Recursos de colección

Repository ESEPF Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti (2.819 recursos)

The Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Institutional Repository is an on-line platform for collecting, preserving, and disseminating the intellectual output of this institution in digital form.

Conferências: comunicações, artigos publicados em Atas

Mostrando recursos 1 - 20 de 43

  1. Análise da comunicação, interação e satisfação entre professores de diferentes níveis de ensino em formação mediada por LMS

    Ramalho, Rui; Pinto, Joana
    A evolução da sociedade, juntamente com a sua globalização, permitiu um desenvolvimento a nível tecnológico e comunicacional de grande escala. Com este desenvolvimento e com o crescimento exponencial da utilização destes meios, começaram a emergir novos espaços para a construção do conhecimento, aprendizagens significativas e obtenção de informação, para além das instituições formais de educação e do contexto sala de aula.Com o crescimento exponencial de utilizadores do “Mundo WWW”, a sociedade foi obrigada a ajustar-se a adaptar-se às “novas” e diferentes formas de trabalhar, aprender e comunicar. Esta atualização técnica permitiu aos utilizadores perceber como a interação e participação de diferentes culturas, opiniões, preferências e conteúdos pode...

  2. Implementação do moodle na escola E.B. 2,3 de Marco de Canaveses

    Ramalho, Rui; Ribeiro, António
    As mudanças operacionalizadas pelo advento da era digital impulsionaram o aparecimento de novos paradigmas educacionais. Estas mudanças e inovações levam a escola a adaptar-se aos novos tempos, à construção de referenciais teóricos e à criação de novas respostas educativas.

  3. Materiais manipulativos virtuais no jardim de infância potenciando a relação com a matemática

    Ramalho, Rui; Gonçalves, Fernanda
    As tecnologias já fazem parte do dia-a-dia das crianças e apesar de cada vez mais apresentarem uma postura individual; na escola, o trabalho colaborativo entre pares é uma realidade e é em conjunto que as crianças aprendem umas com as outras entre si, “(…) a utilização das TIC (…) promovem o trabalho colaborativo entre os estudantes e torna-os mais responsáveis pelas suas aprendizagens” (Moreira & Monteiro, 2012, p. 17). Amante, 2003 in Amante, 2007 (Moreira & Monteiro, 2012) constatou em experiência que acompanhou em jardim de infância “que a grande maioria das crianças preferia claramente trabalhar a pares ou em pequeno grupo, dando essa situação lugar a...

  4. Ferramentas web 2.0 no ensino da matemática e das ciências no ensino básico: uma experiência na formação de professores

    Quinta e Costa, Margarida; Carneiro, Isabel; Oliveira, Joana; Campos, Sandra
    Os recursos tecnológicos podem potenciar a perspetiva interdisciplinar do processo de ensino/aprendizagem. Como futuros professores, em formação no Mestrado em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico e de Português e História e Geografia de Portugal do 2º Ciclo do Ensino Básico, planeamos atividades, sustentadas pelo método TPACK e refletimos sobre a sua potencialidade.

  5. As tecnologias de informação geográfica na formação de professores. Abordagem interdisciplinar com a história e as ciências naturais

    Ribeiro, Vítor; Monteiro, Isilda; Quinta e Costa, Margarida
    Atualmente a tecnologia é entendida como um elemento fundamental na sociedade atual, particularmente na educação. Nas últimas décadas, a informática teve avanços sem precedentes, sendo que as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) interferem com o cotidiano das pessoas (Akinyemi, 2016). Neste contexto, incluem-se as Tecnologias de Informação Geográfica (TIG), entre as quais se destacam os Sistemas de Informação Geográfica, (SIG) pelo potencial que possuem no desenvolvimento de competências geográficas transversais às diferentes áreas do saber, e.g História, Ciências da Natureza, Matemática, Línguas, Arqueologia e Sociologia. A localização é um dos fatores centrais no ensino geográfico, sendo fundamental para que as crianças compreendam o contexto em que geralmente...

  6. A utilização de tablets em sala de aula: vantagens e constrangimentos

    Gonçalves, Daniela; Machado, Emília
    Com a disseminação e transformação das tecnologias que têm marcado na nossa sociedade é possível facilitar cada vez mais a vida das pessoas, através de uma mudança subjacente ao modo como se trabalha e se aplica as novas tecnologias. É, portanto, possível inovar, comunicar e gerir informação. A possibilidade de inovação deve-se ao facto à recriação e à criatividade - é possível comunicar, partilhar, conectar, colaborar e cooperar com os outros; é possível gerir a informação de forma a procurar, selecionar, armazenar e tratar de todo o conhecimento que está sob posse. Por este meio, o indivíduo domina as tecnologias e compreende o que o rodeia. A...

  7. Instrumentos de transdisciplinaridade e co aprendizagem sediados e mediados por plataformas digitais: relato de uma experiência formativa interpares

    Gonçalves, Daniela; Rodrigues, Elvira
    Aprender e ensinar na sociedade do conhecimento é um contínuo, e incontornável, desafio,face às novas perspetivas da realidade, impostas por incessantes mudanças (Avedaño & Trujillo, 2013). O “homo sapiens digital” (Prensky, 2009) instalou-se e as apropriações sociais da linguagem digital (Moreno, 2013, p.118) fazem-se sentir em todos os setores da sociedade. As conceções de espaço, tempo e distância diluem-se nesta sociedade em rede, de que a escola é parte integrante. Contudo, começam a verificar-se significativos anacronismos entre a rapidez de assimilação das novas tecnologias pela sociedade em geral, pelos nativos digitais, de uma forma muito particular, e a sua utilização no contexto do ensino/aprendizagem. Por um lado, a...

  8. Interdisciplinaridade da matemática e das ciências no ensino básico através de uma webquest: uma proposta refletida na formação de professores

    Quinta e Costa, Margarida; Ventura, Ana; Serafim, Ana; Silva, Beatriz; Silva, Sofia
    Sendo que vivemos “(…) num contexto de crescente visibilidade e atenção em torno das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na sociedade portuguesa”(Costa, Peralta, & Viseu, 2008, p. 37), torna-se urgente ensinar os professores a ensinarem com as TIC os seus conteúdos. Desta forma, os professores ocupam um papel preponderante no processo de ensino/aprendizagem das crianças e a utilização do computador, bem como as atividades que planificam, devem ser um complemento motivador/incentivador nas atividades educativas gerais.

  9. Acessibilidade e iniquidades territoriais

    Ribeiro, Vítor
    Atualmente vivemos numa sociedade onde os padrões de organização social e espacial se têm alterado profundamente. Desde logo, pelo desenvolvimento de um modelo de mobilidade urbana que resulta na fragmentação e na dispersão da população e das atividades. Consequentemente a população tem necessidade de mais deslocação, o que na generalidade dos territórios, potencia o uso de um único meio de transporte, o transporte individual. Na generalidade dos municípios portugueses as práticas de planeamento promoveram a utilização do automóvel, pese embora, mais recentemente, as reflexões em torno de modos suaves de deslocação e da promoção de políticas que promovam o cidadão multimodal indiciam uma crescente mudança de paradigma

  10. Investigação da resiliência em contextos familiares que apresentam filhos com deficiência

    Gomes, Ana
    A consolidação dos pilares de resiliência é necessária para superar experiências de vida negativas, para lidar com o stress e recuperar de um trauma. São capazes os pais e mães de filhos(as) com deficiência de se adaptarem às situações geradas pela chegada de um filho “diferente”? Num processo de luto e de reorganização familiar, como utilizam os recursos comunitários para enfrentarem a situação? Serão capazes de utilizar fatores protetores para lidar com a deficiência e a problemática inerente? No processo de superação e aceitação da deficiência valorizam e consolidam os pilares da resiliência? Nesta investigação analisamos o processo de resiliência em contextos familiares que apresentam filhos com incapacidades....

  11. A grande aventura pela (des) igualdade de género as imagens do feminino e do masculino veiculadas pelo manual de português do 4º ano do 1º ciclo do ensino básico (2014-2015)

    Samagaio, Florbela
    Os manuais escolares constituem veículos privilegiados de (re)transmissão de informação em ordem à aprendizagem das crianças na sala de aula. Neste espaço são veiculados valores e saberes que (en)formam a cultura e o quotidiano das crianças, sendo que o manual de língua portuguesa do 4º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico assume uma função estruturante no processo de aprendizagem e de socialização. A sala de aula constitui um espaço central na vida da criança e nela se procede à recontextualização do discurso pedagógico oficial, formalizado por um curriculum regulamentado no âmbito do qual surgem os respetivos manuais. A educação formal ocorre num “mundo social” onde se...

  12. Projetos interdisciplinares: uma oportunidade de aprendizagem crítica e criativa

    Gonçalves, Daniela; Leite, Renata; Pinto, Marina
    Reconhecemos a necessidade de investir em processos de ensino e de aprendizagem cada vez mais criativos e críticos, fomentando a descoberta do(s) talento(s) de cada aluno e entendendo a construção do conhecimento como algo sistémico. Fatores como uma liderança forte, expectativas elevadas em relação aos desempenhos dos alunos, um clima propício à aprendizagem, a prioridade dada ao ensino de conhecimentos fundamentais e a avaliação e controle dos desempenhos dos alunos são, em nosso entender, fundamentais. Neste cenário, fomenta-se a implementação de projetos próprios, que valorizem as boas experiências e promovam práticas colaborativas entre os diferentes profissionais, como é o caso das sessões de Projetos Interdisciplinares que nos propomos apresentar...

  13. O(s) efeito(s) das práticas pedagógicas na promoção do sucesso da
aprendizagem na língua materna nos ensinos básico e secundário

    Gonçalves, Daniela; Sousa, Maria Isolete
    As mudanças constantes no panorama educacional e na sociedade do século XXI potenciam uma reflexão sobre as práticas pedagógicas desenvolvidas pelos professores na sala de aula. Neste sentido, este estudo centra-se na prática letiva dos docentes de Português do Ensino Básico e Secundário e tenta compreender como podem ser superadas as dificuldades apresentadas no domínio da língua materna, quando as gerações de alunos são cada vez mais informadas, por vezes, até hiperestimuladas, mas também mais imaturas e com uma necessidade de respostas e de sucessos imediatos. A população-alvo deste estudo foi um grupo de professores de Português do Ensino Básico e Secundário de uma Instituição de ensino privada do Grande...

  14. Cenários de participação política de crianças e jovens em contexto local: análise de uma experiência

    Trevisan, Gabriela
    Comunicação apresentada no VII Congresso Português de Sociologia, Porto,2012

  15. Cidadania e participação: uma proposta de análise das competências de tomada de decisão das crianças na escola

    Trevisan, Gabriela
    A participação das crianças em processos de co decisão, em contextos específicos como a escola constitui-se como elemento fundamental para uma consideração da possibilidade da cidadania infantil. De modo a que possam ser consideradas cidadãs teremos de ser capazes de as olhar enquanto sujeitos políticos portadores de uma ação política específica que desenvolvem nos seus contextos de vida diários, e de modos mais ou menos formalizados. No quadro da consideração da cidadania infantil, os direitos da criança à participação, ao uso da voz e da palavra e da inclusão das suas próprias perspetivas nos mundos que habita são fundamentais, constituindo-se o direito de pertença a uma comunidade...

  16. Infância e políticas sociais

    Trevisan, Gabriela

  17. Encontros marcados, supervisionados, avaliados: TIC em contextos de aprendizagem

    Ramalho, Rui; Gonçalves, Daniela
    p. 1879-1885

  18. Love and affection among children – the social construction of feelings in peer interaction

    Trevisan, Gabriela
    O presente texto apresenta uma análise preliminar de um estudo constituindo uma análise sociológica da construção da afectividade e amor entre crianças, inserida nos quadros de análise da Sociologia da Infância. A acção da criança será entendida como estrutural, na medida em que se analisarão os seus constrangimentos e possibilidades, considerando os diferentes níveis de consciência. Mas, também se considera que o ser humano, enquanto agente – ou a criança enquanto agente – é dotado de capacidade reflexiva e consciente, em diferentes graus, da acção que desenvolve, reconhecendo, ainda, que essa acção tem consequências intencionais ou não intencionais, no espaçotempo em que se desenrola. (Giddens, 1984). Na acção da criança,...

  19. (In) visibles: les compétences politiques des enfants dans les contextes de décision publiques

    Trevisan, Gabriela
    Le parcours de la Sociologie de L’Enfance – aussi appelé Nouveaux Études de L’Enfant – en s’affirmant comme paradigme alternatif pour l’étude des enfants et ses vies, se consolide dans le champ théorique et méthodologique, concrètement, dans les sciences sociales. Alors, les défies que si posent, actuellement ne sont tant ces de sa affirmation autant que paradigme valide dans l’étude des enfants mais plus, sur comme on peut produire des visions plus complets et moins compartimentés sur elles. Cet à dire que, comme Prout soutien (2005) et aussi Qvortrup (2000), on doit considérer l’existence des enfants dans des contextes spécifiques et essayer des théories qui n’apportent pas les...

  20. Até que ponto conhecemos o curriculum? O manual escolar como elemento central na relação professor aluno: uma proposta em torno da (des) igualdade de género

    Samagaio, Florbela
    A presente comunicação versa sobre a problemática da desigualdade de género veiculada pelo manual escolar de língua portuguesa do 4º ano de escolaridade do 1º ciclo do Ensino Básico. Trata-se de uma questão fundamental de cidadania e, num tempo marcado pela ambivalência e pela incerteza, reveste-se de extrema pertinência, principalmente quando se procura, através do Sistema de Educação, minimizar as desigualdades sociais, neste caso no que respeita ao homem e à mulher, promovendo a construção de uma sociedade verdadeiramente democrática. O texto que se apresenta tem como objetivo principal alertar para a desigualdade de género patente nos manuais escolares e sensibilizar os profissionais da educação para a...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.