Mostrando recursos 201 - 220 de 2.519

  1. DE GESTAS, DE SALVAJES Y DE MÁRTIRES. EL RELATO MAESTRO SOBRE EL FUERTE SAN JOSÉ RECONSIDERADO DESDE LA ARQUEOLOGÍA HISTÓRICA (PENÍNSULA VALDÉS, PCIA. DE CHUBUT, SIGLO XVIII) / Savages, Epics and Martyrs. The Master Narrative about San Jose Fort reconside

    Marcia Bianchi Villelli; Silvana Buscaglia

    Desde inicios del siglo XX hasta el presente, la historiografía tradicional argentina se ha ocupado de estudiar la colonización española de costa patagónica de fines del siglo XVIII. La perspectiva desarrollada hasta 1980 se vinculaba principalmente a ámbitos conservadores de la historia que generaron una imagen fuertemente eurocéntrica y colonialista tanto del proceso de poblamiento como de cada uno de los tres asentamientos instalados sobre la costa patagónica entre 1779 y 1780 (el Fuerte Nuestra Señora del Carmen -Carmen de Patagones, Pcia. de Buenos Aires-, la Nueva Colonia y Fuerte de Floridablanca -Puerto San Julián, Pcia. de Santa Cruz- y...

  2. República Dominicana: a construção do pueblo criollo - doi:10.5102/uri.v6i1.822

    Renata de Melo Rosa
    Este artigo explora os limites do nacionalismo dominicano que, ao se opor binariamente ao nacionalismo haitiano, se constitui em uma alteridade perfeita que, mesmo assim, não consegue ocultar o princípio de transitabilidade existente na constituição de identidades opostas. Dessa forma, é a partir do trânsito contínuo pela identidade haitiana que o nacionalismo dominicano irá construir seus principais pilares, parecendo perder o seu significado caso esta oposição não seja continuamente reproduzida pelo pensamento social e pela historiografia dominicana.

  3. A Casa da Morte de Petrópolis: A importância da (re)construção de uma memória além da “Cidade Imperial” para a consolidação democrática

    Diego Grossi; Roberto Schiffler Neto
    A Casa da Morte de Petrópolis foi um dos centros clandestinos da ditadura militar brasileira. A descoberta desse “aparelho” foi possibilitada em função dos relatos de Inês Etienne Romeu, a única sobrevivente dentre as pessoas vitimadas na casa. Com os trabalhos inaugurados pela Comissão Nacional da Verdade, outras informações começaram a aparecer, oriundas principalmente de testemunhos de ex-militares envolvidos com o regime ditatorial, o que colocou o assunto em pauta na sociedade. O período republicano da cidade palco dessa história (inclusive a época da ditadura) é ainda ignorado pela historiografia “oficial” local, prevalecendo a supervalorização dos tempos do Império, pelos...

  4. Penerapan Beberapa Metode Pengajaran Sejarah Ditinjau dari Klasifikasi Bakat Akademik Siswa

    Mulyoto Mulyoto
    This experimental study was intended to test the influence of two methods applied in teaching History, Creative Problem Solving (CPS), Historiographical Process (HP), and Lecturing Method (LM). The subjects were students of State Senior High Schools (SMUN) in Surakarta Municipality assigned randomly into experimental groups and control groups. At the beginning of the treatment, the subjects were tested on their aptitudes, using two batteries of the Differential Aptitude Test (DAT), to measure Verbal and Abstract Abilities. Their learning outcomes were tested by using an achievement test. The results showed that there was a different influence of the three methods applied...

  5. A industrialização brasileira antes de 1930: uma contribuição sobre a evolução da indústria de máquinas e equipamentos no estado de São Paulo, 1900-1920

    Michel Deliberali Marson
    Resumo O objetivo do presente trabalho é trazer luz para a divergência da historiografia econômica sobre a produção, investimento e lucratividade da indústria de máquinas e equipamentos brasileira e paulista no período da Primeira Guerra Mundial por meio do exame da evolução dessa indústria entre 1900 a 1920, utilizando fontes primárias originais. As principais fontes são os contratos, alterações e distratos arquivados na Junta Comercial de São Paulo para o período de 1911 a 1920. Esses contratos são os registros de constituição de empresas em sociedades de empresários de todo ramo de atividade econômica do estado de São Paulo. Os...

  6. Cavar, criticar e documentar: aspectos múltiplos da produção fílmica em São Paulo nos anos de 1920 a 1940

    Márcia Juliana SANTOS
    Resumo A intenção deste artigo é identificar alguns desafios que marcaram o trabalho de operadores de câmera e cinegrafistas que atuaram no cinema paulista, entre as décadas de 1920 a 1940. Nesse período, a produção não ficcional, conhecida como "natural", se intensificou como resultado da chamada "cavação". Isso ocorreu, em parte, para atender as demandas de uma elite econômica e da propaganda do governo que brotavam das necessidades de registrar símbolos e práticas de poder. O recorte da análise partirá de alguns desses filmes e das primeiras experiências de documentários produzidos entre as décadas de 1920 e 1940, para a...

  7. Polissemias da desigualdade no Livro V das Ordenações Filipinas: o escravo integrado

    Ricardo Alexandre FERREIRA
    Resumo O presente artigo problematiza um dos pontos centrais da crítica dirigida por diferentes integrantes do chamado movimento das Luzes ao mundo do Antigo Regime. Trata-se da noção, já abordada pela historiografia especializada, de "desigualdade perante a lei", compreendida como atributo intrínseco e negativo de diferentes Estados europeus até o final do Setecentos. Parte-se aqui do pressuposto de que é imprescindível ao trabalho do historiador interessado no estudo das formas de exercício da justiça compreender os significados conferidos a conceitos e estatutos jurídicos dentro dos limites das épocas e lugares em que foram elaborados e utilizados cotidianamente pelos contemporâneos. Especificamente,...

  8. 1968 as a turning point in historical thinking: changes in western historiography

    Carlos Antonio Aguirre Rojas
    This article deals with an evolution of the meaning of 1968 Cultural Revolution as an "rupture event". Big ruptures have occurred since then in the historiography, affecting convictions present in several conceptions of History and directing this discipline to the cultural studies.

  9. As brechas ao capital nacional: a liderança da casa J. F. de Lacerda & Cia. sobre a exportação cafeeira em Santos na década de 1880

    Gustavo Pereira da Silva
    Resumo A ascensão econômica da província de São Paulo no século XIX assentou-se sobre a expansão da lavoura cafeeira no Oeste Paulista e sobre a formação de um complexo econômico com atividades paralelas vinculadas à exportação do produto. Dentre estas atividades, o comércio de importação e exportação era uma das mais importantes, sendo que a maioria das casas exportadoras de café em Santos eram firmas estrangeiras, o que levou a historiografia econômica a relegar o capital nacional nesta seara. Todavia, a principal casa exportadora de café em Santos na metade da década de 1880 era a J. F. de Lacerda...

  10. O mentecapto de Itaguaí, história, loucura e saber psiquiátrico: diálogos historiográficos em torno de “O alienista” de Machado de Assis

    José Roberto Franco Reis
    Resumo O artigo analisa a obra “O alienista”, de Machado de Assis, a partir de um diálogo com a historiografia (nem sempre escrita por historiadores) que, desde o final dos anos 1970 até períodos mais recentes, investiga tanto as práticas de intervenção psiquiátricas vigentes no Brasil da segunda metade do século XIX até o começo do XX quanto os aportes teóricos e as lógicas de poder e sociabilidades que davam sustentação a tais práticas. A perspectiva aqui assumida interpreta “O alienista” como um vigoroso “testemunho histórico”, num registro eminentemente crítico, dos momentos iniciais de implantação da medicina mental no Brasil...

  11. Maria Bandeira: uma botânica pioneira no Jardim Botânico do Rio de Janeiro

    Begonha Bediaga; Ariane Luna Peixoto; Tarciso S. Filgueiras
    Resumo Busca-se trazer à luz a trajetória de Maria Bandeira, primeira botânica do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, que atuou na década de 1920, desconhecida na historiografia e pouco citada na literatura científica. O significativo número de espécimes de plantas, fungos e líquens por ela coletados, a expertise em alcançar locais de difícil acesso, a extensa correspondência com especialistas estrangeiros e sua ida para estudar na Sorbonne permitem analisar o “fazer botânica” e as redes de sociabilidades nas ciências à época. A interrupção da sua trajetória científica para ingresso na ordem das Carmelitas Descalças com clausura total possibilita interpretações...

  12. "Por temer o Santo Oficio": As denúncias de Minas Gerais no Tribunal da Inquisição (século XVIII)

    Maria Leônia Chaves de Resende; Rafael José de Sousa
    Resumo Este artigo trata da identificação e análise das denúncias inquisitoriais nas Minas Gerais setecentistas registradas nos fundos dos Cadernos do Promotor e Documentação Dispersa do Tribunal da Inquisição de Lisboa domiciliados no Arquivo Nacional da Torre do Tombo (ANTT) em Portugal. Ele tem por objetivo construir um panorama quantitativo da natureza dos delitos, dos períodos de incidência e das regiões, cotejando os dados com a recente historiografia sobre a ação do Santo Ofício na América Portuguesa. Para tanto, procedemos ao levantamento dos casos delatados, de 1692 a 1821, inserindo-os nos seus respectivos delitos previstos nos títulos dos Regimentos Inquisitoriais,...

  13. Alimentação e cultura material no Rio de Janeiro dos vice-reis: diversidade de fontes e possibilidades de abordagens

    Leila Mezan Algranti
    Resumo A proposta deste artigo é analisar alguns aspectos das práticas alimentares na cidade do Rio de Janeiro, na segunda metade do século XVIII, entre as quais a posse de bens de mesa por parte de indivíduos de segmentos distintos da população. Entre os objetos disponíveis destacamos a posse de talheres, considerados indicadores de modernização dos hábitos à mesa. Para tanto, o artigo se apoia em inventários pós mortem e explora suas possibilidades de análise para o estudo das Artes da Mesa, um segmento de destaque na história da alimentação e que tem atraído a atenção dos historiadores. No caso...

  14. El cura Julio Sabogal y la vida cotidiana en Fusagasugá, 1908-1934

    JOSÉ ABELARDO DÍAZ JARAMILLO
    El artículo estudia la actuación del sacerdote Julio Sabogal, de la Parroquia de Fusagasugá, entre 1908 y 1934, buscando identificar la forma como pretendió establecer y conservar la hegemonía religiosa en la localidad, enfocado en que, si bien el cura era una autoridad religiosa por su investidura, debió acudir a estrategias de control, mediación y negociación, para poder ejercer sus labores misioneras, ya que no siempre las condiciones políticas, económicas y culturales le eran favorables. Este ejercicio permitirá acercarnos a un personaje que no ha sido trabajado recurrentemente por la historiografía colombiana, pese a la importancia que tuvo.

  15. La ornamentación clásica en la creación artística: el grutesco en España

    Albert Ferrer Orts
    Ofrecemos una nueva lectura de la ornamentación de raigambre clasicista a través del grutesco, así como su incidencia en España entre los siglos XV y XVII. Revisamos para ello las principales aportaciones de la historiografía e incidimos en su recuperación, desde su redescubrimiento en las grutas de la Domus Aurea en Roma, y difusión durante el Renacimiento y el Barroco. Ya que esta decoración tuvo una larga vida gracias del esgrafiado, una técnica artística que la acogió sin reservas y la popularizó sobremanera en los paramentos de la arquitectura religiosa y civil.

  16. Notas sobre otras epidemias en el Chile colonial

    Enrique Laval
    En crónicas o en la historiografía de la Colonia en Chile existen pocas referencias acerca de otras epidemias distintas de la viruela, como el tifus exantemático, fiebre tifoidea, disentería, etc. Casi todas de difusión rápida en el país y algunas con letalidad alta, que condujeron a rebalsar la capacidad de los hospitales de la época colonial chilena.

  17. CONSTITUCIONALISMO ALÉM DO ESTADO: PERSPECTIVAS HISTÓRICAS E DEMANDAS EMANCIPATÓRIAS

    Henrique Weil Afonso; Thales Cavalcanti Castro

    O objetivo deste trabalho é propor dois eixos de análise para o tema constitucionalismo global. Para sua concretização, privilegiou-se o estudo descritivo e analítico, por meio de pesquisa bibliográfica e documental. Inicia-se com uma discussão das principais correntes doutrinárias engajadas na temática (as Escolas Funcionalista, Normativa e Pluralista). Amparando-se na historiografia crítica do Direito Internacional, examina a produção de um discurso histórico apto a conciliar as contrastantes, ambivalentes e contextualizadas visões das relações jurídicas globais. Em sequência, dialogando com as abordagens do Terceiro Mundo para o Direito Internacional (TWAIL), problematiza a importância do constante exame dos processos...

  18. Sociología, Historiografía, Semiótica y Cultura del Libro Una apuesta metodológica para la lectura sobre la identidad del discurso jurídico en América Latina

    Mónica Patricia Fortich Navarro
    El artículo pretende una aproximación a los fundamentos conceptuales y metodológicos de la propuesta de investigación denominada cultura del libro, para revisar sus alcances en la producción y reproducción de los textos y discursos contenidos en los libros jurídicos.

  19. La historia de Aguirre, contada por fray Pedro Simón

    Carlos Rey Pereira
    Las Crónicas de Indias no se comprenden por entero como la mera respuesta a la pregunta básica "(Que pasó?", lo que asombra poco si recordamos con Roman Jakobson que un mensaje puede cumplir más de una función y, con Roland Barthes o Hayden White, que el lenguaje transparente de la historiografía tiene menos de transparente que de interesado. No es preciso insistir aquí en unas ideas que han sido ya expuestas casi a modo de sentencia: "el novelar y el historiar son equivalencias del tramar, es decir, de decisión poética”. La forma, ya que no del todo el pasado al...

  20. Isabel Allende o la morfología de las voces femeninas

    Eva Ciuk
    Leer obras de la escritora chilena Isabel Allende es como escuchar una composición musical polifónica. Voces que han permanecido ignoradas por los compositores de la gran sinfonía latinoamericana salen del silencio para cantar y contar en voz alta lo que la historiografía y la cultura oficial no les ha permitido expresar. Son voces del silencio, voces de las víctimas del rígido sistema patriarcal, victimas de la violencia y de la brutalidad del régimen dictatorial y voces de los marginados, postergados y excluidos de una colectividad conformista y artificial. En cambio las voces escogidas por la escritora para cantar la melodía...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.