Recursos de colección

Repositório Comum (27.436 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 20 de 86

  1. Os cuidados de higiene corporal na pessoa idosa com demência

    Rosa, Cátia Sofia Martinho Guerreiro
    A demência carateriza-se por múltiplos défices cognitivos que incluem a diminuição da memória, e sintomas psicológico-comportamentais, que levam a que a pessoa se torne progressivamente mais dependente nas suas atividades de vida necessitando de ajuda para a sua concretização. É uma das maiores causas de incapacidades no envelhecimento e manter o idoso com demência no domicílio é uma situação complexa, e nem sempre possível, pelo que a solução passa pela institucionalização, onde o cuidado à pessoa idosa necessita de intervenções específicas, que valorizem o cuidado centrado na pessoa. O presente trabalho descreve e analisa as necessidades da pessoa idosa com demência...

  2. Os cuidados de higiene corporal na pessoa idosa com demência

    Rosa, Cátia Sofia Martinho Guerreiro
    A demência carateriza-se por múltiplos défices cognitivos que incluem a diminuição da memória, e sintomas psicológico-comportamentais, que levam a que a pessoa se torne progressivamente mais dependente nas suas atividades de vida necessitando de ajuda para a sua concretização. É uma das maiores causas de incapacidades no envelhecimento e manter o idoso com demência no domicílio é uma situação complexa, e nem sempre possível, pelo que a solução passa pela institucionalização, onde o cuidado à pessoa idosa necessita de intervenções específicas, que valorizem o cuidado centrado na pessoa. O presente trabalho descreve e analisa as necessidades da pessoa idosa com demência...

  3. Pessoas idosas em processo de transição, submetidas a prostatectomia radical :

    Fernandes, Sara Sofia Freitas
    O cancro da próstata foi o mais prevalente, em 2014, nos idosos em Portugal. A prostatectomia radical é o tratamento cirúrgico mais adotado, contudo acarreta complicações tais como a incontinência urinária e a disfunção sexual. Os enfermeiros desempenham um papel fundamental no aumento da literacia em saúde sobre incontinência urinária, disfunção sexual e infeção de forma a capacitar o doente idoso para o seu autocuidado. Neste sentido desenvolveu-se um projeto de estágio com o objetivo de desenvolver competências de mestre e especialista na área de enfermagem médico-cirúrgica, nomeadamente na capacitação para o autocuidado das pessoas idosas submetidas a prostatectomia radical e...

  4. Pessoas idosas em processo de transição, submetidas a prostatectomia radical :

    Fernandes, Sara Sofia Freitas
    O cancro da próstata foi o mais prevalente, em 2014, nos idosos em Portugal. A prostatectomia radical é o tratamento cirúrgico mais adotado, contudo acarreta complicações tais como a incontinência urinária e a disfunção sexual. Os enfermeiros desempenham um papel fundamental no aumento da literacia em saúde sobre incontinência urinária, disfunção sexual e infeção de forma a capacitar o doente idoso para o seu autocuidado. Neste sentido desenvolveu-se um projeto de estágio com o objetivo de desenvolver competências de mestre e especialista na área de enfermagem médico-cirúrgica, nomeadamente na capacitação para o autocuidado das pessoas idosas submetidas a prostatectomia radical e...

  5. Intervenção do enfermeiro especialista à família do recém-nascido em cuidados paliativos

    Castro, Inês de Azevedo e
    O presente relatório surge no âmbito do 6º Curso de Mestrado em Enfermagem na Área de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria, desenvolvido na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa. Este documento retrata o percurso de aprendizagem em diferentes unidades de prestação de cuidados de saúde pediátricos que permitiram o desenvolvimento de competências na área de especialização referida. Para tal pretende descrever, analisar e refletir sobre o caminho percorrido, baseando-se na evidência clínica. O percurso teve por base o desenvolvimento do projeto de estágio, cujo objeto de estudo foram os Cuidados Paliativos Neonatais e no qual se propôs desenvolver...

  6. Intervenção do enfermeiro especialista à família do recém-nascido em cuidados paliativos

    Castro, Inês de Azevedo e
    O presente relatório surge no âmbito do 6º Curso de Mestrado em Enfermagem na Área de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria, desenvolvido na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa. Este documento retrata o percurso de aprendizagem em diferentes unidades de prestação de cuidados de saúde pediátricos que permitiram o desenvolvimento de competências na área de especialização referida. Para tal pretende descrever, analisar e refletir sobre o caminho percorrido, baseando-se na evidência clínica. O percurso teve por base o desenvolvimento do projeto de estágio, cujo objeto de estudo foram os Cuidados Paliativos Neonatais e no qual se propôs desenvolver...

  7. Cuidar para a promoção do desenvolvimento infantil :

    Martins, Patrícia Alexandra Carvalho
    A criança é considerada uma pessoa em desenvolvimento, que se exprime através de comportamentos e respostas resultantes da interação com o ambiente, sob influência de fatores biológicos, psicológicos e sociais (Papalia, Olds, & Feldman, 2009). A primeira infância é simultaneamente a fase mais crítica e vulnerável no desenvolvimento de qualquer criança, pois é durante este período que são estabelecidas as bases do desenvolvimento intelectual, emocional e moral, no qual a família desempenha quase a totalidade das funções de socialização e cuidados psicoafectivos (Brazelton, 2013), necessitando de apoio especializado, onde o enfermeiro tem um papel fulcral. Assim, o problema que deu origem a...

  8. Cuidar para a promoção do desenvolvimento infantil :

    Martins, Patrícia Alexandra Carvalho
    A criança é considerada uma pessoa em desenvolvimento, que se exprime através de comportamentos e respostas resultantes da interação com o ambiente, sob influência de fatores biológicos, psicológicos e sociais (Papalia, Olds, & Feldman, 2009). A primeira infância é simultaneamente a fase mais crítica e vulnerável no desenvolvimento de qualquer criança, pois é durante este período que são estabelecidas as bases do desenvolvimento intelectual, emocional e moral, no qual a família desempenha quase a totalidade das funções de socialização e cuidados psicoafectivos (Brazelton, 2013), necessitando de apoio especializado, onde o enfermeiro tem um papel fulcral. Assim, o problema que deu origem a...

  9. Cuidar de crianças submetidas a cirurgia :

    Reis, Dália Cristina Gonçalves Caeiro
    A hospitalização de uma criança é acompanhada por experiências emocionais marcantes para os seus protagonistas. A admissão num ambiente desconhecido, a alteração do quotidiano de vida e a privação de contacto com os seus contextos de referência, implica o confronto com variados stressores, que conduzem a múltiplas reações e estratégias de coping vividos pela criança/família, podendo esta experiência influenciar negativamente o seu crescimento e desenvolvimento harmonioso. A vivência de um evento emocional crítico na vida de um ser humano vulnerável impõe aos enfermeiros uma mobilização de recursos, estratégias e competências emocionais no processo de cuidar desta criança e sua família. A...

  10. Cuidar de crianças submetidas a cirurgia :

    Reis, Dália Cristina Gonçalves Caeiro
    A hospitalização de uma criança é acompanhada por experiências emocionais marcantes para os seus protagonistas. A admissão num ambiente desconhecido, a alteração do quotidiano de vida e a privação de contacto com os seus contextos de referência, implica o confronto com variados stressores, que conduzem a múltiplas reações e estratégias de coping vividos pela criança/família, podendo esta experiência influenciar negativamente o seu crescimento e desenvolvimento harmonioso. A vivência de um evento emocional crítico na vida de um ser humano vulnerável impõe aos enfermeiros uma mobilização de recursos, estratégias e competências emocionais no processo de cuidar desta criança e sua família. A...

  11. Preparação da criança e família para a cirurgia programada .

    Ferreira, Sandra Leonor Patrício
    O cuidado de enfermagem de qualidade em saúde infantil e pediátrica exige que o enfermeiro seja competente na identificação dos problemas de saúde da criança e família e na implementação de intervenções de acordo com a sua situação de saúde, idade, desenvolvimento e cultura. Os enfermeiros terão que ser capazes de prestar cuidados não traumáticos, centrados na família e seguindo uma lógica de parceria de modo a que contribuam para minimizar os stressores provocados pelas situações de transição, perseguindo a melhoria contínua da qualidade dos cuidados e satisfação do cliente. O internamento motivado por necessidade de uma cirurgia poderá representar, para...

  12. Preparação da criança e família para a cirurgia programada .

    Ferreira, Sandra Leonor Patrício
    O cuidado de enfermagem de qualidade em saúde infantil e pediátrica exige que o enfermeiro seja competente na identificação dos problemas de saúde da criança e família e na implementação de intervenções de acordo com a sua situação de saúde, idade, desenvolvimento e cultura. Os enfermeiros terão que ser capazes de prestar cuidados não traumáticos, centrados na família e seguindo uma lógica de parceria de modo a que contribuam para minimizar os stressores provocados pelas situações de transição, perseguindo a melhoria contínua da qualidade dos cuidados e satisfação do cliente. O internamento motivado por necessidade de uma cirurgia poderá representar, para...

  13. A criança com limitações de comunicação :

    Fernandes, Joana Isabel dos Santos
    A comunicação é a ferramenta base do enfermeiro na relação com o cliente, aumentando o seu conhecimento do mesmo, e prestando cuidados individualizados que permitem cuidar ao longo dos processos de saúde/doença. No caso específico da(o) criança/jovem, a mesma encontra-se por vezes sujeita a limitações/barreiras de comunicação que podem decorrer de fatores de stress. O enfermeiro, profissional de saúde com relação privilegiada de proximidade com a criança e sua família, desenvolve um processo de cuidar multidimensional tendo em conta estas limitações/barreiras. Assim, este relatório tem como finalidade: 1) Desenvolver competências na prestação de cuidados de enfermagem, especializados em saúde da(o)...

  14. A criança com limitações de comunicação :

    Fernandes, Joana Isabel dos Santos
    A comunicação é a ferramenta base do enfermeiro na relação com o cliente, aumentando o seu conhecimento do mesmo, e prestando cuidados individualizados que permitem cuidar ao longo dos processos de saúde/doença. No caso específico da(o) criança/jovem, a mesma encontra-se por vezes sujeita a limitações/barreiras de comunicação que podem decorrer de fatores de stress. O enfermeiro, profissional de saúde com relação privilegiada de proximidade com a criança e sua família, desenvolve um processo de cuidar multidimensional tendo em conta estas limitações/barreiras. Assim, este relatório tem como finalidade: 1) Desenvolver competências na prestação de cuidados de enfermagem, especializados em saúde da(o)...

  15. Diagnósticos de enfermagem no doente renal crónico em programa de hemodiálise, na promoção da saúde e prevenção de complicações associadas

    Ferreira, Ana Sofia Bentes Angélico
    A assistência à pessoa com Doença Renal Crónica representa um desafio para os profissionais de saúde (Sá, Cavalcante, Stival, & Lima, n.d.). Dada a sua elevada morbilidade e mortalidade, assim como o comprometimento dos aspetos físicos e psicológicos, assume um extrema importância o desenvolvimento de uma assistência de enfermagem direcionada a essa população (Frazão, Araujo, & Lira, 2013). O desenvolvimento de estratégias que promovam uma intervenção holística junto desta população é fundamental, de forma a promover o bem-estar e qualidade de vida da pessoa, promovendo cuidados adequados (Frazão, Medeiros, Silva, Sá, e Lira, 2014). A implementação do processo de enfermagem no...

  16. Diagnósticos de enfermagem no doente renal crónico em programa de hemodiálise, na promoção da saúde e prevenção de complicações associadas

    Ferreira, Ana Sofia Bentes Angélico
    A assistência à pessoa com Doença Renal Crónica representa um desafio para os profissionais de saúde (Sá, Cavalcante, Stival, & Lima, n.d.). Dada a sua elevada morbilidade e mortalidade, assim como o comprometimento dos aspetos físicos e psicológicos, assume um extrema importância o desenvolvimento de uma assistência de enfermagem direcionada a essa população (Frazão, Araujo, & Lira, 2013). O desenvolvimento de estratégias que promovam uma intervenção holística junto desta população é fundamental, de forma a promover o bem-estar e qualidade de vida da pessoa, promovendo cuidados adequados (Frazão, Medeiros, Silva, Sá, e Lira, 2014). A implementação do processo de enfermagem no...

  17. Implementação da consulta de enfermagem uroprotoginecológica para capacitar a pessoa para a radioterapia pélvica

    Freitas, Elda Maria Gomes
    A radioterapia é um dos tratamentos mais utilizados no combate às doenças oncológicas e que tem apresentado uma tendência crescente como opção terapêutica na abordagem à pessoa com doença oncológica. Assim, é fundamental que os enfermeiros acompanhem este processo, desenvolvendo competências nesta área de intervenção promovendo o acompanhamento e a qualidade dos cuidados prestados. Este tratamento alia um elevado nível tecnológico à humanização dos cuidados, tendo os enfermeiros um papel privilegiado no estabelecimento desta ponte junto da pessoa submetida a radioterapia. A implementação da consulta de enfermagem uroprotoginecológica surge como uma necessidade vigente no serviço de estruturação do acompanhamento da pessoa...

  18. Implementação da consulta de enfermagem uroprotoginecológica para capacitar a pessoa para a radioterapia pélvica

    Freitas, Elda Maria Gomes
    A radioterapia é um dos tratamentos mais utilizados no combate às doenças oncológicas e que tem apresentado uma tendência crescente como opção terapêutica na abordagem à pessoa com doença oncológica. Assim, é fundamental que os enfermeiros acompanhem este processo, desenvolvendo competências nesta área de intervenção promovendo o acompanhamento e a qualidade dos cuidados prestados. Este tratamento alia um elevado nível tecnológico à humanização dos cuidados, tendo os enfermeiros um papel privilegiado no estabelecimento desta ponte junto da pessoa submetida a radioterapia. A implementação da consulta de enfermagem uroprotoginecológica surge como uma necessidade vigente no serviço de estruturação do acompanhamento da pessoa...

  19. Comunicação do enfermeiro com a pessoa com doença oncológica em situação paliativa e seus familiares :

    Garcia, Dina Marlene Filipe Cançado
    O presente documento constitui uma análise crítica, reflexiva e fundamentada do estágio desenvolvido no âmbito da unidade curricular estágio com relatório do Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica, vertente Enfermagem Oncológica. Pretende demonstrar o desenvolvimento de competências comuns e específicas de enfermeiro especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica, na área da pessoa em situação crónica e paliativa, preconizadas pela Ordem dos Enfermeiros e o core curriculum da European Oncology Nursing Society, demonstrando também as competências referidas na lei de bases do sistema educativo do ensino superior português para atribuição do grau de Mestre em Enfermagem. A partir da minha necessidade de formação e de um...

  20. Comunicação do enfermeiro com a pessoa com doença oncológica em situação paliativa e seus familiares :

    Garcia, Dina Marlene Filipe Cançado
    O presente documento constitui uma análise crítica, reflexiva e fundamentada do estágio desenvolvido no âmbito da unidade curricular estágio com relatório do Mestrado em Enfermagem Médico-Cirúrgica, vertente Enfermagem Oncológica. Pretende demonstrar o desenvolvimento de competências comuns e específicas de enfermeiro especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica, na área da pessoa em situação crónica e paliativa, preconizadas pela Ordem dos Enfermeiros e o core curriculum da European Oncology Nursing Society, demonstrando também as competências referidas na lei de bases do sistema educativo do ensino superior português para atribuição do grau de Mestre em Enfermagem. A partir da minha necessidade de formação e de um...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.