Mostrando recursos 1 - 20 de 9.587

  1. Salvador Artigas: el sonriente míster KO (1967-1969). Primera parte

    Cuesta Fernández, Fernando
    Biographical article about the former football player and coach Salvador Artigas, with special analysis of his coaching tenure at FC Barcelona during the 1967-68 season.

  2. Do estrangeiro antipático e avarento, ao velhinho simpático e veterano de guerra: representações e construções memoriais sobre o Conde d’Eu

    Pessanha Fagundes, Luciana
    Esta apresentação tem como objetivo analisar as construções memoriais realizadas em torno da figura do Conde d’Eu, a partir de três momentos específicos. O primeiro deles acompanha a trajetória desse personagem no Brasil Imperial ressaltando as características negativas que lhe eram atribuídas. Já o segundo, analisa o retorno do Conde ao Brasil, em janeiro de 1921, quando é recebido com muitas simpatias e glórias. Enfim, o terceiro momento tem como alvo as biografias publicadas sobre o Conde na década de 1930, onde é perceptível uma construção memorial bem diferente daquela apresentada apenas uma década atrás.

  3. Algumas estórias esquecidas pela história: gênese intelectual, relações com o poder e esquecimento na trajetória de Luís da Câmara Cascudo

    Santos Souto, Carlos Magno dos
    Neste artigo procuramos analisar algumas questões referentes à formação intelectual do folclorista potiguar Luís da Câmara Cascudo que tendem a ser esquecidas por alguns estudiosos de sua vida e obra, como por exemplo, suas relações com o poder político e sua participação no movimento integralista brasileiro, revelando algumas de suas facetas menos conhecidas. Com este intuito, nos debruçamos sobre parte do vasto material produzido sobre o autor, composto por biografias, autobiografias, crônicas, correspondências etc., tentando realçar exatamente o que foi escamoteado nestes escritos. Daí emerge um intelectual enredado na teia do poder e que constrói sua biografia esquecendo determinados fatos.

  4. Liberdade de informação e direitos da personalidade

    Miranda, Paula Schmitz
    A presente monografia busca trazer reflexões acerca de como deve o intérprete da lei agir diante do caso em que se discuta a relação de prevalência entre o exercício do direito à informação e o resguardo do direitos à vida privada, à imagem e à honra. A problemática teve origem, especialmente, no posicionamento firmado pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 4815/DF, que decidiu pela desnecessidade de autorização do retratado para publicação de sua biografia, delegando a solução de eventuais abusos cometidos em razão dessa divulgação ao plano indenizatório. Logo, considerando que a questão restou...

  5. Sonatas para piano op.35 e op.58 de F. Chopin : compositor vanguardista

    Hatta, Tomohiro
    Através deste trabalho, o autor pretende estudar, reflectir e validar o conhecimento e vanguardismo do compositor Frédéric Chopin da forma Sonata presentes nas suas duas últimas sonatas para piano Op.35 e Op.58. Entende-se por estudo a análise do contexto social, das formas musicais precedentes, dos seus antecessores e suas influência. Da sua biografia e daqueles que o rodeavam, bem como através da análise formal de ambas as Sonatas. O autor sustenta o trabalho com a comparação e reflexão de um questionário a três pianistas residentes em França.

  6. Poème Op. 25 de Ernest Chausson : a construção de uma edição pessoal de estudo

    Soares, Bárbara Bianca Carvalho
    Poème pour violon et orchestre Op. 25, composta em 1886 é uma das obras mais significativas da carreira do compositor Ernest Chausson. Além de ser uma peça expressiva do movimento da “nova escola francesa” é uma das mais famosas dentro do repertório violinístico. Esta autora, uma vez convidada para ser solista na execução da obra Poème junto à Orquestra Amazonas Filarmônica, realizou um processo de análise e estudo da obra sob orientação de seus professores Augusto Trindade e Alexandra Trindade, abordando aspectos técnico-interpretativos específicos para uma performance em concerto a fim de construir uma edição própria de estudo. Para tal,...

  7. Biografía masculina vs. autobiografía femenina: el obispo Miguel Villa y las fundadoras del convento de San José de Sássari (Cerdeña)

    Romero Frías, Marina

  8. Una histórica anomalía

    Veron, Eliseo
    ¿Qué es la revista LENGUAjes. A 30 años de distancia? Cuatro cosas: una verde, otra naranja, otra marrón, otra, de nuevo, verde (pero un verde distinto del primero, más profundo y más agresivo). El tiempo transforma los proyectos (culturales, intelectuales, ideológicos... como se los quiera llamar) en "objetos". Y eso con suerte: para quienes, cno el paso de los años, practican su propia arqueología, cultivan su biografía y por lo tanto conservan en su biblioteca esas cuatro cosas. (Yo, por ejemplo.) Para muchos estudiantes, no sé cuántos, LENGUAjes. Tal vez haya sido apuntes, fotocopias –ni siquiera objetos.Los apuntes y las...

  9. Retórica de una biografía: Padre Antônio Vieira por Joao Lúcio de Azevedo

    Pécora, Alcir

  10. Biografía del Capitán General de Extremadura D. José Galluzo y Páez (1746-1817)

    Sarmiento Pérez, José

  11. Lope de Vega y la Armada Invencible de 1588: biografía y poses del autor

    Sánchez Jiménez, Antonio

  12. Cambios de gobierno en la vida de un botánico mexicano: Maximino Martínez (1888-1964)

    Cuevas Cardona, Consuelo; López Ramírez, María del Carmen
    Fue un maestro de escuela primaria que con los años llegó a ser también un botánico reconocido. Básicamente autodidacta, inició su formación profesional en el Museo Nacional de Historia Natural, en 1914, y en la Dirección de Estudios Biológicos de 1915 a 1929. Su biografía permite revisar el efecto que los factores externos a la ciencia, como los cambios de gobierno y los movimientos sociales, tuvieron en la vida de un científico de aquella época.

  13. El trabajo periodístico de José Donoso y sus efectos en la biografía de "El obsceno pájaro de la noche"

    García Huidobro, Cecilia

  14. La biografía visual de Colombia: el Atlas de 1889, leído como símbolo nacional

    Jagdmann, Anna
    Maps can be considered texts which we can read and analyse in the same manner we read and analyse, for example, fictional texts. Both representations share a semantic structure, since their meanings are intentionally constructed. But maps are not innocent. Like the myth described by Roland Barthes, maps pretend objectivity and claim to be reality's true copy and its substitute. Nevertheless, maps are not only reality's inventory, but also its invention. As such, maps can become symbols, and instruments of power, representing a specific idea with in a system of thought. Maps can be used in many different contexts. One...

  15. Perfiles de un mundo. Polo de Medina y su biografía literaria

    Marín Ureña, José Manuel

  16. A biografia de Clarice Lispector refletida em Restos do carnaval sob um olhar morfológico

    da Silva Calderaro, Adriana

  17. Las biografías medievales, problemas teóricos e historiográficos. Especialmente referidos a las de las mujeres castellanas

    Pastor de Togneri, Reyna

  18. Teresa Claramunt, memoria y biografía de una heterodoxa

    Vicente Villanueva, Laura

  19. Nueva biografía de un conocido paria social: reapropiaciones de la tradición gauchesca y del tango en las Milongas de John Moreyra de "Homero Expósito"

    Sosa, Carlos

  20. Biografías de exclusión: desventajas y juventud en Argentina

    Saraví, Gonzalo A.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.