Recursos de colección

Repository ESEPF Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti (2.758 recursos)

The Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Institutional Repository is an on-line platform for collecting, preserving, and disseminating the intellectual output of this institution in digital form.

Educação Especial

Mostrando recursos 1 - 10 de 10

  1. Avaliação e Intervenção da Fonologia em Contexto Escolar

    Cervantes, Ana Cláudia Lobato
    Objetivo: As dificuldades a nível fonológica em crianças, no início da aquisição da leitura e da escrita, condiciona de forma significativa a aprendizagem da leitura e da escrita. Desta forma pretendemos verificar a eficácia de um programa de intervenção fonológica aplicado em contexto de sala de aula. Método: Constitui-se dois grupos de 3 crianças cada um (Grupo A e grupo B) de duas turmas do primeiro ano do primeiro ciclo que foram avaliadas através da prova de Avaliação Fonológica em Formatos Silábicos e Avaliação espontânea de forma a efetuar-se a identificação das áreas fortes, emergentes e fracas. Com base nesta...

  2. Compreensão da Língua Gestual Portuguesa em Crianças Surdas. Proposta de um Instrumento de Avaliação

    Rodrigues, Rute Ana Ferreira
    Indo ao encontro da necessidade, surgida na prática, este trabalho pretendeu criar um protótipo de um instrumento de avaliação da compreensão da Língua Gestual Portuguesa. Através do enquadramento teórico apresentamos o ponto de situação relativamente à aquisição e desenvolvimento da LGP, assim como quanto à compreensão das línguas gestuais, partindo sempre do paralelismo com a realidade da criança ouvinte. Com base na recolha de vários testes propostos para outras línguas gestuais e na inexistência de um teste em LGP construímos um protótipo, composto por um conjunto de 8 Itens, apresentados em formato digital, incluindo, vídeos e imagens. Os itens que constituem o teste têm em conta as caraterísticas...

  3. Intervenção Precoce na Infância: atuação profissional dos Educadores de Infância sobre os riscos do desenvolvimento infantil

    Lourenço, Natália Sofia Quintas
    A Intervenção Precoce deve iniciar-se o mais atempadamente possível, havendo uma maior hipótese de se superarem as dificuldades da criança com Necessidades Educativas Especiais ou em risco de as vir a manifestar. O papel dos profissionais que trabalham nas organizações educativas destinadas à infância tem sido reconhecido como fundamental no encaminhamento dessas crianças para a Intervenção Precoce. É neste sentido, que é importante que eles possuam conhecimentos e competências que lhes permitam identificar possíveis fatores de risco e encaminhar as crianças que sejam consideradas elegíveis para a Intervenção Precoce. O presente estudo, com uma metodologia de carácter misto, teve como objetivo primordial,...

  4. Deficiência Motora – cooperação e afetos

    Delgado, Maria do Carmo Lopes
    O presente trabalho inclui-se na área de estudo relativa à família e deficiência motora, nomeadamente às relações fraternas quando há a presença de um irmão ou irmã com Paralisia Cerebral. O nosso objetivo, neste estudo realizado e aqui apresentado, pretende apelar para a importância do tema “Deficiência Motora: Cooperação e Afetos. Foi nossa intenção, analisar e compreender a relação entre irmãos, através da perceção que o pai/mãe detém acerca do comportamento do seu filho (a) que é irmão/ irmã de uma criança/jovem/adulto com Paralisia Cerebral (PC), nos aspetos relacionados com o afeto e cooperação, revelados através dos itens: afetividade do...

  5. Deficiência Motora – cooperação e afetos

    Delgado, Maria do Carmo Lopes
    O presente trabalho inclui-se na área de estudo relativa à família e deficiência motora, nomeadamente às relações fraternas quando há a presença de um irmão ou irmã com Paralisia Cerebral. O nosso objetivo, neste estudo realizado e aqui apresentado, pretende apelar para a importância do tema “Deficiência Motora: Cooperação e Afetos. Foi nossa intenção, analisar e compreender a relação entre irmãos, através da perceção que o pai/mãe detém acerca do comportamento do seu filho (a) que é irmão/ irmã de uma criança/jovem/adulto com Paralisia Cerebral (PC), nos aspetos relacionados com o afeto e cooperação, revelados através dos itens: afetividade do...

  6. Memória e Compreensão Verbal: Contributo para o estudo psicométrico da Prova de Avaliação Memória e Compreensão Verbal – PAMCV

    Lopes, Ana Mafalda Falcão Moreira
    Objetivo: Crianças com dificuldades de linguagem oral apresentam, frequentemente, níveis mais baixos de desempenho em tarefas que envolvem memória e compreensão verbal em comparação com os seus pares. Este estudo pretende verificar possíveis relações entre os resultados de desempenho obtidos, na PAMCV, pelas crianças sinalizadas pelos Educadores/Professores e em função da sua faixa etária e contribuir para a sua futura validação. Método: Um grupo de 50 crianças sinalizadas pelos Educadores/Professores com dificuldades de linguagem oral constituíram um grupo, enquanto igual número de crianças com um desempenho linguístico equivalente à sua faixa etária fizeram parte do grupo controlo. Ambos os grupos foram...

  7. O STEP e o Envolvimento Parental na Construção da Resiliência

    Silva, Sónia Manuela dos Santos
    Dissertação de Mestrado apresentada à Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti ao Curso de Mestrado em Educação Especial, área de especialização no domínio cognitivo e motor

  8. Disortografia: um modelo de intervenção

    Coimbra, Benedita
    Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti por Benedita Cerqueira Magro Coimbra

  9. Competências de linguagem oral e percepção auditiva em crianças com atraso de linguagem

    Ferreira, Márcia
    Dissertação realizada por Márcia Liliana Sousa Ferreira, sob orientação de Professora Doutora Rosa Lima, para a obtenção do grau de mestre em Ciências da Educação, Especialização em Educação Especial.

  10. Papel do PCT na diferenciação pedagógica e curricular de alunos com DEA/Dislexia

    Gordo, Júlio Manuel Gonçalves
    O presente estudo partiu de preocupações da prática relacionadas com o papel do PCT no desenvolvimento pedagógico e curricular sobretudo de alunos com dislexia. No sentido de se responder à pergunta de partida: “de que forma a diferenciação pedagógica e curricular dos alunos com DEA/Dislexia, é contemplada no PCT?” elaborou-se um quadro teórico onde se começou por discutir o papel da escola recorrendo inclusivamente à sua perspectivação histórica. Esta permitiu perceber a escola actual nomeadamente nas tensões entre os processos de massificação escolar conducentes a uma hegemonia do currículo e os processos de flexibilização curricular. O nosso interesse principal situou-se...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.