Tuesday, April 28, 2015

 

 



Soy un nuevo usuario

Olvidé mi contraseña

Entrada usuarios

Lógica Matemáticas Astronomía y Astrofísica Física Química Ciencias de la Vida
Ciencias de la Tierra y Espacio Ciencias Agrarias Ciencias Médicas Ciencias Tecnológicas Antropología Demografía
Ciencias Económicas Geografía Historia Ciencias Jurídicas y Derecho Lingüística Pedagogía
Ciencia Política Psicología Artes y Letras Sociología Ética Filosofía
 

rss_1.0 Clasificación por Disciplina

Nomenclatura Unesco > (51) Antropología

Mostrando recursos 41 - 60 de 14,034

41. Perifèria: Revista de Recerca i Formació en Antropologia

42. Creating and maintaining social networks: women’s participation in Basque pilota. [Creación y mantenimiento de redes sociales: participación de mujeres en pelota vasca]. - Fernandez-Lasa, Uxue; University of Deusto; Usabiaga, Oidui; University of the Basque Country UPV/EHU; Martos-García, Daniel; The University of Valencia; Castellano, Julen; University of the Basque Country UPV/EHU
Basque pilota is a traditional sport played mainly by men. A project emerged in 2005 to promote female participation: Emakumea Pilotari (Woman pelota player). In this article we present the main points that emerged from an ethnographic study of the social relationships that playing Basque pilota can provide. The study was carried out in 2011-2012 season with a purposive sample of 28 adult women Basque pilota players (pilotaris) (between 22 and 60 years old). 26 participants were pilotaris in recreational groups and the other two were their trainers. The results suggest that a sense of community, team membership, the development...

43. imag.fr - Youcef Bey; Kyo Kageura; Christian Boitet; Francesca Marzari; Centro Antropologia E; Mondo Antico
BEYTrans (Better Environment for Your TRANSlation) is a generic Wiki tool designed to support communities of volunteer translators not only by offering them an online translation editor and helps to manage the translation progress, but a complete online computer-assisted translation (CAT) environment including a translation editor (BT-editor), translation memories, free dictionaries, automatic calls to MT systems, and support to collaborative volunteer translation. We present the basic concepts of BEYTrans and its experimentation on the translation from

44. O uso de técnicas de pesquisa participatória na comunicação da informação em comunidades para desenvolvimento de habilidades de letramento informacional : um estudo comparativo dos resultados das intervenções piloto e principal. - Tavares, Rosemeire Barbosa; Costa, Sely Maria de Souza
Este artigo compara os resultados de uma pesquisa qualitativa conduzida em uma comunidade localizada na cidade satélite da Candangolândia, em Brasília/DF, Brasil, com foco no processo de comunicação multidirecional e interativa. Duas intervenções foram feitas, a primeira como estudo piloto, com o objetivo de testar os métodos e procedimentos de pesquisa e a segunda, como a investigação propriamente dita. Adotou-se a premissa de que letramento informacional conjugado a trabalho colaborativo contribui para habilitar os membros de uma comunidade a desenvolverem um maior senso de cidadania. O estudo teve como fundamentação teórica conhecimentos trazidos da antropologia, sociologia e, principalmente da Ciência da...

45. Trabalhadoras e suas jornadas : reflexões sobre a terceirização em um órgão público federal - Chagas, Herika Christina Amador
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.

46. UNISUS : do projeto político à política do processo - Baseggio, Igor D´Ávila
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.

47. “Levam má bô” : (homo)sexualidades entre os sampadjudus da Ilha de São Vicente de Cabo Verde - Miguel, Francisco Paolo Vieira
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.

48. Da etnografia ao indigenismo : uma trajetória antropológica - Ramos, Alcida Rita
Relato da trajetória profissional de Alcida Rita Ramos desde suas primeiras incursões na antropologia como aluna do Professor Roberto Cardoso de Oliveira no Museu Nacional, passando pela pós-graduação na Universidade de Wisconsin, Madison, até a sua aposentadoria na Universidade de Brasília, com ênfase nas pesquisas entre os Sanumá, subgrupo Yanomami e, posteriormente, no indigenismo comparado na América Latina. ___________________________________________________________________________________________ ABSTRACT

49. World anthropologies : cosmopolitics for a new global scenario in anthropology - Ribeiro, Gustavo Lins

50. O mestiço no armário e o triângulo negro no atlântico : para um multiculturalismo híbrido - Ribeiro, Gustavo Lins
Motivado pelo instigante artigo de Marcos Chor Maio e Ricardo Ventura Santos, farei considerações sobre algumas questões suscitadas pela discussão sobre cotas, com um interesse especial sobre seus efeitos na antropologia e nas ideologias sobre interetnicidade brasileiras. O primeiro e mais visível dos efeitos da discussão sobre cotas refere-se à ausência de consenso sobre este assunto entre os antropólogos brasileiros. São várias as posições. Tentarei caracterizar apenas os dois campos mais evidentes, ainda que correndo o evidente risco de simplificá-los. Ambos coincidem em que há que combater o racismo no Brasil e têm argumentos antropologicamente relevantes. Também reconhecem que a...

51. Antropologias mundiais : cosmopolíticas, poder e teoria em antropologia - Ribeiro, Gustavo Lins
Este projeto faz parte de uma antropologia crítica da antropologia, uma perspectiva que descentraliza, re-historiciza, e pluraliza o que tem sido considerado “antropologia” até então. Ele questiona não só os conteúdos, mas também os termos e as condições dos encontros antropológicos. “Antropologias Mundiais” têm como objetivo a construção de um cânone policêntrico, que, de forma parecida ao multiculturalismo policêntrico (Shohat e Stam citado em Turner 1994), implica em uma reconceitualização dos relacionamentos entre comunidades antropológicas. A observação introdutória refere-se ao meu entendimento da antropologia como uma cosmopolítica. A noção de cosmopolítica procura prover uma perspectiva crítica e plural sobre as...

52. A antropologia da globalização. Circulação de pessoas, mercadorias e informações - Ribeiro, Gustavo Lins
Esse texto discute uma abordagem para a compreensão da globalização, delineando algumas das ferramentas teóricas e metodológicas mais efetivas relativas a esse campo de pesquisa. Também apresenta vários exemplos de como a pesquisa antropológica pode ser útil para analisar o aumento da circulação de pessoas, mercadorias e informação em uma escala global. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT

53. Anthropology as cosmopolitics globalizing anthropology today - Ribeiro, Gustavo Lins
Há muito os antropólogos discutem a necessidade de estabelecer outros fluxos e trocas internacionais de conhecimento acadêmico. É preciso analisar, como se faz com qualquer pretensão globalizante, o acúmulo resultante deste debate, suas possibilidades e constrangimentos. As mudanças na antropologia global são aqui vistas em relação especialmente ao nível de integração nacional e à internacionalização hegemônica que criam limitações estruturais nas práticas dos antropólogos, a despeito de uma tendência universalisante típica da disciplina. A noção de cosmopolítica é usada para dar conta dos problemas inerente à integração pluralista da disciplina. A Rede de Antropologias do Mundo e o Conselho Mundial...

54. Identificação étnica, territorialização e fronteiras : a perenidade das identidades indígenas como objeto de investigação antropológica e a ação indigenista - Silva, Cristhian Teófilo da
Este artigo busca abordar o tema da “identificação étnica” de populações indígenas de baixa distintividade sociocultural e o potencial teórico de etnografias voltadas para as mesmas em contraste com outras situações interétnicas. Seu objetivo reside na necessidade de rever e explicitar parâmetros antropológicos sobre a “identificação étnica” como objeto de estudo ao invés de atividade técnica ou científica. Serão discutidas definições sobre o que se entende atualmente por “grupo étnico”, “identidade étnica”, “manipulação de identidades”, “identificação étnica” e “territorialização” como noções úteis a uma antropologia das relações interétnicas nas áreas de fronteira.

55. Os "Maria da Penha" : uma etnografia de mecanismos de vigilância e subversão de masculinidade violentas em Belo Horizonte - Maciel, Welliton Caixeta
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.

56. A moldura positivista do indigenismo : a propósito do Estatuto do Índio para a proteção de povos indígenas no Brasil - Silva, Cristhian Teófilo da; Lorenzoni, Patricia
O artigo interpreta definições legais de “Isolados”, “Em vias de integração” e “Integrados” presentes no Estatuto do Índio (Lei 6.001/73, Brasil) em contraste às ideias positivistas geradas e difundidas na Antropologia e na Sociologia no século XIX, em particular o positivismo francês. Dois casos serão mencionados como exemplos do sentido positivista atribuído a essas definições legais para a implantação da tutela indigenista a indivíduos e grupos etnicamente diferenciados. Os dois casos estão relacionados aos índios Avá-Canoeiro e Tapuio no Brasil Central e o objetivo de sua descrição é elucidar a duração e o poder simbólico de ideias positivistas usadas como...

57. Os tiko töpö : uma reflexão sobre as categorias de alteridade dos Sanuma (subgrupo Yanomami) - Jabur, Clarisse do Carmo
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.

58. Tekó, Tekoá, Nhanderecó e Oguatá : territorialidade e deslocamento entre os Mbyá-Guarani - Borghetti, Andrea
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.

59. ‘Dá um S na corrente’ : a rede esotérico-umbandista às margens do Rio Itapemirim - Goltara, Diogo Bonadiman
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.

60. Quem inventou o sexo? Experiências cotidianas de crianças e professoras acerca de gênero e sexualidade - Diniz, Cassianne Campos
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014.

Página de resultados:
 

Busque un recurso