Recursos de colección

Repositório Comum (33.660 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 14 de 14

  1. Risco de cheias e inundações na cidade de Setúbal

    Leandro, Remo António Duarte dos Reis
    As inundações urbanas traduzem-se num dos mais importantes impactos sobre a sociedade. No contexto atual, diversas medidas de prevenção e proteção contra cheias urbanas são adotadas, em geral, medidas de caráter corretivo. As medidas podem ser estruturais (quando modificam o sistema fluvial evitando os prejuízos decorrentes das cheias) e não-estruturais (melhor convivência da população com as cheias). Este projeto tem como objeto principal a elaboração de um plano de medidas de prevenção contra a ocupação dos espaços de riscos de cheias, através de medidas estruturais e nãoestruturais, associadas ou não, para a Cidade de Setúbal, que apresenta tendências a cheias por ocupar, na sua maioria, as planícies de...

  2. Certificação de linhas/carreiras numa empresa de transporte colectivo de passageiros

    Gonçalves, Vitor Manuel Alves
    As empresas de transporte colectivo de passageiros sentem, especialmente nos países mais desenvolvidos, a necessidade de elevar os seus padrões de qualidade para corresponder as exigências cada vez maiores dos seus Clientes. Atendendo a esta situacão, o presente trabalho analisa a problemática da concepção de um sistema de qualidade do serviço aplicado ao sector dos transportes. Em primeiro lugar, e feita uma apresentação sumaria dos conceitos que caracterizam um sistema de qualidade. Segue-se a caracterização do estado de arte na área do transporte de passageiros, dando-se particular relevo ao transporte rodoviário de passageiros em Portugal. Por ultimo, procede-se a analise da sua aplicação na Companhia Carris de Feno de...

  3. Integração de sistemas de gestão em Portugal

    Linhares, Maria Virgínia N. S. Garcia
    Durante a primeira década deste milénio assistiu-se à proliferação de referenciais de sistemas de gestão à escala mundial. Esta diversidade de referenciais normativos acompanhou a evolução das necessidades das organizações na sistematização e optimização dos seus subsistemas de gestão – por imperativos de mercado, regulamentações legais/estatutárias, preocupações de eficiência e controlo operacionais - determinando uma adesão crescente das organizações à certificação de sistemas de gestão, com incidência para a qualidade, ambiente e segurança e saúde do trabalho. Perante esta tendência, os organismos de normalização optaram por fazer evoluir os vários referenciais no sentido da respectiva harmonização e alinhamento, a nível da...

  4. Diretiva Seveso – Critério de aceitabilidade de risco para Portugal

    Araújo, Rita da Paz Martinho Martins Bartolomeu d'
    A Diretiva Seveso II foi transposta para o direito nacional pelo Decreto-Lei nº 254/2007 de 12 de Julho de 2007. A definição de algumas questões referentes ao Ordenamento do Território foi remetida para Portaria a publicar posteriormente. O critério de aceitabilidade de risco, foi uma das questões deixadas em aberto e que ainda hoje, em Julho de 2013, continua por definir. Neste contexto, pretende-se com esta investigação desenvolver um contributo, com base numa análise do estado da arte, em boas práticas e metodologias a nível da União Europeia, para a definição de um critério de aceitabilidade de risco em Portugal, no...

  5. Ataque incial com meios aéreos: Proposta de Sectores Prioritários de Intervenção

    Benigno, Alexandre da Cunha Pereira de Lacerda
    Apesar do protagonismo que os meios aéreos têm na estratégia de ataque inicial aos incêndios florestais implementada em 2006, contribuindo, em conjunto com as forças terrestres para um sucesso alcançado na primeira intervenção, na ordem dos 94%, constata-se que o despacho automático de helicópteros de ataque inicial tem conduzido a um elevado número de missões em que os mesmos não chegam a intervir, ou mesmo a chegar ao teatro de operações. Entre 2008 e 2012, registaram-se, só na fase Charlie, 9.180 missões deste tipo (37,56% do total de missões de ataque inicial com helicópteros), com um consumo de 2.627 horas e...

  6. Vulnerabilidades das acessibilidades hospitalares face ao risco sísmico: Acessibilidades ao Centro Hospitalar de Lisboa Central

    Rodrigues, Pedro
    A região de Lisboa tem vindo a sofrer ao longo da sua história impactos elevados decorrentes de sismos próximos e distantes, doa quais são exemplos os sismos de 1356 e de 1775. A vulnerabilidade das vias de acesso a hospitais situados no concelho de Lisboa face à ocorrência de um sismo é um tema que não tem sido abordado mas que é importante para estimar as áreas da rede viária ocupadas por escombros provenientes do colapso de edifícios após um sismo e o posterior estabelecimento de medidas de mitigação e de preparação para a resposta. Este trabalho tem como objectivo avaliar as vulnerabilidades das acessibilidades aos hospitais...

  7. Uso de indicadores chave de desempenho para avaliar sistemas de gestão

    Neves, Andreia
    Com este projecto de investigação pretendeu-se criar conhecimento na área da integração de sistemas de gestão, quer na sua implementação, quer a nível da manutenção de sistemas de gestão integrados - qualidade, ambiente e segurança (QAS). O objectivo principal foi o de averiguar até que ponto os indicadores chave de desempenho são úteis e usados para avaliar a eficiência dos sistemas de gestão das organizações certificadas bem como na definição de linhas de orientação para o estabelecimento de sistemas de indicadores de desempenho que suportem e conduzam as organizações no sentido da eficácia e eficiência dos seus sistemas de gestão. O projecto teve como metodologia de investigação a...

  8. Agrupamentos de corpos de bombeiros, do presente ao futuro. Análise da sua constituição ao nível municipal e supra municipal

    Ginja, Vitor Manuel da Silva
    No presente, o Regime Jurídico das Associações Humanitárias de Bombeiros bem como o Regime Jurídico dos Corpos de Bombeiros, prevêem a constituição de Agrupamentos de Corpos de Bombeiros, na perspetiva da promoção da gestão comum das suas atividades de socorro. Até ao momento atual constata-se a existência, ainda em fase embrionária, de dois Agrupamentos sitos nos municípios de Espinho e Mafra. Pretende-se com este trabalho analisar a realidade atual e os possíveis contributos para a constituição de Agrupamentos de Corpos de Bombeiros Associativos e Municipais, com vista a uma melhor gestão organizada, abrangente e eficaz, no ciclo da emergência. Assim, neste sentido...

  9. Qualidade do ar interior em ginásios: Exposição a poluentes do ar interior durante a atividade física

    Ramos, Carla Alexandra Almeida Martins Cortês
    Numa época em que vários problemas de saúde podem ser minimizados se a população praticar desporto, é importante que as condições dadas encorajem essa prática e não promovam nenhum risco acrescido para a saúde humana. Os ginásios tornaram-se um espaço de excelência para a prática de desporto e, sendo um espaço fechado, as condições ambientais poderão não ser as adequadas para a atividade desenvolvida. Neste ponto enquadra-se a qualidade do ar, que se assume como uma condição essencial ao bem-estar da população. Neste trabalho foram selecionados três ginásios da cidade de Lisboa, para aplicar uma metodologia de monitorização da qualidade do...

  10. Sistema de gestão da qualidade em instituição de ensino superior: Modelo para a implementação do sistema de gestão da qualidade no ISEC

    Santos, Viviane Machado dos
    A preocupação com a qualidade no ensino superior tem sido uma discussão que não esta restrita somente ao meio académico mas tem envolvido tanto a sociedade quanto a política. Em tempos de crise, o diferencial marcante de uma Instituição de Ensino Superior não é o preço das propinas mais sim a qualidade dos seus serviços prestados. A preocupação do governo Português em garantir a qualidade do ensino superior foi evidenciada com a criação da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior e a aplicação da Lei nº 38/2007, de 16 de Agosto – Garantia da qualidade no ensino superior – em...

  11. Impacto do Clube de Proteção Civil nos alunos do 2.º E 3.º ciclos do ensino básico

    Pestana, Emanuel Covas
    Neste estudo procurou-se verificar se os clubes de proteção civil estão a ter impacto nos alunos do 2.º e 3.º ciclos de acordo com as seguintes variáveis: pedido de ajuda em caso emergência, meios de 1.ª intervenção (extintores), evacuação da escola, riscos naturais e riscos tecnológicos e medidas de autoproteção para diversos riscos. Pretendeu-se investigar a existência de diferenças significativas no conhecimento adquirido por parte dos alunos que já frequentaram o clube de proteção civil com os alunos que nunca o frequentaram. Participaram nesta investigação 120 alunos, que responderam a um questionário tendo em conta os conhecimentos sobre as variáveis acima mencionadas....

  12. Céu único europeu

    Gomez, Jesús
    Como consequência da componente geopolítica do continente europeu, o sistema de gestão do tráfego aéreo (ATM) apresenta significativas ineficiências por causa da forte fragmentação deste sistema. Consequentemente, na atualidade existem e convivem um grande número de organizações nacionais e de sistemas tecnológicos de controlo de tráfego aéreo que não são competitivos, com um claro impacto no desempenho do Sistema e sobre os custos dos seus utilizadores (companhias aéreas). No fim dos anos 90, e como consequência dos alarmantes atrasos registados no Sistema ATM, a União Europeia lançou o programa do Ceu Único Europeu (SES – Single European Sky) por forma a iniciar o maior processo de reforma do...

  13. Céu único europeu

    Gomez, Jesús
    Como consequência da componente geopolítica do continente europeu, o sistema de gestão do tráfego aéreo (ATM) apresenta significativas ineficiências por causa da forte fragmentação deste sistema. Consequentemente, na atualidade existem e convivem um grande número de organizações nacionais e de sistemas tecnológicos de controlo de tráfego aéreo que não são competitivos, com um claro impacto no desempenho do Sistema e sobre os custos dos seus utilizadores (companhias aéreas). No fim dos anos 90, e como consequência dos alarmantes atrasos registados no Sistema ATM, a União Europeia lançou o programa do Ceu Único Europeu (SES – Single European Sky) por forma a iniciar o maior processo de reforma do...

  14. Céu único europeu

    Gomez, Jesús
    Como consequência da componente geopolítica do continente europeu, o sistema de gestão do tráfego aéreo (ATM) apresenta significativas ineficiências por causa da forte fragmentação deste sistema. Consequentemente, na atualidade existem e convivem um grande número de organizações nacionais e de sistemas tecnológicos de controlo de tráfego aéreo que não são competitivos, com um claro impacto no desempenho do Sistema e sobre os custos dos seus utilizadores (companhias aéreas). No fim dos anos 90, e como consequência dos alarmantes atrasos registados no Sistema ATM, a União Europeia lançou o programa do Ceu Único Europeu (SES – Single European Sky) por forma a iniciar o maior processo de reforma do...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.