Mostrando recursos 101 - 120 de 24.558

  1. ESTUDO DO COMPORTAMENTO TÉRMICO DA ROCHA FONOLITO

    Aline Maria dos Santos Teixeira; Francisco Manoel dos Santos Garrido; Marta Eloisa Medeiros; João Alves Sampaio
    A mineralogia é um dos principais fatores na definição de rochas para aplicação na agricultura. A rocha fonolito, do município de Poços de Caldas – MG, possui um teor de K2O de 8,7% (m/m) e seu principal constituinte é o feldspato potássico. Estudos realizados com essa rocha in natura revelaram que o teor máximo de K liberado foi de cerca de 1% do K total, com a solução de Mehlich 1. Atualmente, rochas puras ou em misturas, após tratamentos químicos e/ou térmicos são estudadas com o intuito de aumentar a disponibilidade do K contido na rocha quando aplicada ao solo....

  2. PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E IMPACTOS AMBIENTAIS: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

    Silas Sarkiz da Silva Martins; Matheus Oliveira de Azevedo; Mikaias Pereira da Silva
    O petróleo está a cada dia sendo mais explorado e tem sido um recurso energético gerador de divisas para a economia de países e nações, a exemplo do Brasil, mas, também, difusor de impactos ambientais negativos. As etapas que envolvem a produção de petróleo desde a perfuração de poços até o refino, direta ou indiretamente, têm causado alterações ao meio ambiente. O objetivo deste estudo foi o de compreender os principais impactos ambientais gerados pelas etapas de produção de petróleo, considerando estudos de impacto ambiental (EIAs) e seus respectivos relatórios de impacto ambiental (RIMAs). A avaliação dos impactos ambientais se...

  3. Editorial

    José Yvan P. Leite
    O sexto volume de 2015 deste periódico é lançado na atmosfera do fortalecimento das políticas de acesso aberto da Instituição, que  institui o repositório institucional do IFRN. Denominado Memoria - http://memoria.ifrn.edu.br, o termo em latim foi escolhido para mostrar o compromisso do IFRN com a resgate e guarda da memória, a longo prazo, do que é produzido nesta comunidade acadêmica. Este periódico foi a semente na Instituição desta política, que agora povoa a web e amplia ações virtuosas do acesso aberto. Com este número é divulgada a ampliação dos novos indexadores do periódico, entre eles, Classe y Periodica – México, Open...

  4. ESTRUTURAS E NOMENCLATURAS DOS HIDROCARBONETOS: É POSSÍVEL APRENDER JOGANDO?

    Carlos Antônio Barros e Silva Júnior; Ayla Márcia Cordeiro Bizerra
    Muitos estudantes do Ensino Médio apresentam dificuldades no entendimento de alguns assuntos relacionados à Química, como por exemplo, o estudo de nomenclatura dos compostos orgânicos. Estas dificuldades podem estar atreladas a falta de interesse e de motivação dos alunos, que unidas à métodos de ensino, pouco atrativos, não permitem que estes consigam concretizar o conhecimento. Este trabalho enfoca a aplicação de um jogo como proposta pedagógica facilitadora para o ensino de nomenclatura dos hidrocarbonetos. O objetivo deste jogo é proporcionar, ao aluno, uma aula motivadora, que desperte o seu interesse neste conteúdo e que, por consequência, permita o seu aprendizado....

  5. APLICAÇÃO DA ANÁLISE DE IMAGEM AUTOMATIZADA NA ACESSIBILIDADE DOS GRÃOS DE OURO

    Fabrizzio Rodrigues Costa; Daniel Uliana; Guilherme Pinho Nery; Carina Ulsen; Henrique Kahn
    A análise de imagens automatizada tem importante papel no setor mineral principalmente pela rapidez das análises, robustez estatística e confiabilidade dos resultados. A técnica pode ser realizada por meio de imagens adquiridas em microscópio eletrônico de varredura (MEV), geralmente associada a microanálises químicas por EDS e podendo ser utilizada em diversas etapas de um empreendimento mineiro. Este estudo teve como objetivo a caraterização tecnológica de minério de ouro da mina Morro do Ouro, Minas Gerais na qual foi utilizado a técnica de análise de imagens automatizada por MLA (do inglês, Mineral Liberation Analyser). Foi possível identificar os grãos de ouro,...

  6. MÉTODOS GEOESTATÍSTICOS APLICADOS À MODELAGEM GEOMETALÚRGICA

    Mara Vieira; Aline Mendonça; João Felipe Coimbra Leite Costa
    Diversos fatores interferem na eficiência do processamento mineral e seu correto entendimento melhora a performance operacional das plantas de beneficiamento. A geometalurgia tem se tornado uma ferramenta importante nesse cenário, pois o conhecimento das propriedades da rocha – como teor, associação mineralógica, dureza da rocha, composição química – e das variáveis de processo – recuperação mássica, consumo de energia – possibilitam uma análise econômica mais acurada do processo, melhoria no prognóstico do planejamento de lavra e na avaliação dos riscos do projeto. Além disso, ao identificar a distribuição espacial do material lavrado, é possível otimizar o desempenho da planta de...

  7. PRODUÇÃO DE CONCENTRADO DE MAGNETITA POR JIGAGEM A PARTIR DO REJEITO DE ROCHA FOSFÁTICA

    Raphael Silva Tomáz; André Carlos Silva; Elenice Maria Schons Silva; Débora Nascimento Sousa
    A magnetita (Fe3O4) é um óxido magnético de ferro natural formado por íons Fe+2 e Fe+3. É o mais comum mineral fortemente magnético, estando presente em pequenas quantidades em quase todas as rochas e também nos meteoritos. A nanotecnologia está largamente presente em todo nosso dia a dia. É possível encontrar diferentes aplicações nas mais diversas áreas da indústria: Eletroeletrônicos, metalurgia, cerâmicos, tintas, tecidos, indústria de polímeros, medicina entre outras. Atualmente a Anglo American Fosfatos do Brasil não produz magnetita, mas possui uma produção de rejeito de 2 Mt (milhões toneladas) com teores de magnetita por volta de 40%, na...

  8. PROPOSTA EDUCATIVA UTILIZANDO O JOGO RPG MAKER: ESTRATÉGIA DE CONSCIENTIZAÇÃO E DE APRENDIZAGEM DA QUÍMICA AMBIENTAL

    Ticiane Vieira de Paula Souza; Érica Vieira de Paula Souza; Thiago Gomes Nepomuceno da Silva; Daguia de Medeiros Silva; Maria Elenir Nobre Pinho Ribeiro
    Este trabalho refere-se à utilização do RPG Maker (software educativo) como objeto de aprendizagem (OA) para conscientização e contextualização do ensino de Química, no âmbito do Ensino Médio. A relação entre a Educação Ambiental e o ensino de Química possibilita aos educandos observar as transformações que ocorrem no ambiente melhorando, por conseguinte, sua compreensão dos conteúdos. Visto que é o professor que tem a função de escolher a metodologia que viabilize a reflexão e uma compreensão crítica sobre a realidade em que o aluno está inserido, propõe-se que uma das formas viáveis de trabalhar a Educação Ambiental no ensino de...

  9. Editorial

    José Yvan Pereira Leite
    Este é o último volume do periódico no ano de 2015, assim se faz necessário apresentar um balanço deste ano. Com esta publicação são 220 artigos, perfazendo uma média de 27,5 artigos, por volume.  De acordo com o Google Analytics, em 2015 o periódico teve 99,28 mil usuários com 429,44 mil visualizações, os quais acessaram em média 3,2 páginas, com duração de 2,41 minutos. Comparando estes resultados aos do ano de 2014, foi identificado um crescimento no número de usuários (15,64%), nas visualizações de páginas (19,76%) e na duração média (13,32%). Neste ano, os quinze principais países que acessaram a HOLOS...

  10. GERMINAÇÃO E SANIDADE DE SEMENTES DE CUPUAÇU (Theobroma grandiflorum) TRATADAS COM FUNGICIDAS

    Alex Guimarães Sanches; Elaine Gleice Silva Moreira; Maryelle Barros da Silva; Jaqueline Macedo Costa; Carlos Alberto Martins Cordeiro
    A qualidade da semente é fator de extrema importância para que se obtenha uma muda sadia e consequentemente uma boa produtividade, e o armazenamento é prática fundamental para o controle da qualidade fisiológica da semente. Assim, o presente trabalho tem por objetivo avaliar o potencial germinativo e a sanidade de sementes de cupuaçu tratadas com diferentes fungicidas por um período de seis meses. As sementes avaliadas foram da variedade redondo, estas foram submetidas a seis diferentes tratamentos com fungicidas e armazenadas a temperatura de 5°C por seis meses. A cada dois meses avaliaram-se a porcentagem de germinação, IVE, teste de...

  11. ELEMENTUM - LÚDICO COMO FERRAMENTA FACILITADORA DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM SOBRE TABELA PERIÓDICA

    Iraciana Antônia de Morais Pinheiro; Ádsson Diôgo Martins de Souza; Edson Fernandes Moreira; Luciana Medeiros Bertini; Paulo Roberto Nunes Fernandes; Leonardo Alcântara Alves
    No presente estudo buscou-se incentivar o uso de jogos lúdicos para o ensino de química, bem como, introduzir na educação o jogo Elementum como meio facilitador do processo de ensino-aprendizagem sobre a tabela periódica. Por meio dos questionários aplicados após o jogo, teve-se um diagnóstico comprovando que o uso de jogos lúdicos, em especial o Elementum, foi um grande incentivo para a aprendizagem dos alunos. Notando-se então, uma aprendizagem de forma satisfatória e mais espontânea dos mesmos.

  12. QUALIDADE DE ÁGUAS DE POÇOS DOS ASSENTAMENTOS DA CHAPADA DO APODI-RN PARA O USO NA AGRICULTURA

    Herison Oliveira
    A agricultura é a principal fonte de renda das comunidades rurais, principalmente dos assentamentos localizados no estado do Rio Grande do Norte, sendo necessária a utilização de águas que garantam o desenvolvimento adequado das culturas. O trabalho tem por objetivo analisar as águas de poços de assentamentos da Chapada do Apodi, classificando-as quanto ao seu uso na irrigação. Foram coletadas amostra de poços de 11 assentamentos para análises físico-químicas visando à classificação quanto aos critérios de qualidade de água segundo o UCCC e Richard. Observou-se que todos os poços apresentaram alguma restrição para o uso na irrigação sendo o poço...

  13. INFLUENCIA DO RETARDANTE DE CHAMA EM COMPÓSITO DE PALF E POLIÉSTER NÃO-SATURADO

    Luciene Mendes Ribeiro; Rasiah Ladchumananandasivam; Alcione Olinto Galvão; Débora Damasceno Belarmino
    A resistência e flamabilidade ao fogo dos materiais compósitos vêm sendo pesquisado com maior frequência e existe um campo bastante amplo para ser explorado com relação aos tipos, concentrações e combinações químicas dos agentes retardantes de chama. O retardante de chama tem o propósito de aumentar a resistência do material à ignição e, ao mesmo tempo, reduzir a velocidade de propagação da chama, podendo atuar durante ou após a ignição do produto. O hidróxido de alumínio é o agente retardante de chama mais utilizado no mercado, por ter baixo custo, agir como supressor de fumaça e não liberar gases tóxicos...

  14. QUALIDADE DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DE ÁREA IRRIGADA DA COMUNIDADE DE PAU BRANCO EM MOSSORÓ (RN)

    Nelson Silveira Vasconcelos; José Dantas Neto; José Francismar de Medeiros; Carlos José Gonçalves de Souza Lima
    A irrigação de culturas agrícolas sem o controle de alguns parâmetros de qualidade, associada ao uso indiscriminado de fertilizantes artificiais, tende a aumentar a poluição das águas superficiais e subterrâneas. Desse modo, o presente trabalho objetivou avaliar os níveis de qualidade da água subterrânea de uma propriedade agrícola de produção de melão irrigado, situada na comunidade de Pau Branco, em Mossoró-RN. Para a efetivação deste estudo, foram coletadas amostras de água de 13 poços tubulares, perfurados em uma área localizada no domínio de calcário Jandaíra, realizadas durante o ano de 2012. As amostras de água coletadas foram submetidas a algumas...

  15. ANÁLISE TEÓRICA SOBRE A INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA ELETRÔNICA NAS PROPRIEDADES MAGNÉTICAS DOS ELEMENTOS TERRAS-RARAS

    Fábio Henrique Silva Sales; Francisca S. H. Torres Pinheiro
    Apresentamos um estudo teórico que propõe uma abordagem de fácil entendimento sobre as propriedades magnéticas dos Terras-Raras (TR) disprósio (Dy) e o hólmio (Ho), a partir da estrutura eletrônica destes elementos. Os elétrons desemparelhados nos orbitais 4f dão origem magnetismo dos TR, fazendo com que estes apresentem altos valores de momento magnéticos comparados a outros elementos químicos. Sistemas nanomagnéticos artificiais envolvendo nanocamadas de Dy e Ho tem sido amplamente estudado nos últimos anos, devido principalmente às fases magnéticas exóticas apresentadas por esses materiais, favorecendo, cada vez mais, o aparecimento de novas propriedades magnéticas nestes sistemas, e o interesse da indústrias...

  16. Editorial

    José Yvan Pereira Leite
    Neste terceiro volume do ano 29, a HOLOS se apresenta com a recente publicação dos indicadores do Qualis da CAPES referente ao triênio 2010-2012, os quais mostram que o periódico avança significativamente, conforme quadro abaixo. Qualis CAPES Área B2 Interdisciplinar B2 Educação B2 Serviço Social B3 Administração, Ciências Contábeis e Turismo B3 Ciências Ambientais B4 Filosofia/Teologia: Subcomissão Filosofia B4 Geografia B4 Engenharias III B5 Ciências Agrárias I B5 Biodiversidade B5 Geociências B5 Educação Física B5 Artes/Música B5 Engenharias IV B5 Ensino B5 Sociologia B5 Engenharias I B5 Engenharias II C Biotecnologia C Ciência da Computação C Letras/Linguística C Ciência de Alimentos C Química C Astronomia/Física C Materiais C Zootecnia/Recursos Pesqueiros Este número apresenta à sociedade global dezoito artigos, sendo um em energia solar, quatro em gestão da inovação, dois em políticas públicas, dois em educação, quatro em ciências ambientais, três em ciências agrárias e um em geografia. O primeiro artigo, na área de energia solar, se...

  17. ESTUDO COMPARATIVO DAS PROPRIEDADES QUÍMICAS DO RESÍDUO BORRA OLEOSA ASFÁLTICA E DO LIGANTE ASFÁLTICO DE PETRÓLEO

    Paulo Roberto Nunes Fernandes; Ana Ellen V. de Alencar; Jorge B.Soares B. Soares; Rivelino M. Cavalcante; Ronaldo F. do Nascimento; Sandra de A. Soares; Michéle Dal Toé Casagrande
    Neste trabalho, as principais características químicas do resíduo borra oleosa asfáltica foram estudadas e comparadas com as propriedades do ligante asfáltico correspondente. A espectroscopia de ressonância magnética nuclear e os espectros de infravermelho com transformada de Fourier indicaram a presença de grupos alifáticos, aromáticos, carbonilas e sulfóxidos. A curva termogravimétrica mostrou que o resíduo inicia a decomposição térmica a uma temperatura mais elevada, provavelmente devido ao baixo teor de fração volátil maltênica. Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) foram extraídos a partir da fração maltênica utilizando métodos cromatográficos tais como: a dispersão de matriz em fase sólida, por cromatografia de adsorção em...

  18. SÍNTESE DA PENEIRA MOLECULAR MCM-41 DERIVADA DA CINZA DA CASCA DO ARROZ

    Renata Martins Braga; Najara Maira Teodoro; Dulce Maria de Araujo Melo; Flávia de Medeiros Aquino; Joana Maria de Farias Barros; Julio Cezar de Oliveira Freitas
    As peneiras moleculares MCM-41 têm atraído grande interesse devido as suas propriedades de alta área específica, volume e diâmetro de poros controláveis. Estes materiais são aplicados em diversos ramos da indústria química como adsorventes, suportes catalíticos e catalisadores heterogêneos em vários processos. Neste trabalho, o MCM-41 foi sintetizado a partir da cinza da casca do arroz, natural e tratada quimicamente, como fontes alternativas de sílica, denominadas CCA-MCM-41 e CCAL-MCM-41, respectivamente, com o objetivo de reaproveitar este resíduo e produzir um material mesoporoso de menor custo. Os materiais foram sintetizados pelo método hidrotérmico a partir de um gel com composição molar:...

  19. EDITORIAL

    José Yvan Pereira Leite
    No Hemisfério Sul, por causa do Equinócio, que prenuncia a mudança de estação, o mês de setembro está associado à primavera. Para aqueles que estão próximo ao Equador, essa estação chega com a possibilidade de difundir ciência e tecnologia em plataformas abertas, como os jardins dos parques públicos, que, a passos lentos, vai possibilitando a todos o encontro consciente. Para o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), então, é um período mais do que propício para a realização de encontros dessa natureza em todos os campos, nos seus vários campi, porque esse fenômeno indica também que a Instituição...

  20. EFEITOS ANTROPICOS E SAZONAIS NA QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO DO CARMO

    Alriberto Gemano Silva; Luiz Di Souza
    Mesmo estando um pouco distante dos grandes centros urbanos, o Rio do Carmo, localizado na região Oeste do estado do Rio Grande do Norte, sofre os impactos das ações humanas. Ao longo do seu curso são desenvolvidas diversas atividades como aqüicultura, salineira, petrolífera e agricultura, como o cultivo do melão, além da existência de algumas cidades e povoados. Diante do exposto, torna-se evidente a importância de investigar quais os impactos que estas fontes antrópicas geram na qualidade da água do Rio do Carmo. Este trabalho teve como objetivo investigar a influência antrópica nas propriedades físicas, químicas e microbiológicas (propriedades limnológicos)...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.