoante o grau de gravidade da situação. Este estudo analisa as Dificuldades e a Satisfação dos Enfermeiros que fazem Triagem de Manchester nos Serviços de Urgência em Hospitais de Portugal Continental, e quais os fatores que interferem de forma favorável ou desfavoravelmente no desempenho das suas funções. O estudo...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.