Mostrando recursos 141 - 160 de 45,935

  1. Decisão n.º388/2010, de 01 de outubro de 2010 (CONSUN)

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Conselho Universitário
    Termo Aditivo ao Protocolo de Cooperação entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e a Universidade Autónoma de Barcelona - UAB. E Termo Aditivo ao Convênio entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e a UAB.

  2. Decisão n.º336/2010, de 01 de outubro de 2010 (CONSUN)

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Conselho Universitário
    Convênio entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e o Ministério Público Federal, por intermédio da Procuradoria da República no Estado do Rio Grande do Sul - PRRS.

  3. Decisão n.º218/2010, de 09 de julho de 2010 (CONSUN)

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Conselho Universitário
    Convênio entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e a Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - FAURGS.

  4. Decisão n.º162/2010, de 28 de maio de 2010 (CONSUN)

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Conselho Universitário
    Protocolo de Cooperação entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e a Universidade Diego Portales, Chile.

  5. Decisão n.º151/2010, de 28 de maio de 2010 (CONSUN)

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Conselho Universitário
    Segundo Termo Aditivo ao Convênio entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e a Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo.

  6. Decisão n.º112/2010, de 23 de abril de 2010 (CONSUN)

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Conselho Universitário
    Termo de Cooperação entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República - SEDH.

  7. Decisão n.º054/2010, de 09 de abril de 2010 (CONSUN)

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Conselho Universitário
    Primeiro Termo Aditivo ao Convênio entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e o Ministério Público Federal, por intermédio da Procuradoria da República no Estado do Rio Grande do Sul - PRRS.

  8. Decisão n.º034/2010, de 08 de janeiro de 2010 (CONSUN)

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Conselho Universitário
    Convênio Acadêmico de Cooperação entre a UFRGS, através do Instituto de Psicologia, e a Universidad del Valle - UNIVALLE, Colômbia.

  9. Comprometimento pode ser ruim? : a influência negativa do comprometimento pré-consumo na satisfação do consumidor

    Scherer, Fernanda Mentz
    Assim como as técnicas de pesquisa e os estudos avançam na área de comportamento do consumidor, o consumidor, com o tempo, também associa novos comportamentos em seu processo de consumo. O comprometimento pré-consumo é um desses comportamentos, e é caracterizado com base na literatura de psicologia (KIESLER e SAKUMURA, 1966) como uma ligação do indivíduo com a posição declarada em seus atos ou decisões relacionados a uma experiência de consumo ainda iminente. O objetivo deste trabalho foi investigar a influência negativa do comprometimento pré-consumo na satisfação do consumidor, considerando a expectativa como mecanismo explicativo e a performance da experiência como...

  10. Aspectos da abordagem Reichiana sobre a etiologia da compulsão alimentar : uma revisão narrativa

    Vargas, Deisi Fraga
    O presente estudo tem como objetivo descrever como a abordagem Reichiana pode explicar a etiologia da Compulsão Alimentar em pessoas adultas. Como base metodológica, utilizou-se uma Revisão Narrativa da Literatura, sendo que o trabalho possui enfoque exclusivamente qualitativo. A hipótese levantada é de que a fixação oral de base Reichiana explicaria a etiologia da Compulsão Alimentar em adultos. Procurou-se, através da literatura disponível, entrelaçar os conhecimentos sobre Compulsão Alimentar e a Psicologia de abordagem Reichiana, procurando estabelecer relações entre ambos no que tange ao tema proposto. Conclui que faz-se necessário que estudos com adultos sejam feitos para confirmação da hipótese...

  11. Registros de sessão terapêutica : relato, gravação ou transcrição? considerações sobre as diferenças entre os registros

    Silva, Milena da Rosa; Barcellos, Eduarda Duarte de; Sanchez, Lívia Fração; Steibel, Denise; Fernandes, Paula de Paula; Campezatto, Paula von Mengden; Geremia, Lisiane; Klarmann, Regina Pereira
    A temática da gravação das sessões de psicoterapia não apresenta consenso na literatura. Alguns autores referem à possibilidade de ampliação dos conhecimentos e entendimento mais aprofundado das sessões, destacando a importância da gravação para estudos de processo psicoterápico. Outros enfatizam a exposição dos pacientes e a interferência negativa da gravação no processo e no desenvolvimento da aliança terapêutica. O presente estudo teve como objetivo examinar distintas formas de registro de sessões de psicoterapia psicanalítica. Consiste em levantamento das diferenças e especificidades do registro em áudio, da transcrição e do relato pela memória do psicoterapeuta de uma sessão de psicoterapia. A...

  12. La conducta antisocial como amenaza a la seguridad pública y privada

    Ardila, Carlos
    Las expectativas de comportamiento establecidas en una sociedad, a partir de condiciones específicas de convivencia, se constituyen como un esquema de definición acerca de las conductas que se identifican o no como desviadas o antisociales, de acuerdo tanto a las normas informalmente instauradas comoa las leyes consagradas constitucionalmente. El objetivo de este artículo, es abordar las actividades antisociales por medio del reconocimiento de las posibles amenazas que éstas implican para un escenario de convivencia, propósito para el cual se hará uso de las herramientas de conocimiento proporcionadas por diferentes disciplinas como la sociología, la psicología y la criminología.

  13. Oficinas de formação de multiplicadores da qualidade de laboratórios de pesquisa de uma instituição de saúde

    Milagres Presot, Ivanete; Campos, Helena Maria; Modena, Celina Maria
    Descreve-se a experiência de formação de multiplicadores da qualidade de laboratórios de pesquisa de uma instituição pública de saúde, com apresentação do delineamento e resultados das oficinas. A metodologia utilizada foi a de oficinas em dinâmica de grupo ancorada nas teorias da psicologia de grupos, nos grupos operativos de Pichon Rivière e na educação transformadora e libertadora de Paulo Freire. As oficinas constituíram-se em espaços de promoção da aprendizagem incluindo a participação coletiva e a interdisciplinaridade e foram realizadas reconhecendo as necessidades dos profissionais, promovendo a aprendizagem e o desenvolvimento do grupo para atuarem como multiplicadores da qualidade nos laboratórios...

  14. La revolución francesa y el idealismo alemán

    Mantilla Pineda, Benigno
    La historia, la literatura, la sociología, la psicología social, la ciencia política, las ciencias económicas, las ciencias jurídicas y la filosofía tienen mucho que ver y que decir sobre la Revolución Francesa. Este ensayo empero sólo persigue un objetivo claro y definido: describir brevemente los hechos que la caracterizan, destacar los principios filosóficos y las doctrinas jurídicas que la inspiraron y que prohijó y evaluar su repercusión inmediata en la flor y nata intelectua de sus vecinos de Allende el Rin. (…)

  15. “Construindo laços”: o uso do diálogo na promoção da saúde de idosos

    Figueirêdo, Alessandra Aniceto Ferreira; Barros, Thalmo da Costa
    Este trabalho tem como objetivo descrever atividades educativas, desenvolvidas com um grupo de idosos, na cidade de Itaporanga-PB. Essas atividades dizem respeito à prática de educação em saúde para discussão sobre hipertensão e diabetes, constituída na atenção básica pelos profissionais de psicologia, farmácia, fisioterapia e serviço social do núcleo de apoio à saúde da família (NASF), junto com as equipes de saúde da família (eSF) do referido município. Foram construídos grupos, compostos por idosos entre 68 e 75 anos de ambos os sexos, sendo esses realizados em espaços comunitários, próximos às unidades de saúde da família. Para execução dessas atividades,...

  16. Dando voz, papel e pincel para crianças na unidade básica de saúde: um relato de experiência

    Ferreira, Breno de Oliveira; de Meneses, Hélem Soares; Lima, Leonardo Sales; Furtado, Tânia Rodrigues
    O artigo relata a experiência do Estágio Supervisionado em Psicologia Social Comunitária da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) realizado em uma Unidade Básica de Saúde da cidade de Teresina, Piauí. Os objetivos do estágio foram: inserir-se no cotidiano da comunidade, coletar e interpretar dados dessa realidade, levantar possíveis demandas de trabalho e desenvolver atividades de intervenção visando a educação e promoção de saúde. Realizaram-se visitas domiciliares, aconselhamentos, encaminhamentos e especialmente, atividades lúdicas com as crianças da sala de espera. A criação de espaços educativos e preventivos junto à comunidade por meio da Educação Popular contribuiu para a melhoria da qualidade...

  17. Envolvimento e compromisso social – uma experiência de educação diferenciada

    Bizarria, Fabiana Pinto de Almeida; Dantas, Natália Freitas; Tassigny, Mônica Mota; Frova, Antonio
    Este artigo é o resultado da parceria do Projeto de Extensão Novas Cores (NUCEPEC-UFC) com um Centro de Educação de Crianças e Adolescentes de um bairro de Fortaleza, que consistiu na realização de dez oficinas, com média de uma hora e meia de duração com adolescentes entre 13 a 18 anos. O objetivo foi discutir os Direitos Fundamentais do Estatuto da Criança e do Adolescente. Foram abordados os direitos à saúde, à educação, ao esporte, ao lazer e à cultura. Dentre os temas citados, o “Direito à Cultura” foi explorado de forma mais específica a partir de uma atividade de...

  18. Rizomas da homoafetividade: saúde e movimentos sociais

    Almeida, Manoel Guedes de; Barbosa, Débora Regina; Pedrosa, José Ivo dos Santos
    A apropriação da temática da identidade homoafetiva pelo campo da saúde e sua íntima relação com o direito constitucional orientam, na contemporaneidade, saberes e fazes científicos e epistemológicos sobre a população LGBTTT que estão, em última análise, na medida do desejo construído nas relações humanas. O SUS, ao passo que assume a equidade como imagem-objetiva, passa a ensejar o desenvolvimento de verdades intersubjetivas que aproximam a promoção da saúde como direito à cidadania plena. Nesse contexto, o presente trabalho trata-se de revisão integrativa da literatura nas bases Scielo, Lilacs e Google Scholar. A análise dos resultados é apresentada de maneira...

  19. El Qué-Hacer del psicólogo en el sistema penitenciario

    Retamal Wiedmaier, Sofia
    En este artículo se describen los hallazgos de la investigación desarrollada en el año 1999 que explora los discursos constituyentes de la práctica de los psicólogos al interior del sistema penitenciario para sujetos penalizados. Se introducen elementos metodológicos que orientaron la producción y el análisis del material, basados en la psicología social discursiva y en el enfoque de análisis de discurso propuesta por Potter y Wetherell. Se desarrollan algunos elementos en relación a la constitución histórica del sistema penitenciario moderno por cuanto implica una reforma respecto del sistema penal monárquico pero al mismo tiempo sufre un traspié ideológico al orientar...

  20. Contrato psicológico y bienestar laboral

    Álvarez Ramírez, Adaneys; Rasero López, Viviana
    Este artículo tiene como propósito realizar una reflexión en torno al tema del contrato psicológico y bienestar laboral. Se realiza una descripción analítica a partir de referentes teóricos de ambos constructos, señalando la relación que tiene la configuración del contrato psicológico en el bienestar laboral. Por último, se plantea la discusión sobre el papel y los retos que deben asumir los profesionales que actúan en las organizaciones de trabajo desde el área de gestión humana.

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.