Recursos de colección

Repositório Comum (38.362 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 15 de 15

  1. Developing flexible-adaptive reasoning and computing

    Brocardo, Joana; Kraemer, Jean-Marie; Mendes, Fátima; Delgado, Catarina
    The project ‘Numerical thinking and flexible calculation: critical issues’ aims to study students’ conceptual knowledge associated with the understanding of the different levels of learning numbers and operations. We follow the idea proposed by several authors that flexibility refers to the ability to manipulate numbers as mathematical objects which can be decomposed and recomposed in multiple ways using different symbolisms for the same objet (Gravemeijer, 2004; Gray &Tall, 1994;). The project plan is based on a qualitative and interpretative methodology (Denzin & Lincoln, 2005) with a design research approach (Gravemeijer & Cobb, 2006). This article focus the preparation of a teaching experience centered in the flexible learning of...

  2. Challenging preservice teachers to produce varied mathematical problem solving strategies

    Boavida, Ana Maria; Delgado, Catarina; Mendes, Fátima; Brocardo, Joana
    This paper presents preliminary results of a research project that aims to investigate preservice teachers’ capacity to produce and analyse solution strategies to solve mathematical problems. From a methodological point of view, the study is of a qualitative nature and is being developed with future kindergarten and primary teachers who are enrolled in mathematical courses of a bachelor degree in elementary education at a public teacher education institute in central Portugal. The results suggest that although there has been an incipient progress concerning the production, by the future teachers, of more than one strategy to solve the same problems, reaching...

  3. Aprender a resolver problemas no 2º ano do ensino básico

    Sousa, Cristina; Mendes, Fátima
    Este artigo tem como propósito compreender o modo como alunos do 2.° ano resolvem problemas. Discute-se a importância da resolução de problemas na aprendizagem da Matemática, o entendimento de problema, as etapas do processo de resolução de problemas e as principais estratégias de resolução A investigação subjacente foi realizada em Portugal, numa turma do 2.° ano de uma escola dos arredores de um meio urbano. A pesquisa seguiu uma metodologia qualitativa e a recolha de dados incluiu observação de aulas da turma do 2.° ano e recolha documental a propósito da resolução de seis problemas. Neste artigo são analisadas as...

  4. Desafios na preparação de congressos matemáticos

    Ferreira, Sónia; Delgado, Catarina
    O presente artigo decorre de um estudo desenvolvido por uma professora estagiária e foca-se nos desafios com que esta se deparou na preparação de congressos matemáticos. O referido estudo segue uma abordagem qualitativa e corresponde a uma investigação sobre a prática. Os resultados sugerem os seguintes desafios na preparação de Congressos Matemáticos: dúvidas na adequação das tarefas; receio em não antecipar ‘todas’ as resoluções dos alunos; receio de a visita aos pósteres não cumprir o seu objetivo; dúvidas na seleção e seriação de pósteres.

  5. Desafios na preparação de congressos matemáticos

    Ferreira, Sónia; Delgado, Catarina
    O presente artigo decorre de um estudo desenvolvido por uma professora estagiária e foca-se nos desafios com que esta se deparou na preparação de congressos matemáticos. O referido estudo segue uma abordagem qualitativa e corresponde a uma investigação sobre a prática. Os resultados sugerem os seguintes desafios na preparação de Congressos Matemáticos: dúvidas na adequação das tarefas; receio em não antecipar ‘todas’ as resoluções dos alunos; receio de a visita aos pósteres não cumprir o seu objetivo; dúvidas na seleção e seriação de pósteres.

  6. A PLATAFORMA DE STEP

    Pereira, Ana; Monteiro, Graça Sofia
    Ao longo do tempo a utilização da plataforma de step tem sido um dos recursos materiais mais utilizados no mercado no fitness. No presente documento pretendemos apresentar alguns aspetos relacionados com a sua aplicação e informações fundamentais no desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem, desde a música, a lateralidade, o tipo de calçado, entre outros aspetos. Todas as temáticas abordadas pretendem dotar o professor, o monitor ou o treinador pessoal de competências para planear organizar e implementar uma sessão ou conjunto de sessões de uma forma coerente, mais segura e ajustada à população alvo.

  7. A PLATAFORMA DE STEP

    Pereira, Ana; Monteiro, Graça Sofia
    Ao longo do tempo a utilização da plataforma de step tem sido um dos recursos materiais mais utilizados no mercado no fitness. No presente documento pretendemos apresentar alguns aspetos relacionados com a sua aplicação e informações fundamentais no desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem, desde a música, a lateralidade, o tipo de calçado, entre outros aspetos. Todas as temáticas abordadas pretendem dotar o professor, o monitor ou o treinador pessoal de competências para planear organizar e implementar uma sessão ou conjunto de sessões de uma forma coerente, mais segura e ajustada à população alvo.

  8. Estudo comparativo da aptidão física entre jogadores masculinos juvenis de Futsal e de Basquetebol

    Pereira, Ana; Penilo, João; Pires, David; Rodrigues, Miguel; Pereira, Patrícia; Figueiredo, Teresa; Nunes, Paulo; Espada, Mário
    O futsal e o basquetebol são duas modalidades coletivas praticadas em naves desportivas e com o mesmo número de jogadores de campo. Se no futsal existe um predomínio do uso dos membros inferiores em todos os momentos de jogo, com exceção do guarda-redes que utiliza também os membros superiores, na modalidade basquetebol recorre-se tanto aos membros superiores para fazer os lançamentos, como aos membros inferiores para a deslocação dos jogadores. Deste modo, com o presente estudo científico pretendeu-se comparar as características da aptidão física de cada modalidade em testes específicos e gerais de força, coordenação, velocidade e flexibilidade com o...

  9. Estudo comparativo da aptidão física entre jogadores masculinos juvenis de Futsal e de Basquetebol

    Pereira, Ana; Penilo, João; Pires, David; Rodrigues, Miguel; Pereira, Patrícia; Figueiredo, Teresa; Nunes, Paulo; Espada, Mário
    O futsal e o basquetebol são duas modalidades coletivas praticadas em naves desportivas e com o mesmo número de jogadores de campo. Se no futsal existe um predomínio do uso dos membros inferiores em todos os momentos de jogo, com exceção do guarda-redes que utiliza também os membros superiores, na modalidade basquetebol recorre-se tanto aos membros superiores para fazer os lançamentos, como aos membros inferiores para a deslocação dos jogadores. Deste modo, com o presente estudo científico pretendeu-se comparar as características da aptidão física de cada modalidade em testes específicos e gerais de força, coordenação, velocidade e flexibilidade com o...

  10. A aprendizagem das ciências em Portugal

    Saraiva, Leonor
    Em Portugal, a educação em ciências regressa, por vezes, ao debate público a propósito do desempenho dos alunos nas avaliações internacionais. Os relatórios nacionais dos testes PISA (Programme for International Student Assessment) e TIMSS (Trends in Mathematics and Science Study), aplicados em 2015, revelam resultados contraditórios. Neste texto, analisa-se brevemente a situação referida e apontam-se algumas possíveis explicações sobre as diferenças encontradas no desempenho dos alunos.

  11. A aprendizagem das ciências em Portugal

    Saraiva, Leonor
    Em Portugal, a educação em ciências regressa, por vezes, ao debate público a propósito do desempenho dos alunos nas avaliações internacionais. Os relatórios nacionais dos testes PISA (Programme for International Student Assessment) e TIMSS (Trends in Mathematics and Science Study), aplicados em 2015, revelam resultados contraditórios. Neste texto, analisa-se brevemente a situação referida e apontam-se algumas possíveis explicações sobre as diferenças encontradas no desempenho dos alunos.

  12. Supporting students’ ePortfolio process in Higher Education

    Kunnari, Irma; Laurikainen, Marja; Pires, Ana Luísa; Rodrigues, Maria do Rosário
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  13. Supporting students’ ePortfolio process in Higher Education

    Kunnari, Irma; Laurikainen, Marja; Pires, Ana Luísa; Rodrigues, Maria do Rosário
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  14. Supporting students’ ePortfolio process in Higher Education

    Kunnari, Irma; Laurikainen, Marja; Pires, Ana Luísa de Oliveira; Rodrigues, Maria do Rosário
    info:eu-repo/semantics/publishedVersion

  15. Práticas do professor na discussão de tarefas que visam o desenvolvimento do sentido de número

    Delgado, Catarina; Oliveira, Hélia; Brocardo, Joana
    Este artigo incide sobre as práticas de um professor do 3.º ano do Ensino Básico, no contexto de um projeto colaborativo, visando o desenvolvimento do sentido de número. Concretamente, foca-se nos desafios com que o professor se depara na discussão de tarefas e as suas preocupações relacionadas com o desenvolvimento do sentido de número nos seus alunos. Utilizou-se uma metodologia qualitativa e a recolha de dados incluiu a observação de aulas e sessões de trabalho da equipa do projeto, a análise documental e entrevistas. Os resultados salientam que os principais desafios para o professor na discussão das tarefas são: selecionar os...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.