Mostrando recursos 1 - 20 de 25

  1. Avaliação e controlo da dor na pessoa com alterações da comunicação: atitudes, práticas, barreiras e conhecimentos dos enfermeiros

    Pinto, Ana Catarina Simões
    Objetivos: Nos vários serviços de internamento dos hospitais, e nos serviços de medicina em particular, a dor faz parte do quotidiano dos doentes e dos profissionais que os cuidam. Nas vivências dos processos complexos de doença, a dor é um dos sintomas quase sempre presente. Do ponto de vista da enfermagem, a avaliação e controlo da dor é objeto de preocupação, contudo nem sempre é fácil avaliar e controlar a dor nos doentes com a comunicação comprometida. Métodos: Este estudo descritivo-correlacional transversal que explorou e descreveu o fenómeno da avaliação da dor no doente com alteração da comunicação, com os objetivos:...

  2. Dificuldades na assistência à PCR intra-hospitalar: a perceção dos profissionais de saúde

    Catalão, Maria José Martins
    A Assistência Intra-Hospitalar dos eventos de Paragem Cardiorrespiratória, constitui um momento de alto stresse emocional, bem como exige por parte dos profissionais envolvidos rapidez, eficiência, conhecimento técnico-científico, habilidade e perícia técnica. A perceção dos profissionais envolvidos na assistência à Paragem Cardiorrespiratória Intra-hospitalar indicia as principais dificuldades/necessidades sentidas ou vividas, que devem ser normalizadas e ajustadas, por forma a minimizar o seu impacto no resultado da sua intervenção em todos os doentes assistidos. Este estudo analisa as dificuldades percecionadas pelos profissionais de saúde (médicos e enfermeiros) na Assistência à Paragem Cardiorrespiratória, e quais os fatores condicionantes, como interferências desfavoráveis na Reanimação Cardiorrespiratória. Com base numa amostra de 109 profissionais de saúde,...

  3. Competência em suporte básico da vida nas comunidades escolares: uma perspectiva de cidadania

    Caseiro, Christine Branquinho
    A paragem cardíaca súbita é uma importante causa de morte no mundo. Na Europa afeta cerca de 700.000 indivíduos por ano e a probabilidade de recuperar uma vítima em paragem cardio-respiratória (PCR) com sucesso diminui 7 a 10% por cada minuto que passa. Qualquer pessoa pode e deve aprender as manobras de SBV o que facilita o início vital precoce das mesmas, pois os serviços de emergência raramente conseguem aceder à vítima nos primeiros minutos após o colapso, pois grande parte das PCR ocorrem num ambiente pré-hospitalar. A escola é um bom local para a introdução do ensino em SBV pois a maioria da população passa pelo...

  4. Validação cultural do "Disaster Preparedness Evaluation Tool (DPET©)" : preparação dos enfermeiros perante uma situação de catástrofe

    Santos, Cátia Ramos dos
    Portugal tem uma experiência limitada na resposta a uma catástrofe (Proteção Civil, 2013), pelo que é pertinente que haja uma preocupação acerca da preparação que os enfermeiros têm perante a mesma, uma vez que o impacto para a saúde e o impacto económico das catástrofes no mundo está a aumentar (Hammad, Arbon, Gebbie e Hutton, 2012). O objetivo desta investigação foi validar para a população portuguesa o Disaster Preparedness Evaluation Tool (DPET®), um instrumento de medida válido e fiável (Khalaileh, Bond, Beckstrand, & Al-Talafha, 2010), através da tradução e adaptação cultural segundo as guidelines internacionais de Beaton, Bombardier, Guillemin e Ferraz...

  5. “Rumo a um cuidar especializado”

    Peres, Cátia Sofia Pereira Vicente
    Este relatório descreve o processo de desenvolvimento de competências especializadas em Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica. Para a prestação de cuidados à Pessoa em Situação Crítica, o enfermeiro especialista detém competências científicas, éticas, relacionais e técnicas, que operacionaliza nas áreas de prestação de cuidados, de gestão, de formação e de investigação. Deste modo, é feita uma análise detalhada das atividades realizadas, bem como, das competências especializadas desenvolvidas na prática clínica em contextos distintos de cuidados de enfermagem, nomeadamente, no Serviço de Urgência Geral, numa Unidade de Cuidados Intensivos e num Bloco Operatório. Esta análise crítico-reflexiva acerca das competências comuns e...

  6. O enfermeiro como promotor da qualidade segurança nos cuidados: gestão do erro

    Santos, Joana Margarida Ferreira
    Enquadramento: A segurança do doente conquistou um lugar de destaque na esfera da saúde, reconhecida como tema fundamental na procura de processos mais seguros, e na redução de danos na prestação de cuidados de saúde. Objetivo: Contribuir para o reforço da cultura de segurança nos enfermeiros prestadores de cuidados de saúde: caraterizar a atitude dos enfermeiros portugueses perante a gestão do erro; identificar os erros/eventos adversos mais comuns que ocorrem nas instituições de prestação de cuidados de saúde; caraterizar a política educacional/formativa dos enfermeiros portugueses, à luz da qualidade e segurança em saúde; caraterizar a política de notificação do erro/eventos adversos; identificar propostas de intervenção na prevenção do erro/eventos...

  7. Enfermagem forense no Centro Hospitalar de Leiria. Realidade dos serviços de urgência

    Pereira, Joana de Sousa
    Enquadramento: Enfermagem Forense é considerada um desafio atual, como algo novo, desafiador e de rápido crescimento no campo de enfermagem, em que combina o treino clínico dos enfermeiros com a investigação policial e judicial. Metodologia: dos dois principais objetivos deste estudo correlacional são avaliar o conhecimento dos enfermeiros das três unidades do serviço de urgência sobre as práticas a realizar perante situações forenses e avaliar a relação entre o nível de conhecimento dos enfermeiros do serviço de urgência sobre as práticas a realizar perante situações forenses e o local de exercício profissional, sexo, frequência de curso de formação, idade, anos de experiência profissional e auto perceção sobre o...

  8. Perfil de competências do enfermeiro em funções na emergência pré-hospitalar

    Santiago, Dinis da Costa
    O conceito de competência é amplamente discutido e aplicado em áreas como a formação e o apoio à gestão, no entanto a opinião acerca deste conceito não reúne consenso entre os especialistas. No campo da Emergência Pré-Hospitalar além de muito escassos os estudos, não existe qualquer ferramenta específica para a sua avaliação. O objetivo deste trabalho foi definir um perfil de competências ideal do Enfermeiro de Emergência Pré-Hospitalar e perceber de que forma os Enfermeiros que desempenham (ou desempenharam) funções nesta área se identificam com esse perfil. Desenvolveu-se um estudo correlacional, em que os dados foram recolhidos através de um questionário de autopreenchimento numa amostra de Enfermeiros que desempenham,...

  9. Práticas e conhecimentos dos enfermeiros na prevenção da pneumonia associada à ventilação na unidade de cuidados intensivos: avaliação de um programa de formação

    Cardoso, Cristiana Oliveira
    A Pneumonia Associada à Ventilação (PAV) é a causa mais frequente de infeção associada aos cuidados de saúde e que apresenta maior mortalidade. A PAV é uma infeção respiratória adquirida em ambiente hospital que se desenvolve como consequência da entubação traqueal e ventilação mecânica invasiva. A ocorrência deste tipo de eventos, colocam em risco a vida dos doentes e, por isso, tem merecido uma atenção especial por parte dos enfermeiros. Face ao exposto, este estudo teve por objetivo avaliar os conhecimentos e as práticas dos enfermeiros da Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) na prevenção da PAV e avaliar o impacto de...

  10. O debriefing realizado pela equipa do serviço de urgência em situação de paragem cardiorrespiratória

    Gregório, Cátia Marisa Vala
    O debriefing é uma reflexão estruturada pós-experiência que contribui para a melhoria da qualidade hospitalar e segurança dos doentes. Assume especial importância nos serviços de urgência (SU’s) uma vez que estes dão resposta aos doentes críticos. Os profissionais que trabalham neste contexto lutam diariamente para transformar as situações quotidianas em oportunidades de aprendizagem, recorrendo ao debriefing como estratégia fundamental na consolidação de conhecimentos e na formação contínua. A questão central que norteou este estudo foi: “Qual a perceção da equipa de enfermagem e equipa médica face á utilização do debriefing associado a situação de paragem cardiorrespiratória (PCR) em contexto de serviço...

  11. Efetividade de um programa de formação em suporte básico de vida dirigido a familiares de pessoas com patologia cardíaca de alto risco

    Barata, Vítor Manuel Lourenço
    Introdução: O conhecimento da população em Suporte Básico de Vida (SBV), as formas de difundir e aumentar este conhecimento, a existência de grupos de maior risco, nomeadamente as pessoas com patologia cardíaca de alto risco, são aspetos que requerem atenção, discussão e estudo. Esta pesquisa procura avaliar a efetividade de um programa de formação em Suporte Básico de Vida dirigido a familiares de pessoas com patologia cardíaca de alto risco, quanto aos conhecimentos em SBV, níveis de ansiedade, disponibilidade para iniciar manobras de SBV e competências práticas em SBV. Metodologia: Efetuou-se um estudo quasi-experimental do tipo pré-teste pós-teste, sem grupo de...

  12. Equipa de emergência intra-hospitalar: análise das ativações e da perceção da sua importância pelos enfermeiros

    Cardo, Marisa Jordão
    Introdução: A Equipa de Emergência Intra-Hospitalar (EEIH) surgiu para responder a situações de deterioração clínica de utentes internados, sendo os enfermeiros elos fundamentais na ativação. Esta pesquisa visa determinar as características das ativações da EEIH do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) (estudo I) e conhecer a perceção de importância da EEIH pelos enfermeiros (estudo II). Metodologia: Esta pesquisa inclui dois estudos complementares. No estudo I (exploratório) analisaram-se 325 registos das ativações da EEIH (análise documental), quanto às características sociodemográficas e clínicas dos utentes e características das ativações, recorrendo ao teste qui-quadrado e ANOVA. O estudo II (correlacional) incluiu 129 enfermeiros do...

  13. Riscos-benefícios da presença da família durante a reanimação – validaçao da escala family presence during resuscitation benefits-risks scale (FPDR-BRS)

    Menino, Telmo Alexandre Guerra
    Enquadramento: O envolvimento da família é cada vez mais pertinente na prestação de cuidados ao doente em situação crítica, neste caso particular, numa situação de paragem cardiorrespiratória, e conhecer a opinião da família de um doente sobre os riscos e benefícios da sua presença numa situação de reanimação evidenciando a necessidade de construir/validar instrumentos que os permitam monitorizar. Objetivos: Validar para a população portuguesa o instrumento de medida, Family Presence During Resuscitation - Benefits-Risks Scale (FPDR-BRS); Determinar as características psicométricas do Family Presence During Resuscitation - Benefits-Risks Scale (FPDR-BRS); Avaliar a opinião da família de um doente sobre os riscos e benefícios da sua presença numa situação de reanimação. Metodologia:...

  14. Riscos-benefícios da presença da família durante a reanimação – validaçao da escala family presence during resuscitation benefits-risks scale (FPDR-BRS)

    Menino, Telmo Alexandre Guerra
    Enquadramento: O envolvimento da família é cada vez mais pertinente na prestação de cuidados ao doente em situação crítica, neste caso particular, numa situação de paragem cardiorrespiratória, e conhecer a opinião da família de um doente sobre os riscos e benefícios da sua presença numa situação de reanimação evidenciando a necessidade de construir/validar instrumentos que os permitam monitorizar. Objetivos: Validar para a população portuguesa o instrumento de medida, Family Presence During Resuscitation - Benefits-Risks Scale (FPDR-BRS); Determinar as características psicométricas do Family Presence During Resuscitation - Benefits-Risks Scale (FPDR-BRS); Avaliar a opinião da família de um doente sobre os riscos e benefícios da sua presença numa situação de reanimação. Metodologia:...

  15. Atitudes de enfermeiros e médicos perante a presença da familia na sala de emergência durante a reanimação

    Lopes, Carlos Alberto Barrocas
    Introdução: A presença da família durante a reanimação é uma prática recomendada entre reguladores um pouco por todo o mundo desde 2000, como o Royal College of Nursing e a Emergency Nurses association que publicaram orientações acerca desta prática. Apesar desta recomendação, a presença de familiares durante a reanimação permanece polémica entre os prestadores de cuidados de saúde. Metodologia: Este estudo correlacional teve como principais objetivos conhecer as atitudes dos enfermeiros e médicos sobre os benefícios/riscos relativamente à presença de familiares na SE, durante a reanimação e relaciona-las com a categoria profissional, sexo, idade e número de anos de exercício profissional...

  16. Atitudes de enfermeiros e médicos perante a presença da familia na sala de emergência durante a reanimação

    Lopes, Carlos Alberto Barrocas
    Introdução: A presença da família durante a reanimação é uma prática recomendada entre reguladores um pouco por todo o mundo desde 2000, como o Royal College of Nursing e a Emergency Nurses association que publicaram orientações acerca desta prática. Apesar desta recomendação, a presença de familiares durante a reanimação permanece polémica entre os prestadores de cuidados de saúde. Metodologia: Este estudo correlacional teve como principais objetivos conhecer as atitudes dos enfermeiros e médicos sobre os benefícios/riscos relativamente à presença de familiares na SE, durante a reanimação e relaciona-las com a categoria profissional, sexo, idade e número de anos de exercício profissional...

  17. Dificuldades sentidas pelos enfermeiros na elaboração de registos de enfermagem em sala de emergência

    Rufino, Catarina Asseiceira Hilário
    Este estudo de investigação teve como objetivo principal estudar as dificuldades sentidas pelos enfermeiros na elaboração de registos de enfermagem em sala de emergência. Inicialmente realizámos um estudo exploratório, em que entrevistámos 3 enfermeiros que exercessem funções em sala de emergência. A partir dos dados recolhidos elaborámos um questionário que foi aplicado a uma maior amostra. O questionário permitiu-nos caracterizar a amostra, assim como colher informações relacionadas com registos de enfermagem, nomeadamente frequência dos registos, dificuldades sentidas na sua elaboração e estratégias facilitadoras de elaboração dos mesmos. Permitiu-nos também construir duas escalas, uma que avalia a frequência de elaboração dos registos...

  18. Práticas dos enfermeiros no serviço de urgência perante o doente hemodialisado

    Duarte, Vera Lúcia Cardoso
    Introdução: Nas últimas décadas tem-se verificado um aumento considerável na prevalência da doença renal crónica, levando os doentes a procurarem regularmente o serviço urgência (Johnson & Usherwood, 2005). Metodologia: De forma a estudar as Práticas dos Enfermeiros no Serviço de Urgência, perante o doente hemodialisado, foi realizado um estudo quantitativo descritivo correlacional e transversal aplicado a uma amostra de 130 enfermeiros dos Serviços de Urgência do Centro Hospitalar do Oeste e do Hospital Distrital de Santarém, que teve, como objetivos, criar um instrumento de medida que avalie as práticas dos enfermeiros no serviço de urgência perante o doente hemodialisado; determinar as...

  19. Relatório de estágio: desenvolvimento de competências em enfermagem

    Monteiro, Nuno Fernando Gonçalves
    Na construção do conhecimento em Enfermagem, a prática e a reflexão sobre a prática dos cuidados revelam-se fundamentais, permitindo articular os conhecimentos teóricos com a dinâmica implícita nos cuidados. Diariamente a enfermagem é confrontada com desafios que incentivam a reflexão e a busca de formação continua e académica especializada de forma a proporcionar um crescimento pessoal e profissional e um exercício fundamentado na evidência científica. O presente relatório descreve os principais contributos dos ensinos clínicos realizados no Serviço de Urgência do Hospital Distrital da Figueira da Foz, no Serviço de Medicina Intensiva e na Unidade de Cuidados Pós Anestésicos do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, no desenvolvimento de...

  20. Validação cultural da Critical Care Family Satisfaction Survey para a população portuguesa

    Botelho, Helena Isabel Henriques
    Enquadramento: A qualidade dos cuidados de enfermagem à pessoa em situação crítica e à sua família tem registado avanços muito significativos nos últimos anos, evidenciando a necessidade de construir/validar instrumentos que permitam monitorizar a satisfação da família. Objetivos: Adaptar culturalmente a Critical Care Satisfaction Survey (CCFSS) para a população portuguesa de familiares de doentes adultos hospitalizados em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI); determinar as suas características psicométricas; avaliar a satisfação dos familiares de doentes adultos hospitalizados em UCI e a sua relação com algumas caraterísticas sociodemográficas e familiares. Metodologia: Este estudo metodológico incidiu sobre 107 familiares com uma média de idades de...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.