Recursos de colección

Repositório Comum (35.562 recursos)

É um repositório para instituições de ensino e investigação produtoras de literatura científica cuja dimensão ainda não justifica a criação de um repositório próprio. Permite integrar instituições, grupos ou indivíduos na infra-estrutura do projecto, nomeadamente através das pesquisas do Portal RCAAP e da B-On.

Mostrando recursos 1 - 13 de 13

  1. Motricidade fina de crianças em idade pré-escolar

    Morgado, Carina
    O presente relatório final apresenta um estudo empírico acerca da motricidade fina de crianças em idade pré-escolar, desenvolvido em estágio no âmbito do Mestrado em Educação Pré-escolar. A motricidade fina revela a capacidade que a criança tem para executar movimentos de precisão, como por exemplo: recortar, rasgar, abotoar a bata, entre outras. Estes movimentos envolvem a coordenação dos músculos mais pequenos com a coordenação dos olhos e mãos ao mesmo tempo. O desenvolvimento da motricidade fina é importante para o crescimento da criança, uma vez, que possibilita a sua interação e relação com o meio. Trabalhar a motricidade fina no...

  2. Motricidade fina de crianças em idade pré-escolar

    Morgado, Carina
    O presente relatório final apresenta um estudo empírico acerca da motricidade fina de crianças em idade pré-escolar, desenvolvido em estágio no âmbito do Mestrado em Educação Pré-escolar. A motricidade fina revela a capacidade que a criança tem para executar movimentos de precisão, como por exemplo: recortar, rasgar, abotoar a bata, entre outras. Estes movimentos envolvem a coordenação dos músculos mais pequenos com a coordenação dos olhos e mãos ao mesmo tempo. O desenvolvimento da motricidade fina é importante para o crescimento da criança, uma vez, que possibilita a sua interação e relação com o meio. Trabalhar a motricidade fina no...

  3. A transição da educação pré-escolar para o 1.º ciclo do ensino básico

    Ramalho, Raquel
    Este relatório apresenta, para além da experiência vivida no âmbito da Prática de Ensino Supervisionada em Educação Pré-Escolar e do 1º Ciclo do Ensino Básico, um estudo de caso, que tem como objetivo apresentar a forma de como é realizada a transição da Educação Pré-Escolar para o 1º Ciclo do Ensino Básico no Colégio cooperante, durante a prática. Para realizar este estudo, foi adotada uma metodologia baseada em técnicas e instrumentos próprios da investigação qualitativa: entrevistas, observação direta e diários de bordo. As entrevistas foram realizadas a educadores e professores do Colégio e também às respetivas coordenadoras (de Educação Pré-Escolar e...

  4. A interação adulto-criança em educação pré-escolar

    Gomes, Margarida
    Este Relatório Final, intitulado por “A interação adulto-criança em Educação Pré-Escolar. Um estudo de caso com crianças” tem como objetivo compreender a forma como as crianças vêem e entendem a relação existente com os adultos de referência que têm em sala. Trata-se de um estudo de caso que se insere na investigação qualitativa, incidindo no paradigma interpretativo, devido ao seu contributo valorativo ao nível da investigação na educação, ao considerar a criança como sujeito ativo e participante na construção de conhecimentos. O estudo foi realizado com um grupo de 18 crianças e a sua equipa de sala (educadora e auxiliar) e analisa...

  5. Importância da creche no desenvolvimento global da criança

    Santinho, Lúcia
    Este documento é o colmatar da prática profissional em contexto de educação de infância que proporcionou a problemática de investigação desenvolvida no presente relatório final. Com este estudo pretende-se realizar um levantamento das perceções dos agentes educativos sobre a importância da creche no desenvolvimento global da criança. Os principais objetivos da investigação presente neste relatório final são: compreender quais as perceções das famílias e educadores de infância de uma creche no distrito de Lisboa sobre a relevância da creche no desenvolvimento da criança; e constatar a importância da creche no desenvolvimento e aprendizagem global da criança segundo as perceções das famílias e educadores de infância de uma creche...

  6. O que significa brincar? Conceções de encarregados de educação

    Almeida, Marta
    O presente relatório final de mestrado pretende identificar as conceções de um grupo de 22 encarregados de educação de crianças com cinco/seis anos de idade acerca do conceito brincar. Para alcançar o objetivo proposto recorreu-se a um estudo de natureza qualitativa, tendo por base a teoria das representações sociais. Procedeu-se à recolha dos dados através da utilização de um questionário, constituído por uma única questão aberta, e posterior análise de conteúdo, recorrendo a um sistema de categorização. Com o apoio de referenciais teóricos, incluindo Ferland, Moyles, Aires, Kishimoto e Neto, pretende-se ao longo deste relatório esclarecer o que significa brincar, para...

  7. Metodologia de trabalho de projeto como estratégia de aprendizagem ativa no jardim de infância

    Alemão, Maria Manuela
    O presente relatório concretiza-se numa análise reflexiva acerca da prática educativa supervisionada desenvolvida em contexto de jardim-de-infância (JI), dando primazia à utilização da Metodologia de Trabalho de Projeto (MTP) como estratégia promotora de uma aprendizagem ativa e significativa. Este objeto de estudo surgiu durante o período de observação, no qual foi identificada a necessidade de tornar as crianças agentes ativos na construção de conhecimento. Partindo desta problemática, desenvolveu-se uma investigação-ação que permitiu perceber de que forma a MTP é um meio potenciador da participação e da autonomia das crianças durante o processo ensino-aprendizagem. Após a análise dos resultados recolhidos e...

  8. O jogo como motivação na aprendizagem da criança

    Rodrigues, Elisabete
    Pretende-se com este Relatório Final de Mestrado apresentar em que medida o jogo pode ser uma motivação para a criança na sua aprendizagem. O tema surge em contexto de estágio e foca-se na necessidade que sentimos em demonstrar a importância que o jogo pode ter na vida da criança, tendo em conta o pouco interesse que esta apresenta por alguns conteúdos programáticos. Uma solução para ultrapassar esta problemática pode ser a introdução do jogo, como um instrumento pedagógico, onde através dele, o educador/professor pode abordar essas mesmas temáticas através de uma prática lúdica. Fizeram parte deste estudo um grupo de crianças do Pré-escolar...

  9. Estratégias inclusivas em educação de infância

    Costa, Catarina
    Considera-se que a educação de infância deve ter um papel importante na inclusão de crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE), pelo que o presente trabalho se centrou nesta temática, tendo como questão de partida: “Que estratégias a desenvolver por uma educadora de infância, para promover a inclusão de crianças com NEE no seu grupo de referência?”, Sendo o objetivo principal, identificar as referidas estratégias. Sob o ponto de vista metodológico, o trabalho assumiu uma natureza qualitativa desenvolvido sob o formato de estudo de caso exploratório. A investigação, em causa, realizado ao longo do estágio de Educação Pré-Escolar, na instituição Cercizimbra,...

  10. O papel da creche no processo de transição da criança para o jardim de Infância

    Silva, Catarina
    O trabalho de investigação que é aqui apresentado insere-se no âmbito do Relatório Final do Mestrado em Educação Pré-escolar, para obtenção do grau de mestre em Educação Pré-Escolar. A creche assume-se cada vez mais como sendo uma instituição que pretende dar apoio às necessidades das famílias. Por esta razão, este estudo procurou analisar em que medida a permanência da criança na creche contribui para um melhor processo de transição para o jardim-de-infância. Assim, procedeu-se à realização de uma investigação qualitativa de caráter interpretativo que teve por base a entrega de questionários a pais/encarregados de educação e a realização de entrevistas a educadoras...

  11. A importância do espaço exterior como espaço lúdico e de aprendizagem

    Cunha, Ana Teresa
    O presente relatório surgiu do projeto de intervenção da Prática de Ensino Supervisionada em Educação Pré- Escolar II. O projeto de intervenção foi desencadeado e desenvolvido com um grupo de vinte e quatro crianças que frequentam o pré-escolar numa Instituição Privada de Solidariedade Social. Este pretendia ir ao encontro dos interesses/necessidades das crianças, à maximização das potencialidades da instituição, ao desenvolvimento dos instrumentos de aprendizagem, tudo isto no espaço exterior da instituição. Visto o projeto de intervenção ter sido bem-sucedido, procurámos perceber a razão para a pouca utilização do espaço exterior pelos grupos para a realização de atividades dos interesses das...

  12. Percursos para a inclusão social em Portugal - Dois estudos de caso centrados nas políticas locais para as pessoas com necessidades especiais

    Rasteiro, Domingos
    Em vários documentos internacionais, são reconhecidas as diferentes formas de exclusão que as pessoas com necessidades especiais sofrem nas cidades em que vivem: baixo nível de participação cívica, baixos níveis de integração social, falta de acesso aos meios de informação, baixos níveis de convivência social, dificuldades de acesso aos bens comuns e aos serviços de apoio, problemas de acessibilidade nos espaços públicos e nos edifícios, problemas de mobilidade e de transportes, maiores dificuldades de subsistência. O trabalho de investigação que se apresenta procura identificar as políticas e os projetos socioeducativos que fomentam a inclusão social nas cidades, das pessoas com...

  13. Percursos para a inclusão social em Portugal - Dois estudos de caso centrados nas políticas locais para as pessoas com necessidades especiais

    Rasteiro, Domingos
    Em vários documentos internacionais, são reconhecidas as diferentes formas de exclusão que as pessoas com necessidades especiais sofrem nas cidades em que vivem: baixo nível de participação cívica, baixos níveis de integração social, falta de acesso aos meios de informação, baixos níveis de convivência social, dificuldades de acesso aos bens comuns e aos serviços de apoio, problemas de acessibilidade nos espaços públicos e nos edifícios, problemas de mobilidade e de transportes, maiores dificuldades de subsistência. O trabalho de investigação que se apresenta procura identificar as políticas e os projetos socioeducativos que fomentam a inclusão social nas cidades, das pessoas com...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.