Recursos de colección

Repositório Comum (25.071 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 20 de 980

  1. Intervenção especializada de enfermagem à criança vítima de queimadura grave e sua família

    Santos, Vânia Sofia Fonseca
    Apesar das melhorias socioeconómicas presenciadas as queimaduras pediátricas permanecem uma constante nos nossos cuidados de saúde. Os cuidados de Enfermagem à criança vítima de quei-madura grave e sua família revestem-se de um trabalho complexo e bastante árduo, requerendo uma preparação não só física, mas também emocional do profissional, constituindo assim como um enorme desafio. Deste modo, para que a prestação de cuidados seja cada vez mais qualificada e especializada a estas crianças, os profissionais necessitam de adquirir conhecimentos técnicos e científicos e compe-tências na prestação de cuidados de qualidade, integral e humanizado. O presente relatório pretende traduzir o percurso realizado ao longo...

  2. Intervenção à família da pessoa adulta com doença mental grave

    Felícia, Filipa Margarida Pinheiro da
    Prestar cuidados a uma pessoa com DMG é inexequível sem ter em conta todo o seu contexto individual, familiar e social. Com o intuito de compreender o processo de adoecer mental no individuo e família na DMG e de compreender a abordagem do EESMP à pessoa e família, realizei um estágio que decorreu em dois contextos: num Serviço de internamento e numa Unidade de Saúde Mental Comunitária. Integrada nas equipas, participei nas diferentes atividades desenvolvidas nos dois locais, particularmente no apoio à família de forma individual e em grupo. A participação em dois grupos distintos, Grupo de Suporte Familiar e Grupo Psicoeducativo, permitiu-me perceber que para uma intervenção à...

  3. Abordagem psicoeducativa nos cuidados de enfermagem no âmbito da saúde mental e psiquiátrica

    Miranda, Célia Maria Pires
    Este relatório pretende descrever e analisar de forma crítica e reflexiva a execução de um projeto de estágio realizado em contexto de internamento e comunidade, que se intitula abordagem psicoeducativa nos cuidados de enfermagem no âmbito da saúde mental e psiquiátrica. Com este projeto pretendi evidenciar a abordagem psicoeducativa efetuada pelo enfermeiro, na pessoa com doença mental grave e na sua família. O enfermeiro pode ajudar a pessoa com patologia mental a compreender e a lidar melhor com sua doença, minimizando os sintomas e prevenindo as recaídas. É igualmente importante capacitar a família de informação para que esta se sinta acompanhada...

  4. Intervenção do enfermeiro na gestão da dor do doente oncológico em fim de vida

    Simão, Joana Gaspar
    Este relatório integra a reflexão crítica, com base na evidência científica, do percurso de estágio desenvolvido, pretendendo refletir as competências desenvolvidas de enfermeiro especialista em Enfermagem Médico-cirúrgica vertente Enfermagem Oncológica, bem como, os contributos para a melhoria dos cuidados no âmbito da gestão da dor do doente oncológico em fim de vida. Adotou-se como ferramenta inicial delineadora deste percurso a metodologia de projeto. O problema identificado foca a intervenção de enfermagem na gestão da dor do doente oncológico em fim de vida. Assim, foram selecionados dois campos de estágio, promotores de experiências e habilidades científico-técnico-relacional, no âmbito do problema identificado, capazes de me capacitarem para a materialização do projeto...

  5. Promoção do conforto do doente com dor crónica por neoplasia do cólon e reto através da massagem terapêutica

    Almeida, Laura Margarida Esteves Dias Cavalheiro de
    Atualmente assiste-se a uma crescente incidência do cancro do cólon e reto na população mundial, portuguesa incluída, sendo essencial o desenvolvimento de intervenções eficazes para o tratamento ou alívio dos sintomas vividos por estes doentes nas fases avançadas da doença, sendo a dor um dos mais frequentes. Maioritariamente é uma dor crónica, pelas suas características, que se traduz numa experiência negativa, contínua e persistente que afeta toda a pessoa e o seu conforto, levando-a a uma transformação das suas atividades e qualidade de vida. Daí a importância de se ter uma abordagem da dor holística, que inclua, para além da medicação, medidas não-farmacológicas, como a massagem terapêutica, que...

  6. A enfermagem e a vacinação na comunidade :

    Ramos, Dina Cândida Estevêns Cavaco
    O presente relatório surge como consequência da descrição de uma intervenção comunitária, onde foram delineadas e aplicadas estratégias e atividades que tiveram como principal objetivo o aumento da taxa de cobertura vacinal dos indivíduos com idade igual ou superior a 55 anos inscritos na Unidade de Saúde Familiar do Feijó, pertencente ao Agrupamento de Centros de Saúde Almada-Seixal para a vacina do tétano e difteria de 84,6% para os 88%. A intervenção em causa seguiu a metodologia do Planeamento em Saúde e teve como referencial teórico de Enfermagem, o modelo de Dorothea Orem e a Teoria do Autocuidado. Para a colheita de...

  7. Precauções básicas de controlo de infeção na sala de hemodiálise :

    Rodrigues, Carla
    As Infeções Associadas aos Cuidados de Saúde (IACS) são uma causa significativa de mortalidade e morbilidade, bem como de encargos financeiros avultados para o sistema de saúde (OMS, 2011). Segundo a Direção Geral de Saúde (DGS) (2013) a taxa de infeção hospitalar em Portugal é mais elevada do que a média europeia. As infeções, no doente em programa de hemodiálise, representam um aumento da morbilidade com consequentes internamentos e administração de antimicrobianos, bem como o risco de aparecimento de microrganismos multirresistentes (Pina, 2010b). As normas para as Precauções Básicas para o Controlo de Infeção (PBCI) têm como objetivo travar a transmissão...

  8. O autocuidado à fístula arteriovenosa da pessoa com doença renal crónica terminal em hemodiálise

    Marujo, Patrícia Rapaz
    Tratando-se de uma doença considerada como um problema de saúde pública, a doença renal crónica (DRC) é responsável pela mobilização de um vasto número de recursos, trazendo implicações quer ao nível económico quer social. O acesso vascular (AV) é uma das vias de sobrevivência de muitas das pessoas com doença renal crónica terminal (DRCT). Para garantir que este se mantém nas melhores condições possíveis são necessários cuidados específicos por parte de todos os profissionais de saúde envolvidos e do próprio doente. A prevenção e a identificação precoce de complicações relacionadas com o AV é uma das chaves para minimizar muitos...

  9. Educação do cuidador formal sobre a gestão do regime dietético do doente renal crónico terminal e hemodialise

    Pereira, Magda Alexandra Lourenço
    O relatório é uma apreciação global sobre as experiências vividas e refletidas durante o Estágio. A realização do estágio teve como objetivo principal desenvolver competências de Enfermeiro Especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica – vertente Nefrológica, deste modo organizei o meu estágio pelo internamento de nefrologia, hemodiálise, diálise peritoneal e consultas de transplante renal, e desenvolvi um trabalho de investigação que se intitula “Educação do Cuidador Formal sobre a gestão do regime dietético do Doente Renal Crónico Terminal em Hemodiálise”. A Doença Renal Crónica (DRC) e o envelhecimento são dois fenómenos sociais presentes na minha prática profissional. De acordo com os dados da...

  10. Avaliação da necessidade de cuidados na pessoa com doença renal crónica durante o tratamento de hemodiálise

    Ferreira, Margarida Isabel Jesus
    Atualmente a população em hemodiálise está cada vez mais envelhecida e com mais co morbilidades associadas, requerendo das equipas prestadoras de cuidados uma avaliação pormenorizada das suas necessidades. Por sua vez, a adequação de recursos não comporta essa evolução. Assim, será importante caracterizar quais são as necessidades que melhor identificam os cuidados durante a sessão de hemodiálise. O objetivo da pesquisa é identificar as necessidades de cuidados de enfermagem que os enfermeiros mais valorizam durante a sessão de hemodiálise. Metodologicamente foram definidas três fases; a primeira compreende a revisão da literatura sobre as necessidades de cuidados ao doente com DRC...

  11. O regresso ao domicílio do utente com AVC :

    Domingues, Andreia Lopes
    Introdução: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) encontra-se entre as,principais causas de mortalidade e morbilidade em todo o mundo. Além das alterações funcionais e cognitivas que provoca, constitui um problema social interferindo no papel que o indivíduo desempenha na sociedade. Muitas das vezes e tendo em conta as incapacidades resultantes desta doença, surge a necessidade de um cuidador informal para a realização dos cuidados no domicílio, pelo que o acompanhamento do utente e cuidador se torna essencial para a equipa de saúde, especialmente para o Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Reabilitação (EEER). Tendo em conta as competências específicas, é o profissional capaz...

  12. A experiência da paralisia facial na vida de relação da pessoa :

    Cardoso, Tiago São Pedro
    Este estudo aborda a experiência de paralisia facial da pessoa, tendo em conta as suas dificuldades e potencialidades na procura da expressão plena das suas emoções através da face. Relaciona a pessoa com incapacidade de expressão facial com a sua satisfação da condição humana mais básica – a relação-, reforçando a indivisibilidade da comunicação e da consequente vida de relação da condição humana. Cruza o campo da experiência pessoal – pessoa com paralisia facial – com o campo das incapacidades sentidas – dificuldades na expressão plena facial – e com a área da Enfermagem de Reabilitação. Pretende encontrar respostas para...

  13. A pessoa com doença pulmonar obstrutiva crónica agudizada submetida a ventilação não invasiva :

    Cabral, João Carlos
    Segundo GOLD (2014) a DPOC é uma doença prevenível e tratável, caracterizada por uma limitação persistente do fluxo aéreo, progressiva e associada a uma resposta inflamatória crónica das vias aéreas e pulmões às partículas nocivas ou gases. Uma das principais manifestações da DPOC é a dispneia, que por consequência leva à diminuição da actividade física por parte da pessoa. Ao longo do tempo por este descondicionamento físico aumenta a dispneia com uma incapacidade para a actividade cada vez maior, sendo um caminho em espiral. A combinação da Reabilitação Respiratória com a utilização da Ventilação Não Invasiva quebra essa espiral, melhorando não só...

  14. Intervenção do enfermeiro especialista em enfermagem de reabilitação na promoção do autocuidado do utente e família com patologia neuromuscular

    Fortunato, Frederico Daniel Teles Dinis
    Este relatório teve como objetivo principal a análise reflexiva das competências adquiridas e desenvolvidas durante a unidade curricular de estágio clinico inserido na área de especialização de enfermagem de reabilitação, servindo de documento de avaliação para a obtenção do título de mestre na referida área. Foi delineado um percurso de Ensino Clínico, no âmbito do 3º semestre do 5º Curso de Mestrado em Enfermagem, Área de Especialização em Enfermagem de Reabilitação, e foca-se na análise crítica e reflexiva do desenvolvimento das competências comuns e específicas para o Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Reabilitação (EEER). Durante este período tive o privilégio...

  15. Intervenção do enfermeiro especialista em enfermagem de reabilitação na promoção do autocuidado na pessoa com dependência nas ABVD

    Pedrosa, Pedro Miguel Nunes
    Nos últimos anos a pirâmide social da população mundial tem vindo a inverter, em consequência do aumento da esperança média de vida e da redução das taxas de natalidade. Este envelhecimento da população, juntamente com o aumento da prevalência das doenças crónicas, são os principais responsáveis pela dependência no autocuidado nas ABVD. Estes dois fatores condicionam a transição no autocuidado com impacto na qualidade de vida das pessoas. O exercício de uma Enfermagem Avançada permite ao EEER agir como facilitador no processo de transição do estado de saúde da pessoa dependente, e a “matéria-prima” centra-se nas respostas humanas vividas pelas pessoas....

  16. O papel do enfermeiro de reabilitação na recuperação do doente submetido a cirurgia cardíaca :

    Andrade, Berta Maria Mendes de Campos
    A intervenção do Enfermeiro de Reabilitação (ER) tem como objetivo capacitar o doente, para que este recupere a sua independência e consequentemente, a sua participação e reinserção no meio onde está inserido. Por vezes o ER é confundido com outros profissionais, não lhe sendo reconhecido a sua intervenção especializada, e consequentemente os doentes não a identificam como um ganho em saúde. Por outro lado redução do número do ER no serviço e o consequente rácio maior de doentes (cerca de 30 doentes diários), condiciona a intervenção deste profissional. A cirurgia cardíaca, é um procedimento complexo e incapacitante pela resposta à dor, que...

  17. A massagem infantil :

    Correia, Inês Santos Martins
    O presente relatório de estágio, que surge no âmbito do Curso de Mestrado em Enfermagem - Área de Especialização em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria, pretende evidenciar as competências comuns e específicas adquiridas e/ou desenvolvidas pelo enfermeiro-estagiário na prestação de cuidados de Enfermagem à criança e família em diversos contextos de estágio. Transversal a esse ensino clínico e a este relatório, está uma problemática cada vez mais discutida e emanada da prática diária de cuidados de Enfermagem: A massagem infantil – Contributos do Enfermeiro Especialista em Saúde Infantil e Pediatria na promoção das competências parentais. Para além dos seus...

  18. Promoção de cuidados centrados na família no serviço de urgência pediátrica :

    Reis, Daniela Sofia Costa
    Este relatório descreve o percurso do Estágio do Curso de Mestrado em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria, e o processo de aquisição e desenvolvimento de competências científicas, técnicas e humanas na conceção, gestão, prestação e supervisão de cuidados especializados à criança, jovem e família. Numa articulação aturada, entre prática de cuidados e teoria, numa compreensão aprofundada do pensamento e saber específico do cuidado de enfermagem, pelo enfermeiro especialista (EE), as atividades e as aprendizagens teóricas e experienciais realizadas no estágio são alvo de reflexão e análise crítica. Os constantes eventos reflexivos ocorreram a vários níveis, como resultado da leitura...

  19. Vivências emocionais do cliente pediátrico hospitalizado :

    Almeida, Sandra Helena das Neves Ferreira
    A doença e hospitalização são acontecimentos inesperados para as crianças, adolescentes e suas famílias, que acarretam experiências de dor e sofrimento, sendo objetivo dos enfermeiros em Pediatria promover a adaptação de todos os intervenientes a esta realidade. Nos últimos anos tem-se denotado uma preocupação acrescida no que respeita aos cuidados de saúde pediátricos, numa vertente holística de cuidar. Esta perspetiva contempla aspetos do ambiente, da relação e da compreensão da experiência humana nos processos de saúde-doença. Um acolhimento humanizado é uma arte que deve estar em constante busca de aperfeiçoamento pela sua importância na adaptação e aceitação à hospitalização e...

  20. Consulta de enfermagem do adolescente 12/13 anos :

    Lopes, Ana Sofia Lourenço
    A adolescência, pelas suas caraterísticas específicas, é uma fase da vida em que há uma diminuta procura dos serviços de saúde e uma renitência em procurar a ajuda e o aconselhamento dos profissionais de saúde, nomeadamente dos enfermeiros. Como enfermeira que exerce funções em cuidados de saúde primários, procurei, ao longo do meu trajeto enquanto estudante, desenvolver competências de forma a dar resposta às necessidades de saúde mais frequentes do adolescente, através da organização da consulta de enfermagem ao adolescente com 12/13 anos. Além disso, procurei, ao longo das experiências vivenciadas nos variados locais onde desenvolvi o meu estágio, desenvolver competências...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.