Recursos de colección

Repositório Comum (40.785 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 20 de 128

  1. As crianças e as conceções do brincar

    Albuquerque, Carolina Protásio
    Este relatório de estágio, intitulado de “As Crianças e as Conceção do Brincar”, insere-se no contexto do Mestrado em Educação Pré-Escolar. Constatando a importância atribuída ao brincar na instituição na qual desenvolvi o estágio, surgiu a necessidade de realizar um estudo acerca da conceção que as crianças têm sobre o Brincar. Este trabalho procura investigar e analisar precisamente o que significa para as crianças Brincar, qual o envolvimento e o papel do adulto nas brincadeiras das crianças e quais os espaços que as crianças associam ao Brincar, dando voz ativa às crianças, com o pressuposto de que as mesmas têm capacidade...

  2. O uso das atividades plásticas no desenvolvimento da escrita numa criança com dificuldades motoras

    Graça, Liliana Isabel Simões
    Este trabalho tem como temática inerente, o papel das atividades plásticas como meio de aperfeiçoamento da escrita em termos formais em crianças com dificuldades motoras. A importância desta investigação justifica-se devido à necessidade de compreender como é que uma criança com dificuldades motoras apreende e aperfeiçoa a escrita ao nível da gestualidade e do grafismo através de atividades plásticas. Sendo assim, o trabalho de investigação que aqui se apresenta tem como objetivo analisar e comprovar a importância das atividades plásticas como estimuladoras do controlo motor, de forma a promover o aperfeiçoamento da escrita ao nível da gestualidade, do grafismo e...

  3. O impacto da tutoria de pares nas competências de leitura de uma aluna com paralisia cerebral

    Pereira, Hermínia Maria Cristina
    São vários os desafios aduzidos a uma Escola que se pretende inclusiva da individualidade dos alunos e responda ao paradigma atual de inclusão. Neste contexto, consideramos relevante a abordagem do processo ensino-aprendizagem em crianças com Necessidades Educativas Especiais, procurando respostas convincentes que tenham em consideração as suas especificidades. Revista a literatura, verificámos, em diversos estudos, a eficácia da implementação do método de tutoria de pares nas aprendizagens, nomeadamente na leitura. Procurámos, então, no presente trabalho, estudar a sua aplicabilidade e eficiência, em particular ao nível da paralisia cerebral. Foi realizada uma intervenção de tutoria de pares no âmbito das competências...

  4. Perturbação do processamento auditivo em crianças com dificuldades na leitura e na escrita: promoção do rendimento escolar através do treino auditivo informal

    Ferreira, Marlisa Gaio
    O treino auditivo informal tem sido alvo de estudo como um fator determinante para neuroplasticidade cerebral e reorganização das habilidades auditivas alteradas em indivíduos com perturbação do processamento auditivo (Samelli e Mecca, 2010). Contudo, ainda existem poucos estudos, para o Português Europeu, que analisam a eficácia do treino auditivo informal, orientado por um terapeuta da fala, para a melhoria das habilidades auditivas alteradas e desenvolvimento, de forma indireta, das capacidades linguísticas, promovendo o rendimento escolar em crianças com a comorbilidade de perturbação de processamento auditivo e dificuldades na aprendizagem da leitura e da escrita. Assim, o objetivo principal deste trabalho é analisar...

  5. Duas famílias um único objetivo

    Pratas, Marina Raquel Caetano
    Já há algum tempo que se tem vindo a estudar e a refletir em torno da relação entre a família e o jardim-de-infância. É um tema que tem interessado a vários autores como Homem (2002), Magalhães (2007), Marques (2001) e Portugal (1998), bem como aos profissionais que trabalham no seio da escola e jardim-de-infância. Encontramos quem valorize as relações entre a família e as escolas/jardim-de-infância e quem considere que a escola/jardim-de-infância são espaços onde as famílias não devem intervir de forma direta. Sabendo que é na família, na escola e na comunidade que ocorrem todas as aprendizagens e experiências significativas com...

  6. Relatório final

    Rodrigues, Marília de Jesus
    O presente relatório insere-se no âmbito da unidade curricular de Prática Educativa para a obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar. Este relatório divide-se em três partes, sendo as duas primeiras referentes às valências de Creche e Jardim de Infância e visam expor de forma descritiva e reflexiva, aspetos relacionados com a prática em dois contextos de educação de infância, que contribuíram de forma positiva para o meu enriquecimento pessoal e profissional. Na terceira e última parte, apresento reflexões sobre cinco temas que considerei pertinentes, analisados de forma critica e teoricamente fundamentados que contribuíram para a minha formação.

  7. Impacto de um programa de intervenção em competências linguísticas numa criança com perturbação específica de linguagem (PEL) em idade escolar

    Cardoso, Ana Patricia Teixeira
    Crianças com Perturbação Específica de Linguagem apresentam dificuldades significativas nas competências semânticas e morfossintáticas. Estas dificuldades podem interferir com a capacidade de comunicar com sucesso e podem condicionar a performance noutras tarefas de base linguística e gramatical. Estas são consideradas perturbações de linguagem comuns na infância que afetam entre 1% a 15% de crianças em idade pré-escolar (Law, Boyle, Harris, Harkness, & Nye, 2000; Tomblin et al., 1997). As dificuldades associadas à perturbação de linguagem podem repercutir-se a nível do desempenho do aluno no processo de ensino-aprendizagem. Considerando as características e a prevalência destas perturbações, podemos verificar que uma identificação tardia das...

  8. A literatura infantil no pré-escolar e no 1º CEB: como abrir caminhos à imaginação

    Mateiro, Vanessa Sofia Castro
    As histórias fazem parte da infância. A maioria das crianças adora escutar uma boa história, seja em que altura for. Antes de adormecer ou durante o dia, todas as alturas são ótimos pretextos para dar largas à imaginação e integrar a obra que escutam. Este Relatório Final irá centrar-se nessas duas temáticas: a Literatura Infantil e Juvenil e a imaginação. A minha breve investigação recaiu sobre aspetos relacionados com a Literatura Infantil e Juvenil, nomeadamente a sua importância, alguns indicadores que auxiliem na escolha de livros de qualidade e, ainda, alguns factos relacionados com as crianças, a leitura e os livros. Para além disto, irei expor algumas reflexões...

  9. Promover a comunicação numa criança com implante coclear e autismo

    Pinto, Andreia Filipa Carvalho
    A comunicação está na base do comportamento humano em sociedade e no acesso à informação. No entanto, aquilo que para a maioria dos seres humanos surge naturalmente, em crianças com necessidades educativas especiais pode representar um verdadeiro desafio. Pretendeu-se com este trabalho aprofundar o conhecimento sobre as necessidades educativas especiais, relacionando-as com o autismo, a surdez e os Implantes Cocleares. Tendo como caso de estudo uma criança surda com implante coclear e autismo, o objetivo principal do trabalho desenvolvido foi a implementação de estratégias que facilitassem a sua comunicação e pudessem potenciar o seu acesso a informações e novos conhecimentos. É sabido que as crianças com autismo têm formas preferenciais para...

  10. Avaliação psicomotora e intervenção baseada no jogo / brincar numa criança com incapacidade intelectual e desenvolvimental

    Rochete, Cristina Augusta Cardoso
    Este projeto teve como principal objetivo verificar os efeitos de um programa de intervenção baseado no jogo e no brincar, no perfil psicomotor e nos domínios cognitivos, sociais e emocionais, numa criança com Incapacidade Intelectual e Desenvolvimental, após as sessões de intervenção realizadas tanto em contexto doméstico como escolar. A pesquisa desenvolve-se de acordo com a metodologia de estudo de caso com intervenção. O sujeito selecionado é uma criança do sexo masculino de sete anos, a frequentar o 1.º Ciclo de um agrupamento de escolas do centro do país. O instrumento de avaliação utilizado para avaliar os fatores psicomotores foi a Bateria Psicomotora de Vítor da Fonseca (2010). A...

  11. (Re)pensar com os adultos a importância de brincar

    Silva, Joana Patricia Pereira da
    O presente estudo surgiu no âmbito das Unidades Curriculares de Prática Educativa I e II do Mestrado em Educação Pré-Escolar. Este documento pretende refletir a importância que o brincar tem para os encarregados de educação. Os objetivos deste estudo passam por perceber o que os adultos pensam sobre que é brincar e compreender se acham que o brincar é promotor de desenvolvimento e aprendizagens. Neste sentido, realizámos questionários a encarregados de educação de seis salas de Pré-Escolar, todas as salas inseridas no mesmo estabelecimento. Para analisar os dados obtidos recorremos à utilização da Grounded Theory, que nos possibilitou criar categorias...

  12. Qualidade da educação na perspetiva das interações adulto-criança

    Fernandes, Cátia Sofia da Silva
    O presente trabalho desenvolvido no âmbito do Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo, procura estabelecer a relação entre a qualidade da educação e as interações adulto-criança. A partir da revisão literária estabelecem-se princípios sustentados em diversos autores que consideram a perspetiva das interações adulto-criança, como fator determinante na qualidade educativa. Para tal, na segunda parte deste trabalho, considera-se a qualidade da educação a partir de um estudo de caso, de natureza qualitativa e quantitativa, em função de dois contextos diferentes, tendo como referência a dimensão das relações. Os dados recolhidos revelaram que o empenhamento do adulto é um fator...

  13. (Re)tratar o brincar pela lente das crianças

    Dias, Mariana Judite Fonseca de Sousa
    Embora muitos considerem que o brincar é crucial para o desenvolvimento integral das crianças, esta dimensão da vida das crianças não é suficientemente respeitada já que, apesar de ser valorizada socialmente, não é devidamente compreendida. Por outro lado, a voz das crianças também tem sido ignorada, dada a falta de interesse por parte dos adultos em compreender as suas perspetivas, relativamente ao brincar e à compreensão que fazem do seu mundo. As suas ações e interesses não têm, por isso, sido questionados. O relatório aqui apresentado teve como objetivo principal ouvir as crianças, sendo concretizado através de uma abordagem de cariz...

  14. A importância da literatura infantil no desenvolvimento socioemocional das crianças

    Fernandes, Mariana Duarte da Costa
    O Relatório Final surge no âmbito das Unidades Curriculares de Prática Educativa I e II, decorrentes do Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico. Com base nas práticas realizadas ao longo do Mestrado, tornou-se relevante perceber qual seria o impacto da literatura infantil no desenvolvimento socioemocional das crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico. A autoconsciência, a autorregulação, a consciência social, a gestão de relacionamentos e a tomada de decisões são competências que devem ser desenvolvidas desde os primeiros anos de vida. Utilizou-se a literatura infantil para educar para as emoções, mostrando que o docente apresenta...

  15. Relatório final

    Pimentel, Maria da Estrela Ferreira Girão Pereira
    Este relatório surge no âmbito da unidade curricular de Prática Educativa para obtenção do Grau de Mestre em Educação Pré-Escolar, da Escola Superior de Educação de Coimbra/ /Instituto Politécnico de Coimbra, correspondendo a uma análise reflexiva das experiências e das práticas de ensino supervisionadas realizadas em contexto de Creche e Jardim de Infância. O presente relatório divide-se em dois capítulos, no primeiro serão apresentadas as contextualizações dos itinerários formativos, começando por caraterizar as instituições, grupos e currículos, práticas das educadoras cooperantes, terminando com a descrição e análise reflexiva das experiências de estágio. É através da reflexão que o educador compreende as necessidades...

  16. Brincar: a essência da infância

    Marques, Vanessa Alexandra Rodrigues
    O presente relatório final foi elaborado no âmbito da unidade curricular de Prática Educativa 1 para obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar, correspondendo a uma análise reflexiva de dimensões da prática de ensino supervisionada realizada em contexto de jardim de infância. Este documento divide-se, essencialmente, em três partes. Na primeira parte é apresentada a contextualização do itinerário formativo, nomeadamente a caraterização da instituição e do grupo, e termina com a análise reflexiva da experiência de estágio. A segunda parte relaciona-se com o enquadramento teórico da problemática selecionada. A terceira parte diz respeito à descrição e análise crítico-reflexiva de um exercício de investigação que teve como foco principal escutar a...

  17. A brincar também se aprende

    Coelho, Ana Rita Almeida
    Brincar é uma atividade importante para o desenvolvimento holístico da criança, que deve ser valorizada e promovida pelas educadoras de infância. O presente relatório apresenta um estudo desenvolvido em contexto de jardim de infância, no âmbito do Mestrado em Educação Pré-Escolar, tendo como participantes as educadoras de infância. Pretende-se apurar as conceções que estas têm acerca do brincar, qual a importância que lhe atribuem e quais as oportunidades que são dadas às crianças para o fazer diariamente. Os dados foram recolhidos através de entrevistas às educadoras de infância de um centro de estágio no concelho de Coimbra, sendo complementados pela...

  18. A ambiguidade da educação

    Gonçalves, Ana Patricia Almeida
    De acordo com o sentido original da palavra, e conforme salienta Cournout, educar é «fazer sair» do ser o que ele já possui em estado potencial. A acção que o educador exerce sobre o educando surge assim como uma revelação das suas possibilidades. […] A educação não é qualquer coisa que se dá ao educando, mas é o desenvolvimento de tudo o que de bom ele já contém em embrião […] (Debesse, 1999: 9). Partindo desta belíssima ideia de Debesse e dos estágios pelos quais passei durante o Mestrado em Educação Pré-Escola e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico, realizei...

  19. Um olhar sobre a educação de infância

    Maldonado, Ângela Raquel Duarte
    presente relatório aborda o percurso descritivo e reflexivo de todo um trabalho, desenvolvido no contexto da prática de ensino supervisionado, em contexto de creche e de jardim-de-infância, no âmbito do Mestrado em Educação Pré-Escolar. Este trabalho consiste numa apresentação das instituições onde foram realizadas as práticas de ensino supervisionadas e na contextualização do ambiente educativo do grupo de crianças onde estive inserida. Apresento ainda, de uma forma reflexiva, cinco experiências-chave que se revelaram importantes ao longo da prática educativa. As grandes aquisições desta prática passaram pelo brincar da criança como um recurso à aprendizagem, aplicação da metodologia de trabalho de projeto como forma de ir ao encontro dos interesses...

  20. O brincar através do olhar das crianças em jardim de infância: relatório final

    Santos, Albertina Filipa Alves dos
    O presente Relatório Final foi elaborado no âmbito da finalização do Mestrado em Educação Pré-Escolar e resulta das aprendizagens realizadas no decorrer da prática de ensino supervisionada em contexto de jardim de infância. Este documento encontra-se dividido em três partes. Na primeira parte é apresentada uma breve caracterização do contexto de estágio em jardim de infância, apresentada através da descrição das características da instituição e do ambiente educativo. Apresento também uma breve descrição da intervenção educativa em educação pré-escolar, refletindo sobre a importância do trabalho desenvolvido e também das competências desenvolvidas que serão fundamentais para a futura prática. A segunda parte...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.