miércoles 16 de abril de 2014

 

 



Soy un nuevo usuario

Olvidé mi contraseña

Entrada usuarios

Lógica Matemáticas Astronomía y Astrofísica Física Química Ciencias de la Vida
Ciencias de la Tierra y Espacio Ciencias Agrarias Ciencias Médicas Ciencias Tecnológicas Antropología Demografía
Ciencias Económicas Geografía Historia Ciencias Jurídicas y Derecho Lingüística Pedagogía
Ciencia Política Psicología Artes y Letras Sociología Ética Filosofía
 

rss_1.0 Clasificación por Disciplina

Nomenclatura Unesco > (32) Ciencias Médicas > (3208) Farmacodinámica
(3208.01) Absorción de medicamentos (3208.02) Acción de los medicamentos
(3208.03) Activación, procesos múltiples (3208.04) Lugar de acción activa, receptores
(3208.05) Catálisis, autocatálisis, inmunocatálisis (3208.06) Quimioterapia
(3208.07) Interacción de antígenos (3208.08) Mecanismos de acción de los medicamentos
(3208.09) Procesos metabólicos de los medicamentos (3208.99) Otras (especificar)

Mostrando recursos 1 - 20 de 178

1. Avaliação farmacodinâmica in vitro do efeito do Posaconazol sobre as principais espécies de Candida presentes no ambiente hospitalar brasileiro - Seberino, Marcel de Araujo

2. Mefedrona (4-metilmetcatinoma, "miau-miau"), a nova droga de abuso: farmacocinética, farmacodinâmica e implicações clínicas e forenses - Emanuel Ribeiro

3. Farmácia clínica em pediatria - Afonso, Alda Maria Machado
A area da Pediatria e uma area particularmente exigente. A insuficiente investigacao clinica em Pediatria; as condicionantes farmacocineticas e farmacodinamicas; a falta de formas farmaceuticas adaptadas a populacao pediatrica; e o maior risco de exposicao a erros de medicacao, representam condicionantes que contribuem para o aumento da complexidade no tratamento do doente pediatrico. O desenvolvimento da crianca representa um processo instavel e dinamico, com influencia na farmacocinetica e farmacodinamica, pelo que a crianca nao pode ser considerada ‘um adulto em pequena escala’. A extrapolacao da dose do adulto nao e suficiente para assegurar a eficacia e seguranca de um farmaco. A realizacao de ensaios clinicos e fundamental para diminuir...

4. Bases farmacomicrobiológicas del tratamiento antibiótico de las enfermedades periodontales y periimplantarias - Liñares, J.; Martín Herrero, J.E.
La enfermedad periodontal debe considerarse un proceso infeccioso bacteriano crónico. En su etiología, no hay una única especie bacteriana implicada, sino que podríamos considerarla como una infección polimicrobiana en la que estarían implicados diversos microorganismos. Las bacterías que se han asociado más directamente con la enfermedad periodontal son Actinobacillus actinomycetemcomitans, Porphyromonas gingivalis, Prevotella intermedia, Bacteroides forsythus y Treponema denticola. Los parámetros farmacodinámicos de los antibióticos son muy útiles a la hora de seleccionar pautas posológicas. El aumento de resistencias producido en muchos periodontopatógenos en los últimos años ha relegado a algunos antibióticos a un segundo plano. Entre la gran variedad...

5. Dosis superior a 6 mg/kg/día de daptomicina según parámetros farmacocinéticos/farmacodinámicos en infecciones por Staphylococcus aureus - Gutiérrez Urbón, Jose María; Linares, Pedro; Martín Herranz, Isabel
Daptomicina es un antibiótico lipopéptido cíclico cuya dosis autorizada es de 4 a 6 mg/Kg/día. Actualmente se debate la uti- lización de dosis mayores de daptomicina, en un rango de 8 a 12 mg/Kg/día, para el tratamiento de infecciones producidas por Staphylococcus aureus, justificado por su acción concentra- ción dependiente y su perfil de tolerancia y seguridad, pero los estudios disponibles no son concluyentes. Se realiza una estratificación, por grupos de pacientes, de la recomendación de utilizar dosis superiores a 6 mg/Kg/día en función de los parámetros pk/pd predictores de eficacia y segu- ridad. Se concluye que dosis de 8 a 12 mg/Kg/día pueden ser bene- ficiosas en pacientes con sepsis grave, pacientes con...

6. Potenciales interacciones medicamentosas en pacientes con sepsis internados en la unidad de terapia intensiva - Caribé, Rebeca Alves; Chaves, G. R.; Pocognoni, J. D.; Souza, I. A.
Objetivo: Analizar, detectar y clasificar las potenciales interacciones medicamentosas (IMs) en pacientes con cuadro de sepsis internados en la Unidad de Terapia Intensiva. Método: El diseño de este estudio fue una cohorte prospectiva y observacional en pacientes sépticos, durante el periodo de abril de 2010 a agosto de 2011. La recolección de datos incluyó datos demográficos, clínicos y análisis de la terapéutica farmacológica. Resultados: De los 86 pacientes, 80% presentaron potenciales IMs, con una media de 1,84 ± 1,09 interacciones por paciente. En cuanto a la clasificación de las IMs, 64,2% presentaron perfil farmacodinámico, 60% gravedad mayor, 53% inicio rápido y 53,8% buena documentación científica. La prevalencia de las interacciones se asociaron...

7. Estudio farmacocinético-farmacodinámico de la cefquinoma en cabras en función de la edad, la gestación y la lactancia - Litterio, Nicolás Javier
El caprino es una importante fuente de producción de alimentos y cueros, con un constante incremento de su población a nivel mundial, y que se adapta a zonas cuyas condiciones medioambientales no son favorables para la cría en extensivo del tradicional bovino u ovino. Este incremento poblacional, sin un correcto control sanitario, está acompañado por un aumento en las frecuencias de presentación de las enfermedades de etiología bacteriana, entre otras. Debido a ello, el uso de fármacos antimicrobianos constituye una de las herramientas fundamentales para su control. Sin embargo, y en comparación con otras especies, existen pocos estudios farmacocinéticos (FC)...

8. Farmacocinética do cloridrato de tramadol administrado por via oral em cães com a mutação nt230(del4) no gene MDR1 - Baja, Karine Gehlen
A P-glicoproteína (P-gp) é uma transportadora transmembrana de múltiplos fármacos, produto do gene MDR1 (ABCB1). A P-gp contribui para a função de barreira de vários tecidos e órgãos, funcionando como uma bomba de efluxo para muitos substratos. Diminuição na expressão desta proteína é associada à sensibilidade a fármacos. Cães da linhagem dos Collies possuem uma alta incidência de uma mutação no gene MDR1, denominada nt230(del4). Animais homozigotos para a mutação apresentam a supressão total de uma P-gp funcional e um animal heterozigoto apresenta uma maior sensibilidade para substratos da P-gp, devido a uma diminuição na expressão da mesma. Alguns fármacos...

9. Alterações farmacológicas na terapêutica geriátrica - Alves, Cátia Alexandra Duarte
O envelhecimento global é uma realidade para a qual a sociedade mundial ainda se está a adaptar. A evolução do conhecimento científico e o surgimento de novos medicamentos, cada vez mais sofisticados e eficazes, tem contribuído, e muito, para este facto, pois cada vez mais se conseguem bons resultados no combate a doenças que há alguns anos eram consideradas quase uma sentença de morte. O aumento da esperança média de vida e da proporção da população idosa tem evidente influência no aumento da prevalência de certas doenças. Para além disso, uma vez que se vivem mais anos, há maior probabilidade do surgimento de co morbilidades e da necessidade...

10. Modelagem farmacocinética/farmacodinâmica do antifúngico fluconazol - Azeredo, Francine Johansson
Objetivos: O objetivo deste trabalho foi o estabelecimento de um modelo PK/PD capaz de descrever o efeito fungistático de fluconazol (FCZ) contra diferentes espécies de Candida. Método: a fim de atingir esse objetivo, as seguintes etapas foram realizadas: i) métodos bioanalíticos foram desenvolvidos e validados em CL-EM/EM e CLAE/UV para a determinação do FCZ em plasma e microdialisado renal de rato, respectivamente; ii) a verificação das condições da microdiálise do FCZ e sua recuperação in vitro pelos métodos da diálise (RRD) e retrodiálise (RRE) e in vivo por RRE; iii) avaliação das concentrações livres de FCZ no rim de ratos...

11. Influência do polimorfismo MTHFR 677C>T no desenvolvimento de efeitos adversos ao tratamento com 5-fluorouracil/leucovorin em pacientes com adenocarcinoma colorretal - Oliveira, Thaís Silva de
O quimioterápico 5-fluorouracil (5-FU) é amplamente utilizado na terapia contra o câncer colorretal (CCR) e o ácido leucovorin (LV) é rotineiramente combinado a ele com a finalidade de potencializar sua ação. Devido ao fato de se tratar de um fármaco não alvo-específico, diversos efeitos adversos são frequentemente observados entre os pacientes e determinadas variantes genéticas têm sido associadas com maior chance para essa condição. O principal mecanismo de ação do 5-FU é a inibição da enzima Timidilato Sintase (TS), essencial para a síntese correta de DNA. A inibição ótima de TS requer elevadas concentrações celulares de 5,10-metilenotetraidrofolato (5,10-CH2FH4), que é...

12. Farmacogenética da varfarina : proposta de um algoritmo para a predição de dose - Botton, Mariana Rodrigues
A varfarina é um medicamento da classe dos anticoagulantes orais cumarínicos muito utilizada na profilaxia de doenças tromboembólicas. Existe uma grande variação interindividual na resposta aos cumarínicos, uma vez que a farmacocinética e a farmacodinâmica do medicamento variam de acordo com fatores ambientais e genéticos. As enzimas CYP2C9, responsável pela maior parte da metabolização do fármaco, e VKORC1, alvo dos cumarínicos, estão diretamente envolvidas na farmacocinética e farmacodinâmica da varfarina, respectivamente. A enzima CYP4F2, envolvida na metabolização de vitamina K, atua de forma indireta na farmacodinâmica do medicamento. O fator II é um fator de coagulação dependente de carboxilação, sendo...

13. INTERFERÊNCIA DO GENE DE RESISTÊNCIA A MÚLTIPLAS DROGAS (MDR1) NA FARMACOCINÉTICA E FARMACODINÂMICA DA IVERMECTINA E DO ALBENDAZOL EM BOVINOS - Tisotti, Tainor de Mesquita

14. Efeito da dose de cefepime, piperacilina-tazobactam e meropenem na mortalidade de pacientes com infecção da corrente sanguínea por enterobactérias - Alves, Marcelle Duarte
Introdução: estudos de farmacocinética/farmacodinâmica (FC/FD) observaram que a probabilidade de alcançar o alvo FC/FD é maior quando a dose do beta-lactâmico é otimizada. Porém, poucos estudos demonstraram que a otimização de dose resulta em melhores desfechos clínicos. Métodos: Fatores associados com mortalidade em 30 dias foram avaliados em 100 pacientes com bacteremia por enterobactérias tratados com cefepime, piperacilina-tazobactam ou meropenem em um estudo de coorte prospectivo. Posologia dos antibióticos foi classificada em otimizada, apropriada e potencialmente inapropriada. Resultados: Cinquenta e dois (52%) episódios foram causados por E. coli, seguidos por K. pneumoniae (10%). Dezesseis (16%) episódios foram causados por isolados...

15. Avaliação farmacodinâmica do antifúngico voriconazol empregando a metodologia de time-kill curve frente candida albicans e candida krusei - Silva, Cristófer Farias da; Araujo, Bibiana Verlindo de

16. Identificação do gene de resistência múltipla a drogas (mdr1) e sua interferência na farmacocinética e farmacodinâmica de opióides orais em eqüinos - Gonçalves, Rodrigo Schallenberger; Polydoro, Alexandre da Silva; Crossignani, Nadia; Lundgren, Ruben; Molnar, Bruna Favieiro Pellin de; Serpa, Priscila Beatriz

17. Investigação dos polimorfismos dos genes de polipeptídeos transportadores de ânions orgânicos (OATP) e a resposta ao tratamento com sinvastatina - Sortica, Vinicius de Albuquerque
A prevenção das doenças cardiovasculares é, atualmente, uma das principais metas para o cuidado com a saúde nos países ocidentais. Os inibidores da HMG CoA redutase (estatinas) são os fármacos mais utilizados para a prevenção das doenças cardiovasculares devido a sua eficácia em reduzir os níveis de colesterol e por serem bem tolerados durante o tratamento. Apesar de serem eficazes, existe uma grande variabilidade interindividual à resposta ao tratamento com estatinas. Parte dessa variação pode ser explicada por fatores genéticos, que podem afetar tanto a farmacocinética quanto a farmacodinâmica desses fármacos. Na presente dissertação foram avaliados polimorfismos funcionais nos genes...

18. Interferência do gene de resistência múltipla à drogas (MDR1) na farmacocinética e farmacodinâmica de avermectinas e albendazol em bovinos. - Bezerra, Daniele Pankowski

19. Associação de SNPs em genes envolvidos com homeostase da glicose e farmacodinâmica na efetividade da terapia com metformina - Rovaris, Diego Luiz

20. IDENTIFICAÇÃO DO GENE DE RESISTÊNCIA MÚLTIPLA A DROGAS (MDR1) E SUA INTERFERÊNCIA NA FARMACOCINÉTICA E FARMACODINÂMICA DE OPIÓIDES ORAIS EM EQÜINOS. - Galant, Pedro Reinisch; Crossignani, Nádia; Queiroga, Luciana; Cavalcanti, Ruben; Gehlen, Karine; Serpa, Priscila; Nunes, Fernanda

Página de resultados:
 

Busque un recurso