Recursos de colección

Repositório Comum (24.491 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 20 de 52

  1. A relação trabalho-família: as condições de vida e de trabalho influenciam a qualidade do ambiente educativo familiar?: estudo exploratório em articulação com Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Gondomar

    Ramos, Cristina Vanessa Paiva
    O aprofundamento das desigualdades na distribuição dos rendimentos e a generalização dos baixos salários são alguns dos problemas que se fazem sentir com grande intensidade desde o final do séc. XX e que contribuem para o aumento da pobreza infantil. A par com a precariedade laboral e o desemprego persistente, observam-se graves situações de privação material, relacional e cultural. O agravamento das condições de existência das famílias mais desmunidas só pode prejudicar a sua função socializadora. É esta relação entre condições de existência marcadas pela pobreza material e contexto educativo familiar que pretendemos estudar, através de um estudo exploratório junto...

  2. A relação trabalho-família: as condições de vida e de trabalho influenciam a qualidade do ambiente educativo familiar?: estudo exploratório em articulação com Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Gondomar

    Ramos, Cristina Vanessa Paiva
    O aprofundamento das desigualdades na distribuição dos rendimentos e a generalização dos baixos salários são alguns dos problemas que se fazem sentir com grande intensidade desde o final do séc. XX e que contribuem para o aumento da pobreza infantil. A par com a precariedade laboral e o desemprego persistente, observam-se graves situações de privação material, relacional e cultural. O agravamento das condições de existência das famílias mais desmunidas só pode prejudicar a sua função socializadora. É esta relação entre condições de existência marcadas pela pobreza material e contexto educativo familiar que pretendemos estudar, através de um estudo exploratório junto...

  3. O ateliê de música: uma intervenção em centro de dia para a criação de oportunidades de fruição cultural para os idosos

    Teixeira, Olívia Salomé Ribeiro
    Este relatório apresenta o trabalho desenvolvido ao longo de um estágio de 8 meses, no âmbito do Mestrado em Gerontologia Social. Desenvolvemos este estágio num centro de dia de uma Instituição Particular de Solidariedade Social. Optámos por utilizar a metodologia de projeto que nos permitiu fazer o diagnóstico social da instituição e dos idosos e planificar e implementar um programa de atividades que ajudasse a organização a cumprir a sua missão. O diagnóstico social teve como principal propósito a identificação dos problemas e das suas causalidades, sendo portanto necessário o recurso a um quadro teórico de referência e a formulação de...

  4. Gravidez tardia e envelhecimento

    Oliveira, Sara
    Este estudo surge do interesse em compreender as implicações psicossociais advindas da gravidez tardia na fase avançada de vida, tendo em conta o aumento do número de gestantes acima dos 35 anos de idade que se verificou nos últimos anos (Gomes, Donelli, Piccinini,& Lopes, 2008). Para o efeito, averiguou-se a experiência da gravidez tardia em mulheres portuguesas com idade igual ou superior a 65 anos, contemplando, também, a experiência dos últimos filhos. Trata-se de um estudo qualitativo que contou com a participação de 15 mães com idades compreendidas entre os 66 e os 95 anos (média = 75.7, DP = 8.38) e 15 últimos filhos com idades...

  5. Projeto educativo de prevenção e intervenção social num contexto escolar: (re)educar-te(me)

    Moreira, Cláudia Solange Fernandes
    “Nas sociedades contemporâneas o sucesso escolar constitui não apenas uma preocupação omnipresente de professores, estudantes e as suas famílias, mas é igualmente um tema central na agenda politica e mediática. Assim, tem-se afirmado a convicção de que o êxito na e da escola é um fator importante para o desenvolvimento, a integração e o bem-estar, quer de cada indivíduo, quer dos grupos e da sociedade como um todo.” (Veloso & Abrantes, 2013, p. 1) A preocupação com a temática da Educação e Formação constitui, há vários anos, um dos eixos prioritários do Governo Constitucional de Portugal. Versa sobre o absentismo...

  6. Quando nos (des)envolvemos em projetos de desenvolvimento local: análise crítica da prática profissional

    Costa, Cláudia
    O objeto deste relatório é a análise de vários processos de intervenção local em zonas urbanas degradadas e uma observação exaustiva sobre as práticas e os projetos implementados para e com crianças e jovens em risco de exclusão, na Iniciativa Bairros Críticos - Operação Lagarteiro Porto. O processo de reflexão, parte da descrição da minha prática e experiência profissional em processos de requalificação de zonas urbanas desqualificadas, em que a participação e a implicação dos parceiros e demais atores constituem o fator essencial para o sucesso dos programas de desenvolvimento territorial e para a sustentabilidade futura dos progressos conseguidos. Contudo, trata-se de um caminho complexo que exige uma permanente...

  7. Projecto de intervenção comunitária em centro de dia pela metodologia de facilitação

    Fernandes, Cristina dos Santos
    O presente projecto tem como objectivo principal promover o contacto entre a comunidade e os idosos do Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa. Apresenta ainda como objetivos específicos: 1) Estimular a participação e fomentar o empowerment nos idosos do Centro Social Padre Manuel Joaquim de Social e 2) Dar a conhecer à comunidade e aos idosos a metodologia da facilitação. Para a concretização destes objetivos foram utilizados instrumentos de observação directa; análise documental e realização de entrevistas de avaliação. A amostra foi constituída por cinco idosos, de ambos os sexos, residentes na vila de Caldas das Taipas e nas freguesias...

  8. Medicinas complementares e alternativas: discursos e percursos no contexto dos profissionais de saúde

    Silva, Maria José Ribeiro Resende Afonso
    Nas duas últimas décadas assistimos a um crescimento da popularidade e da procura das Medicinas Complementares e Alternativas (MCA) como uma nova abordagem de saúde, alicerçada num posicionamento mais holístico, natural e defensora de uma intervenção menos invasiva. Este crescimento tem sido acompanhado por uma diversidade da oferta formativa, promovida e dinamizada por reconhecidas instituições de ensino público e privado, bem como do reforço da investigação nesta área. Face ao exposto, a ideia central do presente trabalho, qualitativo e de carácter exploratório, consiste em aferir, através da entrevista em profundidade, os posicionamentos de 12 profissionais de saúde a trabalhar no...

  9. Se esta escola fosse minha...a participação das crianças e dos jovens numa escola TEIP

    Paiva, Jorge Ferreira
    Nas últimas décadas temos assistido a profundas transformações sociais educativas, nomeadamente na escola pública, do ponto de vista das políticas e das políticas educativas. Estas mudanças têm criado desigualdades na forma como as crianças e jovens têm acesso à informação e ao conhecimento, particularmente no que se refere à sua participação no processo de escolarização e emancipação social e cultural. Este trabalho corresponde a um estudo de caso, realizado num agrupamento de escolas TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária), onde analisamos e demos particular atenção às questões da participação, nomeadamente às representações que as crianças e os jovens fazem sobre a escola.

  10. Resiliência em crianças e jovens acolhidos em centros de acolhimento temporário

    Trindade, Joana Raquel Monteiro Pinheiro Pereira da
    A problemática da institucionalização de crianças e jovens tem vindo a ser amplamente discutida por investigadores e por técnicos da ação social, tendo-se habitualmente considerado que esta população está mais suscetível à presença de distress emocional. A presente investigação teve como principal objetivo analisar indicadores de resiliência em crianças e jovens acolhidos em Centros de Acolhimento Temporário e aumentar o conhecimento disponível sobre o modo como elas vivenciam a sua institucionalização. Para tal, recorreu-se a uma amostra de 30 crianças/jovens acolhidos em 7 CAT diferentes da zona Norte do País, com idades compreendidas entre os 8 e os 18 anos....

  11. Como fomentar a participação ativa do idoso em contexto de lar

    Monte, Sílvia Maria Gonçalves do
    As estruturas residenciais têm assumido um importante papel no apoio e no cuidado aos idosos. É inegável que as mesmas asseguram a satisfação das necessidades que permitem aos idosos manter a sua vida biológica, oferecendo serviços que lhes permitem a realização das atividades básicas de vida diária. Contudo, investigações realizadas mostram que há outro tipo de necessidades dos seniores que não são satisfeitas: entre elas a sua autonomia para a tomada de decisões sobre a vida da instituição e sobre a sua própria vida e ainda a sua capacidade de iniciativa. Essas investigações referem que a entrada dos idosos numa...

  12. Trajetórias profissionais: influências na reforma

    Bessa, Maria Deolinda da Conceição
    A realização do presente trabalho de investigação preconizou como principais objetivos a cimentação e, se possível, a produção de conhecimento científico sobre os reformados, mais especificamente aqueles que foram objeto de estudo – a profissão de médico, a de oficial da Guarda Nacional Republicana, a de agricultor e a de trabalhadores da construção civil. Aborda o envelhecimento demográfico nas sociedades modernas, em especial nas mais desenvolvidas, partindo de seguida para uma análise deste fenómeno a nível nacional, bem como das políticas sociais da velhice que têm sido adoptadas em Portugal para fazer face a este problema que teima em consolidar-se fruto do aumento da esperança média de...

  13. O trabalho das parcerias nas comissões de proteção de crianças e jovens

    Martins, Helena Sofia Pinto
    A presente investigação foi desenvolvida junto da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo (CPCJ) e o Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP), do concelho de Amarante. Tem como objetivo fundamental conhecer os principais problemas identificados no concelho pela CPCJ, as práticas profissionais e organizacionais desenvolvidas para combater esses problemas e, ainda, perceber a parceria da CPCJ com as outras instâncias da comunidade e de forma, mais específica, com o CAFAP. Neste trabalho, pretende-se compreender se as práticas profissionais e organizacionais para a implementação de projetos de intervenção integrados nas CPCJs e nos CAFAP, são ajustados às...

  14. Prevalência dos maus-tratos sobre idosos no concelho de Barcelos

    Barbosa, Andreia Fernanda Marques
    A sociedade em geral e, em particular, a sociedade portuguesa depara-se, atualmente, com um fenómeno de transformação demográfica relacionado com diminuição do número de crianças e jovens e aumento da população adulta e idosa, numa pirâmide quase invertida (Carreira, 2008; Carvalho, 2012; INE, 2003). Este aumento exponencial do número de idosos tem gerado alguma preocupação da sociedade ao nível da gestão social dos recursos, onde se incluem preocupações em torno da sustentabilidade da segurança social, preocupações em torno das respostas sociais cada vez mais adequadas à população idosa, suas necessidades específicas e preocupações em torno de respostas de saúde, lazer,...

  15. A infância que espera: do acolhimento à construção dos projectos de vida

    Monteiro, Juliana
    O presente estudo pretende analisar que projectos de vida foram definidos num Centro de Acolhimento Temporário, bem como o sucesso/insucesso das intervenções sofridas pelas famílias antes e depois da institucionalização. Para o efeito, procedemos a análise dos respectivos processos de promoção e de protecção dos menores que até à data da investigação se encontravam em contexto institucional. Contemplamos neste estudo os menores que passaram pelo acolhimento institucional no ano 2010/2011, percorrendo os diferentes serviços sociais onde se encontravam os diferentes processos. Assim, a amostra traduz-se num total de trinta e três menores, vinte encontravam-se em acolhimento institucional e treze já não se encontravam na instituição tendo em conta que...

  16. Envelhecer ativamente num lar de idosos

    Rebelo, Ana Sofia Araújo
    O presente Projeto surge na sequência de um estágio, realizado no âmbito da 6ª edição do Mestrado de Gerontologia Social, num lar de idosos do Porto. Desta experiência despontou a necessidade de refletir sobre a contribuição da Animação Sociocultural como promotora de um envelhecimento ativo, no contexto institucional. Seguindo a perspetiva da Metodologia Participativa no Projeto, de Isabel Guerra (2002), acreditamos na capacidade do grupo de idosas do Lar para participar ativamente na elaboração do projeto tanto ao nível do diagnóstico, assim, como na proposta de atividades, no sentido de melhorar a sua qualidade de vida. Para a elaboração do diagnóstico recorreu-se...

  17. Projeto de enriquecimento das atividades de animação sociocultural em lar

    Costa, Paula Manuela Martinho Valadares
    Neste relatório analisa-se uma experiência de estágio de gerontologia social que elege como campo de observação e de intervenção um lar de idosos, situado na região do Porto. Orientados pela metodologia de projeto, num primeiro momento direcionada para a elaboração do diagnóstico da situação social, atende-se às engrenagens sociais que, no seio desta instituição especializada no tratamento da velhice frágil e dependente, geram uma silenciosa exclusão que está bem patente nas atitudes de retraimento e de desistência dos idosos. O tratamento destes idosos está remetido para esta instituição e para os seus profissionais que perspetivam os idosos essencialmente como meros recetores de serviços, numa lógica de sobrevalorização da...

  18. A um passo na certificação nas organizações de economia social

    Correia, Helena de Oliveira
    O presente relatório de atividade profissional enquadra-se no grupo de estudos sobre o envelhecimento do Instituto Superior de Serviço Social do Porto. Como atividade profissional principal sou dirigente e técnica de uma instituição de solidariedade social, acumulando funções de auditora, consultora e formadora na área de sistemas de gestão da qualidade. Através de um estudo comparativo realizado em organizações sociais pretende-se estudar a perceção dos recursos humanos face às mudanças internas de um sistema de gestão da qualidade. Aproveitarei a minha experiencia enquanto consultora e auditora da qualidade para perceber qual o impacto de uma certificação, implementação de um sistema de gestão...

  19. Retrato social das pessoas com demência no Concelho de Vizela

    Fonseca, Ilda Maria da Assunção
    É hoje sobejamente falado que o envelhecimento da população é uma caraterística das sociedades atuais. É uma constatação que se nasce cada vez menos e que se vive cada vez mais. A pirâmide etária está invertida, as gerações não se conseguem renovar. À data do último momento censitário realizado em 2011, Portugal apresentava uma população de 10.562.178 habitantes, sendo que 2.010.064 habitantes apresentavam idade igual ou superior a 65 anos. Face ao envelhecimento da população, o grupo dos idosos constituiu a parte mais afetada pelas doenças crónicas. A incidência de doenças como hipertensão arterial, diabetes, patologias cardiovasculares ou as demências...

  20. Reforma, voluntariado e envelhecimento

    Cunha, Helena Meira Simões da
    As alterações demográficas registadas na maioria dos países ocidentais reflectemse no prolongamento do tempo de vida com um estado de saúde que não limita gravemente a participação na vida social. Após a passagem à reforma (anterior marco de entrada na velhice), os indivíduos são forçados a reorganizar o tempo outrora estruturado pelo tempo de trabalho e sabese, hoje, que os modos de viver a reforma são relativamente diversos. Dependem, contudo, dos recursos de que os indivíduos dispõem e das condições sociais à sua volta. Se é certo que alguns reformados conseguem escapar à “reforma morte-social” e ao estigma de inutilidade, investindo o seu tempo, competências e experiência em actividades...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.