Recursos de colección

Repositório Comum (27.179 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 5 de 5

  1. Privado/Público: colecionadores de design gráfico português

    Silva, Ana
    O crescente interesse e investimento na historiografia do design português leva-nos a descobrir trabalhos assinados e anónimos que sobreviveram ao tempo e são hoje um testemunho gráfico da sua época. Grande parte destes objetos de ephemera sobreviveu pelas mãos de colecionadores, essas pessoas que já fazem parte do mundo da Arte há séculos, de génio particular, sentimentais com os seus pertences, mas que não costumam ter uma lugar de destaque no universo do design gráfico português. Esta dissertação dispõe o momento atual da historiografia do design português, cruza-o com algumas noções de collection studies e procura apresentar, através de estudos de...
    - 28-ago-2017

  2. Bilhetes de assinatura - A coleção da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto entre o último quartel do século XIX e a primeira década do século XXI

    Domingues, Joana
    O presente trabalho de investigação consiste no desenvolvimento de um projeto de recolha e catalogação do arquivo de bilhetes de assinatura pertencentes à Companhia de Carris de Ferro do Porto, atual Sociedade de Transportes Coletivos do Porto, produzidos entre o último quartel do século XIX e a primeira década do século XXI. Trata-se de uma pesquisa imagética acompanhada de uma contextualização histórica e estilística, que inclui as mudanças funcionais e simbólicas decorrentes das transformações culturais, sociais, económicas e tecnológicas. Deste modo, permitiu a compreensão do objeto de estudo, os bilhetes de assinatura. A publicação “Bilhetes de Assinatura” surge não só como resultado...
    - 28-ago-2017

  3. Viarco - herança de uma indústria nacional

    Borges, Ângelo
    Realizado no âmbito da tese de Mestrado em Design de Comunicação, pela escola superior de artes e design em Matosinhos, o livro aqui apresentado nasce de uma necessidade premente: a preservação do nosso Património Industrial.O livro “viarco: herança da industria nacional” apresenta-se como um projeto que ilustra, de forma documental, parte do espólio gráfico da Indústria Portuguesa de Lápis. Este livro resulta de uma pesquisa, essencialmente imagética, que abrange desde as embalagens aos cartazes publicitários da marca, estabelecendo uma ligação ao design. Assim, procura-se não só apresentar, de um modo foto biográfico, a história da viarco – empresa que, desde o início do século...
    - 28-ago-2017

  4. Neo-Psicadélia: uma exploração visual

    Quintanilha, Sara
    Os anos 60 foram marcados pelo aparecimento do movimento Contracultura, que deu origem à Arte Psicadélica, usada em cartazes e capas de álbuns. Recentemente, os ideais e temáticas característicos da Arte Psicadélica têm-se tornado novamente populares na Arte Neo-psicadélica, que é o tema central do projeto. Começaremos por fazer um levantamento dos movimentos artísticos que influenciaram a Psicadélia clássica, seguindo-se uma descrição detalhada das suas características visuais, técnicas e temáticas, e um inventário dos principais artistas que a representaram. Prosseguiremos com o estudo da Neo-psicadélia, comparando-a com a Arte Psicadélica, e novamente analisaremos os artistas que a têm difundido. A vertente prática do projeto consistiu...
    - 28-ago-2017

  5. O autocolante e o livro: a manipulação do adesivo na mensagem

    Gaspar, Tiago
    Quando o autocolante é motivo de tema, as suas associações mais comuns são o acto da sua aplicação num determinado suporte tendo múltiplas funções (como informativos, publicitários ou artísticos) e características particulares como elementos gráficos impressos e a adesividade no verso. O autocolante é utilizado como uma ferramenta comunicativa flexível e barata transmitindo informações de uma forma rápida. No entanto, o autocolante tem a particularidade de manipular, quando aplicado, o contexto do seu suporte. Por outras palavras, quando colado, atendendo de factores como a sua natureza gráfica impressa e a informação presente no suporte, manipula a mensagem transmitida pelo suporte, recontextualizando-o e permitindo múltiplas leituras e reacções. Este fenómeno...
    - 28-ago-2017

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.