Mostrando recursos 1 - 20 de 19.520

  1. Prevalencia de la epilepsia en España

    Parejo Carbonell, Beatriz
    INTRODUCCIÓN: La epilepsia es uno de los trastornos neurológicos más frecuentes, presente en todas las sociedades y grupos de edad. La Organización Mundial de la Salud estima que 50 millones de personas padecen o han padecido epilepsia en algún momento de su vida en todo el mundo (WHO, 2012). Se trata de una patología crónica con un alto impacto social y sobre la calidad de vida tanto para quien lo sufre como sus familiares, pero también para el sistema sanitario y económico. Hasta la fecha se han realizado numerosos estudios epidemiológicos, pero la realidad es que todavía existen muchas controversias...

  2. Mapas y geografías

    Reverte, Javier
    ¿A quién se le ocurrió dibujar la Tierra vista desde arriba cuando no existían aeroplanos y no podíamos volar?

  3. Movimentos Sociais Urbanos e Geografia: Algumas notas à compreensão da realidade do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST/PE)

    dos Santos, Otávio Augusto Alves
    Nota-se nos últimos anos um forte crescimento do interesse pelo tema dos movimentos sociais urbanos no âmbito da geografia. Esse interesse, por certo, advém da nova diversidade de formas de lutas e novos conteúdos trazidos pelos ativismos contemporâneos. Essa novidade, por sua vez, tem exigido dos pesquisadores um esforço de entendimento das lutas sociais muito mais no sentido de suas particularidades do que de suas generalidades. Desse esforço, todavia, podem surgir diferentes incompletudes teórico-metodológicas, na medida em que a ênfase nas particularidades e a ausência de uma visão mais universalizante passam a se revestir de virtudes. Este escrito procura retomar...

  4. O Movimento Social dos Povos da Floresta Amazônica

    Pontes, Beatriz Maria Soares
    Com o objetivo de analisar o movimento social dos povos da floresta amazônica, em primeiro lugar, discutimos a relação entre território e movimento social. Em segundo lugar, ressaltamos a busca pela terra de trabalho como particularidade do movimento social dos povos da floresta amazônica. Em terceiro, tratamos da organização interna, das formas de lutas e das frentes de ação do movimento. Em quarto, discutimos o projeto seringueiro como ação educativa estratégica ao fortalecimento do movimento. E em quinto e último lugar, destacamos a construção da sua rede de apoios.

  5. Urban Identities in “African” Sicily. : The City of Scicli in The Modern Age

    Militello, Paolo
    The aim of this paper is to reconstruct the formation process of the urban identity of Scicli, a city in the southeastern part of Sicily, between the 16th and 18th century. In the analysis of this process there is an attempt to reconstruct not only the conflictual relationship among the main characters of the town and among the cities, but also the role that the literary, graphic and cartographic descriptions had. Documentary and iconographic sources become, therefore, useful evidences to piece together the complex relationship between the city, its territory and the societies of the past.

  6. Urban Sprawl on The Venice Mainland: Risks for the regional public heritage

    Vallerani, Francesco
    The current economic crisis is strictly dealing with a long time undisturbed dynamics of building and road densification affecting the environmental quality of the Venice mainland and such increase in land consumption shows no sign of slowing down. Main risks concern irremediable devastations and dissipations of the regional public heritage perpetrated ever since the Sixties, the early years of the economic “miracle”. A more immediate awareness of these incremental trends derives from an empirical approach: travelling in the Veneto region is the proper way to grasp the shapeless hybrid mess represented by urban sprawl, which extends beyond the city yet...

  7. Construção de uma Metodologia Científica voltada aos Espaços Vividos dos Movimentos Socioterritoriais

    Castilho, Cláudio Jorge Moura de
    Iniciamos a presente reflexão com a recolocação da questão da dívida da Ciência para com a sociedade. Em seguida, tratamos do desenvolvimento da construção de uma metodologia socioterritorialmente coerente com princípios da construção do bem-estar social. Posteriormente, ressaltamos o papel da geografia em uma metodologia socioterritorialmente coerente. Em seguida, destacamos práticas de assessoria aos movimentos socioterritoriais a partir da experiência das instituições públicas: MSEU-DCG-UFPE. Por último, como conclusão deste escrito, defendemos a restituição da idéia de uma Ciência que, de fato, seja capaz de contribuir à construção de uma metodologia efetivamente coerente com o entendimento e a explicação da natureza...

  8. Contribuição Teórica da Geografia à Compreensão dos Movimentos Sociais Urbanos

    Silva, Katielle Susane Nascimento
    Discute-se, neste trabalho, a contribuição dos estudos geográficos à compreensão dos movimentos sociais urbanos. Sua relevância consiste no debruçar-se sobre um tema que implica ações e práticas de resistências cotidianas, o que, no campo da Geografia, teve pouca atenção. Do ponto de vista metodológico, este texto é fruto de uma pesquisa de carater eminentemente teórica e foi construído a partir de leituras de artigos e obras escritas por geógrafos que se dedicaram a esta temática. Concluiu-se, então, por meio desta análise, que a geografia, apesar de não ter tradição nos estudos sobre movimentos sociais, lançou um novo prisma de análise...

  9. O uso da retórica ecológica na produção do espaço urbano em cidades latino-americanas: Uma revisão da literatura

    Soeiro, Ítalo César Moura; Wertheimer, Marina; Silva, Tamires Pereira; Gomez Bautista, Diana Carolina; Castilho, Cláudio Jorge Moura de
    Ao passo que grande parte da opinião pública incorpora a ‘crise ecológica’ como um dos principais temas de nossa época, a conversão ao ecologismo de todas as instituições se faz inevitável – ainda que como uma tática mercantil ou política de oportunistas que se afanam das Retóricas ecológicas para os mais diversos projetos. Neste contexto, entendendo que a Retórica ecológica promove persuasão ‘verde’ e suaviza os movimentos sociais de resistência territorial frente aos projetos de renovação urbana, os agentes da produção do espaço se afanam das vozes do ecologismo para legitimar o projeto neoliberal de cidade. Este artigo trata-se de...

  10. Metamorfose do Espaço Habitado: Fundamentos teóricos e metodológicos da geografia de Milton Santos

    Passos, Claudio Roberto Farias
    Em Metamorfose do Espaço Habitado: fundamentos teóricos e metodológicos da geografia, Milton Santos, faz “uma continuação de Por uma Geografia Nova” cuja primeira edição foi publicada pela editora Hucitec em 1978.  Em Metamorfose do Espaço Habitado, Santos busca correlacionar alguns temas que despertam ou apuram o entendimento dos leitores auxiliando-nos em releituras dos aspectos teóricos e metodológicos que envolvem a Ciência Geográfica.

  11. Arqueologia de uma descentralização “recentralizadora”: Últimas notas subversivas sobre a reforma da administração local portuguesa

    Mendes, Luis
    Neste último ensaio sobre o carácter neoliberal da nova reforma do poder local português de 2012, impõe-se uma análise comparativa com as Leis 10/2003 e 11/2003, que constituem, nos últimos dez anos em Portugal, o último pacote legislativo mais importante relativo à reforma da administração do território, antecedendo a vigente reforma do mapa administrativo do país. Partindo da sistematização de ideias já discutidas anteriormente em torno da nova reforma do território e das expectativas de criação e gestão de Comunidades Intermunicipais, vamos procurar demonstrar, como denuncia o título, de que forma o processo de “descentralização” pressuposto neste modelo de reforma...

  12. Dinâmica da habitação popular e do “interesse social” no Recife: Da Liga Social contra o Mocambo à inflexível passagem para os conjuntos habitacionais

    Nascimento, Manuela Maria; Gomez Bautista, Diana Carolina
    Este trabalho tem como objetivo discutir a efetividade das políticas habitacionais na melhoria do acesso à moradia digna, para pessoas que estão à margem de processos decisórios e em situação de insegurança de permanência em seus territórios. E levando em conta a atual prática de realocação desses grupos, com seus antecedentes desde 1930, realizar um mapeamento dos conjuntos habitacionais construídos por meio das políticas de habitação convencionais na cidade do Recife, entre o período de 2001 e 2016, a fim de iniciar a geração e sistematização de informações que deem maior visibilidade ao processo, territórios e pessoas que compõem o...

  13. Políticas públicas de promoção do trabalho e renda em Recife: Uso do território e cidadania

    Gomes, Milena Barros
    Este trabalho teve como motivação, retratar o atual cenário da empregabilidade em Recife, partindo das políticas públicas para sua promoção e refletindo sobre o impacto das ações municipais na vida da população de baixa renda da cidade. Foi realizada uma revisão da literatura geográfica acerca das questões do trabalho, levantamentode dados oficiais, suas análises e comparações com a produção do espaço vivido, bem como, entrevistas no órgão público responsável na Prefeitura do Recife e com trabalhadores em busca de emprego. Deste modo, identificou-se um avanço na quantidade de recursos disponíveis tanto fisicamente quanto eletronicamente para qualificação profissional, mas ainda limitada...

  14. Movimentos de resistência socioterritoriais pretéritos e contemporâneos: América do norte, América do sul e África

    Pontes, Beatriz Maria Soares
    O presente trabalho tem por objetivo resgatar e explicar, dentro da perspectiva geográfica, os movimentos de resistência socioterritoriais. A reflexão tem início com a pesquisa que norteou, nos últimos anos, a busca no âmbito da Geografia, por novos suportes epistemológicos que garantissem a explicação dos movimentos sociais realizados e estabelecidos nos territórios, após uma grande luta para a manutenção desses territórios, sobretudo, à luz da justiça social. Devemos ressaltar que ao longo dos movimentos aqui discutidos, pudemos observar que a resistência social, muitas vezes, lutou pelo seu território, todavia, não conseguindo nele estabelecer-se. Outras vezes, os atores sociais lutaram e...

  15. Ações de responsabilidade social como elemento da governança em complexos imobiliários: Quais as intencionalidades na Reserva do Paiva?

    Barbosa, Adauto Gomes
    O artigo analisa as ações de responsabilidade social no complexo imobiliário Reserva do Paiva, apontando seus limites, desafios e incongruências entre o que se propõe e o que de fato se coloca como prioritário na governança desse complexo imobiliário. Sobre tais ações são apontadas três questões de fundo: a) são necessárias para as boas externalidades de vizinhança; b) fazem parte do marketing social das empresas; e, c) criam novos arranjos institucionais. São analisadas as ações de responsabilidade social no entorno da Reserva do Paiva, como a construção da agenda 21 local, papéis da vida, costurando vidas, ponte para a educação,...

  16. Produção desigual do espaço urbano: O Coque fragmento da cidade do Recife-PE

    Camboim, Jackeline Fernanda Ferreira; Gomes, Edvânia T.A.
    O presente artigo aborda o espaço urbano numa visão de produção capitalista tendo por foco o processo de produção desigual da cidade do Recife-PE a partir do Coque. A comunidade do Coque ao longo dos anos vem lutando pelo direito a cidade. Sob os teóricos o artigo trabalha com: a noção da produção do espaço urbano e as desigualdades socioespaciais decorrentes dessa produção. O objetivo foi refletir sobre essa produção desigual do espaço. Quanto aos aspectos metodológicos trata-se de um artigo de caráter  exploratório de revisão bibliográfica. Os resultados mostraram que o espaço urbano é um produto dos capitalistas, isso...

  17. A cidade: Uma leitura geográfica da paisagem urbana da metrópole pelo Pina, Recife - PE

    Silva, Julio César; Gomes, Edvânia T.A.; Alves de Albuquerque, Mariana Zerbone
    Hoje, a cidade é o locus da sociedade, mormente a metrópole, por reunir as melhores condições quantitativas para a realização da vida humana. Mas, ao mesmo tempo, a metrópole é o lugar privilegiado para reprodução do capital, o que implica em um desenvolvimento combinado e desigual das relações de produção, assim como na apropriação dos espaços da cidade pela sociedade. Pois o solo urbano e a moradia são mercadorias regidas pelos interesses de um mercado fundiário e imobiliário perverso, que distribui de forma desigual à terra urbana, provocando conflitos e contradições entre as classes sociais. Diante disso, a ideia do...

  18. Movimento espiral do conceito de paisagem: algumas aproximações e a estreita relação com o binômio natureza-cultura

    Soeiro, Ítalo César Moura
    O presente artigo objetivou refletir, de forma introdutória, sobre o movimento espiral do conceito de paisagem a fim de demonstrar alguns dos diversos significados sociais que o conceito deteve ao longo da história. Mais do que tais significados, este artigo vem demonstrar a estreita relação que o conceito detém e deteve com o binômio natureza-cultura. O texto estrutura-se a partir de aproximações com a arte e com a geografia. Ademais, configura-se como um esforço, a partir da concepção de movimento espiral do tempo, de sistematização deprocedimentos de análise e de interpretações que alcancem diversas das relações constituídas ao longo da...

  19. Resenha: Redes de Indignação e Esperança: movimentos sociais na era da Internet

    Pereira, Jesus Marmanillo
    Tendo escrito “Cidade, Democracia e Socialismo: a experiência das associações de vizinhos de Madri” (1980) e “Sociedade em Rede” (1999) Manuel Castells parece confluir suas reflexões teóricas sobre associativismo e tecnologias de informação no livro: “Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet” publicado no Brasil no semestre seguinte às manifestações de junho.

  20. Diferente prática pedagógica (da Geografia), diferentes experiências de vida na sociedade

    Castilho, Cláudio Jorge Moura de
    Este artigo reflete sobre a necessidade de se concretizar práticas pedagógicas diferentes no sentido de viabilizar, por seu turno, diferentes experiências de vida na sociedade. Reflexão que, articulando as dimensões da realidade e virtualidade no ensino de geografia, é realizada a partir da recolocação de problemas inerentes à realidade situacional da prática pedagógica em escolas públicas no município de Recife. A revisão da literatura sobre o tema e a experiência empírica do autor neste município e em sala de aula foram os principais recursos metodológicos utilizados para a discussão do tema proposto.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.