Mostrando recursos 1 - 20 de 8.911

  1. Matemática Recreativa : dados para todos os gostos

    Teixeira, Ricardo Emanuel Cunha
    (...) Os dados tradicionais de 6 faces, numeradas de 1 a 6, são os mais comuns. Têm a forma de um cubo e os números de 1 a 6 são representados por pintas com uma disposição específica para cada número. A disposição das pintas é comum, por exemplo, às peças do dominó tradicional e às cartas do baralho de cartas tradicional. Uma configuração fixa para cada conjunto de pintas permite o rápido reconhecimento de uma quantidade, sem ser necessário contar as pintas. De facto, quando lançamos um dado tradicional, rapidamente reconhecemos o número que saiu nesse lançamento sem necessidade de...

  2. Representação na linha numérica: Um estudo exploratório em crianças de idade pré-escolar

    Abreu-Lima, Isabel; Ligo, Thaís Melo Sousa; Monteiro, Ana Filipa
    A capacidade de estimar é uma aptidão numérica que se manifesta muito precocemente, estando presente em diversas tarefas quotidianas e envolvendo diferentes tipos de conhecimento (Siegler & Booth, 2004). As crianças em idade pré-escolar têm dificuldades em fazer estimativas, apesar de já apresentarem outras competências matemáticas, como saber contar. Essas dificuldades prendem-se com uma representação inadequada dos números, a qual se vai tornando mais apropriada à medida que a idade e a experiência aumentam. É neste contexto que surge o conceito de linha numérica mental, uma linha imaginária na qual os números são mentalmente colocados quando efetuamos comparação de magnitudes numéricas. As crianças mais pequenas parecem ter representações menos...

  3. Ensino de matemática e inclusão: concepções de professores da educação básica de escolas públicas da região do Minho – Portugal

    Moreira, Geraldo Eustáquio; Manrique, Ana Lúcia
    Considerando a quase inexistência de estudos focalizando o cotidiano da aula de Matemática para alunos com necessidades educativas especiais (NEE), buscamos realizar entrevistas com professores da área, que atuam na Educação Básica na região do Minho, Portugal. O presente estudo teve como objetivos investigar como esses professores que ensinam Matemática, entendem o conceito de NEE e, ainda, verificar que percentual desses profissionais, teve alguma formação pedagógica ou continuada para atuar com alunos especiais. Além disso, foram levantadas questões referentes à atuação pedagógica dos docentes em relação aos alunos com NEE presentes em suas classes. Foi utilizado um inventário para a coleta dos dados e os resultados preliminares foram...

  4. Matemática 7 Perspetivas

    Sousa, Áurea; Melo, Helena; Nunes, Jerónimo; Cabral, João; Martins, Maria do Carmo; Silva, Osvaldo; Medeiros, Paulo
    Este livro, de divulgação científica, escrito por sete professores da Universidade dos Açores, é a compilação de trinta e dois textos originalmente publicados no jornal Correio dos Açores, ao longo dos últimos quatro anos, e que se enquadram em seis secções cujos temas são tão diversos como: Estatística, uma aprendizagem para a vida; Quadrivium; Informática, comunicação e colaboração; Do número à revolução de um ensino aberto; Mentes Brilhantes da Matemática; A Fotografia e a Matemática.

  5. Análise Classificatória ou Classificação Automática na Sociedade Atual

    Sousa, Áurea
    "A classificação é uma atividade conceptual básica dos seres humanos. A necessidade e a tentativa de formar grupos de objetos semelhantes, dando origem a uma classificação, são reconhecidas desde os primórdios da humanidade. […] Na sociedade atual, há uma necessidade crescente de produzir classificações nos vários ramos da atividade científica e da atividade humana em geral. Na verdade, a Análise Classificatória tem tido um desenvolvimento relativamente recente, possibilitado pelo aumento do poder computacional nos últimos anos, podendo ser aplicada em diversas áreas, tais como a Arqueologia, a Biologia, a Geografia, a Geologia, a Psicologia, a Linguística, a História, a Medicina,...

  6. Matemática Recreativa : Pontos e Quadrados

    Teixeira, Ricardo Emanuel Cunha
    O Pontos e Quadrados é um jogo tradicional de origem desconhecida. Joga-se em muitas partes do mundo, onde assume diferentes designações. É provável que o leitor já tenha jogado o Pontos e Quadrados no decorrer da sua infância, mesmo que o conheça por outro nome. (...) A dinâmica deste jogo centra-se, portanto, na regra “sempre que um jogador completar um quadrado deve jogar outra vez”. A ideia é a de criar situações onde possamos fechar vários quadrados de uma só vez. Simultaneamente, devemos evitar que o adversário consiga concretizar este tipo de estratégia. (...) Engane-se o leitor que pense que...

  7. Práticas educativas de futuros professores do Ensino básico em espaços da cidade : reflexos no desenvolvimento profissional e inovação didática

    Paixão, Fátima; Jorge, Fátima; Martins, Helena
    Assente no pressuposto do valor da interação da escola com o meio local, concretizado em visitas de estudo projetadas para propiciarem aprendizagens curriculares, desenvolvemos uma estratégia formativa potenciadora da oportunidade de as nossas estagiárias se iniciarem no ensino das ciências e da matemática no 1.0 Ciclo do Ensino Básico (1.0 CEB) explorando a interação entre contextos formais e não-formais, através de estudos de Investigação-ação (1-A), desenvolvidos durante o estágio. O estudo aqui apresentado teve como objetivo analisar a perspetiva de futuras professoras sobre o valor atribuído á interação entre os dois contextos na sua formação. Em termos metodológicos, optámos pela...

  8. Promoção da competência matemática pré-escolar - Resultados de um programa de intervenção

    Abreu-Lima, Isabel; Coelho, Vera; Lobo, Catarina; Castro, Cátia; Gomes, Vanda; Monteiro, Ana Filipa
    A necessidade de promover a competência matemática das crianças portuguesas é confirmada pelos resultados dos últimos estudos comparativos internacionais, como o PISA. Investigação recente no domínio da psicologia e educação revela que o conhecimento matemático é um domínio essencial do desenvolvimento cognitivo e que as crianças têm, desde idades precoces, capacidades, oportunidades e motivos para adquirir conhecimentos matemáticos espontâneos sem necessidade de ensino formal (Ginsburg, Lee & Boyd, 2008). Sabe-se, também, que desde cedo existem diferenças nos conhecimentos matemáticos das crianças e que estas diferenças apresentam estabilidade ao longo do tempo. Por outro lado, bons resultados em matemática nos primeiros anos da escolaridade aparentam ser os melhores preditores...

  9. Truques com o baralho de cartas tradicional : Klein

    Teixeira, Ricardo Emanuel Cunha
    Neste artigo, apresentamos outro truque com o baralho de cartas tradicional que se baseia nos conceitos matemáticos de isometria e de simetria, que acabam também por estar relacionados com o conceito de bijeção. (...) No contexto deste artigo, interessa-nos particularmente as simetrias de rotação com amplitude de 180 graus, mais conhecidas por simetrias de meia-volta. (...) Muitas cartas do baralho tradicional apresentam este tipo de simetria. Podemos verificar facilmente que a carta 4 de espadas tem simetria de meia-volta (Figuras 1 a 3). O mesmo acontece com as cartas com reis, damas e valetes na generalidade dos baralhos de cartas....

  10. Truques com o baralho de cartas tradicional : Toque rápido

    Teixeira, Ricardo Emanuel Cunha
    Ao longo dos tempos, muitos foram os materiais usados nos jogos que iam ganhando popularidade. Das pedrinhas e sementes aos atuais meios eletrónicos, o percurso foi longo e rico do ponto de vista criativo. Foram surgindo os jogos de tabuleiro, os jogos de lápis e papel, os jogos de dados e... os jogos de cartas. (...) O baralho de cartas tradicional é rico do ponto de vista da grande diversidade de jogos que permite explorar, muitos deles transmitidos de geração em geração. As suas potencialidades didáticas também são consideráveis, em particular a riqueza que apresenta do ponto de vista matemático....

  11. A Matemática, a Educação Física e o Jogo : discursos e práticas para o Ensino da Educação Básica

    Condessa, Isabel
    No âmbito dos Seminários “Ensinar e aprender Matemática: diálogos e conjunções numa perspetiva interdisciplinar” refletiu-se sobre as possibilidades de interligação da matemática com a educação física, ambas disciplinas curriculares do sistema educativo português, em que a primeira se ocupa dos simbolismos relacionados com a quantidade e o espaço, e a segunda é uma vertente pedagógica da atividade física, que recorre ao movimento, realizado num referencial de espaço e tempo. O que é sugerido neste texto são propostas de ensino em que o educador/ professor, num quadro de interdisciplinaridade permita o contacto das crianças com situações de aprendizagem da matemática, a partir...

  12. Validação da escala de autoconceito e autoestima para pré-adolescentes (EAAPA) e análise da estrutura organizativa do autoconceito

    Peixoto, Francisco José Brito; Mata, Maria de Lourdes Estorninho Neves; Monteiro, Vera; Sanches, Ana Cristina Pires; Ribeiro, Rui Bártolo; Pipa, Joana
    Este estudo teve como objetivo a análise das propriedades psicométricas de uma escala de autoconceito e autoestima e da estrutura organizativa do autoconceito em pré-adolescentes. Participaram 774 estudantes Portugueses do 5º e 6º anos de escolaridade, que responderam a uma escala que avalia sete dimensões específicas do autoconceito (competência escolar, competência atlética, aceitação social, aparência física, competência a língua materna, competência a matemática, comportamento) e a autoestima. As análises fatoriais confirmatórias demonstraram a multidimensionalidade do autoconceito sendo o modelo bi-fatorial com dois fatores globais (autoconceito académico e não académico) aquele que apresentou um melhor ajustamento aos dados. Este modelo tem a vantagem de integrar características estruturais do...

  13. Competências iniciais das crianças, primeiros resultados e ações previstas

    Cruz, Susana; Magalhães, Mafalda
    O enquadramento teórico do projeto da Numeracia Emergente no Pré-escolar – NEPE – foi já apresentado neste simpósio (enquadra-se no trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Programa de Desenvolvimento Comunitário Urbano K’CIDADE, uma iniciativa da Fundação Aga Khan Portugal). Nesta comunicação expõe-se o método utilizado e apresentam-se os resultados obtidos até ao momento. Comenta-se, ainda, a variedade encontrada no desenvolvimento do sentido de número nas crianças de cada sala, assim como os aspetos mais e menos consolidados das competências que lhe estão associadas. O design do projeto foi quase-experimental e integrou um grupo de intervenção e um grupo de comparação. Em ambos os grupos as crianças foram...

  14. Os Reitores do Liceu de Ponta Delgada, de 1852 a 1974, e as suas ligações com a Matemática

    Melo, Helena Sousa; Martins, Maria do Carmo
    […]. Ao fazer-se a pesquisa da lecionação das disciplinas ligadas à área de Matemática no programa liceal da Região, e em particular no Liceu Nacional de Ponta Delgada, observou-se que, de uma maneira, ou de outra, alguns dos Reitores tinham um vínculo com a Matemática, ou por formação, ou por lecionação. Parte dessas ligações, entre os Reitores e a Matemática, foram encontradas nos arquivos, nomeadamente, nos livros de termos de posse, nos registos biográficos, nas atas do Conselho do Liceu, designado nos dias de hoje por Escola Secundária Antero de Quental, […].

  15. Milage aprender+ uma app para aprender matemática usando smartphones e tablets

    Figueiredo, Mauro; Rodrigues, J. I.
    O baixo desempenho dos estudantes na aprendizagem da matemática constitui problema que em alguns países se tem vindo a acentuar nos últimos anos. De acordo com um estudo realizado pelo Departamento de Educação dos EUA, em 2010, as aulas em regime de blended-learning, ou b-learning, apresentam melhores resultados do que as tradicionais aulas presenciais. Por outro lado, observa-se um número crescente de estudantes que usa smartphones e tablets nas escolas, cuja popularidade pode ser aproveitada para estimular a sua utilização em atividades educacionais para melhorar a aprendizagem. Nesta comunicação apresenta-se uma nova aplicação para dispositivos móveis, smartphones e tablets, app MILAGE,...

  16. Mathematics and Fiber Arts

    Melo, Helena Sousa; Martins, Maria do Carmo; Vinagre, Sandra
    Recreational Mathematics Colloquium IV (2015), G4G Europe, Lisboa (Pavilhão do Conhecimento), 24-27 Janeiro 2015.

  17. A frequência e o aproveitamento nas disciplinas da área de matemática no Liceu Central de Ponta Delgada : São Miguel : Açores, entre os anos de 1873 e 1890

    Melo, Helena Sousa; Martins, Maria do Carmo
    Prosseguindo a investigação sobre o Liceu Central de Ponta Delgada, apresentamos algumas informações relevantes sobre a frequência e o desempenho dos seus alunos nas disciplinas da matemática relativas ao período compreendido entre os anos de 1873 e 1890. Através da documentação consultada no arquivo do Liceu, pudemos também constatar o plano de estudos do curso do Liceu em cada ano letivo. […].

  18. A aprendizagem de conceitos matemáticos fundamentados na sua etimologia e morfologia

    Melo, Helena Sousa
    Muitos conceitos matemáticos podem ser aprendidos e compreendidos utilizando a sua própria designação, ou seja, utilizando o conhecimento etimológico das palavras que o compõe. [...].

  19. A Matemática como Formadora e Informadora

    Melo, Helena Sousa
    Desde os tempos mais remotos já conseguimos notar o desenvolvimento de algumas atividades matemáticas, quer através de figuras rupestres, quer por marcas em objetos, quer por outras formas de expressão. [...].

  20. Matemática : uma linguagem universal

    Melo, Helena Sousa
    Neste artigo apresenta-se vários exemplos da linguagem matemática utilizada também na cozinha, nos trabalhos manuais, por diversos povos ao redor do mundo.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.