Recursos de colección

Repository ESEPF Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti (2.848 recursos)

The Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Institutional Repository is an on-line platform for collecting, preserving, and disseminating the intellectual output of this institution in digital form.

ESEPF- Docentes

Mostrando recursos 1 - 20 de 106

  1. Luís Frederico de Bivar Gomes da Costa (2.1.1900-4.6.1901; 2.1.1902-20.4.1904)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  2. Luís Frederico de Bivar Gomes da Costa (1.10.1894-28.3.1895; 2.1.1896-8.2.1897)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  3. Luís Frederico de Bivar Gomes da Costa (20.1.1882-24.5.1884; 27.12.1884-1.1.1886)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  4. João Crisóstomo de Abreu e Sousa (3.5.1887-20.1.1890)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  5. Francisco de Almeida Portugal, conde de Lavradio (27.1.1858-1.2.1870)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  6. Pedro de Sousa Holstein, duque de Palmela (14.8.1834-4.6.1836; 10.7.1842-12.10.1850)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  7. Pedro de Sousa Holstein, duque de Palmela (17.2.1840-25.2.1840; 17.6.1840-1.1.1842)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  8. Pedro de Sousa Holstein, duque de Palmela (2.5.1839-11.1.1840)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  9. António José da Costa Santos (8.1.1896-8.2.1897)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  10. Francisco Joaquim da Costa e Silva (23.1.1879-28.8.1879)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  11. José Maria Rodrigues de Carvalho (30.6.1897-23.6.1900)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  12. José Maria Rodrigues de Carvalho (13.4.1887-1.1.1889)

    Monteiro, Isilda
    "O presidente das câmaras parlamentares da Monarquia, ao longo dos noventa anos da sua existência, vai incorporando, progressivamente, significados e sgnificâncias cada vez mais complexos, mas também cada vez mais consistentes e bem definidas. Assim, se no início estamos perantre uma figura de contornos ainda pouco claros e de comprtências muito reduzidas, com o tempo, a função presidencial vai-se revestindo de um solenidade crescente, de um simbolismo mais visível e de uma dignidade gradualmente mais legitimada e reconhecida por todos. Se, durante as Cortes Gerais, Extraordinárias e Constiruintes, enttre 1821 2 1822, e nas Cortes Ordinárias e Extraordinárias, de 1822...

  13. A interdisciplinaridade no ensino das Ciências Naturais, História e Geografia – um percurso na formação de professores

    Quinta e Costa, Margarida; Monteiro, Isilda; Ribeiro, Vítor
    No percurso formativo de educadores/professores restruturamos unidades curriculares no âmbito de um projeto de investigação que promove uma atitude interdisciplinar a partir das áreas científicas das Ciências Naturais, História e Geografia, contribuindo para a reconstrução das representações dos estudantes sobre o ensino do conhecimento do meio natural e social.

  14. Análise da comunicação, interação e satisfação entre professores de diferentes níveis de ensino em formação mediada por LMS

    Ramalho, Rui; Pinto, Joana
    A evolução da sociedade, juntamente com a sua globalização, permitiu um desenvolvimento a nível tecnológico e comunicacional de grande escala. Com este desenvolvimento e com o crescimento exponencial da utilização destes meios, começaram a emergir novos espaços para a construção do conhecimento, aprendizagens significativas e obtenção de informação, para além das instituições formais de educação e do contexto sala de aula.Com o crescimento exponencial de utilizadores do “Mundo WWW”, a sociedade foi obrigada a ajustar-se a adaptar-se às “novas” e diferentes formas de trabalhar, aprender e comunicar. Esta atualização técnica permitiu aos utilizadores perceber como a interação e participação de diferentes culturas, opiniões, preferências e conteúdos pode...

  15. Implementação do moodle na escola E.B. 2,3 de Marco de Canaveses

    Ramalho, Rui; Ribeiro, António
    As mudanças operacionalizadas pelo advento da era digital impulsionaram o aparecimento de novos paradigmas educacionais. Estas mudanças e inovações levam a escola a adaptar-se aos novos tempos, à construção de referenciais teóricos e à criação de novas respostas educativas.

  16. Materiais manipulativos virtuais no jardim de infância potenciando a relação com a matemática

    Ramalho, Rui; Gonçalves, Fernanda
    As tecnologias já fazem parte do dia-a-dia das crianças e apesar de cada vez mais apresentarem uma postura individual; na escola, o trabalho colaborativo entre pares é uma realidade e é em conjunto que as crianças aprendem umas com as outras entre si, “(…) a utilização das TIC (…) promovem o trabalho colaborativo entre os estudantes e torna-os mais responsáveis pelas suas aprendizagens” (Moreira & Monteiro, 2012, p. 17). Amante, 2003 in Amante, 2007 (Moreira & Monteiro, 2012) constatou em experiência que acompanhou em jardim de infância “que a grande maioria das crianças preferia claramente trabalhar a pares ou em pequeno grupo, dando essa situação lugar a...

  17. Ferramentas web 2.0 no ensino da matemática e das ciências no ensino básico: uma experiência na formação de professores

    Quinta e Costa, Margarida; Carneiro, Isabel; Oliveira, Joana; Campos, Sandra
    Os recursos tecnológicos podem potenciar a perspetiva interdisciplinar do processo de ensino/aprendizagem. Como futuros professores, em formação no Mestrado em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico e de Português e História e Geografia de Portugal do 2º Ciclo do Ensino Básico, planeamos atividades, sustentadas pelo método TPACK e refletimos sobre a sua potencialidade.

  18. As tecnologias de informação geográfica na formação de professores. Abordagem interdisciplinar com a história e as ciências naturais

    Ribeiro, Vítor; Monteiro, Isilda; Quinta e Costa, Margarida
    Atualmente a tecnologia é entendida como um elemento fundamental na sociedade atual, particularmente na educação. Nas últimas décadas, a informática teve avanços sem precedentes, sendo que as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) interferem com o cotidiano das pessoas (Akinyemi, 2016). Neste contexto, incluem-se as Tecnologias de Informação Geográfica (TIG), entre as quais se destacam os Sistemas de Informação Geográfica, (SIG) pelo potencial que possuem no desenvolvimento de competências geográficas transversais às diferentes áreas do saber, e.g História, Ciências da Natureza, Matemática, Línguas, Arqueologia e Sociologia. A localização é um dos fatores centrais no ensino geográfico, sendo fundamental para que as crianças compreendam o contexto em que geralmente...

  19. A utilização de tablets em sala de aula: vantagens e constrangimentos

    Gonçalves, Daniela; Machado, Emília
    Com a disseminação e transformação das tecnologias que têm marcado na nossa sociedade é possível facilitar cada vez mais a vida das pessoas, através de uma mudança subjacente ao modo como se trabalha e se aplica as novas tecnologias. É, portanto, possível inovar, comunicar e gerir informação. A possibilidade de inovação deve-se ao facto à recriação e à criatividade - é possível comunicar, partilhar, conectar, colaborar e cooperar com os outros; é possível gerir a informação de forma a procurar, selecionar, armazenar e tratar de todo o conhecimento que está sob posse. Por este meio, o indivíduo domina as tecnologias e compreende o que o rodeia. A...

  20. Instrumentos de transdisciplinaridade e co aprendizagem sediados e mediados por plataformas digitais: relato de uma experiência formativa interpares

    Gonçalves, Daniela; Rodrigues, Elvira
    Aprender e ensinar na sociedade do conhecimento é um contínuo, e incontornável, desafio,face às novas perspetivas da realidade, impostas por incessantes mudanças (Avedaño & Trujillo, 2013). O “homo sapiens digital” (Prensky, 2009) instalou-se e as apropriações sociais da linguagem digital (Moreno, 2013, p.118) fazem-se sentir em todos os setores da sociedade. As conceções de espaço, tempo e distância diluem-se nesta sociedade em rede, de que a escola é parte integrante. Contudo, começam a verificar-se significativos anacronismos entre a rapidez de assimilação das novas tecnologias pela sociedade em geral, pelos nativos digitais, de uma forma muito particular, e a sua utilização no contexto do ensino/aprendizagem. Por um lado, a...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.