Mostrando recursos 1 - 14 de 14

  1. La política Medellín Ciudad Clúster, ¿contribuye al desarrollo endógeno?: Una aproximación desde los cuatro planos de Boisier

    Ballesteros Sánchez,Nicolás; Navia Saldarriaga,Andrea; Romero Roa,Elizabeth
    El presente artículo pretende indagar sí la Política Medellín Ciudad Clúster contribuye al desarrollo endógeno, pues se ha convertido en un modelo nacional susceptible de replicación para el desarrollo territorial. Para ello, primero se hace una contextualización desde la perspectiva de varios autores sobre este enfoque de cara al actual escenario de la globalización; posteriormente, se esclarece que la endogeneidad se manifiesta en por lo menos cuatro planos que se cruzan entre sí: el plano político, económico, científico-tecnológico y cultural, de acuerdo a los planteamientos de Boisier (2005); una vez establecido este marco de referencia, se realiza un análisis del...

  2. Políticas públicas e internacionalización de la ciencia y la tecnología en Argentina (2003-2015)

    López,María Paz
    El artículo aborda las políticas públicas que promueven la internacionalización de la ciencia y la tecnología en Argentina entre los años 2003 y 2015. Para ello, se estudian cuatro dimensiones: las políticas de cooperación internacional en ciencia y tecnología; las políticas de repatriación de científicos y tecnólogos; las políticas de promoción de la ciencia y la tecnología y las políticas de orientación de la internacionalización científica y tecnológica. Se presta especial atención a las medidas propuestas por el Ministerio de Ciencia, Tecnología e Innovación Productiva, el Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas y la Secretaría de Políticas Universitarias entre...

  3. $rec.titulo

    Robles Belmont, Eduardo,
    Esta investigación de la tesis de doctorado trata sobre la presencia de una fundación filantrópica en la emergencia de nuevas ciencias y tecnologías en un país no hegemónico: el caso de la Fundación México – Estados Unidos por la Ciencia(FUMEC) en la emergencia de las micro y Nanotecnologías en México. Este trabajo de investigación, parte de una serie de observaciones de las dinámicas del desarrollo de estas tecnologías emergentes en este país. Durante estasobservaciones, ha sido señalada una fuerte presencia de la FUMEC y esto ha llamado la atención de esta investigación sobre las funciones desempeñadas por esta fundación en...

  4. A reforma curricular no ensino secundário (1999-2006). Transformações, tensões e dinâmicas na área do Português

    Mira Leal, Susana
    As reformas educativas, ou apenas curriculares, decorrem sempre de um determinado quadro político, socioeconómico, científico, tecnológico e ético e constituem-se palco para processos de apropriação que se desenvolvem a diversos níveis (nas escolas, na sociedade civil, nos media, na comunidade científica…) e representam sucessivos ensaios de ‘leitura’ do discurso oficial que define os termos dessas reformas (documentos preparatórios, publicações governamentais diversas, quadro normativo…) e da sua transposição pedagógica. O processo tem na escola um dos seus cenários principais e nos professores (e nos alunos também) os protagonistas. Apresenta-se, pois, fundamental conhecer o(s) modo(s) como aqueles (re)interpretam o discurso oficial (como...

  5. A política científica e tecnológica em Portugal e as ciências da comunicação : prioridades e indecisões

    Martins, Moisés de Lemos
    Trabalhos apresentados no 1º Congresso Mundial de Comunicação Ibero-Americana, realizado de 31 de julho a 4 de agosto de 2013, na Escola de Comunicação e Artes de São Paulo.

  6. Política de inovação : filiação histórica e relação com as políticas de desenvolvimento territorial

    Santos, Domingos
    Nesta comunicação pretendemos realizar uma abordagem sobre a evolução das políticas consagradas ao fomento da inovação, enquadrando-as historicamente no contexto de uma progressiva maturação e transformação quer das políticas científicas, quer das políticas tecnológicas precedentes. O nosso quadro argumentativo vai no sentido de sustentar que a actual política de inovação se projecta numa cada vez mais importante dimensão regional e, convergentemente, a moderna política regional envolve, também, vectores associados ao fomento das dinâmicas de inovação, de tal modo que, no plano operacional, e mesmo ao nível do respectivo enquadramento conceptual, existe uma clara tendência de aproximação e, até, por vezes,...

  7. O conhecimento científico e tecnológico como evidência para políticas e atividades regulatórias em saúde

    Barreto,Maurício L.
    Nas últimas décadas, têm-se observado mudanças na organização do modelo ocidental de Estado, com clara tendência de redução das suas atividades econômicas e sociais diretas. Ao mesmo tempo, percebe-se a ampliação de alguns dos seus papéis na elaboração de políticas e como regulador de uma série de parâmetros da vida social. Nesse contexto, consolida-se a noção de que são cada vez mais necessários conhecimentos científicos que fundamentem os processos de tomada de decisões. A idéia de política baseada em evidência foi apropriada pelo Estado moderno, e na saúde vem recebendo especial atenção. Avalia-se que, assim procedendo, se ampliam as chances...

  8. A política científica e tecnológica nas mensagens anuais dos presidentes do estado

    Szmrecsányi,Tamás

  9. Universidade, inovação e impacto socioeconômico

    FAVA-DE-MORAES,FLAVIO
    O papel da universidade é inquestionável para a formação de pessoas qualificadas e para o desenvolvimento socioeconômico de um país, principalmente quando fundamentado em uma política científica tecnológica articulada no espaço das relações entre universidade, Estado, empresariado e outros setores sociais. Uma pesquisa sobre o MIT aponta nessa direção, ao demonstrar a importância da inovação e do fomento econômico propiciados pela atuação de seus alunos, professores e pesquisadores. Mérito acadêmico, ação estratégica para pesquisa, investimentos e transferência de conhecimento tornam-se referências para o alcance da mudança social e consolidação de uma sociedade. Considerações semelhantes podem ser admitidas notadamente para as...

  10. Da utopia tecnológica aos desafios da política científica e tecnológica: o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1947-1967)

    Botelho,Antonio José Junqueira
    Partindo do suposto de que o esforço industrializante do Estado Novo foi acompanhado por um esforço de modernização técnica das Forças Armadas, o artigo postula que a entrada do Brasil na Segunda Grande Guerra deu um novo impulso a essa modernização, dada a influência do novo modelo institucional norte-americano nas novas iniciativas militares no campo tecnológico. Nesse contexto, um grupo de oficiais engenheiros do recém-criado Ministério da Aeronáutica, buscando aprender a partir dos erros tanto da industrialização corrente quanto da modernização técnica do passado, lançaria o projeto de criação de um instituto de ensino e pesquisa em Engenharia, que deu...

  11. Doenças infecciosas emergentes no reino da complexidade: implicações para as políticas científicas e tecnológicas

    Marques,Marília B.
    A atual emergência e reemergência de algumas doenças infecciosas ultrapassa fronteiras nacionais, afetando cada vez mais países desenvolvidos e em desenvolvimento. Este estudo alienta que a disseminação global de novas doenças infecciosas está afetando a previsibilidade implícita nos enfoques dominantes da transição em saúde. Este trabalho analisa, do ponto-de-vista epistemológico e político, enfoques alternativos para enfrentar estas novas tendências epidemiológicas globais.

  12. Indicadores para apoio à tomada de decisão

    Brisolla,Sandra Negraes
    Aborda indicadores de ciência e tecnologia, uma atividade que está tendo decisivo apoio das instituições encarregadas do planejamento e execução da política setorial, devido a duas tendências: o crescente conteúdo de conhecimento na composição do valor da produção de bens e serviços e a elevação do custo da pesquisa e a redução de recursos públicos para financiá-la, induzindo à introdução de mecanismos de avaliação de desempenho em todos os órgãos públicos. Utilizando um conjunto de indicadores em C&T desenvolvidos pela FAPESP, discute a grande dificuldade teórica no estabelecimento de indicadores adequados e como se pode fazer seu levantamento, como também...

  13. A POLÍTICA DA UNIÃO EUROPÉIA NO DOMÍNIO DA INFORMAÇÃO CIENTIFICO-TECNOLÓGICA

    Silva,Gabriela Lopes da
    Este trabalho visa dar uma panorâmica das políticas da União Européia no sector da informação. Após uma breve introdução sobre o empenhamento da UE na passagem à sociedade da informação para aumentar a sua capacidade competitiva diante dos Estados Unidos da América, descrevem-se vários programas europeus que concorrem para esse objectivo

  14. Política científica y tecnológica en España, 1996-2001, La

    Caravaca Domínguez, Xavier
    RESUMEN Este trabajo pretende estudiar la política científica y tecnológica española como una parte de la política económica. Es decir, estudiar las razones económicas por las cuales el sector público decide intervenir a la hora de promover la ciencia y la tecnología, ver qué instrumentos utiliza para ello y reflexionar sobre los resultados obtenidos. Esta obra se estructura en torno a cuatro grandes partes, algunas de las cuales se dividen en diversas secciones. Empezamos por una introducción teórica donde se presentan los temas fundamentales de las aspectos económicos relacionados con la ciencia y la tecnología. Se exponen y definen los conceptos básicos, se...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.