Mostrando recursos 81 - 100 de 17,829

  1. A construção da nação nos livros didáticos de geografia da Primeira República

    Ribeiro de Carvalho, Naiemer
    Esse artigo analisa a presença de uma ideologia nacional e a compreensão de como se formou e se criou uma ideia e imagem de Brasil nos livros didáticos de geografia do ensino secundário na Primeira República (1889-1930). Esse período decisivo à afirmação e definição da nacionalidade brasileira representou a transição da ideologia imperial, ainda ligada à Portugal, para uma ideologia nacional com um Estado-Nação forte, civil e republicano. A unicidade e a centralização do território eram valores imprescindíveis. Para o pensamento geográfico, sua consolidação e sistematização no Brasil incluiu-se a participação da disciplina escolar. O cabedal teórico-metodológico mobilizado para a...

  2. Resenha do livro Geografia em Quadrinhos

    Ornelas Lima, Marcos
    Resenha do livro Geografia em quadrinhos: imaginando um mundo em sala de aula, de Rafael Martins da Costa, publicado pela editora Deriva em 2014.

  3. Um estudo sobre o ENEM e o currículo de geografia no Ensino Médio

    Rocha, Ana Angelita
    O presente estudo é resultado de pesquisa de doutoramento cuja questão central problematiza os sentidos de Geografia demandados pelo ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Neste artigo, o nosso objetivo é defender o argumento de que, como instrumento de difusão curricular para o Ensino Médio, o ENEM é uma política de escala para garantir a universalização de uma organização curricular, por eleger certos conteúdos para todo o território nacional. Tal ideia se fundamenta nas reflexões de estudiosos sobre o ENEM e a política de currículo (Lima, 2005; Lopes, 2008 e LOPES & LÓPEZ, 2010), somadas à discussão de política de...

  4. A geografia da natureza no ensino de geografia: propostas para a educação ambiental e preventiva de riscos naturais

    Esteves Afonso, Anice
    Este artigo contribui para a discussão sobre como a educação geográfica deve incluir os elementos físico-naturais nas análises espaciais. São apresentadas algumas concepções em torno do conceito de Natureza a fim de situar os discursos docentes em torno do tema, bem como justificativas para que o ensino da Geografia Física venha a convergir com a Educação Ambiental e para a prevenção de desastres naturais. A proposta de trabalhos de campo autônomos é apresentada como recurso pedagógico para levantamento de informações e aplicação de conhecimentos relacionados à Geografia Física nos locais próximos aos cotidianamente percorridos pelos discentes.

  5. A formação docente em geografia: por uma mudança de paradigma científico

    Sabbado Menezes, Victória; Kaercher, Nestor André
    O presente artigo tem o intuito de provocar uma reflexão concernente à formação inicial do professor de Geografia com o enfoque para os saberes docentes e o modelo de formação universitária. Para tanto, realizou-se uma revisão bibliográfica e uma pesquisa documental visando fundamentar as explicitações teóricas empreendidas. Diante do paradigma dominante na universidade, assentado na perspectiva da ciência moderna, observam-se alguns limites para a formação de educadores capazes de lidar com a complexidade do contexto escolar contemporâneo, como a visão dicotomizada entre teoria e prática, o modelo aplicacionista e a desconsideração do caráter afetivo do trabalho docente. Repensar a formação...

  6. Por onde anda o território na BNC? : Uma análise preliminar da seleção curricular

    Rocha, Ana Angelita
    Este ensaio pretende explorar o documento preliminar da Base Nacional Comum Curricular (BCN), cuja versão definitiva é prevista para o primeiro semestre de 2016, em que comunica um projeto de seleção do conhecimento escolar para toda educação básica. Suspeito de que esta versão do documento silencia questões inegociáveis do que acreditamos como princípio do ensino da Geografia: a dimensão política. Se coletivamente apostamos na dimensão de território como agenciamento, como conceito que se organiza na indissociabilidade espaço-tempo e que dá visibilidade à dinâmica social em torno de qualquer produção identitária (HAESBAERT, 2014), suspeito que, por ora, a concepção restrita do...

  7. Práticas ambientais e ensino de geografia: para além do desenvolvimento sustentável como norma

    Dias de Oliveira, Leandro; de Souza Ramão, Felipe
    Este artigo tem como objetivo revelar a contaminação das práticas ambientais da geografia escolar pelos pressupostos do desenvolvimento sustentável. Não há espaço para dúvidas: a defesa aqui é pela politização da questão ambiental, que deve ser vista em sua complexidade e plenitude.

  8. O CPII e a Rede de Monitoramento Ambiental: integração escola-comunidade na gestão do meio ambiente urbano

    Tobias da Costa, Alexander Josef Sá; de Oliveira Amante, Fernanda
    O desenvolvimento urbano desordenado gera uma apropriação indevida do espaço físico, tornando muitas vezes as condições ambientais das cidades em um elemento segregador. Multiplicam-se os conflitos sociais que buscam melhores condições de vida, expressas nas disputas principalmente por parcelas mais vulneráveis da população. Os bairros da cidade do Rio de Janeiro merecem destaque pela problemática ambiental gerada a partir do processo de urbanização com transformações indevidas do ambiente construído sobre o meio físico natural, sujeitando os moradores a condições ambientais desfavoráveis.Este trabalho estabelece por meio da construção coletiva – escola e comunidade - o objeto de observação urbana, formas de...

  9. O Rio de Janeiro nos livros didáticos franceses: imagens degradadas, lugares à margem

    Moreira Ulhôa, Leonardo
    Este artigo é um desdobramento da tese de doutorado em que analisamos as imagens do Brasil nos livros didáticos franceses, considerando a produção da iconografia e o ativo papel que desempenham no ensino de Geografia. Na ocasião, constatamos que algumas cidades brasileiras nunca conseguiram desvencilhar de sua imagem o reflexo da balbúrdia urbana, uma vez que, arraigadas no predominante modelo da desordem e do caos, projetavam oblíquos olhares sobre as mazelas de nosso país. Nesse contexto, também se inserem as narrativas e as apocalípticas imagens do espaço urbano do Rio de Janeiro em tais obras, sendo frequentemente associadas à violência...

  10. Del pensamiento espacial al conocimiento geográfico a través del aprendizaje activo con tecnologías de la información geográfica

    González, Rafael de Miguel
    Las nuevas tecnologías de la información geográfica suponen enormes ventajas para la enseñanza y el aprendizaje de la Geografía en las etapas escolares de la Educación Secundaria. A pesar de su escasa consideración en el currículo y en los libros de texto, su uso es creciente por los profesores de Geografía en la educación secundaria de todo el mundo. En sistemas educativos anglosajones ha quedado demostrado la efectividad de las tecnologías geoespaciales, en escritorio y on-line, no sólo para el aprendizaje escolar de una disciplina científica como es la Geografía, sino especialmente para el desarrollo y la formación del pensamiento...

  11. Problemáticas socioambientales en la cuenca del río Tunjuelo: una posibilidad en la enseñanza y el aprendizaje de la geografía

    Castaño Pachón, María Johanna; Urrego Muñoz, Laura Marcela
    Al analizar los efectos de la intervención antrópica en el espacio geográfico, se evidencia la importancia de la enseñanza geográfica como posibilidad de construir alternativas a la crisis de valores éticos y ambientales que padece la humanidad. “Problemáticas socioambientales en la cuenca del río Tunjuelo: una posibilidad en la enseñanza y el aprendizaje de la geografía” es una experiencia pedagógica originada a partir de la inquietud por acercarse a las dinámicas de la educación geográfica sobre un escenario de la ciudad de Bogotá que refleja una compleja relación entre sociedad y naturaleza como la cuenca del río Tunjuelo, de esta...

  12. Um ideólogo da brasilidade em sala de aula: Justiniano da Rocha, o primeiro professor de geografia do Imperial Collegio de Pedro II

    Ferreira Nery Corrêa, Márcio
    O presente artigo é uma construção interpretativa sobre como a inclusão do ensino de geografia no currículo escolar brasileiro se deu num contexto singular, o da formação do Estado Imperial durante o século XIX. A descrição e análise de particularidades históricas corroboram para a coerência de algumas proposições teóricas acerca da formação do território brasileiro, especificamente àquelas que assinalam as peculiaridades dos Estados territoriais, de passado colonial. Assim, àquilo que parece ser apenas uma descrição ou análise biográfica e biobibliográfica de uma personalidade do passado torna-se elemento de reflexão para a compreensão do verdadeiro sentido depositado no ensino de Geografia...

  13. Dispositivos móveis nas aulas de geografia

    Campelo, Leandro Fabrício
    O presente artigo apresenta uma prática pedagógica aplicada no campus Araçuaí do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) com alunos do 1º ano do Ensino Médio, cujo objetivo foi utilizar celulares ou tablets para uma aula prática de GPS, usando o aplicativo Commander Compass Lite. O método usado foram aulas teóricas e práticas: primeiro os alunos aprenderam os comandos básicos do aplicativo e depois foram a campo praticar o uso do GPS por meio das atividades propostas. Os resultados foram positivos, os alunos aprovaram a prática pedagógica e conseguiram relacionar os conceitos geográficos aprendidos em sala com o...

  14. Uso de metodologia indagatoria para la enseñanza del espacio geográfico

    Llancavil Llancavil, Daniel
    Este artículo enfatiza la importancia de la enseñanza del espacio geográfico a partir de estrategias didácticas interactivas que vinculen a docentes y estudiantes con lugares cotidianos y patrimoniales de su ciudad. Por lo anterior se asume que las salidas a terreno constituyen una estrategia didáctica valiosa para comprobar en el lugar lo aprendido en la sala de clases y contextualizar los aprendizajes. Se presenta una propuesta de secuencia didáctica, utilizando la metodología indagatoria, en la cual se propone la visita a lugares representativos de la ciudad para la comprensión de la realidad social desde una dimensión espacial. Esta propuesta ilustra...

  15. O Censo Demográfico de 2010: telefones celulares na construção de podcasts geográficos

    Pádua Franco, Aléxia; Sabino, André Luiz; Rezende de Faria, Elizabet
    A sala de aula constitui-se como lugar privilegiado para aplicarmos as novas tecnologias da informação e da comunicação no processo de ensino e/ou aprendizagem. O uso dos telefones celulares na construção de podcasts geográficos permite que os estudantes registrem o conhecimento produzido e pressupõe intensa atividade de pesquisa, de organização de ideias e constante postura reflexiva. Nesse caso específico, o trabalho interdisciplinar com dados estatísticos divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aproxima professores e estudantes, tendo como objetivo analisar dados e garantir aprendizagens significativas.

  16. La enseñanza de geografía con las netbooks: un nuevo desafío para la didáctica

    Zenobi, Viviana; Estrella, Melisa; Flouch, Andrés
    La llegada de las netbooks a las escuelas ha abierto un gran abanico de posibilidades en la búsqueda y selección de recursos didácticos variados y originales, sin embargo, los docentes se encuentran desorientados, confundidos y en ocasiones abrumados por la gran disponibilidad y confunden el sentido formativo de la disciplina. Por tal motivo, para renovar la enseñanza de la Geografía en el Nivel Medio e incluir el uso de las netbooks y de otras herramientas multimediales, el equipo de investigación que coordina la Dra. Zenobi en la Universidad Nacional de Luján (en adelante UNLu) y en el marco de un...

  17. Ensinar e aprender geografia com/nas redes sociais

    Pasini Tonetto, Élida; Tonini, Ivaine Maria
    Este estudo trata de refletir sobre as potencialidades/operacionalidades das práticas pedagógicas da Geografia na apropriação das redes sociais online. Para isso, analisamos possíveis potencialidades oferecidas pelas redes sociais online para a Geografia e como podem ser operacionalizadas nas práticas pedagógicas com as redes sociais online seu ensino e, também, pensar como elas podem contribuir para ensinar e aprender com mais significância Geografia. Os fios teóricos da pesquisa estão tramados no entendimento de aprendizagem online para emaranhar os conceitos de espaço e ciberespaço, transitando por dois locais fundamentais: o da escola e o das redes. A abordagem metodológica é construída nas...

  18. A educação geográfica em Portugal e os desafios educativos

    Claudino, Sérgio
    A institucionalização da disciplina de Geografia no sistema de ensino liberal do século XIX deve-se ao seu contributo para a identificação cidadã através do território, no estado-nação emergente, que não ao reconhecimento público da sua relevância científica. Depois de um primeiro ciclo ainda marcado pela influência iluminista, sucede-se um outro, nacionalista, numa disciplina de Geografia comprometida com as aspirações políticas e sociais dominantes e que, pela sua relevância para a divulgação das colónias, se autonomiza do ensino de História. A partir do final de XIX, a Geografia vai sendo valorizada curricularmente conforme a relevância ideológica que vai assumindo para o...

  19. Videogame e ensino: a geografia nos games

    Ornelas Lima, Marcos
    Os jogos eletrônicos possuem uma espacialidade que tem se mantido longe das salas de aula, seja pela não apropriação dos games como objeto da Geografia Escolar, ou ainda pela não utilização dos videogames como ferramentas de ensino. O presente artigo busca contribuir com algumas questões no sentido de aproximar Geografia, games e ensino, tendo como referência práticas desenvolvidas no NuGAME – Núcleo de Games, Atividades e Metodologia de Ensino – no Colégio Pedro II. 

  20. O uso de imagens de satélite como suporte para o aprendizado significativo da cartografia no ensino fundamental

    Vieira, Denise Maria; Salomon de Guaycuru Carvalho, Vânia Maria; Vieira Zani, Maíra
    A educação cartográfica, fundamental para o estudo da geografia, tem sido negligenciada no ensino básico e necessita de novas ferramentas para tornar seu aprendizado mais efetivo. Diante das inúmeras transformações que o mundo atual enfrenta e dada à rapidez dessa evolução tecnológica, torna-se fundamental que a postura pedagógica dos profissionais de educação compartilhe essas mudanças nas salas de aula, através de ações e materiais didáticos que comunguem nessa mesma direção. Dessa forma, este trabalho apresenta uma contribuição para uma prática mais motivadora, associando a utilização das geotecnologias, em especial as técnicas do Sensoriamento Remoto, no ensino dos conceitos básicos da...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.