Recursos de colección

Repositório Comum (35.562 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 20 de 31

  1. Recursos na formação de professores que ensinam matemática

    Canavarro, Ana Paula; Delgado, Catarina
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  2. Recursos na formação de professores que ensinam matemática

    Canavarro, Ana Paula; Delgado, Catarina
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  3. O recurso a pósteres no âmbito de congressos matemáticos

    Ferreira, Sónia; Delgado, Catarina
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  4. O recurso a pósteres no âmbito de congressos matemáticos

    Ferreira, Sónia; Delgado, Catarina
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  5. Raciocinando matematicamente no 5º ano de escolaridade

    Oliveira, Carina; Boavida, Ana Maria
    A comunicação que se apresenta decorre de um estudo mais amplo, realizado pela primeira autora, cujo objetivo foi analisar e compreender o raciocínio matemático de alunos do 5.º ano de escolaridade na resolução de problemas com números racionais não negativos. Do ponto de vista metodológico, o estudo enquadra-se no paradigma interpretativo e constitui uma investigação sobre a prática. Os dados foram obtidos através de entrevistas clínicas realizadas a dois alunos, de recolha documental e de observação participante. Esta observação esteve associada a uma intervenção pedagógica, com a duração de cinco semanas, concretizada pela referida autora durante o seu estágio. Nesta intervenção foram propostos vários problemas visando introduzir e trabalhar...

  6. Recursos para a aprendizagem da comparação multiplicativa

    Cebola, Graça; Brocardo, Joana
    Nesta comunicação analisamos uma tarefa cujo objetivo é a exploração da comparação multiplicativa, numa perspetiva de desenvolvimento da flexibilidade de estratégias utilizadas pelos alunos. A tarefa em causa faz parte de uma sequência de tarefas e foi experimentada numa sala de aula de Matemática, numa turma do 6.º ano de escolaridade, no ano letivo 2015/16. A sua abordagem surge no contexto de uma experiência de ensino e de uma investigação que se insere na modalidade de design research. Fundamentamos teoricamente o recurso de aprendizagem proposto, quer sob o ponto de vista da comparação multiplicativa, quer da flexibilidade / adaptabilidade de estratégias. Apresentamos e discutimos uma primeira análise dos...

  7. Recursos para a aprendizagem da comparação multiplicativa

    Cebola, Graça; Brocardo, Joana
    Nesta comunicação analisamos uma tarefa cujo objetivo é a exploração da comparação multiplicativa, numa perspetiva de desenvolvimento da flexibilidade de estratégias utilizadas pelos alunos. A tarefa em causa faz parte de uma sequência de tarefas e foi experimentada numa sala de aula de Matemática, numa turma do 6.º ano de escolaridade, no ano letivo 2015/16. A sua abordagem surge no contexto de uma experiência de ensino e de uma investigação que se insere na modalidade de design research. Fundamentamos teoricamente o recurso de aprendizagem proposto, quer sob o ponto de vista da comparação multiplicativa, quer da flexibilidade / adaptabilidade de estratégias. Apresentamos e discutimos uma primeira análise dos...

  8. Os recursos na aprendizagem da matemática

    Brocardo, Joana; Mendes, Fátima
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  9. Os recursos na aprendizagem da matemática

    Brocardo, Joana; Mendes, Fátima
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  10. Desafios na preparação de congressos matemáticos

    Ferreira, Sónia; Delgado, Catarina
    O presente artigo decorre de um estudo desenvolvido por uma professora estagiária e foca-se nos desafios com que esta se deparou na preparação de congressos matemáticos. O referido estudo segue uma abordagem qualitativa e corresponde a uma investigação sobre a prática. Os resultados sugerem os seguintes desafios na preparação de Congressos Matemáticos: dúvidas na adequação das tarefas; receio em não antecipar ‘todas’ as resoluções dos alunos; receio de a visita aos pósteres não cumprir o seu objetivo; dúvidas na seleção e seriação de pósteres.

  11. Desafios na preparação de congressos matemáticos

    Ferreira, Sónia; Delgado, Catarina
    O presente artigo decorre de um estudo desenvolvido por uma professora estagiária e foca-se nos desafios com que esta se deparou na preparação de congressos matemáticos. O referido estudo segue uma abordagem qualitativa e corresponde a uma investigação sobre a prática. Os resultados sugerem os seguintes desafios na preparação de Congressos Matemáticos: dúvidas na adequação das tarefas; receio em não antecipar ‘todas’ as resoluções dos alunos; receio de a visita aos pósteres não cumprir o seu objetivo; dúvidas na seleção e seriação de pósteres.

  12. A PLATAFORMA DE STEP

    Pereira, Ana; Monteiro, Graça Sofia
    Ao longo do tempo a utilização da plataforma de step tem sido um dos recursos materiais mais utilizados no mercado no fitness. No presente documento pretendemos apresentar alguns aspetos relacionados com a sua aplicação e informações fundamentais no desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem, desde a música, a lateralidade, o tipo de calçado, entre outros aspetos. Todas as temáticas abordadas pretendem dotar o professor, o monitor ou o treinador pessoal de competências para planear organizar e implementar uma sessão ou conjunto de sessões de uma forma coerente, mais segura e ajustada à população alvo.

  13. A PLATAFORMA DE STEP

    Pereira, Ana; Monteiro, Graça Sofia
    Ao longo do tempo a utilização da plataforma de step tem sido um dos recursos materiais mais utilizados no mercado no fitness. No presente documento pretendemos apresentar alguns aspetos relacionados com a sua aplicação e informações fundamentais no desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem, desde a música, a lateralidade, o tipo de calçado, entre outros aspetos. Todas as temáticas abordadas pretendem dotar o professor, o monitor ou o treinador pessoal de competências para planear organizar e implementar uma sessão ou conjunto de sessões de uma forma coerente, mais segura e ajustada à população alvo.

  14. Estudo comparativo da aptidão física entre jogadores masculinos juvenis de Futsal e de Basquetebol

    Pereira, Ana; Penilo, João; Pires, David; Rodrigues, Miguel; Pereira, Patrícia; Figueiredo, Teresa; Nunes, Paulo; Espada, Mário
    O futsal e o basquetebol são duas modalidades coletivas praticadas em naves desportivas e com o mesmo número de jogadores de campo. Se no futsal existe um predomínio do uso dos membros inferiores em todos os momentos de jogo, com exceção do guarda-redes que utiliza também os membros superiores, na modalidade basquetebol recorre-se tanto aos membros superiores para fazer os lançamentos, como aos membros inferiores para a deslocação dos jogadores. Deste modo, com o presente estudo científico pretendeu-se comparar as características da aptidão física de cada modalidade em testes específicos e gerais de força, coordenação, velocidade e flexibilidade com o...

  15. Estudo comparativo da aptidão física entre jogadores masculinos juvenis de Futsal e de Basquetebol

    Pereira, Ana; Penilo, João; Pires, David; Rodrigues, Miguel; Pereira, Patrícia; Figueiredo, Teresa; Nunes, Paulo; Espada, Mário
    O futsal e o basquetebol são duas modalidades coletivas praticadas em naves desportivas e com o mesmo número de jogadores de campo. Se no futsal existe um predomínio do uso dos membros inferiores em todos os momentos de jogo, com exceção do guarda-redes que utiliza também os membros superiores, na modalidade basquetebol recorre-se tanto aos membros superiores para fazer os lançamentos, como aos membros inferiores para a deslocação dos jogadores. Deste modo, com o presente estudo científico pretendeu-se comparar as características da aptidão física de cada modalidade em testes específicos e gerais de força, coordenação, velocidade e flexibilidade com o...

  16. A aprendizagem das ciências em Portugal

    Saraiva, Leonor
    Em Portugal, a educação em ciências regressa, por vezes, ao debate público a propósito do desempenho dos alunos nas avaliações internacionais. Os relatórios nacionais dos testes PISA (Programme for International Student Assessment) e TIMSS (Trends in Mathematics and Science Study), aplicados em 2015, revelam resultados contraditórios. Neste texto, analisa-se brevemente a situação referida e apontam-se algumas possíveis explicações sobre as diferenças encontradas no desempenho dos alunos.

  17. A aprendizagem das ciências em Portugal

    Saraiva, Leonor
    Em Portugal, a educação em ciências regressa, por vezes, ao debate público a propósito do desempenho dos alunos nas avaliações internacionais. Os relatórios nacionais dos testes PISA (Programme for International Student Assessment) e TIMSS (Trends in Mathematics and Science Study), aplicados em 2015, revelam resultados contraditórios. Neste texto, analisa-se brevemente a situação referida e apontam-se algumas possíveis explicações sobre as diferenças encontradas no desempenho dos alunos.

  18. Perspetivas de estudantes do ensino superior sobre a utilização de portefólios digitais: um estudo exploratório na Licenciatura em Ensino Básico

    Rodrigues, Maria do Rosário; Pires, Ana Luísa; Pessoa, Ana Maria
    Este artigo surge na sequência de um estudo efetuado no âmbito de um projeto ERASMUS+ KA2, designado Empowering ePortfolio Process. A finalidade do projeto é o estudo das práticas de utilização de portefólios digitais como instrumentos de aprendizagem e avaliação no ensino superior, nos cinco países parceiros do projeto. Na fase do projeto em que se pretendia perceber as perspetivas dos estudantes sobre a utilização dos portefólios digitais, foram entrevistados estudantes portugueses com experiência de utilização daqueles instrumentos na Unidade Curricular (UC) de Língua Portuguesa e Tecnologias de Informação e Comunicação (LPTIC), pertencente ao plano de estudos da Licenciatura em Ensino Básico. A análise de dados permitiu perceber que os estudantes relevam...

  19. Perspetivas de estudantes do ensino superior sobre a utilização de portefólios digitais: um estudo exploratório na Licenciatura em Ensino Básico

    Rodrigues, Maria do Rosário; Pires, Ana Luísa; Pessoa, Ana Maria
    Este artigo surge na sequência de um estudo efetuado no âmbito de um projeto ERASMUS+ KA2, designado Empowering ePortfolio Process. A finalidade do projeto é o estudo das práticas de utilização de portefólios digitais como instrumentos de aprendizagem e avaliação no ensino superior, nos cinco países parceiros do projeto. Na fase do projeto em que se pretendia perceber as perspetivas dos estudantes sobre a utilização dos portefólios digitais, foram entrevistados estudantes portugueses com experiência de utilização daqueles instrumentos na Unidade Curricular (UC) de Língua Portuguesa e Tecnologias de Informação e Comunicação (LPTIC), pertencente ao plano de estudos da Licenciatura em Ensino Básico. A análise de dados permitiu perceber que os estudantes relevam...

  20. Perspetivas de estudantes do ensino superior sobre a utilização de portefólios digitais: um estudo exploratório na Licenciatura em Ensino Básico

    Rodrigues, Maria do Rosário; Pires, Ana Luísa de Oliveira; Pessoa, Ana Maria
    Este artigo surge na sequência de um estudo efetuado no âmbito de um projeto ERASMUS+ KA2, designado Empowering ePortfolio Process. A finalidade do projeto é o estudo das práticas de utilização de portefólios digitais como instrumentos de aprendizagem e avaliação no ensino superior, nos cinco países parceiros do projeto. Na fase do projeto em que se pretendia perceber as perspetivas dos estudantes sobre a utilização dos portefólios digitais, foram entrevistados estudantes portugueses com experiência de utilização daqueles instrumentos na Unidade Curricular (UC) de Língua Portuguesa e Tecnologias de Informação e Comunicação (LPTIC), pertencente ao plano de estudos da Licenciatura em Ensino Básico. A análise de dados permitiu perceber que os estudantes relevam...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.