Recursos de colección

Repositório Comum (25.071 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 20 de 440

  1. Aplicação de um programa de intervenção em competências linguísticas a uma criança com perturbação de linguagem secundária

    Santos, Marta Raquel Peres dos
    O Programa de Intervenção em Competências Linguísticas (Lousada, Ramalho, Marques e Machado, 2016) foi recentemente desenvolvido e validado para crianças falantes do Português Europeu. Foi também testada a sua eficácia junto de crianças com perturbação de linguagem primária. No entanto, ainda não existem estudos realizados com este programa em crianças com perturbação de linguagem secundária. Assim, o objetivo principal deste trabalho é analisar os efeitos do Programa de Intervenção de Competências Linguísticas numa criança de 8 anos com perturbação de linguagem secundária a perturbação do desenvolvimento intelectual. Foi realizado um estudo de caso, com avaliação pré-intervenção, intervenção com vinte sessões...

  2. Promoção da leitura e da escrita numa criança disléxica do 4º ano

    Dias, Maria Fernanda Araújo
    O presente estudo resulta de uma intervenção realizada com uma aluna disléxica que frequenta o 4ºano de escolaridade, no âmbito do trabalho de projeto do Mestrado de Educação Especial-Domínio Cognitivo e Motor, da Escola Superior de Educação de Coimbra. O trabalho inicia-se com uma abordagem teórica sobre as dificuldades específicas de aprendizagem, e mais especificamente a Dislexia, sobre o funcionamento do cérebro e sua implicação nos mecanismos de leitura e na escrita e sobre a identificação de programas/instrumentos de avaliação e intervenção em problemas de leitura e escrita. Pretendemos com este projeto implementar um plano de investigação mista, porque nos parece o mais adequado ao estudo de caso...

  3. O contributo dos pares na integração e inclusão de alunos com necessidades educativas especiais

    Alves, Sónia Maria de Jesus
    A Educação Inclusiva é um processo que teve o seu início efetivo na penúltima década do século passado, e representa uma importante tomada de consciência dos direitos que todas as crianças têm à educação, como parte integrante e fundamental do seu desenvolvimento pleno como seres humanos. Para além de almejar o sucesso educativo para todos os alunos da escola regular, existem também outras metas sociais e pedagógicas que se posicionam no caminho ainda longo que a inclusão terá de percorrer. Nessa jornada, rumo a um futuro mais justo e solidário, os pares representam uma quota-parte da chave que pode abrir as...

  4. Espaço(s) da educação: relatório final

    Santiago, Ana Margarida Cruz Ferreira
    O espaço que educa é um espaço refletido em diversas dimensões, resultado da ação e da relação da criança com os outros, com o mundo e consigo. A perceção desta realidade espelha-se em práticas observativas, refletidas e documentadas, assentes numa visão da criança como agente ativo do processo de construção de aprendizagens. Este trabalho reflete o percurso realizado ao longo da prática supervisionada em Educação Pré-escolar e em Ensino do 1º Ciclo de Ensino Básico. Relata uma experiência fundamentada na escuta da criança e na persecução do desenvolvimento dos seus interesses de forma integrada e global. Debruça-se numa análise dos espaços...

  5. Instrumentos para potenciar o desenvolvimento da interação e comunicação de alunos com perturbação do espectro do autismo

    Magalhães, Marisa da Silva
    A Perturbação do Espectro do Autismo (PEA) consiste, segundo a DSM-5, num distúrbio do neurodesenvolvimento, caracterizado por dificuldades na comunicação, imaginação e interação social, assim como, por interesses restritos, presentes desde idades muito precoces. O presente relatório configura-se como um Projeto de Intervenção, desenvolvido na Suíça com uma aluna de 10 anos com diagnóstico de PEA. Esta aluna apresentava graves dificuldades ao nível das interações sociais, comunicação e fraca motivação para aprendizagens escolares. Perante um diagnóstico recente, emergiu a necessidade de estabelecer um plano de intervenção, focado nas necessidades especificas da aluna. Como metodologia recorreu-se à análise de documentos, seguida da recolha de...

  6. O papel das agências de viagens e turismo na promoção e dinamização de destinos: o caso da regiaõ centro

    Meireles, Flávia Marina Seixas
    Esta dissertação tem por objetivo refletir acerca da importância que as agências de viagens e turismo (AVT) têm na promoção e dinamização de destinos turísticos, e em particular a Região Centro (RC) de Portugal. Deste modo, pretende-se, essencialmente analisar as formas de promoção e dinamização que as AVT presentes na RC efetivam para motivarem os turistas quer nacionais, quer estrangeiros a se deslocarem à RC. Ao longo deste trabalho ensaia-se uma análise às AVT da Região Centro relativamente à forma como estas encaram a atividade turística na região e ao seu trabalho enquanto dinamizadoras do destino onde se inserem. Assim, estabeleceram-se...

  7. Inclusão socioeducativa e desenvolvimento de competências pessoais e sociais através do ócio

    Pinto, Ana Filipa Rocha
    A presente investigação centra a sua problemática na caracterização da Perturbação do Espectro do Autismo visando a necessidade de se criar um programa de ócio diversificado em contexto inclusivo, permitindo que as crianças possam usufruir do prazer do brincar e ao mesmo tempo, desenvolver potencialidades e atenuar determinadas dificuldades inerentes à própria patologia. Trata-se de um estudo de caso que tem em vista a promoção de uma mudança na realidade estudada. Através da análise dos dados numa avaliação inicial, verificou-se que as crianças apresentavam dificuldades específicas em áreas como a comunicação, socialização e cognição. Averiguou-se ainda uma escassez de atividades culturais...

  8. Promoção de competências metafonológicas numa criança com perturbação da linguagem, no último ano da educação pré-escolar

    Duarte, Tânia Salomé Rodrigues
    O elevado número de alunos com dificuldades na aprendizagem da leitura e da escrita no 1º ciclo, torna fundamental a investigação sobre o que os educadores podem realizar na educação pré-escolar para ajudar estas crianças. Conhecer com rigor e detalhe o que é a linguagem e como se processa o seu normal desenvolvimento, permitirá a estes profissionais estarem mais despertos para sinais que indiciem uma perturbação da linguagem para que, atempadamente, possam intervir, evitando eventuais dificuldades que se podem repercutir no percurso social e académico da criança. O presente estudo de caso pretende verificar as vantagens da aplicação de um programa...

  9. Alunos com necessidades educativas especiais integrados na disciplina de português: realidade ou utopia?

    Costa, Sónia Teresa Simões da
    O Programa e Metas de Português do Ensino Básico (2015) afigura-se, atualmente, como a base de conduta num cenário que é o da disciplina de Português. Os alunos com necessidades educativas especiais, abrangidos por algumas das medidas do Decreto-Lei n.º 3/2008 (adequações curriculares individuais e adequações no processo de avaliação) encontram-se também sujeitos aos objetivos e descritores de desempenho contemplados no documento anteriormente referido. Como tal, todos os domínios de base do ensino do Português (oralidade, leitura e escrita, educação literária e gramática) têm sempre na mira o currículo nacional, apesar de possuírem um perfil de funcionalidade singular e decorrente da...

  10. O envolvimento em tarefa de uma aluna com transtorno do défice de atenção

    Ventura, Maria de Fátima dos Santos Martins
    Brown (2005) refere que 7 a 10 por cento da população mundial sofre desta síndrome cognitiva, atualmente conhecida com Transtorno do Défice de Atenção (TDA). Este transtorno existe e afeta os alunos das nossas escolas, prejudicando, indubitavelmente, a sua aprendizagem. Este facto levou-nos a realizar uma reflexão acerca dos alunos com TDA e sobre as estratégias mais adequadas para aumentar os níveis de atenção e o seu envolvimento em tarefa. O objetivo do nosso trabalho é apontar aos professores estratégias mais adequadas e eficazes para promover o sucesso escolar dos alunos com esta problemática, tentando dar resposta a uma questão:  Que...

  11. Comunicar uma empresa jornalística: identidade e imagem do "Diário As Beiras"

    Almeida, Ana Namora de
    A imagem conseguida por uma empresa é o espelho do seu posicionamento. Deste modo, é essencial perceber que imagem a empresa pretende e, em paralelo, identificar a imagem que os seus públicos têm, para definir e desenvolver estratégias de comunicação para a organização, dirigidas interna e externamente. O tema deste trabalho é a imagem e a identidade do jornal “Diário As Beiras”, e traduz o resultado de um estágio no jornal com a duração de quatro meses, período durante o qual pesquisei e analisei algumas das vertentes aqui apresentadas, tendo também por base a aplicação de instrumentos metodológicos. Da avaliação do confronto entre duas dimensões relevantes, a auto-imagem...

  12. Património - o azulejo como recurso didático

    Martins, Ana Catarina Ribeiro
    Este Relatório Final revela a trajetória da minha formação supervisionada no 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico no âmbito do Curso de Mestrado em Ensino do 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico. O presente documento inicia-se com a componente investigativa, com a qual se pretende perceber até que ponto os/as alunos/as de uma turma do 5.º ano de escolaridade de determinada Escola da cidade de Coimbra conseguem identificar o que pode ser classificado como património e em que medida esses/as alunos/as reconhecem o papel do azulejo nas aprendizagens de HGP. A segunda parte relaciona-se com a prática educativa realizada no 1.º Ciclo do Ensino Básico, apresentando-se a...

  13. Promoção da consciência fonológica numa criança com uma perturbação fonológica no pré-escolar

    Soares, Clara Margarida Simões
    O objetivo principal deste estudo é constatar se um programa de promoção do desenvolvimento fonológico vai melhorar a fonologia de uma criança, de 4 anos, diagnosticada com Perturbação Fonológica. A criança foi avaliada no pré e pós-teste com o Teste Fonético-Fonológico – ALPE (TFF-ALPE, Mendes, Afonso, Lousada e Andrade, 2013), que tem como principais objetivos avaliar a capacidade de articulação verbal, o tipo e percentagem de ocorrência de processos fonológicos, bem como a inconsistência na produção repetida da mesma palavra. Apresenta dados normativos para crianças com idades compreendidas entre os 3 anos e 0 meses e os 6 anos e 12 meses. Também foram recolhidas amostras de discurso verbal...

  14. Promoção da consciência fonológica numa criança com uma perturbação fonológica no pré-escolar

    Soares, Clara Margarida Simões
    O objetivo principal deste estudo é constatar se um programa de promoção do desenvolvimento fonológico vai melhorar a fonologia de uma criança, de 4 anos, diagnosticada com Perturbação Fonológica. A criança foi avaliada no pré e pós-teste com o Teste Fonético-Fonológico – ALPE (TFF-ALPE, Mendes, Afonso, Lousada e Andrade, 2013), que tem como principais objetivos avaliar a capacidade de articulação verbal, o tipo e percentagem de ocorrência de processos fonológicos, bem como a inconsistência na produção repetida da mesma palavra. Apresenta dados normativos para crianças com idades compreendidas entre os 3 anos e 0 meses e os 6 anos e 12 meses. Também foram recolhidas amostras de discurso verbal...

  15. O papel do assistente operacional na construção da escola inclusiva - um contributo para o esboço do seu perfil

    Neves, Dina Alexandra Saraiva das
    A valorização da diversidade, o respeito pela diferença, os combates à desigualdade e à exclusão são os pilares do paradigma educacional do século XXI, que preconiza uma “escola para todos”. Nesta perspetiva, a inclusão de crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE) no ensino regular assume-se como uma mudança complexa uma vez que, tendo como objetivo melhorar a vida das crianças, fez com que os estilos de vida e comportamentos dos indivíduos se alterassem. O trabalho desenvolvido procurou apresentar uma reflexão sobre as mudanças operadas na escola, incidindo na ação dos assistentes operacionais enquanto agentes educativos. Optou-se pela metodologia de Estudo de...

  16. O papel do assistente operacional na construção da escola inclusiva - um contributo para o esboço do seu perfil

    Neves, Dina Alexandra Saraiva das
    A valorização da diversidade, o respeito pela diferença, os combates à desigualdade e à exclusão são os pilares do paradigma educacional do século XXI, que preconiza uma “escola para todos”. Nesta perspetiva, a inclusão de crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE) no ensino regular assume-se como uma mudança complexa uma vez que, tendo como objetivo melhorar a vida das crianças, fez com que os estilos de vida e comportamentos dos indivíduos se alterassem. O trabalho desenvolvido procurou apresentar uma reflexão sobre as mudanças operadas na escola, incidindo na ação dos assistentes operacionais enquanto agentes educativos. Optou-se pela metodologia de Estudo de...

  17. Crianças surdas e a intervenção pelas línguas (língua portuguesa e língua gestual portuguesa)

    Ornelas, Susete de Góis
    Vamos dar a conhecer um projeto de mestrado intitulado “Crianças surdas e a intervenção pelas línguas (língua portuguesa e a língua gestual portuguesa)”. “Perceber para intervir”. O trabalho foi realizado com 11 crianças surdas, na escola básica de São Bartolomeu, em Coimbra, com o objetivo de tentar perceber quais as metodologias usadas para o ensino da leitura e da escrita com compreensão crianças surdas. Embora, a surdez não impede que o indivíduo surdo leia e escreva com compreensão, e que cabe, não só, mas principalmente à educação na escola. A sua finalidade é a de compreender e descrever essas mesmas conceções, os aspetos facilitadores e os obstáculos que...

  18. Crianças surdas e a intervenção pelas línguas (língua portuguesa e língua gestual portuguesa)

    Ornelas, Susete de Góis
    Vamos dar a conhecer um projeto de mestrado intitulado “Crianças surdas e a intervenção pelas línguas (língua portuguesa e a língua gestual portuguesa)”. “Perceber para intervir”. O trabalho foi realizado com 11 crianças surdas, na escola básica de São Bartolomeu, em Coimbra, com o objetivo de tentar perceber quais as metodologias usadas para o ensino da leitura e da escrita com compreensão crianças surdas. Embora, a surdez não impede que o indivíduo surdo leia e escreva com compreensão, e que cabe, não só, mas principalmente à educação na escola. A sua finalidade é a de compreender e descrever essas mesmas conceções, os aspetos facilitadores e os obstáculos que...

  19. Promoçõa da comunicação através do sistema aumentativo e alternativo de comunicação SPC

    Lote, Ana Carolina Almeida
    A comunicação é fundamental para os seres humanos e o meio mais comum de comunicação é a linguagem verbal. Quando esta se encontra comprometida, devem-se arranjar soluções. No caso do autismo, os indivíduos têm dificuldades na comunicação verbal sendo por vezes necessário a ajuda de um sistema de comunicação para desenvolver a comunicação ou até servir de meio de comunicação. Este trabalho tem como objetivo a promoção da comunicação através do sistema aumentativo e alternativo de comunicação SPC. A intervenção concretizou-se numa criança de 3 anos com perturbação de espetro de autismo com diagnóstico de atraso na linguagem, integrada numa equipa de...

  20. Promoçõa da comunicação através do sistema aumentativo e alternativo de comunicação SPC

    Lote, Ana Carolina Almeida
    A comunicação é fundamental para os seres humanos e o meio mais comum de comunicação é a linguagem verbal. Quando esta se encontra comprometida, devem-se arranjar soluções. No caso do autismo, os indivíduos têm dificuldades na comunicação verbal sendo por vezes necessário a ajuda de um sistema de comunicação para desenvolver a comunicação ou até servir de meio de comunicação. Este trabalho tem como objetivo a promoção da comunicação através do sistema aumentativo e alternativo de comunicação SPC. A intervenção concretizou-se numa criança de 3 anos com perturbação de espetro de autismo com diagnóstico de atraso na linguagem, integrada numa equipa de...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.