Sunday, May 29, 2016

 

 



Soy un nuevo usuario

Olvidé mi contraseña

Entrada usuarios

Lógica Matemáticas Astronomía y Astrofísica Física Química Ciencias de la Vida
Ciencias de la Tierra y Espacio Ciencias Agrarias Ciencias Médicas Ciencias Tecnológicas Antropología Demografía
Ciencias Económicas Geografía Historia Ciencias Jurídicas y Derecho Lingüística Pedagogía
Ciencia Política Psicología Artes y Letras Sociología Ética Filosofía
 

rss_1.0 Clasificación por Disciplina

Nomenclatura Unesco > (23) Química

Mostrando recursos 41 - 60 de 60,693

41. DEGRADAÇÃO DE PESTICIDAS POR FUNGOS - UMA REVISÃO - Jorgeana Almeida J. Benevides; Glória Marinho
Os pesticidas são reconhecidos como substâncias ou mistura de substâncias que são utilizadas com o objetivo de prevenir, destruir ou controlar qualquer praga. O Brasil é considerado como um dos maiores consumidores de produtos químicos. O Ceará apareceu no Censo Agropecuário do IBGE como o quarto estado brasileiro em número de estabelecimentos que comercializam agrotóxicos. Muitas tecnologias têm sido desenvolvidas no intuito de degradar ou remover estes pesticidas do meio ambiente, pois são potencialmente poluidores. Dentre estas, estão os experimentos de natureza físico-química e biológica, e nesta última se destaca o uso tanto de fungos, como de bactérias agindo como...

42. VÍDEOS E MÚSICAS UTILIZADOS COMO INSTRUMENTOS MOTIVADORES NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM - Sandra Regina de Moraes; Andressa Haiduk; Francielli Charavara; Luis Gustavo Saldanha Baziuk; Jessica Sloboda; Pricila Aparecida Maia; José Roberto Caetano da Rocha
Neste trabalho são apresentados os resultados obtidos durante as atividades realizadas no processo de capacitação de professores de Química e Ciências do ensino básico de União da Vitória – PR. Dentre os objetivos dessas atividades estavam à aplicação, das mesmas, em salas de aulas do ensino fundamental II e médio, onde os professores-alunos eram regentes. Para que esses objetivos fossem efetivados foram utilizadas atividades metodológicas diversificadas para auxiliar na promoção do conhecimento de conceitos das disciplinas de Química no ensino médio e de Ciências no ensino fundamental II, tais como, vídeos, música e atividades lúdicas. Nessas atividades abordou-se os conteúdos...

43. PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO EM ENSINO DE QUÍMICA NO BRASIL: UM ESTUDO A PARTIR DA ANÁLISE DAS LINHAS DE PESQUISA CAPES E CNPq - Francilene dos Santos Cunha; Susana Kamila Guedes de Oliveira; João Pedro Dantas Alves; Maria Elenir Nobre Pinho Ribeiro
Neste trabalho apresenta-se um estudo sobre as linhas e grupos de pesquisa em Produção de Material Didático em Ensino de Química no Brasil, uma área relativamente recente nos grupos de pesquisa nas Instituições de Ensino Superior (IES), entre o período de 2009 e 2014, visando saber quais IES tem esta linha e quais os seus objetivos, com base nos dados obtidos no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq e no relatório de Programa de Pós-Graduação que é enviado à CAPES. A pesquisa realizada constatou que o número de linhas de pesquisas na área de Produção de Material Didático em...

44. ESTUDO DA EFICIÊNCIA DE UM REATOR DE DESCARGA POR BARREIRA DIELÉTRICA (DBD), NA PRODUÇÃO DAS ESPÉCIES ATIVAS DO SEGUNDO SISTEMA POSITIVO DO N2. - Ivan Alves de Souza; Igor Oliveira Nascimento; Arlindo Balbino do Nascimento Neto; Leandro Augusto Pinheiro do Nascimento; John Magno Lopes de Souza; Thércio Henrique de Carvalho Costa; Clodomiro Alves Júnior
Apesar das inúmeras publicações a respeito da versatilidade da técnica de descarga por barreira dielétrica (DBD), principalmente em aplicações emergentes como descontaminação biológica e química, pouco se apresentou sobre a influência dos parâmetros de processos. No presente trabalho é analisada a influência dos parâmetros do processo sobre as espécies ativas do plasma formado quando ar é utilizado como atmosfera. Analisou-se a influência da distância e voltagem aplicada entre eletrodos, bem como a frequência do pulso aplicado.  As análises das espécies foram realizadas diagnosticando o plasma por espectroscopia de emissão óptica (EEO). Esses resultados foram correlacionados com dados da potência consumida...

45. INFLUÊNCIA DA DEGRADAÇÃO FOTOTERMOXIDATIVA NAS PROPRIEDADES DE BIOCOMBUSTIVEIS DE SEBO BOVINO - Vasco Lima Pinto; Luiz Di Souza; Anne Gabriela Santos; Patrick Nunes Farias
Preparou-se ecodieseis B15 e B20 com biodiesel produzido a partir do sebo bovino. Fez-se a caracterização físico-química de ambos e monitorou-se sua qualidade em função do tempo de armazenamento. Estudou-se a estabilidade térmica através da degradação fototermoxidativa do biodiesel em diferentes temperaturas por absorção molecular na região do UV-Vis. Os resultados indicam alterações ao longo do tempo de armazenamento, provocadas pela degradação molecular, que é confirmada no UV-Vis. Conclui-se que a metodologia é adequada para o estudo fototermoxidativo destes materiais e que após 7 meses, as propriedades analisadas continuam dentro dos padrões da ANP, exceto a viscosidade cinemática.

46. Editorial - José Yvan Pereira Leite
Os caminhos de 2015 chegam aos seus primeiros seis meses, e neste contexto o periódico apresenta seu terceiro volume. O ambiente é turvo, por aqui e em várias esquinas do belo mundo. Os indicadores do periódico avançam como é demostrado pela elevação das métricas do Google. O índice h5 do Google Acadêmico em 2013-2009 era 3, com mediana h5 igual a 4. Agora em julho foi publicado para o período de 2010-2014, em que a Holos o índice h5 e sua mediana subiram 5. O periódico passou a integrar a Plataforma Open Access de Revistas Científicas Eletrônicas Espanholas e Latinoamericanas - e-Revistas,...

47. EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL E COMUNIDADE TERAPÊUTICA PARA DEPENDENTES QUÍMICOS: ARTICULAÇÃO DE PROCESSOS EDUCATIVOS EM PRÁTICAS SOCIAIS - Maria Cecília Luiz; Ronaldo Martins Gomes
Este artigo reflete sobre a articulação de processos sócio educativos em ambientes como Comunidades Terapêuticas que trabalham na recuperação de adolescentes e jovens dependentes químicos, no período (mínimo) de seis meses a um ano, com liberdade restringida. O objetivo do tratamento é de integrar esses indivíduos na sociedade, e fazê-los rever valores interiores (crenças, objetivos etc.) e exteriores (grupos de convívio, ações no coletivo etc.), por meio da educação não-formal. Esse estudo se justifica, na medida em que existe um aumento do número de dependentes químicos, e também de educadores (monitores) sem maiores conhecimento sobre os enfrentamentos deste problema na...

48. CARACTERIZAÇÃO TECNOLÓGICA DA ESCÓRIA Fe-Cr BAIXO CARBONO E RECUPERAÇÃO DA LIGA METÁLICA POR MESA CONCENTRADORA - Aline Maria dos Santos Teixeira; João Alves Sampaio; Luiz Carlos Bertolino; Eros Freire Cardoso; Lucas de Campos Paula Borges
A escória Fe-Cr baixo carbono, é um dos principais resíduos advindos do processo metalúrgico para obtenção de liga de Fe-Cr. Este resíduo não possui aplicação e encontra-se acumulado em pátios, conforme regulamentação de órgãos ambientais. Este trabalho teve por finalidade caracterizar, sob os aspectos químicos e físicos, a escória Fe-Cr baixo carbono, pertencente à Companhia de Ferro e Ligas da Bahia S/A, FERBASA. Também foram realizados ensaios de concentração gravítica com a finalidade de remover a liga de Fe-Cr ainda residual na escória. As amostras da escória, após as etapas de preparação, foram submetidas aos ensaios de classificação granulométrica, FRX,...

49. ESTUDO DO COMPORTAMENTO TÉRMICO DA ROCHA FONOLITO - Aline Maria dos Santos Teixeira; Francisco Manoel dos Santos Garrido; Marta Eloisa Medeiros; João Alves Sampaio
A mineralogia é um dos principais fatores na definição de rochas para aplicação na agricultura. A rocha fonolito, do município de Poços de Caldas – MG, possui um teor de K2O de 8,7% (m/m) e seu principal constituinte é o feldspato potássico. Estudos realizados com essa rocha in natura revelaram que o teor máximo de K liberado foi de cerca de 1% do K total, com a solução de Mehlich 1. Atualmente, rochas puras ou em misturas, após tratamentos químicos e/ou térmicos são estudadas com o intuito de aumentar a disponibilidade do K contido na rocha quando aplicada ao solo....

50. PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E IMPACTOS AMBIENTAIS: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES - Silas Sarkiz da Silva Martins; Matheus Oliveira de Azevedo; Mikaias Pereira da Silva
O petróleo está a cada dia sendo mais explorado e tem sido um recurso energético gerador de divisas para a economia de países e nações, a exemplo do Brasil, mas, também, difusor de impactos ambientais negativos. As etapas que envolvem a produção de petróleo desde a perfuração de poços até o refino, direta ou indiretamente, têm causado alterações ao meio ambiente. O objetivo deste estudo foi o de compreender os principais impactos ambientais gerados pelas etapas de produção de petróleo, considerando estudos de impacto ambiental (EIAs) e seus respectivos relatórios de impacto ambiental (RIMAs). A avaliação dos impactos ambientais se...

51. Editorial - José Yvan P. Leite
O sexto volume de 2015 deste periódico é lançado na atmosfera do fortalecimento das políticas de acesso aberto da Instituição, que  institui o repositório institucional do IFRN. Denominado Memoria - http://memoria.ifrn.edu.br, o termo em latim foi escolhido para mostrar o compromisso do IFRN com a resgate e guarda da memória, a longo prazo, do que é produzido nesta comunidade acadêmica. Este periódico foi a semente na Instituição desta política, que agora povoa a web e amplia ações virtuosas do acesso aberto. Com este número é divulgada a ampliação dos novos indexadores do periódico, entre eles, Classe y Periodica – México, Open...

52. ESTRUTURAS E NOMENCLATURAS DOS HIDROCARBONETOS: É POSSÍVEL APRENDER JOGANDO? - Carlos Antônio Barros e Silva Júnior; Ayla Márcia Cordeiro Bizerra
Muitos estudantes do Ensino Médio apresentam dificuldades no entendimento de alguns assuntos relacionados à Química, como por exemplo, o estudo de nomenclatura dos compostos orgânicos. Estas dificuldades podem estar atreladas a falta de interesse e de motivação dos alunos, que unidas à métodos de ensino, pouco atrativos, não permitem que estes consigam concretizar o conhecimento. Este trabalho enfoca a aplicação de um jogo como proposta pedagógica facilitadora para o ensino de nomenclatura dos hidrocarbonetos. O objetivo deste jogo é proporcionar, ao aluno, uma aula motivadora, que desperte o seu interesse neste conteúdo e que, por consequência, permita o seu aprendizado....

53. APLICAÇÃO DA ANÁLISE DE IMAGEM AUTOMATIZADA NA ACESSIBILIDADE DOS GRÃOS DE OURO - Fabrizzio Rodrigues Costa; Daniel Uliana; Guilherme Pinho Nery; Carina Ulsen; Henrique Kahn
A análise de imagens automatizada tem importante papel no setor mineral principalmente pela rapidez das análises, robustez estatística e confiabilidade dos resultados. A técnica pode ser realizada por meio de imagens adquiridas em microscópio eletrônico de varredura (MEV), geralmente associada a microanálises químicas por EDS e podendo ser utilizada em diversas etapas de um empreendimento mineiro. Este estudo teve como objetivo a caraterização tecnológica de minério de ouro da mina Morro do Ouro, Minas Gerais na qual foi utilizado a técnica de análise de imagens automatizada por MLA (do inglês, Mineral Liberation Analyser). Foi possível identificar os grãos de ouro,...

54. MÉTODOS GEOESTATÍSTICOS APLICADOS À MODELAGEM GEOMETALÚRGICA - Mara Vieira; Aline Mendonça; João Felipe Coimbra Leite Costa
Diversos fatores interferem na eficiência do processamento mineral e seu correto entendimento melhora a performance operacional das plantas de beneficiamento. A geometalurgia tem se tornado uma ferramenta importante nesse cenário, pois o conhecimento das propriedades da rocha – como teor, associação mineralógica, dureza da rocha, composição química – e das variáveis de processo – recuperação mássica, consumo de energia – possibilitam uma análise econômica mais acurada do processo, melhoria no prognóstico do planejamento de lavra e na avaliação dos riscos do projeto. Além disso, ao identificar a distribuição espacial do material lavrado, é possível otimizar o desempenho da planta de...

55. PRODUÇÃO DE CONCENTRADO DE MAGNETITA POR JIGAGEM A PARTIR DO REJEITO DE ROCHA FOSFÁTICA - Raphael Silva Tomáz; André Carlos Silva; Elenice Maria Schons Silva; Débora Nascimento Sousa
A magnetita (Fe3O4) é um óxido magnético de ferro natural formado por íons Fe+2 e Fe+3. É o mais comum mineral fortemente magnético, estando presente em pequenas quantidades em quase todas as rochas e também nos meteoritos. A nanotecnologia está largamente presente em todo nosso dia a dia. É possível encontrar diferentes aplicações nas mais diversas áreas da indústria: Eletroeletrônicos, metalurgia, cerâmicos, tintas, tecidos, indústria de polímeros, medicina entre outras. Atualmente a Anglo American Fosfatos do Brasil não produz magnetita, mas possui uma produção de rejeito de 2 Mt (milhões toneladas) com teores de magnetita por volta de 40%, na...

56. PROPOSTA EDUCATIVA UTILIZANDO O JOGO RPG MAKER: ESTRATÉGIA DE CONSCIENTIZAÇÃO E DE APRENDIZAGEM DA QUÍMICA AMBIENTAL - Ticiane Vieira de Paula Souza; Érica Vieira de Paula Souza; Thiago Gomes Nepomuceno da Silva; Daguia de Medeiros Silva; Maria Elenir Nobre Pinho Ribeiro
Este trabalho refere-se à utilização do RPG Maker (software educativo) como objeto de aprendizagem (OA) para conscientização e contextualização do ensino de Química, no âmbito do Ensino Médio. A relação entre a Educação Ambiental e o ensino de Química possibilita aos educandos observar as transformações que ocorrem no ambiente melhorando, por conseguinte, sua compreensão dos conteúdos. Visto que é o professor que tem a função de escolher a metodologia que viabilize a reflexão e uma compreensão crítica sobre a realidade em que o aluno está inserido, propõe-se que uma das formas viáveis de trabalhar a Educação Ambiental no ensino de...

57. Editorial - José Yvan Pereira Leite
Este é o último volume do periódico no ano de 2015, assim se faz necessário apresentar um balanço deste ano. Com esta publicação são 220 artigos, perfazendo uma média de 27,5 artigos, por volume.  De acordo com o Google Analytics, em 2015 o periódico teve 99,28 mil usuários com 429,44 mil visualizações, os quais acessaram em média 3,2 páginas, com duração de 2,41 minutos. Comparando estes resultados aos do ano de 2014, foi identificado um crescimento no número de usuários (15,64%), nas visualizações de páginas (19,76%) e na duração média (13,32%). Neste ano, os quinze principais países que acessaram a HOLOS...

58. GERMINAÇÃO E SANIDADE DE SEMENTES DE CUPUAÇU (Theobroma grandiflorum) TRATADAS COM FUNGICIDAS - Alex Guimarães Sanches; Elaine Gleice Silva Moreira; Maryelle Barros da Silva; Jaqueline Macedo Costa; Carlos Alberto Martins Cordeiro
A qualidade da semente é fator de extrema importância para que se obtenha uma muda sadia e consequentemente uma boa produtividade, e o armazenamento é prática fundamental para o controle da qualidade fisiológica da semente. Assim, o presente trabalho tem por objetivo avaliar o potencial germinativo e a sanidade de sementes de cupuaçu tratadas com diferentes fungicidas por um período de seis meses. As sementes avaliadas foram da variedade redondo, estas foram submetidas a seis diferentes tratamentos com fungicidas e armazenadas a temperatura de 5°C por seis meses. A cada dois meses avaliaram-se a porcentagem de germinação, IVE, teste de...

59. ELEMENTUM - LÚDICO COMO FERRAMENTA FACILITADORA DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM SOBRE TABELA PERIÓDICA - Iraciana Antônia de Morais Pinheiro; Ádsson Diôgo Martins de Souza; Edson Fernandes Moreira; Luciana Medeiros Bertini; Paulo Roberto Nunes Fernandes; Leonardo Alcântara Alves
No presente estudo buscou-se incentivar o uso de jogos lúdicos para o ensino de química, bem como, introduzir na educação o jogo Elementum como meio facilitador do processo de ensino-aprendizagem sobre a tabela periódica. Por meio dos questionários aplicados após o jogo, teve-se um diagnóstico comprovando que o uso de jogos lúdicos, em especial o Elementum, foi um grande incentivo para a aprendizagem dos alunos. Notando-se então, uma aprendizagem de forma satisfatória e mais espontânea dos mesmos.

60. QUALIDADE DE ÁGUAS DE POÇOS DOS ASSENTAMENTOS DA CHAPADA DO APODI-RN PARA O USO NA AGRICULTURA - Herison Oliveira
A agricultura é a principal fonte de renda das comunidades rurais, principalmente dos assentamentos localizados no estado do Rio Grande do Norte, sendo necessária a utilização de águas que garantam o desenvolvimento adequado das culturas. O trabalho tem por objetivo analisar as águas de poços de assentamentos da Chapada do Apodi, classificando-as quanto ao seu uso na irrigação. Foram coletadas amostra de poços de 11 assentamentos para análises físico-químicas visando à classificação quanto aos critérios de qualidade de água segundo o UCCC e Richard. Observou-se que todos os poços apresentaram alguma restrição para o uso na irrigação sendo o poço...

Página de resultados:
 

Busque un recurso