Mostrando recursos 1 - 20 de 8.255

  1. Mis siete libros de arquitectura (III): Del pequeño mundo del teatro al gran teatro del mundo

    Arnau Amo, Joaquín; Gutiérrez-Mozo, María-Elia (ed. lit.); Fontcuberta Rubio, David (col.)
    En este Tercer Libro de Arquitectura el autor invita a recorrer una nueva “espira” del itinerario espiral que se ha propuesto para entenderla y darla a entender. Y recurre a una metáfora que nos remonta a sus orígenes: el teatro. Pues es obvio que la Arquitectura provee escenarios a la vida: pública y privada. El punto de partida es, en este caso, la topografía, descripción del lugar al cual la obra de Arquitectura “imprime carácter”. Lo hace, por ejemplo, cuando convierte una vaguada en un graderío. La estación de término en este discurso será ese otro punto en el que...

  2. La cueva de Madrid. Magia y tramoya en «La dama duende»

    Nitsch, Wolfram
    Si según las investigaciones de la antropología cultural la magia tiene mucho parecido tanto con la técnica como con la retórica, la magia artificiosa del teatro barroco resulta de una interacción sugestiva entre la escenotécnica y el arte de representar. La dama duende se puede leer como una puesta en escena original de esta interacción. Como la intriga de Doña Ángela de Toledo se basa no solamente en un juego de rol ingenioso, sino también en una invención técnica digna del «artificio de Juanelo», la comedia cómica más exitosa de Calderón junta dos vertientes de la magia del teatro que...

  3. Teatros de papel 1765-1860: ¿Construcción de un modelo "a la francesa"?

    Casas Correa, Maribel

  4. Del carnaval y del teatro

    Flores Arroyuelo, Francisco José

  5. Consideraciones acerca de la fórmula de despedida a Dios en el teatro del Siglo de Oro

    Vila Carneiro, Zaida; Faya Cerqueiro, Fátima
    This study offers an analysis of Spanish farewell expression a Dios/adiós in the Golden Age period, using Calderón de la Barca’s first six partes of Comedias (written between 1623 and 1680) as a representative corpus. Three main issues were considered, namely the context, the pragmatic function, and the presence of this marker in adjacency pairs. The data analysis of the corpus enables the identification of typical features of grammaticalization in the development of adiós, which would originate in longer farewell formulae like Quédate a Dios.

  6. Antonio Martí. “Suite Mediterráneo. Luz Azul”: Sala de Arte del Teatro del Carmen de Vélez Málaga (15 de Noviembre-5 de Diciembre de 2007)

    Camacho Martínez, Rosario

  7. Introducción al arte barroco. El gran teatro del mundo

    Antonio Sáenz, Trinidad de

  8. Japanese performing arts known by missionary priests within the intercultural milieu of the 16th century: did Fróis encounter Christian Noh? TITLE: Los espectáculos musicales japoneses y el intercambio cultural que vieron los misioneros en el siglo XVI..

    Amano, Sachi
    ABSTRACTIn 1549 Francisco de Xavier, a Catholic missionary, went to Japan, and from then on missionaries continued to arrive there throughout the 16th century. Notably Luís Fróis, who arrived from Portugal in 1563, lived in Japan for more than 30 years, and wrote “Historia de Japam” and other works comparing the cultures of Japan and Europe, considered invaluable historical materials for understanding the Japanese culture of that period: for example, pronunciation, music and theatre. In addition, European religious music was taken to Japan by missionaries. They founded theological schools called Seminarios or Correggios where Japanese boys were taught vocal and instrumental...

  9. Estrellas en la oscuridad TITLE: Stars in the Dark

    Villarroya Gorbe, Lucía; Borrás Cardesa, Raquel
    La fusión de dos lenguajes artísticos como son el arte plástico y la expresión corporal conforman una simbiosis muy enriquecedora para todo el que lo vivencia. Su principal objetivo es expresar el valor de crear y la libertad de manifestar sensaciones internas que favorecen el crecimiento personal. Una experiencia llevada a cabo en el Colegio de Educación Especial Arboleda, de Teruel, nos hace entender que la convivencia de estas dos disciplinas posibilita desarrollar aspectos emocionales y psicológicos del alumno que influyen tanto en su proceso de aprendizaje como en su comportamiento y auto-desarrollo. Hace ocho años, los profesionales del centro...

  10. Figurino: de quando o Conde Drácula conheceu a baiana

    Viana, Fausto; Muniz, Rosane
    Nossa coluna desta edição é resultado de uma guerra de bastidores. O marco da batalha foi dado pela Romênia, que nos convidou a palestrar no encontro anual do Grupo de Trabalho de Figurino da Organização Internacional de Cenógrafos, Técnicos e Arquitetos de Teatro (OISTAT) sobre “A Influência do Traje Popular (que nós aqui chamamos de regional) no Figurino Teatral”.1 Seria preciso levar dois trajes para uma Parada de Figurinos, além de fotos para uma exposição e uma apresentação para o simpósio (...)

  11. Figurino: nudez em cena: normal, provocativa... escatológica?

    Viana, Fausto; Muniz, Rosane
    Nossa coluna desta edição se desnuda e revela tudo o que vai por baixo do figurino teatral. “Ora”, dirá o leitor, “nudez em cena é supernormal”! Se pensarmos em teatro, então, e nas nossas “raízes” teatrais, quando os indígenas se tornaram parte da encenação, já em mil e quinhentos e pouco, nudez é mais do que normal, presente e aceita sem maiores consequências (...)

  12. Teatro de revista e representação social do feminino no início do século XX

    Cardoso de Souza, Renata
    O presente artigo trata de questões relacionadas ao desnudamento do corpo feminino em contraponto à tomada de espaço em cena pela mulher no teatro de revista. Considerando as transformações sofridas pelo gênero entre as décadas de 1920 e 1960, são abordados os trajes de cena usados por coristas e vedetes como norteadores desta investigação. São pesquisadas ainda as companhias de teatro de revista europeias que mais influenciaram o gênero no Brasil.

  13. Teatro, cinema, diálogos e relações: Boca de Ouro e seus contextos

    Dyogo Pereira, Álvaro
    The relationship between theater and cinema is permeated with dialogues. In this paper, we will realize how the arts often need justify their relevance, their social value. This need raises the discussion about the importance of preserving the artistic heritage. We will question, however, the criteria under which some artists are considered “priority”, and why certain works are considered “great”. Located in Brazil, this research also raises some discussionabout the film academic thinking and how these reflections are processed in the country. We will focus our attention on the film Boca de Ouro (1963), by Nelson Pereira dos Santos, based on the homonymous work of Nelson Rodrigues.

  14. Figurino: o figurino teatral: a busca por unidade e raízes etnológicas

    Viana, Fausto; Muniz, Rosane
    Então era assim: lá pelo final do século XIX havia toda uma gente muito desassossegada com o fazer teatral. Claro que a inquietude com o teatro nunca vem sozinha: as manifestações artísticas sempre se inquietam juntas, é como se houvesse uma ligação entre todas asartes, que vão se revelando, cada uma a seu tempo, mas tratando dos mesmos assuntos e preocupações (...)

  15. Figurino: quero ser figurinista! Mas e aí?

    Muniz, Rosane
    Imagine que você vai ao cinema e, estranhamente, em vez de prestar atenção só no desenrolar do enredo, mantém olhos atentos para cada detalhe dos trajes da personagem e o que podem querer significar. Ou que você é freqüentador do teatro de sua cidade e, quando senta na poltrona, fica só esperando o espetáculo começar para observar como a protagonista está vestida, ou como o coro entra em cena... Ou, ainda, se você chega de um dia cansativo, senta no sofá de casa, liga a TV, mas em lugar de relaxar, começa a ver uma minissérie ou um seriado e fica atento aos detalhes das reconstruções históricas...

  16. O traje de cena na sala de aula

    Macedo Vasconcelos, Tainá
    Este trabalho tem como objetivo indicar aspectos relacionados à criação de trajes de cena na escola, contribuindo para a potencialização do ensino de teatro, bem como apresentar uma proposta de laboratório em que o aluno possa compreender as etapas de elaboração e confecção de figurinos. Nessa perspectiva, o projeto Laboratório de Criação de Figurinos: Experiência e Formação Artística na Educação Básica como Prática Extensionista é citado como exemplo.

  17. Figurino: Uma aventura no backstage do Cirque du Soleil: figurinos na corda bamba!

    Viana, Fausto; Muniz, Rosane
    O trabalho do Cirque du Soleil é daqueles que metem medo de ir assistir pela primeira vez, afinal, somos “gente de teatro”, e nosso maior dramaturgo deixava bem claro que “toda unanimidade é burra”. O autor Nilton Bonder, em seu espetáculo filosófico A alma imoral, provoca a reflexão da plateia quando a protagonista diz que “a unanimidade expressa uma acomodação à verdade absoluta que é insuportável à vida e que tem grande potencial destrutivo”. O tema também é a principal questão do famoso filme de Sidney Lumet 12 homens e uma sentença, como bem lembrou o jornalista Alessandro Martins.1 Ou...

  18. Figurino: muito além de teatro e moda

    Viana, Fausto; Muniz, Rosane
    É para pensar a criação de uma indumentária cênica que se pesquisa sobre figurino. Problema 1 – O que é indumentária cênica? Muito mais simples e ao mesmo tempo mais complexo do que se pode imaginar nestes tempos pós-modernos. Simples, na medida em que se trata da roupa de cena. Complexo, quando se pensa no que significa cena. Vá lá: área de atuação de atores (...)

  19. Figurino: traje de cena: um negócio na (da) China

    Viana, Fausto; Muniz, Rosane
    Não é de hoje que o teatro do Ocidente busca inspiração no teatro oriental. Da Índia, vieram as fortes apresentações de Kathakali e outras formas antigas de teatro e dança. Isso sem contar a febre dos filmes de Bollywood, que inspiraram obras como o filme Moulin Rouge (2001). Do Japão, os conhecidos e respeitados teatros Nô, Kabuki, Kyogen e o teatro de bonecos Bunraku, além de outras tendências mais contemporâneas, como o Butô, do qual Kazuo Ohno é o representante máximo. Do cinema japonês, é impossível não citar Akira Kurosawa (1910-1998) e obras dirigidas por ele, como Rashomon (1950), Os Sete Samurais (1954), Sonhos (1990) e Madadayo...

  20. Cómo dibujar la arquitectura de Aldo van Eyck: cinco dibujos de la casa de la familia Van Eyck en Loenen

    Campos Uribe, Alejandro
    Se trata de explorar el dibujo como herramienta de análisis de proyectos de arquitectura, instrumento de memoria que perdura más allá de la destrucción de lo que representa, aplicado a la casa del arquitecto Aldo van Eyck en Loenen aan de Vecht. Este breve ensayo, enmarcado en un trabajo de investigación que analiza en profundidad la vivienda, trata de presentar los documentos gráficos elaborados por el autor, que muestran por primera vez la casa –proyecto inédito– fuera del núcleo más íntimo de sus familiares y amigos. La reflexión no abarca la totalidad del proyecto sino cinco aspectos de la casa...

Aviso de cookies: Usamos cookies propias y de terceros para mejorar nuestros servicios, para análisis estadístico y para mostrarle publicidad. Si continua navegando consideramos que acepta su uso en los términos establecidos en la Política de cookies.