Mostrando recursos 1 - 14 de 14

  1. Mapping of the informatization of the basic health units of Rio Grande do Sul

    Schommer, Vânia Ames; Silveira, Celina Adams; Souza, Andreia Silveira de; Heinzelmann, Ricardo Souza

  2. Avaliação das capacitações realizadas pelo TelessaúdeRS para a utilização do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC)

    Pinheiro, João Paulo; Maturro, Lucas; Pilz, Carlos; Harzheim, Erno; Santos, Priscila dos

  3. The visibility and coverage of primary health care videos posted by the nucleous of telehealth and telemedicine, Federal University of Rio Grande do Sul on Youtube between 2012 and 2014

    Silva, Filipe Ribeiro da; Madia, Diego; Martins, Letícia Felipak dos Passos; Cunha, Natássia Scortegagna da; Umpierre, Roberto Nunes

  4. O uso de larvicidas em água potável é seguro?

    Bastos, Cynthia Goulart Molina; D'Avila, Otávio Pereira; Umpierre, Roberto Nunes; Faccini, Lavinia Schuler; Gonçalves, Marcelo Rodrigues; Harzheim, Erno
    Provavelmente sim. Não existem evidências que comprovem a segurança do uso de larvicidas em água potável. Entretanto, os poucos estudos que existem avaliando o efeito em população de mamíferos, assim como as avaliações de biodisponibilidades e citotoxicidade, demonstram que em baixa concentração são seguros e não há efeitos carcinogênicos ou genotóxico. Os larvicidas avaliados e autorizados para uso em água potável pela Organização Mundial de Saúde, destinada para consumo humano são: DIFLUBENZUROM, METOPRENO, NOVALUROM, Pirimifós/, PIRIPROXIFEM, ESPINOSADE, TEMEFÓS, além do Bacillus thuringiensis israelensis (BTI). Recomenda-se sempre usar a dose correta dos larvicidas. O temephós é utilizado para tratamento de focos,...

  5. Plataforma de telessaúde do Ministério da Saúde : tutorial do solicitante

    Detoni Filho, Adriano

  6. Plataforma de telessaúde do Ministério da Saúde : tutorial do coordenador


  7. Plataforma de Telessaúde do Ministério da Saúde : tutorial do teleconsultor


  8. Plataforma de telessaúde do Ministério da Saúde : tutorial do telerregulador


  9. O programa teórico da residência em medicina de família e comunidade

    Castro, Rodrigo Caprio Leite de; Diercks, Margarita Silva; Corrêa, Felipe; Gyrão, Ney; Pekelman, Renata; Umpierre, Roberto Nunes
    A Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, baseando-se nas resoluções da Comissão Nacional de Residência Médica, recomenda que os Programas de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade (PRMMFC) dediquem de 10% a 20% de sua carga horária ao desenvolvimento de atividades teóricas. Destaca ainda que, para a elaboração do processo pedagógico dessas atividades, deve ser considerada a forma de aprendizado dos adultos, que é produzida com base nos problemas enfrentados no dia a dia. O Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição (PRMMFC do...

  10. Manual de telessaúde para a atenção básica, atenção primária à saúde: protocolo de telerregulação de teleconsultorias


  11. Manual de telessaúde para a atenção básica, atenção primária à saúde : protocolo de resposta a teleconsultorias

    Silva, Amanda Ramalho

  12. Manual de telessaúde para atenção básica, atenção primária à saúde : protocolo de solicitação de teleconsultorias


  13. Mapeamento da informatização das unidades básicas de saúde de um estado brasileiro

    Schommer, Vânia Ames; Szekut, Michelle; Harzheim, Erno; Pilz, Carlos; Bemfica, Jules Renan Dutra

  14. Avaliação de produção audiovisual como objeto de aprendizagem virtual para utilização do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC)

    Pinheiro, João Paulo; Umpierre, Roberto Nunes; Harzheim, Erno; Pilz, Carlos; Maturro, Lucas

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.