Mostrando recursos 1 - 20 de 23

  1. Trajetórias de vida de idosos e sua participação nas atividades desenvolvidas pelo Lar Santa Beatriz da Silva

    Almeida, Sonia Ribeiro Custodio
    O presente relatório de estágio vem abordar o envelhecimento como um fenómeno que faz parte do ciclo de vida dos indivíduos. Em Portugal a população está cada vez mais envelhecida, em virtude de fatores, como sendo o aumento da esperança média de vida e as baixas taxas de natalidade. É uma problemática das sociedades contemporâneas, que face às alterações do foro económico e social das famílias, gera transformação na vida dos idosos, afetando a sua forma de viver que em muito vai contribuir para a formação da sua identidade. Esta complexidade da sociedade “atira” os idosos para as instituições, apresentando-se como o último recurso. Atenuar junto deles sentimentos menos positivos constitui uma tarefa difícil,...

  2. PombalAge: propostas bio-psico-socioculturais para a população sénior do concelho de Pombal

    Martins, Natália da Silva
    O envelhecimento da população é um fenómeno mundial, é uma realidade com a qual as sociedades hoje em dia se confrontam. A forma como se envelhece, é uma preocupação de todos nós. Surge a necessidade de se encontrar novas abordagens e soluções para promoção de um envelhecimento ativo, constituindo as tecnologias de informação e comunicação para uma resposta adequada a este desafio. O projeto PombalAge tem como objetivo fomentar a participação ativa, a promoção da saúde, a autonomia e independência da população do concelho de Pombal, com mais de 55 anos, não institucionalizada. O presente trabalho consiste na análise estratégica da população alvo, na identificação da oportunidade de negócio e, por fim,...

  3. Os laços sociais e a saúde entre adultos com 65 ou mais anos. Um estudo comparativo entre adultos que frequentam e não frequentam a Universidade Sénior de Porto de Mós

    Marques, Janine Rodrigues
    O apoio social tem sido associado a uma autoavaliação de saúde positiva e estando também relacionado com as características sociodemográficas, tais como; idade, estado civil, nível de escolaridade, valor dos rendimentos, entre outros. A presente investigação surge no sentido de conhecer os “Laços Sociais e a Saúde entre Adultos com 65 ou mais anos” dos idosos que frequentam a Universidade Sénior e os idosos que não frequentam, do Concelho de Porto de Mós. Participaram neste estudo um total de 50 idosos do Concelho de Porto de Mós, 25 idosos que frequentam a Universidade Sénior e 25 idosos que não frequentam. O tipo...

  4. Efeitos de 8 semanas de Hidroginástica na aptidão física de idosos, de ambos os sexos

    Santos, Inês Marina Coelho
    São ainda escassos os estudos acerca da influência da prática de hidroginástica na aptidão física em idosos, e consequentemente, as influências que esta modalidade pode ter na qualidade de vida. Ainda assim, a maior parte dos estudos existentes, reporta apenas a mulheres idosas, descurando os efeitos que a modalidade pode ter nos homens. Sendo esta atividade cada vez mais procurada, tanto por mulheres como por homens, de todas as faixas etárias mas mais incidente nos idosos, é pertinente verificar quais os efeitos que a prática de hidroginástica induz na aptidão física dos idosos. Foi objetivo do presente estudo verificar os...

  5. Bem-estar subjetivo de idosos institucionalizados: da construção da autonomia à construção da autoestima

    Goncalves, Ana Teresa Brites
    O processo de envelhecimento é caracterizado pela presença de défices motores e cognitivos que prejudicam a autonomia do idoso. Com o objetivo de perceber em que medida o grau de autonomia do idoso afeta a sua autoestima, delineou-se um estudo descritivo e exploratório, adotando-se uma abordagem mista na recolha e tratamento de dados. Utilizaram-se como instrumentos de avaliação e recolha de dados a Escala de Barthel (EB) e a Escala de Autoestima de Rosenberg (EAR), a entrevista, a análise documental e a observação naturalista. O estudo, assenta numa amostra de adultos em idade avançada (n=12), com idades compreendidas entre os 56 e os 90 anos, residentes no Lar Social do...

  6. Dança para idosos institucionalizados e não institucionalizados: efeitos nas atividades quotidianas e nível de satisfação com as aulas

    Machado, Ana Rita de Oliveira Roda
    Vivemos fazendo face à problemática do envelhecimento, onde ser “ativo” é fundamental para viver mais anos de uma forma saudável e com independência. Como tal, a prática da Dança vai de encontro a muitos aspetos inerentes ao conceito de envelhecimento ativo, promovendo o bem-estar e sobretudo tendo um impacto favorável no que respeita à ocupação dos tempos livres através do movimento e da componente corporal. Esta investigação abrange uma pesquisa descritiva, de caráter exploratório e uma abordagem quantitativa, cujo objetivo principal foi analisar os efeitos da prática de dança sobre a capacidade de realização das tarefas quotidianas em idosos institucionalizados e...

  7. Gestão da medicação nas estruturas residenciais para idosos (ERPIs):avaliação das condições estruturais das ERPIs

    Constantino, Irene Primitivo
    Introdução: Associado ao envelhecimento populacional surge a institucionalização das pessoas idosas. A gestão da medicação nas Estruturas Residenciais para Idosos (ERPIs) é uma componente importante dos cuidados aos idosos institucionalizados, frequentemente polimedicados. Metodologia: O objetivo do nosso estudo foi fazer um diagnóstico acerca dos procedimentos relacionados com a gestão da medicação numa amostra de conveniência constituída pelo principal responsável pela gestão da medicação em cada ERPI (39) que respondeu a um questionário onde foram incluídas as variáveis indispensáveis pela concretização dos objetivos. Foi feita uma análise estatística descritiva com o SPSS versão 23. Resultados: Verificamos que há algumas boas práticas instituídas: armazenamento correto, uso de folha farmacoterapêutica, registo de falhas no...

  8. Avaliação e comparação do equilíbrio em idosos institucionalizados e não institucionalizados, praticantes de exercício físico regular, através da escala de equilíbrio de Berg

    Paiva, Lídia Maria Martins
    Os estudos realizados no âmbito da gerontomotricidade demonstram a importância de realizar exercício físico para a manutenção do equilíbrio e redução de ocorrência de quedas, à medida que a idade avança. As condições sociais e económicas levam a que muitas famílias deleguem nos lares a tarefa de cuidar dos seus idosos, havendo, assim, uma diminuição na prática de atividades da vida diária que os mantinha ativos e com menor perda de mobilidade física e capacidade funcional. O presente estudo consistiu na avaliação e comparação do equilíbrio em idosos, institucionalizados e não institucionalizados, praticantes de exercício físico regular. Pretendeu inferir sobre as...

  9. Necessidades de formação/informação de cuidadores informais de indivíduos com sequelas de acidente vascular cerebral: proposta de um programa de formação

    Freire, Ana Luísa dos Santos
    Este trabalho propõe-se identificar as necessidades de formação e informação dos cuidadores informais de indivíduos com sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) de forma a projetar uma proposta de formação que colmate essas mesmas necessidades. A investigação incide sobre uma área ainda pouco explorada a nível nacional e de grande relevância face ao envelhecimento populacional e suas consequências. Constata-se a insuficiência de informação/formação nesta área, pelo que se reforça a necessidade de preencher as lacunas de (in)formação daqueles que estão na primeira linha de prestação de cuidados ao idoso com sequelas de AVC. A dificuldade de encontrar uma formação para este público-alvo deve-se ao escasso conhecimento das suas reais necessidades,...

  10. Os profissionais cuidadores de pessoas com afasia em Unidades de Cuidados Continuados

    Barros, Carolina Maria Freitas Martins de
    Os AVCs são a primeira causa de morte e incapacidade no nosso país e nem sempre os prognósticos após o AVC são os melhores e podem surgir repercussões com variados graus de gravidade, sendo importante fazer uma avaliação da pessoa com AVC, como por exemplo: ao estado de consciência, ao estado de orientação, atenção, entre outros. Relativamente à linguagem podem surgir complicações que são denominadas de Afasia. A afasiaa possuem um grande impacto na vida das pessoas e consequentemente dos seus familiares e/ou pessoas que os rodeiam, pois interferem na capacidade comunicativa, na integração social, profissional e familiar e na...

  11. Vidas de idosos. Reviver o passado para construir um futuro mais ativo: o caso de três idosos

    Frazão, Anabela Cordeiro Ferreira
    Os indicadores do envelhecimento demográfico sugerem desafios de impacto no ajustamento da sociedade portuguesa ao crescente aumento da população idosa e, com este, vai aumentando igualmente a preocupação com a qualidade de vida desta população, e com o envelhecimento ativo. A responsabilidade de ajudar o idoso a envelhecer com qualidade é de todos nós e por isso é urgente olhar os novos tempos do presente como tempos em que dar um sentido à velhice deverá fazer parte dos desafios da vida de cada um de nós, e em especial dos técnicos de intervenção social, no sentido de ajudar o idoso...

  12. Trajetórias familiares e envelhecimento ativo

    Godinho, Andreia Sofia Medeiros
    Assistimos a um acelerado processo de envelhecimento demográfico. A população está cada vez mais envelhecida, surgindo a necessidade de promover e incentivar o Envelhecimento Ativo. Este é contínuo, difere de pessoa para pessoa, podendo ser compreendido e influenciado por diversos fatores. As alterações familiares levam a uma reorganização na própria visão do indivíduo ao longo da sua trajetória de vida. O objetivo deste estudo é compreender de que modo as trajetórias familiares influenciam o envelhecimento ativo. A metodologia utilizada foi qualitativa e a recolha de dados obteve-se através de entrevistas semiestruturadas. Foram selecionados 4 sujeitos, 2 homens e 2 mulheres, entre os...

  13. Caraterísticas miofuncionais orofaciais de indivíduos a envelhecer e com Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS): adaptação de um protocolo de avaliação

    Almeida, Sónia Cristina Cerveira Dias de
    Introdução: Existem caraterísticas miofuncionais orofaciais inerentes à Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), doença gradualmente mais prevalente no decorrer do envelhecimento. É essencial um instrumento para avaliação pormenorizada destas caraterísticas. Objetivos: Realizar a adaptação para o Português Europeu do Protocolo de Avaliação Miofuncional Orofacial MBGR - adaptado para AOS e Ronco; Realizar a validação cultural da adaptação realizada; Identificar as caraterísticas miofuncionais orofaciais de um grupo de indivíduos com SAOS. Metodologias: A adaptação do protocolo referido para o Português Europeu e respetiva validação cultural, foi realizada por peritas em Motricidade Orofacial (MO) e por peritas em Língua Portuguesa tendo...

  14. O apoio aos idosos pelas forças de segurança GNR – Ourém

    Marques, Marta Ferreira de Oliveira Castro
    O presente trabalho é resultado de um estudo exploratório no âmbito do Mestrado em Intervenção para um Envelhecimento Ativo que incidiu sobre o Programa da GNR Apoio 65 – Idosos em Segurança no concelho de Ourém. Face ao grande número de pessoas idosas a viverem sós ou em companhia de outra pessoa idosa são muitos os riscos que afetam esta camada da sociedade. As necessidades aumentam perante as vulnerabilidades sentidas pelos idosos e torna-se urgente implementar medidas para as colmatar. Diante da situação apresentada, a GNR tem em curso o Programa Apoio 65 – Idosos em Segurança, pondo em prática um trabalho que consiste em acompanhar aqueles que...

  15. Resiliência e funcionalidade em idosos institucionalizados: estudo comparativo entre idosos participantes em sessões de psicomotricidade e não participantes

    Vieira, Marisa Lopes
    O envelhecimento é um fenómeno normal, gradual, progressivo e global que se traduz em modificações biológicas, psicológicas, sociais e culturais que ocorrem ao longo do tempo (Figueiredo, 2007). Estas modificações podem alterar a funcionalidade do idoso, ou seja, a sua capacidade de gerir a sua vida de forma independente e autónoma, concretizando as atividades do quotidiano (Barbosa, Almeida, Barbosa e Rossi-Barbosa, 2014). A forma de lidar com o envelhecimento irá depender da capacidade de superar as adversidades de forma positiva, isto é, da capacidade de resiliência (Anaut, 2005). A psicomotricidade é uma área que intervém com a pessoa, associando o...

  16. De Portugal a Angola: perceções de estudantes de fisioterapia acerca dos idosos e do envelhecimento

    Jacinto, Joana Patrícia da Branca
    Face às alterações demográficas, o aumento da longevidade e o aumento da população idosa são uma realidade incontestável, assim é importante que a sociedade seja detentora de conhecimentos face aos idosos e ao envelhecimento, nomeadamente os profissionais de saúde para que possam desenvolver a sua prática clínica respeitando e potenciando o processo de envelhecimento. No intuito de conhecer as perceções dos estudantes de fisioterapia angolanos e portugueses face aos idosos e ao envelhecimento, delineou-se um estudo, exploratório e descritivo, com uma abordagem predominantemente quantitativa na recolha e tratamento de dados, utilizando um questionário online. A amostra do estudo é composta por 46 estudantes de fisioterapia, 23 angolanos e 23...

  17. Contributos para a participação e aprendizagens de mulheres reformadas da Batalha

    Carreira, Eva Franco
    O estágio investigativo foi desenvolvido na Associação Cultural, Recreativa, Desportiva e Social Artelemniscata - Arte Sem Fim, no Concelho da Batalha e teve como destinatários a população reformada do mesmo concelho. O objetivo do estágio centra-se em conhecer a comunidade do concelho da Batalha para, de uma forma mais concreta, favorecer o desenvolvimento de diversas atividades socioculturais e educativas possibilitando uma participação ativa das pessoas reformadas nas dinâmicas comunitárias locais. Para tal, a metodologia centra-se numa abordagem qualitativa, em que foram usadas como principais técnicas de investigação/intervenção a entrevista semiestruturada, e o inquérito por questionário. O grupo que se constituiu para a realização...

  18. Caraterísticas miofuncionais orofaciais de indivíduos com roncopatia a envelhecer: adaptação de um protocolo de avaliação

    Pedrosa, Emanuel Estêvão
    Introdução: Vários estudos afirmam que a hipotonia das estruturas orofaríngeas está diretamente relacionada com a Roncopatia, sendo esta altamente prevalente em idosos. Um instrumento que avalie as caraterísticas miofuncionais orofaríngeas vai proporcionar um melhor conhecimento das alterações inerentes ao Ronco. Objetivos: Realizar a adaptação, para o Português Europeu, do protocolo de Avaliação Miofuncional Orofacial MBGR - adaptado para AOS e Ronco; Realizar a validação cultural da adaptação, para o Português Europeu, do protocolo de Avaliação Miofuncional Orofacial MBGR – adaptado para AOS e Ronco; Identificar as caraterísticas Miofuncionais Orofaciais de um grupo de indivíduos com Roncopatia. Metodologias: Adaptação do referido...

  19. Intervenção das estruturas residenciais no diagnóstico e acompanhamento de doentes de alzheimer

    Cordeiro, Ana Carolina de Sousa
    O envelhecimento traz consigo alguns défices cognitivos que podem levar á demência. Um dos tipos de demência mais comum é a doença de Alzheimer e, atualmente, as Estruturas Residenciais (ER) são um tipo de resposta social para acolher este tipo de utentes. O objetivo da investigação foi compreender a intervenção das Estruturas Residenciais no diagnóstico e acompanhamento de doentes de Alzheimer. Para tal, através de uma metodologia qualitativa, foram selecionadas por conveniência quatro Estruturas Residenciais do distrito de Leiria e realizou-se uma entrevista com guião semi-estruturado e um inquérito por questionário às suas diretoras técnicas. Conclui-se que, apesar das adaptações realizadas ao longo dos anos, o ambiente físico...

  20. Contributo das atividades de animação sociocultural nos idosos em serviço de apoio domiciliário

    Botas, Dora Catarina Nogueira
    A dissertação que aqui se apresenta, de cariz qualitativo, procura perceber quais os contributos que as atividades de animação sociocultural desempenham para os idosos de Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) da Santa Casa da Misericórdia de Pombal (SCMP), uma resposta social que oferece, apenas, serviços de higiene habitacional e pessoal, alimentação, tratamento de roupas e cuidados de saúde aos seus utentes. Animação Sociocultural na terceira idade surge como resposta à diminuição da sua atividade e das suas relações sociais. É considerada um fator determinante para a qualidade de vida das pessoas preservando a sua autonomia e podendo contribuir para um...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.