Recursos de colección

Repositório Comum (24.491 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 20 de 65

  1. ENSINAR CIÊNCIAS RECORRENDO À EXPERIMENTAÇÃO: INTERVENÇÃO EM CONTEXTO DE ESTÁGIO NOS 1º E 2º CICLOS DO ENSINO BÁSICO

    Oliveira, Carla
    O Ensino das Ciências de base experimental, na Prática de Ensino Supervisionada, apresenta-se como um processo nem sempre fácil de implementar. A ausência de formação específica no âmbito do trabalho experimental, por parte dos professores, bem como a falta de tempo e de motivação são, muitas vezes, os motivos apresentados pelos professores profissionalizados, em exercício de funções, para a não realização de Atividades Experimentais. No âmbito da Prática de Ensino Supervisionada (PES), integrada no Curso de Mestrado em Ensino do 1º e 2º Ciclos dos Ensino Básico, desenvolveu-se, numa turma do 3º ano de escolaridade e numa do 5º ano de...

  2. O Contributo da Música no Desenvolvimento Social, Comunicacional e Emocional da Pessoa com Perturbação do Espetro do Autismo

    Silva, Patrícia
    Há pessoas que têm uma maneira muito especial de comunicar com os outros, normalmente fazendo-o de maneiras aparentemente incompreensíveis para quem as rodeia. As pessoas com perturbações do espetro do autismo parecem envolvidas por uma concha impenetrável em volta da qual constroem o seu mundo, dificultando a sua inclusão social. Os autistas, de acordo com a Tríade de Wing, apresentam três áreas distintas onde as suas dificuldades podem ser facilmente identificadas: na linguagem e comunicação, nas competências sociais e na flexibilidade de pensamento ou imaginação. Segundo Sousa (2005) a música é um excelente meio de desenvolvimento mental, físico, afetivo e social,...

  3. Intervenção Precoce na Infância: Organização e Trabalho em Equipa

    Ferreira, Sara
    A presente investigação tem como objecto de estudo o Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI). O SNIPI é uma organização governamental, cujo principal objectivo é “Assegurar às crianças a protecção dos seus direitos e o desenvolvimento das suas capacidades, através de acções de IPI em todo o território nacional” (DL 281/09, Art.º 4º). Encarando o SNIPI como uma organização, e tendo por base a estrutura e dinâmica das organizações descritas por Mintzberg (1979), bem como o modelo transdisciplinar de trabalho em equipa recomendado na literatura do domínio da Intervenção Precoce na Infância (Schloesser & Kafka, 2009; Sohns &...

  4. (Des)formatar modos de pensar e de agir em Educação Pré-Escolar

    Magalhães, Paula
    O presente relatório, desenvolvido no mestrado em Educação Pré-Escolar, apresenta uma parte significativa do percurso vivido ao longo da Prática de Ensino Supervisionada e focaliza-se, essencialmente nos modos de ação pedagógica vividos neste contexto. A Prática de Ensino Supervisionada permitiu-nos o contacto com diferentes realidades pedagógicas que nos fizeram tecer “um novo olhar” sobre as melhores formas de educar. Estávamos perante um processo de (des)formatação de modos de agir e pensar, isto porque durante mais de duas décadas estivemos ligadas à função de auxiliar técnica de educação, que nos “formatou” em modos pedagógicos pouco adequados. Ao longo deste processo de investigação-ação objetivávamos...

  5. O autismo e as emoções Tablet com potencial educativo Construção de um Prótótipo

    Maia, Isabel

  6. AMBIENTE EDUCATIVO O Caso das Salas de Creche

    Monteiro, Marta
    A presente dissertação constitui-se como sendo o desenvolvimento de um estudo elaborado sobre a temática que rege a organização do ambiente educativo em contexto de Creche. Com a diversificação da educação, a Creche assume um novo papel bem como uma identidade própria o que, implica uma (re)organização na gestão destes espaços. Apoiados em diversas teorias de outros autores e em legislação emitidas pelas entidades que tutelam o ensino e estes espaços, aspiramos ir mais além e focamos a nossa atenção em perceber de que forma a (re)organização dos espaços salas de atividades em contexto de Creche. Após um longo período de indefinições e...

  7. RAM@IP: estudo sobre a usabilidade de um repositório aberto multimédia para o ensino superior

    Marçal, João
    O presente estudo aborda a análise, desenho e desenvolvimento de um repositório online de conteúdos multimédia para o Instituto Piaget, e a sua pertinência perante a comunidade do Ensino Superior. O referencial teórico da investigação baseia-se na pesquisa do papel que as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) desempenham no contexto do ensino superior, os seus benefícios, métodos e a sua relação com as bibliotecas virtuais. No conceito de Usabilidade são indicadas as suas métricas e caracterizados os avaliadores. São, ainda, referidos os métodos utilizados na avaliação de usabilidade e as condicionantes para a sua escolha. No conceito de Acessibilidade refere-se a...

  8. Experiências e Vivências ativas na Educação Musical: Oficina de Música

    Alvim, Bruno
    O relatório apresentado retrata um conjunto de experiências vividas no desenvolvimento da Prática de Ensino Supervisionada no 2º e 3º ciclos na Escola Básica Dr. Costa Matos, durante o ano letivo de 2012/2013. Segundo o programa de Educação Musical inserido no Currículo Nacional do Ensino Básico (2001), os alunos devem beneficiar de atividades práticas e realizar experiências ativas que permitam alargar o conhecimento e potenciar a criatividade musical. Durante o período de estágio, na prática letiva, verificamos que as aulas por vezes tem um caráter mais teórico do que prático, o que levanta a problemática da falta de oportunidade dos alunos...

  9. Implement(ações) e Experiment(ações) das TIC, em Educação Pré-escolar

    Brandão, Cláudia
    O presente relatório final, inserido no âmbito da unidade curricular de Prática de Ensino Supervisionada do Mestrado em Educação Pré-escolar, a frequentar na Escola Superior de Educação Jean Piaget, visa refletir sobre as dimensões teórico-práticas que mobilizamos ao longo da formação, focalizando-se na implementação de um projeto na área das tecnologias da informação comunicação. As TIC são formas de linguagem que oferecem múltiplas oportunidades de aprendizagem e mobilizam as distintas áreas de conteúdo das orientações curriculares para a educação pré-escolar (M.E 1997), pelo que se visou, num ambiente de experimentação, acalçar objetivos em torno das mais-valias que estas apresentam, se integradas...

  10. Diversificar as Estratégias para Ensinar Matemática

    Campos, Vânia
    O presente Relatório procura dar a conhecer a ação desenvolvida nos contextos de estágio, em Educação Pré-escolar e no 1.º ciclo do Ensino Básico. Em ambos os contextos pretendeu-se diversificar as estratégias na abordagem da matemática, implementando-se atividades de forma a envolver-se, ativamente, as crianças, na aprendizagem da disciplina em questão. Este Relatório encontra-se dividido em duas partes distintas, nomeadamente, uma secção teórica, na qual a matemática é abordada como área fundamental do conhecimento, apresentando-se uma fundamentação de toda a prática educativa, focalizada na importância da matemática no dia-a-dia, na abordagem da matemática com os mais jovens e as capacidades transversais...

  11. (D)Enunciar Modos de Ação Pedagógica em Contexto Pré-Escolar

    Silva, Mariana
    No âmbito da unidade curricular Prática de Ensino Supervisionada em Educação Pré-escolar, foi elaborado o presente relatório final referente a nossa prática de ensino supervisionada. Este tem como objetivo central a reflexão sobre a ação, nomeadamente acerca dos modos de ação pedagógica. Orientadas pela estratégia metodológica da investigação-ação, desenvolvemos um projeto em rede (Katz, 2009) sustentado na pedagogia em participação através do qual mobilizamos as distintas áreas de conteúdo contempladas nas orientações curriculares (M.E, 1997). Pretende-se assim, perceber as mais-valias de desenvolver um currículo em Educação Pré-escolar; Interpretar a pedagogia em participação através de dinâmicas sentidas e vividas e compreender os...

  12. A Educação Musical no Desenvolvimento e Inclusão de Crianças com Paralisia Cerebral

    Coelho, Ana Maria
    A inclusão de crianças com Necessidades Educativas Especiais nas escolas regulares tem sido discutida ao longo dos tempos, com maior ou menor sucesso. Hoje, continuamos a abordar a questão mas no sentido de sermos capazes de proporcionar um ensino de qualidade para todos os alunos, independentemente das suas características, alcançando assim a Escola Inclusiva, uma Escola para Todos. O presente trabalho surge do encontro com uma aluna portadora de paralisia cerebral. Esta problemática é causada por uma lesão cerebral de carácter permanente, que envolve uma alteração do movimento e/ou postura e da função motora e se configura como um obstáculo impiedoso ao desenvolvimento da criança, com complicações diversas...

  13. A Leitura e a Escrita no Ensino Básico: atividades desenvolvidas no estágio no 1º e no 2º ciclos

    Adriano, Nélia
    Neste trabalho pretendeu-se salientar a importância que a escrita e a leitura têm no processo educativo, procurando evidenciar que estas duas formas de linguagem estão interligadas. Sendo do conhecimento geral que os alunos no 1º e 2º ciclo têm dificuldades no âmbito da escrita, um vocabulário pouco diversificado e poucos hábitos de leitura, surgiu interesse em nos direcionarmos nesta temática. Através deste relatório final, apresentaram-se atividades que foram desenvolvidas ao longo do estágio no 1º e 2º ciclos, implementando não apenas as ferramentas tradicionais (quadro negro, manual escolar, fichas de trabalho), mas também algumas de natureza lúdica, cujo objetivo era desenvolver a escrita e a leitura nas diversas áreas...

  14. A Importância da Área do Conhecimento do Mundo na Transversalidade das Aprendizagens

    Marques, Marcela
    Intitulado a Importância da Área do Conhecimento do Mundo na Transversalidade das Aprendizagens, este Relatório Final da Prática de Ensino Supervisionada visa elucidar alguns aspetos referentes à importância do conhecimento por parte do educador e das crianças numa área geral, abordando múltiplos temas interligados e bastante interessantes, na conquista das aprendizagens e competências essenciais, a fim de um desenvolvimento integral.Com o intuito de contextualizar o objeto de estudo deste trabalho, começa-se por questionar o grupo de crianças a fim de conhecer os temas preferidos das mesmas. Inicialmente, é feita uma análise dos conhecimentos prévios das crianças. Seguidamente é analisado todo este...

  15. Escol(h)a de sentimentos, emoções e afetos: experiências pedagógicas vividas e sentidas em contexto de educação pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico

    Nogueira, Isabel
    No presente relatório final, respeitante à prática de ensino supervisionada do mestrado em educação pré-escolar (EPE) e 1º ciclo do ensino básico (CEB), pretende-se refletir sobre os itinerários pedagógicos de dimensão emocional. Tal abordagem, justifica-se por assumirem, até então, quer nas orientações legais, quer na prática efetiva contornos de uma certa (in)visibilidade. Os autores de referência (Goleman, 2001; Fernandes, 2001; Santos Guerra, 2006; Estrela, 2010) apontam para a pertinência desenvolvimental, pese embora não se intencionalizem nem se valorizem na ação pedagógica quotidiana. Por norma, os projetos vivenciados descuram aspetos simples, da dimensão emocional, como são os sentimentos de alegria e tristeza....

  16. (Re)Conhecimento do Mundo pela Experimentação Científica

    Coelho, Joana
    presente trabalho, alicerçado na metodologia de Investigação-Ação, pretende refletir sobre a problemática do ensino das ciências de base experimental, nos primeiros anos de escolaridade. Ao mesmo tempo, pretende-se evidenciar a importância deste ensino quer na Educação Pré-escolar, quer no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Estudos recentes alertam para a necessidade de implementar mais e melhor educação em ciências. Aliando este pressuposto a algumas considerações tecidas por autores de referência, aproveitamos as possibilidades proporcionadas pela prática de ensino supervisionada, para verificar que as atividades experimentais permitem o desenvolvimento de competências transversais da literacia. Entendemos, então, que as atividades experimentais devem ser uma das...

  17. História e Geografia de Portugal: Elemento integrador no ensino-aprendizagem de outras áreas disciplinares no 1º e 2º ciclos do Ensino Básico

    Almeida, Roberto
    Através deste trabalho procura-se demonstrar que é possível utilizar a História e Geografia de Portugal como elemento interdisciplinar, tornando-a um veículo transversal às outras áreas do conhecimento. A ideia para este trabalho surgiu durante o estágio da licenciatura durante a qual se constatou que havia algum desinteresse, por parte de alguns professores no que diz respeito à História dando muita mais importância às outras áreas disciplinares do 1º e 2º ciclo do ensino básico, passandose para um segundo plano o ensino da História e Geografia de Portugal. Mas e se pudéssemos integrar a História com essas áreas disciplinares interligando-as? Esta foi a questão de partida para a intervenção...

  18. O CONTRIBUTO DOS SAAC E DE ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA AUTONOMIA DO ALUNO AO NÍVEL DA PARTICIPAÇÃO EM DUAS ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA

    REIS, MARIA ELISABETE
    Atualmente tem-se verificado um crescente reconhecimento de que os maiores desafios que se colocam aos professores de Educação Especial, na educação de alunos com Multideficiência, se prendem com a programação de uma intervenção educativa centrada em atividades de vida real. Torna-se fundamental investigar/estudar no sentido de se verificar uma diminuição das dificuldades sentidas e, assim melhorar a qualidade da educação prestada às crianças/jovens com Multideficiência de modo a facilitar a sua inclusão na sociedade. Esta investigação de natureza qualitativa tem como objetivo, melhorar os níveis de participação de um aluno com Multideficiência em atividades de autonomia, através do recurso a estratégias e meios de comunicação adequados às suas necessidades. Como suporte...

  19. Estratégias de Intervenção Professor - Alunos Utilizadas no 2º e 3º ciclo do ensino básico - Estudos Comparativo entre Professores Pertencentes a Escolas Com e Sem Unidade de Ensino Estruturado para Alunos com Perturbações do Espectro do Autismo

    Moreira, Ana
    Estratégias de Intervenção Professor - Alunos Utilizadas no 2º e 3º ciclo do ensino básico - Estudos Comparativo entre Professores Pertencentes a Escolas Com e Sem Unidade de Ensino Estruturado para Alunos com Perturbações do Espectro do Autismo

  20. Transição para a vida pós escolar dos alunos com Plano Individual de Transição - Estudo exploratório no distrito de Braga.

    Sousa, Joana
    Atualmente, devido ao processo de inclusão nas escolas, a importância que se dá à questão da transição para a vida pós escolar, de jovens com necessidades educativas especiais tem crescido consideravelmente, comparando com o passado. Face à importância que se dá ao contexto da transição para a vida pós escolar, pretendemos com este estudo, percecionar, do ponto de vista, dos diversos intervenientes no PIT sobre as dificuldades existentes, na atual legislação e como tentam colmatá-las. Através de um estudo qualitativo e de três instrumentos de recolha de dados, nomeadamente, entrevista, realizada a treze intervenientes no Plano Individual de Transição, inquérito por questionário, a oitenta e dois inquiridos, interessados no...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.