Recursos de colección

Repositório Comum (39.911 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 20 de 44

  1. Estudio Chantal Peyrat - Metodologias de um trabalho empresarial

    Vieira, Adrien
    O presente relatório foi desenvolvido no contexto da realização de um Estágio Curricular, no âmbito do Mestrado em Design de Interiores. Este estágio ocorreu no Studio Chantal Peyrat, sediado no sul de França, mais concretamente na cidade de Montpellier. Tem como principal objetivo a demonstração das metodologias de trabalho empresarial do Studio Chantal Peyrat. Como indica o tema do relatório, durante o estágio, são explorados conhecimentos técnicos e transversais alargados, para além do âmbito disciplinar do Design de Interiores. Ou seja, procuramos expôr o método de trabalho e os instrumentos empregues, não só pelo Gabinete, mas por todas as áreas...

  2. O projeto de interiores em eventos: evento comemorativo dos 25 anos da ESAD - Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos

    Reis, José
    Na última década, os eventos têm ganho particular relevância, resultando assim numa aposta crescente. Com o principal intuito de satisfazer e superar as necessidades dos participantes, os eventos têm assumido um papel económico, social e cultural relevante. O presente estudo corresponde a uma solução para o desenvolvimento de um projeto de interiores para o evento comemorativo dos vinte e cinco anos de uma instituição de ensino superior privado, mais propriamente a ESAD – Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos.

  3. Reabilitação e reconversão de um edifício para hotel de turismo rural: os contentores como solução no projeto de interiores

    Fernandes, António
    Nos últimos anos, temos assistido em Portugal à desertificação das zonas rurais. O turismo, enquanto meio de desenvolvimento das áreas de implantação, pode constituir uma solução através do criação de propostas inovadoras e da reabilitação dos espaços rurais, um tema pertinente atualmente, não só pelos desafios técnicos que apresenta, como também pela vital importância para o desenvolvimento económico e sustentável destas zonas.Neste sentido, o projeto propõe uma abordagem ao design de interiores enquanto disciplina dinamizadora da reabilitação de espaços, neste caso associados ao setor do turismo.Partindo da análise de um edifício pré-existente que procura, com recurso a contentores, desenvolver um...

  4. Design de Interiores: desenvolvimento de uma linha de cozinhas para a Padimat

    Eira, Patrícia
    Com a evolução do espaço da cozinha, desenvolvido em vários séculos, apresentamos a sua história neste presente trabalho. Destacamos a importância do estudo realizado sobre a racionalização e organização do espaço interior da cozinha, sobretudo a cozinha Frankfurt, um modelo da industrialização e racionalização das tarefas domésticas neste espaço. Apresentamos vários conceitos inovadores, tanto no desenho da cozinha como no uso do azulejo, tendo sempre presentes as preocupações ambientais. Como elemento de construção e decoração, no território nacional português, o azulejo, é totalmente inseparável da história e da vida quotidiana, cultural, urbana dos seus habitantes. Neste sentido, o principal objetivo deste trabalho foi desenvolver uma nova linha de cozinhas, e ao...

  5. Bio Factory - centro cultural biológico: os percursos ecológicos e o centro cultural bio factory - uma outra forma de habitar a cidade-

    Martins, Helena
    Este Projeto de Mestrado em Design na ramo de Espaços Urbanos e Interiores surgiu após a realização de uma análise da planimetria do tecido urbano da zona oriental da cidade do Porto, onde se verificou a existência de uma lacuna urbanistica suscitada pela carência de planeamento e interligação entre as diversas áreas verdes existentes. No decorrer dessa mesma análise, constatou-se ainda a existência de um antigo matadouro, que pelo fato de se encontrar sem função prática devido ao seu estado de degradação/abandono, tem um elevado interesse como alvo de reabilitação, tanto a nível de interiores como ao nível de mutação da sua funcionalidade e capacidade dinamizadora da...

  6. Equipamento urbano como instrumento de integração turística e cultural na cidade contemporânea

    Santos, Bruna
    Numa pesquisa que abrange o vasto tema da sustentabilidade no que diz respeito a equipamentos urbanos e arquitectura portátil, é estudada uma proposta que, seguindo as suas directrizes, surja para assegurar apoio à actividade turística em diversas localidades. O espaço urbano será o palco desta apresentação e é analisado no âmbito do convívio entre os cidadãos e segundo a sua importância nas suas vidas. Será um equipamento urbano interactivo e auto-suficiente pensado para os visitantes de maneira a que contribuam para uma partilha de culturas e conhecimentos. Constituindo um pequeno espaço de convívio, este objecto procura sensibilizar as pessoas relativamente...

  7. Design das “espumas”: imagem e espaço num Porto comum

    Magalhães, Francisco
    Num tempo em que a imagem veicula, aparentemente, um ritmo de consumo excessivo e desgovernado, a cultura contemporânea parece abraçar esta velocidade convulsa sem nunca a contestar. Através de formas de dominação e de fragmentação espacial, a capacidade de colaboração potenciada pelas alterações sociais e tecnológicas introduzidas pelos últimos dois séculos tem sido, em muitos casos, totalmente subvertida. O espaço urbano, que se teria transformado numa entidade permeável, flexível e mutável (o “espaço espumoso”), continua hoje a apresentar-se excessivamente compartimentado e estratificado. Ainda assim, as últimas décadas do século XX terão sido responsáveis por tornar as formas de dominação e estratificação cada vez mais evidentes, conferindo à nossa reflexão um carácter...

  8. A casa lúdica

    Barbosa, Maria
    A acção de ‘habitar’ é a construção do espaço simbólico. A habitação prepondera a existência do homem. O ser humano, tanto no plano concreto como no simbólico, necessita do abrigo da casa. O seu maior bem é ter um abrigo no qual possa sonhar, refazer as suas forças. É nele que o homem cria os seus lugares mais íntimos e onde tem a segurança de estar abrigado, protegido. A casa é o lugar do espaço em que o sujeito se referencia. Nessa perspectiva, a habitação não pode ser resumida apenas a uma questão relativa às políticas públicas e sociais. A casa diz respeito à condição humana. O homem...

  9. Novas abordagens de experiência e participação social no projeto suburbano

    Portugal, Maria
    O fim da cidade moderna encontrou a demolição, reestruturação ou requalificação como os factores activos na alteração das suas estruturas internas e externas, tentando acompanhar, a partir da década de 60 do século XX, uma emergente e crescente era na urbanidade e da suburbanidade. A actualização e transformação da cidade despontavam, desta forma, um novo desafio à Arquitectura, Engenharia e Design, criando, já no século XXI, uma nova dimensão participativa e humana, em detrimento de uma tipologia historicamente industrializada, que respondia somente aos problemas quantitativos da habitação e vivência social. A intenção central desta dissertação analisa a intersecção de sistemas descentrados no contexto urbano, que adequam uma estrutura social...

  10. Ausência/presença: projeto de interiores Murmur para a edição 2013 da 100% Design

    Sinde, Catarina
    Ao longo dos últimos anos tem sido notório o despertar para a importância das experiências, principalmente dos eventos, no quotidiano do consumidor. Cada vez mais as marcas e as empresas apostam nos eventos para promover os seus produtos e serviços. As grandes feiras inseridas em eventos de grande dimensão popularizaram-se, ultrapassando o público especializado e alargando-se e absorvendo o público em geral. O design de interiores, associado à área dos eventos, visa a comunicação entre o espaço e o visitante, um espaço que se transforma e que é produto da relação entre conteúdo e contentor, e que é constantemente reinventado. O espaço é uma das principais chaves...

  11. ISC: interactive school for children

    Ziurkowska, Natalia
    Vivemos num mundo multicultural, democrático e globalizado onde a medicina, a genética, a tecnologia, a gestão de negócios e a exploração do espaço se desenvolvem rapidamente. A tecnologia informática e a proliferação dos bens materiais oferecem variadas possibilidades de melhorar as nossas vidas. As pessoas tornam-se cidadãos do mundo, seres cosmopolitas que são permanentemente confrontados com diferentes culturas, costumes e tendências. Viver, estudar e trabalhar nas cidades da Europa ou do mundo já não é um problema. Neste acumular de experiências múltiplas e multidimensionais esquecemos muitas vezes as crianças. Contudo, é extremamente importante prestar maior atenção aos mais pequenos, no sentido de as ajudar a compreender o mundo em...

  12. Mutações e permanências: a evolução da tensão entre o público e o privado nos espaços habitacionais do século XIX ao século XXI

    Cardoso, Ana
    Mutações e Permanências é um estudo sobre que elementos de mediação espacial permaneceram e quais foram transformados, a partir do advento da industrialização, no imaginário do projecto habitacional, quanto à relação estabelecida entre os espaços públicos e privados. O objectivo é reflectir sobre a importância do papel destes elementos projectuais para a evolução do habitar, a partir do marco histórico e transformador que foi a industrialização. A partir do início do século XIX, um conjunto de acontecimentos despoletaram uma mutação radical das premissas e valores da sociedade. Em consequência os projectistas começas a pensar o espaço habitável a partir de...

  13. João Mendes Ribeiro: um caminho para refletir sobre a condição hodierna da prática da arquitetura e do design interiores

    Vita, Francesca
    A prática da reabilitação, embora matéria familiar ao mundo da arquitetura, pensamos que possa ser um recurso importante também para o desenvolvimento da disciplina do design de interiores. Sendo um tema vasto e que pode ser abordado de diferentes pontos de vista, a nossa investigação aprofundará o caso de estudo do arquiteto-cenógrafo João Mendes Ribeiro. Através da analise das suas principais referências e de seis dos seus mais representativos projetos de reabilitação, percebemos em primeiro lugar os processos que estão por de trás de um projeto de intervenção no património, e em segundo lugar avançamos com a proposta da disciplina...

  14. Reabilitação e museografia: as vivências no espaço privado e público no projecto de interiores

    Silva, Helena
    No panorama actual e cada vez mais é importante reabilitar património, seja ele histórico ou não, de modo a relatar as vivências de uma sociedade e da própria cidade. Aliada a esta tendência está também o papel cada vez mais relevante que os museus têm. Estes podem ser dinamizadores do meio urbano, agitando dinâmicas culturais, económicas e políticas. Protagonizar mudanças assinaláveis. O dinamismo e o sucesso da intervenção urbana resultam da relação entre espaços público e privado e a forma como estes intervêm na organização espacial. No projecto aqui apresentado procurou-se compreender não só a extensão dos conceitos reabilitar e museografia mas também a intervenção que público e privado podem...

  15. Flexibilidade no contexto da museologia proposta sustentável - Aplicação MUDE

    Oliveira, Tony
    Fazer uso da flexibilidade, é uma atitude mais que bem-vinda, sobretudo pela conjuntura social e económica que atravessamos. Também por uma premente necessidade ecológica, entendida não como estratégia de marketing, mas sim como prioridade inteligente de poupar meios e recursos. O termo flexibilidade entendido como uma inerência do design de interiores enquanto disciplina projectual, permitiu-nos chegar aos museus e aos locais de exposição como área de aplicação do objeto de estudo, uma vez que se comprovou que os espaços para exposições devem ser polivalentes. Propomos assim, uma solução de projeto baseada num sistema modular que permite dotar os museus e restantes espaços expositivos de bastante flexibilidade, ao mesmo tempo que...

  16. Da utopia ao utopismo: design e processo na cidade moderna

    Campos, André
    No princípio do século XXI a nossa relação com o Movimento Moderno continua ainda intrínseca em toda a sociedade. Os ideais e termos modernistas, fundados no início do século XX, foram sofrendo uma transformação social e projetual que atravessaram todo o século e transfiguraram o design das suas formas modernista, às formas pós-modernistas e, por fim, à condição contemporânea que vivemos. Enquanto muitos dos projetos representaram a tradução de muitas das visões e ideologias associadas a estes movimentos, o espírito permaneceu utópico e com ele muitas das visões formuladas. Partindo da interligação entre os conceitos de design, cidade e utopia, percorremos...

  17. Arquitetura sem fundações: projeto de um refúgio de carácter móvel, auto-sustentável

    Martins, Elisabete
    A rapidez com que as experiências de vida se sucedem faz com que as pessoas mudem a cada momento, e com elas, os seus gostos e necessidades, é por isso que cada vez mais os produtos têm que ser de acesso imediato e de baixo custo, cada vez mais se procuram objetos flexíveis ou mesmo “descartáveis”. Paradoxalmente, a arquitetura teima em manter-se difícil, cara, inacessível e de carácter perene, e quando construída, é para sempre. Em alternativa à arquitetura tradicional, simplificando os processos construtivos e valorizando a personalização e flexibilidade das casas, surge a arquitetura móvel, mais especificamente designada de arquitetura...

  18. Arquitectura e design articulação de saberes na unidade de habitação de Marselha

    Silva, Maria
    Este estudo teve como objectivo analisar a articulação de saberes nos domínios da Arquitectura e do Design. Para tal, foi seleccionada a Unidade de Habitação de Marselha, obra realizada pelo arquitecto Le Corbusier (1874-1968), em finais da década de quarenta, como resposta a uma situação de crise habitacional do pós-segunda guerra mundial. A Unidade de Habitação de Marselha, tornou-se o objecto de experimentação de uma nova forma de habitar. Obedecendo a um programa que incluia habitação, comércio e equipamentos, nela foi aplicado o conceito de cidade-jardim vertical, resultante de estudos teóricos desenvolvidos desde as primeiras décadas do séc. XX. A sua...

  19. Design de eventos em espaço urbano: Projeto de ambientes para um festival de artes cénicas

    Freitas, Filipa
    Nas últimas décadas tem-se verificado uma crescente aposta em eventos, não só devido às suas caraterísticas festivas, mas sobretudo devido ao papel social, cultural e económico que desempenham na sociedade. Os eventos, que são projetos multidisciplinares, têm como objetivo primordial a criação de experiências memoráveis para os seus participantes, sendo neste contexto que o design assume particular relevância. O design surge como um aliado no desenvolvimento e projetação do evento, sendo o design de interiores particularmente responsável pela conceção dos espaços e desenvolvimento de ambientes que satisfazem as necessidades e expectativas dos diversos stakeholders. Este projeto, que procura demonstrar a mais-valia do design de ambientes em eventos, corresponde a uma solução...

  20. A reutilização de contentores para primeira habitação Uma alternativa sustentável à construção tradicional

    Macedo, Vanessa
    No contexto atual de crise económica em que se encontra a sociedade, a questão da habitação torna-se o centro da vida de um setor cada vez mais significativo da população. A politização do setor imobiliário e a habitação de luxo são dos principais fatores que contribuíram para tornar a habitação em algo quase inalcançável, para a maioria das pessoas. Este projeto foca especialmente um conjunto de pessoas mais afetadas por esta situação: os jovens em início de vida ativa e as jovens famílias. Por forma a resolver estas questões, foi feito um estudo para categorizar e sistematizar as necessidades e problemas centrais a resolver. O desafio era...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.